História Anéis de Saturno (Narusasu) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Lemon, Narusasu, Sasunaru, Yaoi
Visualizações 181
Palavras 893
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Milhões de perdão 💔

Capítulo 15 - Capítulo 15


Fanfic / Fanfiction Anéis de Saturno (Narusasu) - Capítulo 15 - Capítulo 15

"Agora eu vou render o meu coração, e trocar ele pelo seu"

☆Lego House - Ed Sheeran☆

Naruto:

Depois de conhecer o Sasuke algo em mim, mudou, não consigo explicar em palavras exatas. Mas olhando o Sai dormir fico imaginando se ele chegasse a ter qualquer pensamento suicida ele correria e me contaria. É tão maluco pensar sobre a morte.

A verdade é que eu passei a ter medo dela, mesmo sabendo que ela é algo certo, pensar que um dia todas as pessoas que amo vão morrer me assusta, talvez eu consiga entender um pouco mais o Suigetsu. Existe uma diferença entre viver sabendo que vai morrer qualquer dia que seja quando estiver velho e… morrer daqui a uns dias tipo o “hoje”.

— Tsc — sorri olhando aquela cara de papel do Sai, beijei o topo de sua cabeça e o aconcheguei mais no lençol — Espero que você viva por muito tempo.

Levantei do chão e sai do quarto devagar, encostei a porta e calcei os sapatos que estavam do lado da mesma, coloquei um casaco por cima do pijama e fui pra rua. O vento estava forte fazendo as árvores chacoalharem suas folhas violentamente, as ruas estavam quase desertas se não fosse os poucos bares ainda abertos. Respirei fundo e algumas lágrimas já caiam dos meus olhos e eu nem sabia porquê.

— Que merda — peguei o celular no bolso e abri direito nas mensagens do Sasuke.

Eu:

Eu te amo viu?

Você tá bem não tá?

Quem eu queria enganar? Medo, um medo imenso estou sentindo dessa viagem repentina dele. Me sinto ridículo de pensar que Sasuke possa ter uma recaída, mesmo tendo tido sua alta, mas… que droga de pensamentos idiotas.

— Vai ficar tudo bem Naruto — respirei fundo — Ele foi pra casa dos pais, ele tá seguro.

Guardei o celular no bolso de volta e decidir ir pro único lugar que me acalma. Andei sem pressa alguma, o relógio marcava duas e vinte da manhã e minha mente não parava, nada do Sasuke mandar mensagem, chutei uma pedrinha ao longo do caminho até chegar ao campo de lavanda e a passos lentos rumei até onde eu e Sasuke havíamos dado nosso primeiro beijo.

Era como ver exatamente aquele dia diante de meus olhos agora, quando nossos lábios se tocaram, essa sensação ainda é vivida em mim, mas nada seria mais intenso e maravilhoso do que ver aquele ser emburrado correr por todo esse campo e rir como uma criança, Sasuke comemorando por sua vida é sem dúvidas a memória mais linda que tenho comigo guardada. Deitei no chão e observei atento às estrelas em busca da constelação de escorpião de repente meu celular vibra, era uma mensagem dele.

Príncipe marrento:

Oi♡

Tô quase chegando já

Eu acabei dormindo um pouco

Te amo tbm

e sim

eu tô bem

Eu:

Que bom

Tô no campo

Áudio: suspiro — Sinto que eu não consigo mais viver sem você.

Príncipe marrento:

Kkkkk

bregaaa…

Ri minimamente, que safado, sempre desdenhando do meu amor. O celular piscou indicando uma chamada de voz sua, atendi o telefone e por algum motivo um nó se formou em minha garganta.

Chamada on:

— Te amo loirinho…

Sua voz baixa reverberou por todo o meu corpo e automaticamente sorri repetindo sua última mensagem.

— Bregaa.

— Besta… O que faz no campo uma hora dessas Uzumaki? E… Cadê o Sai?

— Tá… em casa. — falei vacilante.

— Aconteceu alguma coisa? — Não consegui responder, fiquei ouvindo sua respiração baixa por alguns segundos até ouvir ele cantarolar algo. — "Eu vou pegar os pedaços

E construir uma casa de Lego

Se as coisas derem errado, nós podemos derrubá-la

As minhas três palavras tem dois significados

Mas tem uma coisa na minha mente

É tudo por você”… Meu inglês não é muito bom.

— Está ótimo pra mim — ouvi sua risadinha do outro lado, eu quis contestar, mas as lágrimas grossas me impediam e sem perceber eu chorava auto. Sasuke então continuou a cantar pra mim.

— "E está escuro no frio de dezembro

Mas eu tenho você pra me manter aquecido

Se você estiver quebrada, eu vou te consertar

E te manterei protegida da tempestade que está soprando agora”… Eu te amo “E apesar de todas as coisas que eu já fiz

Eu acho que te amo melhor agora”… Eu amo muito você.

— Sasuke… Eu também te amo, eu… só... não sei sabe — funguei o nariz me acalmando um pouco mais, algumas lágrimas ainda insistiam em descer — Crise existencial — ri acompanhado dele.

— Eu não vou fazer nada…

— Eu sei…

— Naruto, eu querer viver muitos anos ao seu lado ok?

— Ok.

— Sinta-se abraçado. O Sasuke de antes não existe mais, nunca deveria ter existido. Não fica com medo...

— Desculpa... Eu confio em você — Agora eu me sentia um pouco melhor, foi um medo absurdo do nada. — Canta mais vezes pra mim. Foi incrível.

O amor é muito maluco, como pode o simples som da respiração de alguém lhe trazer tamanha paz?

Eu sentia cada vez mais que ele é a minha estrela guia, talvez eu nunca tinha percebido que ele era quem eu esperava todo esse tempo. Um amor que me tirasse o fôlego, que colocasse as minhas emoções a mil. Que fosse apenas Sasuke.

— Eu canto, vai pra casa dormir e toma cuidado. Acabei de chegar.

— Sim... Te amo.

— Te amo, até a noite.


Chamada off



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...