História Angel - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Visualizações 9
Palavras 637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - É tudo minha culpa


Fanfic / Fanfiction Angel - Capítulo 10 - É tudo minha culpa

Assim que a vi daquele jeito, entrei em desespero eu não posso perde-la. Depois de alguns minutos o Klaus já estava com a gente.

-O que aconteceu? Como isso aconteceu? 

Klaus- Eu acabei dirigindo acima da velocidade permitida, bati em um muro. Eu estava de cinto mas a Maya não, ela apagou assim que o carro bateu.- ele começou a chorar.- Isso é tudo minha culpa. Ela pediu para eu diminuir a velocidade, se acontecer algo com ela eu nunca vou me perdoar. 

-Ela é forte. Ela vai ficar bem. 

Eu falei aquilo mas eu estava com medo, com muito medo. Eu não posso perder a minha irmã, ela é tudo para mim. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

2 horas depois

Não havíamos tido nenhuma notícia da Maya, e cada minuto de espera era uma tortura. Um médico finalmente apareceu.

-Quem é o responsável por Lee Maya? 

Pai- Eu. Como ela está? 

-Ela se feriu muito com a batida por não estar de cinto. Perdeu muito sangue, mas já fizemos a transfusão. Ela bateu a cabeça com muita força e...ela está em coma, e é muito arriscado. Eu não posso dar nenhuma certeza, esperança, mas vai ser muito difícil para ela. É melhor vocês se prepararem psicologicamente para se algo acontecer. 

-Qual é a probabilidade dela sobreviver? 

-É mínima, de 1%. Por isso é bom que se preparem para o pior, mas espero estar errado. Ela ainda tem muito o que viver e espero que a sua jornada não acabe aqui. 

Gale- Quando vamos poder vê-la? 

-Daqui meia hora. 

Gale- Ok. Obrigada doutor.

Ele sorriu e saiu, eu olhei para o meu pai que parecia perdido. 

Pai- Eu perdi a minha filha. 

Gale- Ela é forte, ela vai passar por tudo isso. Você vai ver, logo logo ela vai estar com a gente. 

O Klaus que permanecia em pé olhando para a porta de onde o médico veio, começou a chorar, se ajoelhou na frente do meu pai.

Klaus- Me desculpe, eu não queria que ela se machucasse. Ela é minha irmã, foi a única pessoa na qual eu me apeguei depois de anos. Eu sinto muito, eu me responsabilizo pelo o que acontecer com ela. Eu vou fazer de tudo para ela ficar viva...nem que eu tenha que morrer para ela viver. 

Pai- Você não tem culpa de nada, você estava nervoso. Mas quem nunca passou por isso. E esse acidente, não tinha como ser evitado. Se tinha que acontecer era para ser. 

Eu estava segurando as lágrimas, mas foi mais forte que eu, assim que a primeira caiu não parou mais. 

-Vai embora. -Falei olhando para o Klaus.

Pai- Para Nate. 

-Não pai, ele que fez isso. Se ele não tivesse sido um babaca, a Maya estaria aqui com a gente. -Olhei para o Klaus- isso é tudo sua culpa. Se a minha irmã morrer, eu te mato. Se você tirar a pessoa mais importante da minha vida de mim, eu nunca vou te perdoar. 

Eu fechei os punhos e estava pronto para bater nele.

Klaus- Vai enfrente. Me bate, eu mereço. 

Gale- Klaus.

Klaus- Não pai, ele está certo. É tudo minha culpa. Me bate Nate, eu estou te pedindo. Por favor me bata. 

Ele pegou o meu braço e colocou a minha mão na sua cara, e pediu de novo para que eu o batesse. Eu estava com muita raiva e dei um soco nele.

Klaus- Me bate mais. Eu sei que você quer. E eu estou te pedindo. Eu tenho que sentir dor para ver o meu erro, não é a mesma dor que a da Maya, mas é uma dor. 

Eu ia dar outro soco, mas não consegui. Meu pai me segurou. 

Pai- Parem vocês dois. Klaus você não teve culpa de NADA. E Nate, a Maya não vai acordar do coma com você batendo nele. Eu sei que dói, mas violência não vai adiantar. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...