História Androids are a threat? - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Carlos Ycaro "Ycro" Gabryel, Detroit: Become Human, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Leon Martins, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Luiz Felipe (Luiz 1227), Malena "Malena0202" Nunes, Maria Luiza Ramos (MoonKase), Matheus Neves "Pk Regular Game", Nilce Moretto, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes, TazerCraft, Thiago Elias "Calango"
Personagens Alan Ferreira, Carlos Ycaro "Ycro" Gabryel, Connor, Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Kara, Leon Martins, Luiz Felipe "Luiz 1227", Markus, Matheus Neves, Mike, MoonKase, Nilce Moretto, Pac, Pedro Afonso Rezende Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rodrigo "Saiko" Ximenes, Thiago Cruz Alves, Thiago Elias "Calango"
Tags Capbit, Cayr, Cellps, Jvtista, L3ddy, Mitw, Moonvia{lívia}, Pklanxinim, Rezen1227, Starhiro, Sycaro, Tawum, Voidalan
Visualizações 246
Palavras 5.469
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá Vampirinhos,aqui é a Nick e sejam bem-vindos à mais um vídeo.....quero dizer....capítulo.{Minha ansiedade quer muito fazer um vídeo lendo essa fanfic '^^}

Como já disse no capítulo anterior,é melhor decorarem os horários que estou colocando nesta fanfic. Vocês,que acabaram de chegar,devem estar não entendendo o que são "CapBit" ou até mesmo "StarHiro".

CapBit é um shipp que eu criei para as pessoas chamadas de Capuccino e Bit{eles também são youtuber's}
StarHiro é um shipp que eu criei para as pessoas chamadas de ErichHiro e Starkinho{também são youtuber's}.

Os nomes verdadeiros são Luciano{ Capuccino },Marcos{ Bit },Erich Vinicius{ Hiro } e Álvaro Framil{ Starkinho }. Os dois primeiros ainda não sei o sobrenome '^^{se vocês quiserem saber mais sobre esses quatros,vou colocar os links dos canais nas notas finais}

E,Vampirinhos,não liguem para a minha criatividade{5 mil palavras},ela foi longe demais dessa vez ^.^. E para quem não sabe,minhas aulas voltaram{2 de agosto,para ser mais especifico} então vai ficar um pouco difícil postar mas tentarei ao máximo.

Eu ainda estou continuando com o calendário das fanfic's. Estarei pulando 3 dias e no 4 dia,eu postarei o capítulo ^^. Recomendo que escutem Butterfly enquanto leiam esse capítulo ^^

Mas,sem mais enrolação,vão ler ^^

Capítulo 3 - "Sa-Saiko?!?"


          ~ Mike

10 de Janeiro de 2039

08:10

Chegamos em minha casa,entramos conversando mas paramos quando vimos meu androide encostado numa parede,desmaiado.

- Mike,o que aconteceu aqui? - pergunta Jv,olhando minha casa inteira.

- Não sei - respondo indo até meu androide,vendo-o com arranhão no rosto e seu braço sangrava sangue azul - Parece que ele lutou - pego o androide no colo,colocando-o em cima do sofá.

- Lutou? - fala Felps olhando meu androide - Nunca vi um androide lutar! - completa suspirando - Falando nisso,preciso ir ver como está meu androide! - saí correndo de minha casa.

- Seu androide luta? - pergunta Jv se ajoelhando ao meu lado - Mas parece que ele não saiu ileso - verifica meu androide,encostando onde tinha ferimentos.

- Como você soube? - pergunto debochado - É óbvio que ele lutou com alguém - grito olhando para Jv,vendo-o com uma sobrancelha arqueada - A questão é.....quem fez isso? - volto à olhar meu androide.

          ~ Felps

10 de Janeiro de 2039

08:15

Chego em casa,abrindo a porta rápido,vendo meu androide com um outro androide dentro de minha casa. Vou até os dois,ficando de frente ao meu androide,olhando o androide desconhecido pelo canto de olho.

- Você está bem? - pergunto encostando minhas mãos em seu rosto,o fazendo rir baixo - Não está ferido? - pergunto me sentando ao seu lado,o puxando para mim - Ele não fez nada contigo,né? - pergunto novamente.

- Calma,gangster Zaguetti - começa rindo baixo - Eu estou bem,não se preocupe - tira meus braços de sua cintura - E ele não fez nada comigo - sorri confiante.

- Mas quem é ele? - pergunto desconfiado.

- Sou HS200,me chame de Alan - fala o androide - É um prazer conhece-lo,Felipe Zaguetti - sorri abertamente.

- O prazer é todo meu! - falo sorrindo de volta - Ah é! - me levanto num pulo - Cellbit,pegue aquele kit de androide - sorrio confiante.

- Cellbit? - perguntam os dois juntos.

- Tinha pensado em um nome para você - respondo aquela surpresa deles - E,Alan,você quer ser meu androide também? - pergunto pegando no braço do Cellbit.

- Ah.....sim! - responde se levantando também.

- Vem com nós também! - falo soltando o braço de meu androide - Cellbit,pegue o kit! - sussurro em seu ouvido.

- S-sim - gagueja indo para cima.

- O que você faz,Alan? - pergunto puxando assunto com o mesmo,enquanto Cellbit busca o kit.

- Sou bom em vídeo-games,em computação e em cozinhar - responde sorrindo.

Cellbit volta com o kit em mãos,chegando perto de mim e me entregando.

- Vamos? - pergunto olhando para os dois.

- Vamos! - gritam juntos.

Saio de casa,junto aos dois,correndo de volta para a casa de Mike.

08:20

Chego na casa de Mike,vendo ele e Jv olhando confusos para mim.

- Eu trouxe ajuda! - sorrio deixando Cellbit entrar,logo Alan entra também.

          ~ Cellbit

Pego o kit nas mãos do gangster Zaguetti,olhando ao redor,analisando o que aconteceu nesta casa.

- O que aconteceu com o androide? - pergunto indo até o androide deitado no sofá,me ajoelhando ao lado dele.

- Não sabemos - respondem os três humanos.

- Não sabem? - pergunto olhando os três - Tem alguma sugestão? - pergunto olhando o gangster Línnyker.

- Chuto que ele tenha lutado! - responde olhando para mim.

- Acertou! - falo voltando à olhar o androide - Esse androide lutou com dois humanos do sexo masculino - sorrio analisando o androide - Um deles deu um tiro no braço direito do androide e o outro deu uma facada em sua bochecha - continuo,apontando para os ferimentos - O ocorrido aconteceu às 08:00 da manhã - completo,sorrindo - Ele não está morto,só está cansado - acrescento,vendo ambos se aliviarem.

- Como você sabe disso? - pergunta João,ou Jv para os próximos.

- Sou um androide também - respondo olhando para ele - Nós,androides,podemos analisar o corpo de um outro androide,ou até mesmo de humanos - sorrio abrindo o kit.

- Você sabe medicina? - pergunta gangster Línnyker.

- Sei,tanto dos androides quanto dos humanos - respondo pegando sangue azul,um gaze esterilizada,uma atadura e uma linha com agulha - Para quem não gosta de agulha,não olhe! - recomendo,abrindo o saco de sangue azul,colocando dentro do braço.

Pego o gaze,pressionando-o sobre o ferimento do braço. Pego a linha,colocando na agulha e costuro o ferimento do braço,deixando 3 pontos. Coloco a atadura em volta do braço do androide,sorrindo logo em seguida. Pego outro gaze,colocando em sua bochecha,pressionando sobre a mesma.

- Gangster Línnyker,fique aqui no meu lugar? - pergunto vendo-o vindo até mim,colocando sua mão no gaze - Pressione mas não muito forte - completo indo para cima.

Procuro um banheiro,encontrando-o na última porta que eu abri. Lavo minhas mãos com sabão,voltando para baixo rapidamente.

- Obrigado! - agradeço ao gangster Línnyker. Tiro o gaze do ferimento,analisando se é muito grande e sim,é.

Pego a agulha novamente,costurando o ferimento,deixando 7 pontos no local. Pego uma pomada antibiótica,passando em meu dedo,depois colocando no rosto do androide. Coloco um bandagem no rosto dele.

- Gangster Línnyker,você tem uma bolsa de gelo? - pergunto olhando para o mesmo.

- Tenho - responde parando de conversar com o seu amigo - Quer que eu pegue? - pergunta e eu assinto.

Logo ele saí,voltando com a bolsa de gelo citada e me entrega.

- Obrigado,gangster Línnyker - agradeço colocando a bolsa de gelo na bochecha do androide - Ele tem um nome? - pergunto olhando para Mike,como seus amigos o chamam.

- Ainda não - responde se sentando nos pés do androide no sofá.

- Se eu fosse você,eu escolheria que nome dar para ele - falo deixando a bolsa de gelo em cima da bochecha do androide,me levantando logo em seguida - Pois assim será fácil de identifica-lo - sorrio para ele,indo até o gangster Zaguetti,me escondendo atrás dele - Nu-nunca mais me-me puxe para ver um androide! - dou um soco em seu braço,o fazendo rir.

- Que mudança de personalidade é essa? - perguntam todos juntos,me fazendo encolher mais.

- Não é dá conta de vocês - grito bufando em seguida.

- Que gritaria é essa? - pergunta uma voz,olho para o sofá,vendo o androide se sentar - Quem são e.... - começa olhando para mim,depois olhando para o Alan - Alan? - se levanta num pulo - Vo-você está bem? - pergunta indo até o mesmo - Ainda bem! - suspira aliviado.

- Vocês se conhecem? - pergunta gangster Negromonte,quase num grito.

- Bem.... - começa o androide sem nome.

Um barulho é ouvido no andar de cima,fazendo mais alguns barulhos e depois um grito.

- Vocês ouviram isso? - pergunto para os androides,pela conversa por mente.

- Sim! - respondam juntos.

- Vou verificar! - fala o androide sem nome - Então fiquem a..... - o interrompo,colocando minha mão em seu braço.

- Não vai sozinho - falo apontando para as escadas com minha cabeça - É perigoso! - sinto um pressentimento ruim.

          ~ Pac

08:30

- É perigoso! - fala me fazendo sentir um pressentimento ruim.

- Sinto...... - começo me soltando da mão dele,me direcionando para as escadas - Algo estranho! - completo correndo escada acima.

Procuro em cada quarto aberto,vendo se tinha alguém até olhar o último quarto. Uma silhueta saí do quarto,partindo para cima de mim,me prendendo na parede.

- E-ei,se acalme,homem - falo desfiando de uma faca,perto da minha bochecha esquerda - E-ei,senhor..... - desfio de uma outra,dessa vez foi do lado oposto - Senhor.....Peperson?!? - sinto uma dor no meu ombro direito,me fazendo gemer de dor - Sério? - pergunto me irritando aos poucos.

Dou um chute em seu saco,o fazendo gritar de dor - assim como todos que estavam atrás de mim - e eu o chuto em sua cabeça,fazendo o mesmo bater sua cabeça na parede,desmaiando logo depois.

- E-ei,precisava fazer isso? - perguntam juntos com a mão em suas intimidades.

- Sinto muito..... - falo tirando a faca do meu ombro,jorrando sangue do local - Não tenho culpa que odeio esse cara!! - completo me levantando,com ajuda da parede.

- O que aconteceu para você odiar esse cara? - pergunta o estudante Mikhael apontando,discretamente - só que não -,para o corpo perto da parede.

- Longa história mas eu tenho tempo para contar ela - respondo me levantando com uma mão no meu ombro - Mas antes,alguém pode prender esse cara numa cadeira? - pergunto olhando o estudante João e o estudante Felipe irem até o corpo.

|~*~| Quebra de Tempo |~*~|

- Bom....por onde eu começo? - pergunto à mim mesmo - Ah sim! - suspiro me preparando para falar - Senhor Peperson era meu antigo dono,e do Alan também - jogo minha cabeça para trás no sofá - Ele....fazia de tudo comigo mas ele nunca me bateu,só no sentido sexual - coro com o que eu disse - Mas eu me cansei disso tudo,então eu fugi - continuo,suspirando alto - E eu prometi à mim mesmo que iria voltar para buscar o Alan mas..... - volto minha cabeça para frente,abaixando-a - Mas um tal de Elijah Kamski me pegou,me consertou e me colocou de novo para a CyberLife - completo fechando meus olhos.

- Quanto tempo você ficou lá? - pergunta o androide do estudante Felipe.

- Por cerca de 70 dias,ou seja..... - respondo abrindo meus olhos - 3 meses,9 semanas,6 dias e 8 horas e 30 minutos,agora 31 minutos - sorrio olhando para trás,vendo se o homem ainda está preso - Alan,posso acessar sua memória? - pergunto me levantando e indo até o mesmo,já que ele estava em pé.

- Po-pode - responde me dando seu braço,me conectando nas suas memórias.

- O que acontecerá se eu fazer um reset em você? - "

- Mas cadê o Tarik? - "

- Aquele vagabundo fugiu,agora vai ser você que vai ficar no lugar dele - "

- Ei,posso te mandar para uma outra casa? Tenho um amigo que pode gostar de você - "

Solto seu braço,me assustando com o que eu vi. Olho para onde deveria estar o senhor Peperson mas ele não estava mais lá.

- Cadê ele? - pergunto correndo até a cadeira na cozinha - Ele deveria estar..... - ouvi-se um barulho de janela quebrando.

Corro até o andar de cima,voltando à procurar de onde veio o barulho. Entro no quarto de hospedes,vendo um corpo jogado perto da janela.

- Ei,garo..... - começo correndo até o garoto - Sa-Saiko?!? - pergunto indignado.

          ~ Luiz

10 de Janeiro de 2039

07:42

- Por onde eu começo? - pergunto baixo,descendo as escadas dos dormitórios.

- Por que não começa comigo? - pergunta uma voz feminina,logo aparecendo ao meu lado - Outro garoto bonito e fofo! - sorri chegando mais perto de mim,e eu me afastando.

- Qu-quem é você? - pergunto recuando mais enquanto ela avança - Po-por que está nos dormitórios dos garotos? - pergunto novamente,tentando ao máximo ficar longe da garota.

- Está solteiro? - pergunta ignorando minhas perguntas.

- Err..... - tento falar mas não saí nada.

Sinto alguém me puxar,correndo enquanto segurava meu braço mas ele para de correr,olhando para mim.

- Não ligue pra ela - começa sorrindo - É uma cabeça de vento - ri baixo - Mas qual é seu nome? - pergunta me puxando para sentar num banco.

- So-sou Luiz Felipe - respondo tentando não olhar o garoto - E o seu? - retruco a pergunta,olhando para ele.

- Sou Gabriel,pode me chamar de Wolff - responde dando um sorriso calmo,me fazendo corar. Espera.....corar? Isso faz parte do pacote? Não acredito - Em que quarto você está? - pergunta me tirando dos meus devaneios.

- Estou no quarto 2 - respondo virando meu rosto para o outro lado,sorrindo de leve - Junto com o Rezende - volto à olhar o Wolff,vendo-o surpreso.

- Você conhece o Pedro? - pergunta colocando suas mãos em meus ombros.

- Sim! - respondo indignado como Rezende é tão popular - Mas.... - começo,me levantando - Muito obrigado por me ajudar! - agradeço fazendo uma reverência.

- Você já vai? - pergunta fazendo uma cara de choro.

- Desculpe-me - falo fazendo outra reverência - Rezende deve ficar muito preocupado comigo - dou um "tchauzinho" enquanto eu corro de volta para o meu quarto.

          ~ Rezende

10 de Janeiro de 2039

07:50

Acordo,me levantando atordoado pelo sono e olhando em volta,procurando Luiz.

- Luiz? - pergunto acordando por completo.

- Estou aqui! - responde entrando no quarto.

- Onde você esteve? - pergunto indo até ele,o olhando por completo - Você está machucado? - continuo à perguntar - Nunca mais faça isso! - abraço-o.

- Mas você deixou! - fala desfazendo do abraço - Você disse "Só não se perde!"...... - imita minha voz - E ainda quer que eu não saía? - pergunta num tom alto,próximo de um grito.

- Desculpe,eu não lembrava que eu disse isso - falo voltando para minha cama,deitando na mesma de costas para Luiz.

- Re-Rezende,você ficou magoado? - pergunta baixo. Sinto uma parte da cama afundar,provavelmente Luiz estava lá.

- Não - respondo fechando meus olhos.

- Eu sei que você está,Rezende! - fala dando um fungada - Eu.....sei que..... - soluça enquanto fala.

- Espera...... - falo me sentando rápido,ficando cara-a-cara com Luiz - Você.....está chorando? - pergunto levantando sua franja e encostando minha testa na dele - O que você comprou? - pergunto abaixando sua franja.

- E-eu..... - começa mas para.

- Olha,Luiz! - começo pegando em seu queixo,o forçando a me olhar - Seja o que for que você comprou...... - olho nos olhos dele - Só quero que você seja sincero comigo - sorrio de lado - Foi o que você me prometeu quando eu te comprei - vejo uma lágrima cair dos olhos de Luiz.

~ Memoria de Luiz On ~

- Pai,quero esse androide! - grita a criança,enquanto apontava para um androide do mesmo tamanho da criança.

- Esse é um PH800,é um ótimo androide - começa o vendedor,fazendo Pedro ficar mais animado para comprar aquele androide - Ele cresce conforme os anos vão se passando - continua,deixando a criança mais animada - Eles não tem nada de especial mas ele aprende o que lhe dizer - coloca a sua mão no ombro do androide.

- Eu quero ele!!! - fala a criança,enquanto puxava a blusa de frio de seu pai.

- Vou levar! - fala o pai de Afonso,fazendo a criança pular de alegria.

- São 23,99 ienes - fala o vendedor,enquanto ligava o novo amigo de Pedro.

- Aqui! - fala o pai enquanto entregava o dinheiro.

- Olá,sou PH800 - fala o androide sorrindo.

- Já tem um nome para dar à ele? - pergunta o vendedor,fazendo a criança concordar - Então fale para o androide - pega nos ombros da criança,a guiando em frente ao androide - PH800,registre seu nome - faz a criança sorrir mais.

- Luiz Felipe Peixe - fala Pedro em frente ao androide,o encarando feliz - Sou Pedro Afonso Rezende - sorri hipnotizado no led do androide,o mesmo mudava de cor.

- É um prazer conhece-lo,Rezende! - fala o androide descendo da plataforma que estava,dando um sorriso fofo ao Pedro.

~ Memoria de Luiz Off ~

- Eu..... - tenta falar novamente mas lágrimas o impede.

- Ei,acalme-se - falo o puxando para um abraço - Você comprou um pacote de humano,né? - pergunto sentindo o mesmo assentir - Quero que você saiba que isso não faz diferença alguma para mim - desfaço o abraço,continuando com minhas mãos em seus ombros - Você ainda continua o mesmo para mim - sorrio vendo-o sorrir também - Continua fofo,carinhoso,carismático e sincero,certo? - fecho meus olhos,sorrindo.

- É.....você tem razão! - fala me fazendo abrir os olhos,vendo o sorriso de Luiz abaixar - Tem uma coisa que me incomoda - fala sério mas não tira o restante de seu sorriso.

- E o que é? - pergunto parando de sorrir,ficando sério.

- Um brinde veio junto ao pacote - responde abaixando sua cabeça - E o nome do brinde é "sangue humano" - sussurra enquanto brinca com seus dedos.

- Qual é o brinde? - pergunto tentando entender o que ele falou antes - Não ouvi a última parte - acrescento chegando mais perto dele,ficando ao seu lado.

- O nome do brinde era "sangue humano" - fala um pouco mais alto que seu tom de voz - Sinto muito - se vira para mim,deixando suas mãos nas minhas coxas,fazendo uma reverência sentado.

- Não precise se desculpar - falo sorrindo,enquanto o vejo levantar sua cabeça,surpreso - Praticamente você não tem culpa,veio junto ao pacote - puxo-o para ficar deitado em meu colo,fazendo tirar seu boné sozinho - Mas Luiz,não faça mais nada sem me avisar - coloco minha mão em sua testa e ele me olha sério - Por favor? - vejo-o sorri vitorioso - Já estou cansado de você fazendo isso! - falo sorrindo de lado - Está na hora de pagar! - grito começando à fazer cocegas no Luiz.

- E-ei..... - tenta falar mas suas risadas o impediram de falar. Faço mais cocegas no Luiz,o fazendo rir mais e mais,mas eu paro para deixar Luiz descansar.

- Já que você é,praticamente,um humano - começo o pegando no colo,vendo-o corar - Sabia! - sussurro sorrindo - Você,provavelmente,fica cansado também - continuo,colocando-o em sua cama - Então,descanse bem - sorrio para ele.

- Ah,Rezende - chama-me,pegando em minha mão - Eu....conheci uma pessoa hoje! - sorri me puxando para sentar em sua cama.

- Sério? E quem é? - pergunto surpreso e confuso ao mesmo tempo.

- Um tal de Gabriel,mas ele disse que eu posso o chamar de Wolff - responde me fazendo ficar mais surpreso que antes - O que foi? - pergunta se sentando ao meu lado.

- Não quero que você fique do lado dele - falo olhando bravo para Luiz.

- Rezende,você nunca ficou tão bravo assim - fala estranhando-me - O que aconteceu com você e o Gabriel? - pergunta me fazendo virar o rosto.

- Não é nada! - respondo me levantando mas sou impedido.

- Por favor,me conte! - fala fazendo um biquinho,me fazendo me sentar novamente.

- É que.....nós brigamos quando eu descobri que ele já deixou várias pessoas no hospital - falo abaixando meu olhar - Quando eu fiz um amigo,o Wolff bateu nele e o deixou no hospital mas..... - continuo,parando um pouco - Mas descobri que esse meu amigo acabou morrendo por causa do Wolff - suspiro - E não é só o meu amigo que teve isso,muitas outras pessoas que mexiam ou não com ele,ele os matava - coço meu olho.

- Eu tomarei cuidado com ele! - fala pegando em meu braço,rodeando seu pescoço - Parece que você não dormiu nada! - suspira sorrindo para mim.

- E eu tenho uma outra coisa para contar à você,continua sendo sobre o Wolff - começo,suspirando.

- Pode falar! - fala deitando em meu peito.

- Wolff gosta de coisa fofas e bonitas - começo,vendo Luiz levantar a sua cabeça rápido - Tanto faz se é garoto ou garota,tudo que é fofo e bonito,ele quer para si - sinto Luiz abaixar seu olhar - E ele faz de tudo para conseguir isso,levando a consequências horrível quem o atrapalhasse - completo sentindo Luiz me abraçar.

- Você está querendo dizer que o Wolff me quer? - pergunta olhando para mim.

- Isso! Então quero que tome bastante cuidado - falo sorrindo e colocando minha mão em seus cabelos,acariciando ali.

- Tomarei,Rezende! - fala dando um longo bocejo - Mas quero que você esteja comigo quando acabarmos encontrando ele,sem querer - sorri,voltando a colocar sua cabeça em meu peito.

- Boa noite,Luiz! - falo escutando uma fungada longa,indicando que o mesmo dormiu - Estava com sono mesmo - sussurro tentando me deitar sem acordar o Luiz,dando certo e o sono toma conta de mim.

          ~ Batista

10 de Janeiro de 2039

08:26

Acordo,sem perceber que eu tinha dormido,me sentando em minha cama e olho para o lado,não vendo o Jotinha.

- Mas onde será que ele foi? - pergunto a mim mesmo,tentando lembrar se ele tinha me falado alguma coisa - Que coisa,Jotinha! - suspiro me levantando - Então vou dar uma volta pelo colégio - paro em frente ao meu espelho do guarda-roupa,olhando-me pelo mesmo - Que cabelo ridículo! - tento arrumar meu cabelo cacheado louro,dando meio certo - Vai ficar assim! - reclamo saindo do quarto.

Após sair,acabo me esbarrando em alguém,fazendo eu cair para frente,o empurrando comigo.

- Aí! - reclamo tentando me levantar,mas sinto mãos rodeando minha cintura,me fazendo corar - Err.....pode me sol-soltar? - pergunto olhando para quem eu estava em cima.

- Ah....desculpe! - fala me soltando e eu me levanto,ajudando a pessoa se levantar também - Qual é seu nome? - pergunta segurando minha mão ainda - Nunca tinha te visto antes! - solta minha mão,passando as duas sobre minhas costas,parando em minha bunda.

- Err....sou Felipe Batista - respondo tirando suas mãos de mim - Eu.....tenho que ir! - falo saindo correndo,passando por todas as pessoas - Que cara estranho! - sussurro enquanto eu parava de correr ao poucos,acabo me esbarrando em outra pessoa - Oh,descul..... - sinto mãos pelos meus braços,indo para minhas costas - .....pe-me - tiro suas mãos de mim,saindo correndo de novo - O que diabos acontece neste colégio?!? - falo me encostando numa parede,descansando-me de tanto correr.

Sinto alguém pegar em meus ombros,me virando reto - já que eu estava de lado - e me fazendo bater minhas costas na parede,me prendendo.

- O que deseja? - pergunto desconfiado.

- Você! - responde passando sua mão esquerda em minha coxa,subindo aos poucos.

- Que.....filho da puta!! - grito chutando sua intimidade,o fazendo gemer de dor e cair no chão - Eu fui paciente demais!! - falo bufando e olhando ao redor,vendo muitas pessoas me olhando.

Suspiro procurando algum lugar que eu possa ficar tranquilo,encontrando o banheiro masculino pelo meu olhar. Corro até o mesmo,entrando rapidamente.

- O que está acontecendo com esse colégio? - pergunto baixo enquanto me olhava no espelho - Bando de doidos! - ligo a torneira,pegando um pouco de água,jogando em meu rosto.

Escuto um barulho atrás de mim,percebendo que era as portas dos banheiros. Suspiro olhando para trás,vendo garotos saindo dos banheiros e vindo até mim,passando direto pois queriam lavar as mãos. Volto a minha posição de antes,voltando a me olhar.

- Olha só! - começa uma voz atrás de mim,olho pelo espelho,vendo um garoto estranho - Você tem um belo rosto! - sinto braços me pegarem pelos meus braços,forçando para trás.

- Me solte! - grito tentando me soltar dos garotos,falhando logo em seguida - O que está acontecendo com esse colégio? - pergunto alto,tentando me soltar novamente dos braços dos garotos.

- Você também tem um belo corpo! - fala o mesmo garoto de antes,olhando o meu corpo inteiro - Será muito bom nos satisfazemos,né? - pergunta para os três garotos que estavam com ele.

- O-o que vão fa-fazer comigo? - pergunto olhando surpreso ao dois garotos em minha frente.

- Quem sabe? - pergunta sorrindo estranho.

- Jo-Jotinha,onde você está? - pergunto baixo,fechando meus olhos.

          ~ Jv

10 de Janeiro de 2039

08:33

- Mike,vem aqui rapidinho! - chamo o mesmo,indo para o final do corredor da casa dele - Eu.....estou sentindo um pressentimento ruim! - falo olhando para ele,e o mesmo estava surpreso - O que foi? - pergunto fingindo estar bravo.

- Você? Sentindo um pressentimento ruim? - pergunta confuso - Você está realmente estranho! - arquear sua sobrancelha.

- Estou falando sério! - falo olhando nos olhos de Mike,já que quando eu fico sério,eu sempre olho nos olhos de quem está em minha frente - Acho que está acontecendo algo com o Batata! - abaixo meu olhar. Eu disse.....Batata?

- Batata? - escuto Mike sussurrar - Então você quer voltar para o colégio,por causa do Felipe? - pergunta e eu concordo - Pode ir! - fala sorrindo.

- Obrigado! - falo retribuindo o sorriso de Mike,começando a andar.

- Só não come o garoto! - grita Mike do final do corredor,enquanto eu estava saindo do andar de cima.

Rio com o comentário,saindo de sua casa e correndo até o colégio.

|~*~| Quebra de Tempo |~*~|

Chego no colégio,saindo correndo até meu quarto. Chego no quarto,abrindo a porta,não vendo o Batista ali.

- Onde será que ele foi? - pergunto vendo algumas pessoas passarem. Vou até uma garota que estava encostada na parede - Ei,senhorita! - chamo a atenção dela - Você viu um garoto loiro com moletom vermelho e calça cinza? - pergunto vendo-a vir até mim,tirando seu pirulito da boca.

- Provavelmente está no banheiro,pois ele perdeu a paciência e deve estar tentando se acalmar lá dentro - responde colocando o pirulito na boca novamente.

- Obrigado! - fala saindo correndo até o banheiro.

Chego no banheiro,vendo garotos segurarem o Batista enquanto o mesmo só chorava.

- Ei,o que vocês estão fazendo? - pergunto indo até os quatro garotos,dando soco em cada um - Vazam daqui antes que as coisas piorem para o lado de vocês! - falo vendo dois garotos soltarem o Batista,e todos saiam do banheiro - Batista! - me ajoelho perto dele.

- Jo-Jotinha? - pergunta confuso,olhando com os olhos semicerrados.

- Sim,sou eu! - respondo o olhando seminu - O que aconteceu com suas roupas? - pergunto tirando meu uniforme.

- Eles rasgaram! - responde olhando para o outro lado.

- Pode se sentar,por gentileza? - pergunto o ajudando a sentar - Veste isso! - entrego minha farda a ele.

- Obrigado,Jotinha! - fala vestindo a farda,ficando longa no corpo dele.

- Vou te levar para o quarto! - falo o pegando no colo,estilo noiva.

- Agradeço pela ajuda,Jotinha! - fala sorrindo de lado,enquanto seus olhos fechavam devagar,fechando por completo.

- Sempre estarei aqui! - sussurro sorrindo,começando a andar até os dormitórios.

Chego nos dormitórios,peço a alguém abrir a porta para mim e eu entro com Batista no quarto,colocando-o em sua cama.

- Você,hein? - fala rindo baixo,um riso forçado. Escuto alguém bater na porta,e eu vou atender.

- João,como está o Felipe? - pergunta o diretor Leon.

- Está bem mas está desmaiado! - respondo dando espaço para o diretor entrar - O que faz aqui,diretor? - pergunto fechando a porta atrás de mim.

- Vim ver como o Felipe estava! - responde sentando na cama de Batista - Soube que houve algo no banheiro - fala e eu me sento em minha cama - Você sabe o que aconteceu? - pergunta olhando para mim,já que estava olhando Batista.

- Não muito! - respondo cruzando minhas mãos - Só vi quatro garotos perto dele,dois estavam segurando ele e os outros dois estavam na frente de Batista - falo olhando Batata desmaiado em sua cama - E eu dei uma lição à eles! - sorrio fraco - Então..... - me levanto - Me desculpe por isso!! - completo fazendo uma reverência.

- João,você está bem? - pergunta chamando minha atenção - Você não é de se desculpar! - fala surpreso.

- Err......estou aprendendo a desculpar - falo sorrindo enquanto olho para baixo. Escuto a porta bater,eu ia atender mas o diretor me interrompeu.

- Eu atendo! - fala abrindo a porta,mostrando a vice-diretora com algo em suas costas - Entre! - deixa espaço para Nilce entrar.

- O que tem aí atrás? - pergunto olhando para a loira.

- É o uniforme do Batista! - responde sorrindo e tirando o que estava atrás dela.

- Ah,falando no Felipe! - começa o Leon,chamando minha atenção - Quero que você saiba que o Felipe é...... - é interrompido por uma fungada longa,vindo de Batista.

- Você está bem? - pergunta Nilce dando o uniforme para o Leon,se sentando ao lado de Batista e o ajudando a sentar.

- O meu corpo doe! - responde encostando em algumas parte de seu corpo - Mas eu estou bem! - sorri para a loira.

- Ainda bem! - fala Nilce dando um suspiro aliviada.

- O que você queria falar para mim,diretor? - pergunto chamando a atenção dele.

- Depois eu falo! - responde me deixando curioso - Mas você poderias nos deixar sozinhos com o Batista? - pergunta olhando para mim,já que olhava Batista e Nilce.

- Claro! - respondo saindo do meu quarto - Não acredito que fui expulso do meu próprio quarto! - sussurro indignado.

          ~ Nilce

- O que você fez? - pergunta Leon ao pobre garoto - O que você fez para não se machucar? - pergunta novamente,acrescentando algumas palavras.

- Comprei um.....pacote diferente! - responde o garoto - Dizia que eu virei um "humano completo" - fala fazendo aspas.

- Com esse pacote..... - começo chamando a atenção dos dois - Veio um brinde chamado "sangue humano"? - pergunto e o garoto concorda - Eu sabia! - sussurro me levantando - Esse pacote que comprou......o ajuda a disfarçar mais - sorrio para o garoto - Tornando-o um humano completo! - sorrio para Leon.

- Como você soube disso? - pergunta Leon,chamando minha atenção.

- Enquanto eu fazia o uniforme de Batista,resolvi pesquisar um pouco sobre androides e sobre Batista também - respondo sorrindo - Descobri que o antigo dono dele fazia estas coisas também - olho para Leon confuso,chego perto dele - Essas coisas de sexo! - sussurro no ouvido dele.

- Ah sim - fala me fazendo rir - Falando em uniforme,aqui está o seu! - entrega o uniforme à Batista,e o mesmo pega.

- Mas..... - começa o garoto - Como você souberam disto tudo? - pergunta olhando confuso para nós.

- Uma garota veio nos dizer que tinha garotos fazendo coisas erradas com outros garotos - começo,respondendo metade da pergunta.

- E do banheiro..... - começa Leon - Um garoto da mesma sala que você..... - continua,sorrindo levemente - Ele disse que estava entrando no banheiro quando viu tudo aquilo - completa olhando para mim.

- Agora vamos deixar você descansar! - falo vendo Leon ir até a porta - Humano completo - sorrio para ele,saindo junto com Leon.

- Pode entrar,João! - fala Leon saindo dos dormitórios,e eu o seguindo.

          ~ Café

10 de Janeiro de 2039

08:30

Chegamos em minha humilde residência,entro tirando meus sapatos e o Tayr faz o mesmo,entrando.

- Beautiful house! {Bonita casa!} - fala olhando ao redor,olhando cada cantinho.

- But it's kind of messy! {Mas tá meio bagunçada!} - falo rindo envergonhado.

- Did not you say you just got in Tokyo? {Você não disse que acabou de chegar em Tóquio?} - pergunta vindo até mim,encostando seu braço em minha cabeça,se apoiando em na mesma - So how about we sort it out? {Então que tal arrumarmos-a?} - pergunta chamando minha atenção.

- W-Would not that be uncomfortable? {I-Isso não seria incomodo?} - pergunto olhando para ele,tirando seu braço de minha cabeça e ficando em frente à ele.

- No of course not {Não,claro que não} - responde me fazendo abaixar meu rosto - Do not you want us to do it? {Você não quer que nós façamos isso?} - pergunta pegando meu queixo,me forçando a olhar-lo.

- I-is not it! {N-não é isso!} - falo tentando virar meu rosto pro lado,mas não deu certo - That's not the problem! {Não é esse o problema!} - tiro seu braço do meu queixo.

- So what's the problem? {Então qual é o problema?} - pergunta sorrindo levemente.

- The problem is.....you helping me clean my own house! {O problema é.....você me ajudando a arrumar minha própria casa!} - respondo abaixando meu olhar - I always think that the person who comes to my house always gets annoyed! {Eu sempre acho que a pessoa que vem na minha casa,sempre fica incomodada!} - sorrio fraco e sobrado.

- You are totally wrong! {Você está totalmente errado!} - fala chamando minha atenção,olhando-o surpreso - I think it's good because I can stay with you longer! {Acho bom,porque posso ficar mais tempo com você!} - sorri me fazendo corar.

- We.....we do not even know each other! {Nós..... nós nem nos conhecemos direito!} - falo coçando minha nuca,envergonhado.

- But I already consider you more than friends! {Mas eu já te considero mais que amigos!} - sorri,fazendo-me corar novamente - You're my best friend! {Você é meu melhor amigo!} - fala com voz fofa,me fazendo rir de sua fofura.

- Only you, eh? {Só você,hein?} - falo rindo baixo.

- Let's start? {Vamos começar?} - pergunta me fazendo sorrir.

- Let's go! {Vamos!} - respondo indo até algumas caixas perto da cozinha.


Notas Finais


Bom.....foi isso{sério,isso me deu muita saudades}

Canal do Capuccino: https://www.youtube.com/user/capuccinomafioso
Canal secundário do Capuccino: https://www.youtube.com/channel/UC-DDZtrRWiRrRKjtwdJjSBQ

Canal do Bit: https://www.youtube.com/user/Just64Bit

Canal do Hiro: https://www.youtube.com/channel/UCqHJO6e9-CxvTZyI8E2s8Gw
Canal secundário do Hiro: https://www.youtube.com/user/MrMedallionn

Canal do Starkinho: https://www.youtube.com/channel/UChkWM-BND6Nqz8xSjlPlWbA

Não liguem mesmo para minha criatividade '^^

Espero que tenham gostado,compartilhem o que acharam{eu,realmente,estou triste por estar falando errado o tempo todo}

Um beijo,
Um queijo
E tchau ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...