História Angel - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Jong Hyun, Love Yourself, Shinee
Visualizações 2
Palavras 2.140
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, LGBT
Avisos: Bissexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Obg Kyungsunnie por ter lido ❤️

Capítulo 2 - TWO - Friends


Fanfic / Fanfiction Angel - Capítulo 2 - TWO - Friends

Estamos todos reunidos na sala de teatro que não é muito grande. Algumas pessoas conversam, outras dormem ou mexem no celular, vejo Jihyo entrar junto a Nayeon. As duas são as melhores cantoras do clube, mas ainda acho Jihyo melhor. Algo em minha mente, me faz procurar por Umji. Como vou encontra-la se nunca vi foto dela? Será que ela veio?

Cinco minutos depois, uma moça de pele negra e cabelo crespo pintados de roxo entra na sala com um grande sorriso. Não sei quem ela é. Onde está a Ms. Brown?

— Ufa! Essa escola cansa hein! — Ela diz animada e seu sorriso me faz sorrir também. — Devem estar se perguntando onde está a Ms. Brown. — Muitos concordaram.— Pois bem, a antiga professora precisou pedir demissão. Não sabemos os motivos mas enfim, seremos nós agora. Para começar, quero todo mundo em uma roda grande. Venham, venham sem medo.

Afastamos as cadeiras e nos sentamos na roda.

— Ótimo, ótimo. Uma vez — Ela disse se sentando também. — me disseram que só fazia teatro quem queria ser ator, ou diretor, produtor enfim entrar para o meio artístico. Mas eu lhes digo minhas proles, que teatro vai além disso.

— Como assim? — Alguém perguntou.

— Estou falando de se descobrir. Se se abrir para novas experiências e viver sabe. Chega desse mundo que vocês dizem viver de tristeza, solidão, o crush não me responde.— Ela disse de uma maneira engraçada fazendo todos rirem.

— Há coisas na vida mais importantes. Mas vamos lembrar que não estou desmerecendo alguém que de fato tenha depressão , ansiedade e etc. Não, não, meu intuito é ajudar vocês. — Todos pareciam prestar muita atenção.

— Bom agora, quero que vocês se juntem, pares por favor! E sem o dupla de três ok? Vamos, vamos! — Ela disse batendo palmas.— Pessoas com quem vocês nunca conversaram, por favor!

Olhei ao redor, vendo todo mundo junto ao seu par. Jihyo já estava com alguém, uma garota ruiva. Vi uma menina mais no canto de cabelos castanhos e uma franja, ela usava um moletom grande e azul.

— Ãn, podemos ficar juntas?

Ela olhou para mim e sorriu leve afirmando.

— Ótimo gente! Agora, vamos fazer o seguinte. A base para uma boa convivência em sala é a conversa. Então por favor, troquem ideias, se apresentem, contem algo engraçado. Vamos lá quero muita interação e risada. Altas por favor! — Exigiu por final.

Nos sentamos uma em frente a outra, fiquei um tempo olhando apenas para os meus tênis. Umji também não falava.

— Tente. — Jonghyun aparece ao meu lado, olho assustada e olho ao redor para ver se alguem consegue ver algo.

Ele balança a cabeça em negativo.

— Tá tudo bem? — A voz baixa de Umji soa.

— Ãn, tudo sim. — Falo olhando canto para Jonghyun que está sentado de pernas cruzadas nos observando. — Como você está?

— Bem. — Ela funga e o nariz fica vermelho ao limpar com a manga do moletom. Devo ter encarado estranho, pois ela deu mais uma explicação.— Rinite.

— Quais são seus hobbies? — Jonghyun fala, para eu repetir.

— Você tem algum hobbie?

— Ah, eu tinha. Faz um tempo que eu não pratico.

— Hm. O que era?

— Nada demais. O que você faz?

— Eu? Ah, o que eu faço? — Me pergunto. Eu nunca parei muito para prestar atenção nisso. — Leio muitas revistas.

— Eu gosto de livros.

— O que você costuma ler?

— Aventura. As vezes romance.

— Eu não gosto muito de livros. Prefiro mais séries, você gosta?

— Não tenho muita paciência.— Ela revela e eu sorrio.

— Como assim? Séries são incriveis. Você assistiu errado! — Falo e ela passa a mecha o cabelo atrás da orelha.

— Você deve... ter lido errado... também.

— Eu leio sobre beleza, nada melhor do que dicas para manter a pele bonita. Aliás, sua pele é muito linda, o que você faz?

— Nada. Lavo com sabão.

— Sabão? Isso resseca!

— Não resseca não! A minha tá bonita até hoje. — Jonghyun fala e eu reviro os olhos.

— Bom...funciona para mim. — Ela diz e abraça as pernas como se estivesse com frio.

Umji tem a personalidade quieta. Ela parece gostar de estar sozinha, faz atividades chatas e não se importa muito com aparência. O que eu preciso fazer?

O sinal toca, mas a professora nos manda continuarmos sentados para ela dar um aviso.

— Foi muito bom hoje pessoal. Vi que algumas pessoas já estão mais próximas, outras ainda chegarão lá. Mas não desistam, uma amizade linda pode sair daqui. Tenham uma boa tarde, minhas proles.

— Você deveria chamar ela para sair com você. — Jonghyun fala.

— Que? Não. Ela vai pensar que eu vou sequestra-la. Quem chama uma pessoa para sair, com quarenta e cinco minutos de encontro? — Falo baixo, pois não quero que me chamem de louca depois.

Pego minha mochila e vejo Umji sair com a dela. Guardo as coisas que preciso na minha e estou pronta para sair.

— Hey!— A voz de Jihyo soa e eu me viro. Noto que so tem nois duas aqui. — Qual seu nome?

Travo nervosa, e pisco rápido.

— Ah, Yoona Kim. — Talvez eu tenha gaguejado um pouco.

— Prazer, Jihyo. — Ela estende a mão para que eu a aperte.

A cumprimento e ela sorri para mim, saímos juntas da sala e ela resolve falar:

— Sabe eu ia falar com você, mas a menina ruiva chegou e seria chato da minha parte deixa-la. — Ela diz e eu estou surpresa.

— Ah sim. Sem problemas. O que você queria falar?

— Era só uma apresentação. Para nos conhecermos melhor.

— Ah, sim.

— Então tá afim de almoçar comigo amanhã? — Ela pergunta e quase me falta ar para responder.

— Claro. Sim. Eu quero. — Talvez eu tenha soado empolgada demais.

— Tudo bem. Nos vemos amanhã, Yoona Kim. Tchau. — Jihyo sai, me deixando parada no corredor ainda pensando.

Ai Meu Deus! Eu finalmente fui notada!

×××

— Sério isso? Você aceita almoçar com uma garota que nem falar vocês se falam, mas com a Umji não? — Jonghyun está deitado na minha cama enquanto eu arrumo a bagunça do meu armário.

— Não é isso! Com a Jihyo é diferente. Nós ja tinhamos nos falado mais cedo. E nos falamos de novo. Isso ja é um começo.

— Tenho certeza que o tempo que você gastou com ela não foi suficiente para sair. Você passou quarenta e cinco minutos com a Umji e mesmo assim não quis sair!

— Tá bom! Tá bom! Mas que coisa! Eu não sei por onde começar. Ela é reservada demais. Eu sou extrovertida. Ela não quer ser notada. Eu quero.

— Yoona, algumas pessoas são assim por natureza. Outras não. Elas mudam. E me admira você não estar se importando com isso.

— Não é isso! Mas também, se for assim vou passar meu dia cuidando da vida dos outros? Jonghyun, quando alguém precisa de ajuda ela pede e claramente a Umji não quer conversar comigo.

— Você está sendo tão egoista Yoona.

— Eu não sou egoista. — Falei me virando para ele. — Eu só estou cuidando dos meus problemas agora. E também, eu não sei o que fazer. Sério. Nunca fiz essas coisas.

— Comece seguindo meus conselhos. Chama a Umji para sair. Aquelas garotas com que a Jihyo sai não estão se importando com você.

— Como você sabe? — Cruzo os braços.

— É óbvio. Olha a maneira como elas influenciam as outras pessoas. Elas mudam as pessoas. Não para o bom, elas as tornam iguais. Que graça isso tem?

— Ai Jonghyun você tá vendo muito filme certeza. Não é como se todo mundo fosse robô delas. — Falo firme.

— Tá bom então. Vou deixar você mesma ver isso.

Volta a atenção ao meu armário e sem Jonghyun tagalerando em meu ouvido.

×××

Estou com a bandeja pronta. Vejo Jihyo acenar para mim, respiro fundo e vou até a mesa em que ela está com as amigas. Nayeon e Sana abrem um espaço no meio para que eu sente.

Hoje fiz um penteado no cabelo e passei um batom mais escuro. Uso agora uma corrente de ouro e os brincos de coração.

— Seu cabelo é tao bonito, Yoona. — Sana diz passando a mão nele. — O que faz nele?

Fico empolgada em responder. — Muita hidratação e penteio toda noite.

— Ah eu também! — Jihyo fala. — Adoro ir no salão tratar. Em que salão você vai?

— Em nenhum. Eu faço em casa mesmo. — Falo e elas olham estranho. — Tratamento com banana e mel, com babosa, óleo de coco, vocês nunca viram?

Elas balançam a cabeça em negativo.

— Leio muitas revistas sobre, então sempre faço. — Respondo com orgulho.

— Ah. Qualquer dia você deveria fazer no nosso também.— Jihyo diz e ela toca minha mão. —Sabe, tipo amigas.

Meu coração acelera so em pensar em andar com elas.

— Claro. — Falo sorrindo.

— Ótimo. Vamos marcar um dia então. — Sana diz.

Passo o resto do meu almoço junto as minhas "novas" amigas.

×××

A aula de matemática está insuportável. Não guento mais olhar para números e mais números. Chegamos a uma hora da aula em que o professor forma as duplas e para minha surpresa Umji está na minha sala e nos duas estamos juntas.

— Certo agora com suas duplas, resolvam os exercícios da página sete em silêncio. — O professor diz e sai da sala.

Umji pega seu caderno e abre para resolver as equações gigantes, que me dão sono so de olhar.

— Você...não gosta?

Umji pergunta baixo e eu fico surpresa por ela iniciar a conversa.

— Odeio. Você gosta?

—Hm... é mais facil do que teatro, história e literatura.

— Como assim? Teatro você não faz nada.

— A gente precisa se apresentar e... eu não gosto muito disso.

Ela fala enquanto resolve as equações sem precisar se concentrar muito.

— Você resolveu essa página como se fosse fácil. — Falo vendo seu caderno cheio de números.

— Mas é. Hm, é melhor você copiar...o-o professor vai chegar a qualquer momento. — Ela diz olhando para trás.

— Sério?

Umji fica tímida e balança a cabeça em positivo.

Termino de copiar e quando o professor volta o sinal toca, indicando que nossa última aula do dia acabou. Estou pronta para voltar para casa, Umji arruma a mochila e me acena para mim, saindo em seguida.

Estou sozinha na sala agora. E Jonghyun não demora a aparecer, ele se senta encima da mesa e balança as longas pernas como se fosse uma criança.

— A Umji falou comigo. — Falo e ele assenti. — O que foi?

— Você não respondeu o exercicio e copiou.

— Ah pensei que era algo mais sério! Aliás, Umji quem mandou. Isso foi bom e nós ainda conversamos. — Termino de arrumar a mochila.

— É isso é verdade. As vezes eu acho que vocês tem muito em comum sabia.

— Sério? Por quê?

— Vocês vão se dar bem virando amigas.

— Tá mas você so fala da Umji. E a Jihyo? Almocei com ela hoje e ela já está até marcando para fazermos hidratação juntas.

Ele revirou os olhos.

— Não faz essa cara. Posso muito bem ser popular e ser amiga da Umji.

— Claro que pode. Contando que não se perca no meio da sua missão, com essa ideia louca de ser a Jihyo 2.0 vá em frente.

Nossa conversa acaba e eu vou para fora, onde meu pai já me espera no carro para irmos para casa.

×××

Twitter - 20 horas.

JihyoQueen - Ansiosa para hidratar meu cabelo com @YoKim kk.

SanHa - Claro!! Quero ter um cabelo igual o dela, kk.

NayNay- E vocês viram aquela pele? Meu Deus sonho, kk.

Recebo a notificações e já começo a pular de alegria. Dou um gritinho assim que caio na cama e claro não consigo esconder meu sorriso de gato.

— Endoidou de vez foi? — Jonghyun aparece no meu campo de visão de cabeça para baixo.

Me viro para ele e mostro meu celular com as notificações. Ele apenas diz:

— Ah.

— "Ah"? Vamos la, pule comigo eu vou ficar famosa.

— Acho interessante essa sua visão de fama. — Jonghyun se senta no puff e enquanto pega uma revista qualquer encima da mesinha. — Ganha fama em três dias? Coma tudo e depois se livre? Esse é tipo de conteúdo você andou consumindo durante as férias?

— Não. Nem todos. Só os de beleza mesmo.

— Ah sim, a revista toda.— Ele deixa a revista de lado. — Descobri que a Umji tem uma sorveteria. Quer dizer o avô dela é o dono e ela ajuda, você poderia ir lá.

A ideia de Jonghyun me da uma ótima ideia também.

— Você é um gênio! Tá meio chato, mas enfim. Vou chamar a Jihyo e as amigas para tomarmos sorvete lá também.

— Meu Santo Taemin. Até nisso a Jihyo entra?

— Claro. Estou matando dois coelhos com uma cajadada só.

— Talvez fosse melhor salvar um. — Ele diz por fim.


Notas Finais


Obrigada a vc que leu até aqui!

Saranghaeyo 💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...