História Angel - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor Proibido, Conto, Romance
Visualizações 1
Palavras 2.338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Angel

Parte 3

Autora DieneMdicci

Ele tava correndo , peguei meu celular comecei digitar ele tomou da minha mão falando pra mim me acalmar me controlar , eu tava em choque em pânico , tentei abrir de novo ele parou com tudo em um posto de gasolina , eu tava chorando tremendo , ele parou e me falou pegando na minha mão

- O que foi? Não sei porque você tá surtada Angélica, o que eu te fiz fala ?!?!

Eu tirei a mão de baixo da mão dele me encolhi toda olhando para os funcionários do posto pra ver se alguém se aproximava pra mim pedir ajuda , não respondi nada pra ele fiquei quieta olhando pra fora , ele destravou as portas e falou " Já volto" , ele desceu deixou os vidros abertos e as portas destravadas , deu alguns passos voltou e jogou meu celular no banco do motorista, ele foi na conveniência ficou conversando , peguei meu celular mais que rápido , pensei em ligar pro meu pai ele tava em serviço mas o b.o seria muito maior e ia sobrar pra mim, liguei pra minha amiga que tava na social ela disse que podiam me buscar como eu tava pertinho, sai do carro peguei minha bolsa fui até a conveniência , passei por ele que tava conversando com dois caras perto da porta , não olhei pra eles fingi que nem conhecia , ouvi o cara dizer " Ela tá com você Guto?" Ele respondeu olhando pra mim

- Essa aí é chave em cara .

Eu não consegui ouvir o resto da conversa olhei bem séria pra eles , eles tavam olhando pra mim começaram dar risada , peguei uma garrafa de cerveja fui pro caixa o Guto veio na minha direção encostou em mim por trás e deu o dinheiro pra moça do caixa , eu agradeci ela fui saindo , ele veio andando atrás de mim me falou pra gente conversar fui na direção do carro dele mas não entrei encostei no capô fiquei mexendo no celular , ele encostou do lado pegou na minha perna tentou puxar assunto eu não respondi nada, ele então disse

- Você tem medo de mim ?

Eu não respondi, ele falou

- Não vou fazer nada vai responde Angélica!

Eu respondi com os olhos pesados de lágrimas

- E não deveria ter Augusto?

Ele se aproximou de mim de frente eu virei o rosto , ele colocou a mão na minha nuca entrelaçando os dedos no meu cabelo me fez olhar pra ele enquanto minhas lágrimas rolavam pelo meu rosto, ele disse olhando nos meus olhos

- Eu nunca vou te machucar menina , você me fascina demais eu nunca fiquei com alguém como você !

Eu ouvi calada olhando nos olhos dele , ele limpou minhas lágrimas e eu fiquei quieta , ele me deu um beijo de leve bem suave do tipo " posso?" , eu olhei pra ele e balancei a cabeça que não , ele falou

- Não quer ficar mais comigo?

Eu sorri e respondi

- Não sei .

Ele me beijou de novo eu o correspondi a gente ficou um pouco ali encostado no carro trocando beijos e carícias , ele então me falou do trabalho da faculdade eu falei que já tinha perdido e tava pensando em parar trancar a faculdade, contei que eu fazia por escolha do meu pai mas não contei que meu pai era policial porque isso afastava todos os caras de mim , ele me chamou pra passar a noite com ele eu tava muito afim mas minha razão estava dizendo pra mim não ir , falei que a gente podia ficar mais um tempo juntos mas dormir não , ele falou que já tinha usado e abusado de mim e que eu não tinha porque me fazer de difícil a essa altura do campeonato, eu respondi

- Você não tá acostumado a ganhar um não né Guto?

Ele respondeu

- Se uma mulher me fala não , várias vão me falar sim , escolhas né morena ...

Eu fiquei irritada beijei ele e respondi

- Então já vou indo já que companhia não vai te faltar né?

Ele me puxou e respondeu

- Não quero ninguém só quero você , o que eu preciso fazer pra você ficar hoje comigo?

Eu respondi que ele ia ter que me dar tempo pra decidir , não me procurar por alguns dias , ele disse que mesmo que tentasse não iria conseguir, por fim acabei indo pra casa dele e passamos a noite juntos foi uma noite bem quente marcante , ele aceitou usar proteção sem nem contestar , ele fazia todos os meus gostos sem pensar duas vezes, a gente voltou ficar nos vimos a semana toda eu comecei ir no Studio depois da faculdade a gente se pegava de jeito o tempo todo que dava , ele me convidou pra ir em uma festa com ele e disse que me levaria comprar roupa pra ir, fomos no shopping em outra cidade escolha minha pra ninguém nos ver juntos, eu comprei 2 vestidos 1 macacão blusinha croped calça shorts, eu perguntava se tava bom falava o preço ele falava pra mim pegar eu fui pegando que não sou boba né , ele escolheu o que eu usaria um vestido vermelho agarradinho com as costas nua , fiz o cabelo aquela maquiagem impecável, eu senti que fui colocada como troféu a mostra ele fazia questão de me apresentar as pessoas do círculo dele maioria bem de vida liberal fumavam de tudo bebiam muito , ele me tratava como uma princesa e não era ruim era diferente dos caras que eu tava acostumada ficar , ele era atencioso educado carinhoso ao mesmo tempo tão mandão grosso era tudo junto e misturado e incrivelmente excitante apaixonante , depois de duas semanas que voltamos ficar eu decidi por tudo em pratos limpos , a gente tava no Studio sozinhos se pegando só pra variar , eu falei

- Guto a gente voltou ficar , não quero te cobrar nada , só acho que seria bom a gente deixar tudo esclarecido antes que sei lá ...

Ele respondeu um pouco irritado

- Já vai começar de novo Angélica? Porque você não curte numa boa que saco..

Eu respondi

- Não precisa falar assim comigo , esquece deixa pra lá eu tenho que estudar já vou indo tá...

Ele não tentou me impedir ficou quieto me olhando enquanto eu me levantava e pegava minhas coisas , quando eu ia sair ele levantou entrou na minha frente e disse

- Não vai , espera !

Eu respondi

- O que foi?

Ele respondeu

- Vai fala o que você quer falar , vou escutar você a gente vai resolver blz .

Eu respondi

- Não tenho muito pra falar é o seguinte Augusto , não vou fazer nada com você sem camisinha , a gente tem um lance casual , sem exclusividade só isso , não vou deixar de sair com as minhas amigas pra agradar você, você não me deve satisfação não vou querer pegar seu celular nada disso...

Ele me respondeu muito puto da vida

- Pra que isso? do nada você fica surtada Angélica , curto você pra caramba faço as coisas pra você até...

Eu me arrependi um pouquinho mas meu orgulho não me deixava voltar atrás , eu não sabia o que falar pra voltar atrás pois já tinha falado muito .

Falei pra ele que a gente se via que a gente ia se falando , a gente não chegou conversar mais por dias, eu tinha um convite pra um encontro de carros que ele tinha me dado eu sabia que ele iria , resolvi ir pra ver ele ver se dava algo , fui com um casal , coloquei uma roupa que ele tinha me dado pra atiçar mais ainda, quando chegamos logo vi ele rodeado de amigos e várias meninas dançando funk , fui passar perto nossos olhares se cruzaram ele sorriu pra mim eu pra ele e só, fiquei de longe só observando ele todo tempo , vi uma menina abraçando ele super próxima fiquei com ciúmes e resolvi mandar uma mensagem

- Tem fila que anda mas a sua corre né Guto?

Ele viu sorriu chegou olhar para os lados me procurando mas não me respondeu , a menina tava bem perto mas ela não viu , mandei outra

- Qual número eu seria se entrasse nessa fila ?

Ele visualizou ela tava do lado dele e tava olhando pro celular , ela tentou pegar da mão dele ele não deixou e começou dar risada , ela começou falar parecendo brava e se beijaram , ele não me respondeu , depois de ver os dois ficando eu parei até de olhar , eu tava afogando as minhas mágoas na bebida curtindo a festa , eu tava dançando toda soltinha e me chamaram pra subir em uma caminhonete dançar , eu fui lindíssima uma loira também subiu , a gente começou chamar atenção de geral a galera em volta olhando os homens doidinhos alvoroçados , alguém me ligou desconhecido mas eu não pude atender por causa do som alto , eu vi o Guto perto me olhando aí que eu rebolei mais ainda , ele tava sozinho deu sinal pra mim eu sorri e não fui , ele se aproximou do tipo " vem aqui " , eu fui perto ele me pegou no colo pra me descer , eu logo me soltei e falei

- Você quer falar comigo Augusto?

Ele respondeu

- Você tá chapada, vamos vou te levar pra casa.

Eu respondi

-Cade sua amiga? Vocês tavam tão íntimos que você nem me respondeu .

Ele foi me segurar pelo braço eu me soltei forte e cai sentada , tava um pouco bêbada realmente , ele me levantou muito bravo e falou que eu tava passando dos limites que tava envergonhando ele , eu respondi

- Augusto não vim com você , não tenho nada com voce , não sei nem porque você tá me oferecendo ajuda se nem falando comigo você não estava ...

A gente foi andando ate o carro dele eu comecei me sentir mau, ele me deixou sentada com a porta aberta e foi buscar água pra mim , tinha alguns amigos dele perto, eu ouvi meu nome ouvi de longe voz de mulher eu tava com a cabeça baixa , ouvi alguém se aproximando levantei a cabeça era a menina que tava ficando com o Guto ela olhou pra mim e falou alto

- Então é essa a vagabunda , o que voce tem com ele ?

Eu respondi

- Se eu fosse a vagabunda não tava aqui , eu estaria no seu lugar pode ter certeza .

Ela tava com mais duas meninas , ela pegou no meu cabelo pra me puxar pra fora do carro eu tentei soltar chutei ela duas vezes , ela enrolou a mão no meu cabelo me jogou no chão foi muito rápido já vieram os amigos do Guto separar , puxando ela de cima de mim , nem deu tempo de fazer nada , ela me ameaçava falando que ia me pegar me chamou de marmita talarica várias coisas , respondi que eu não sabia essas gírias de favelada ela ficou com mais raiva ainda , ele logo chegou querendo saber o que tava acontecendo , ela foi tirar satisfação com ele super exaltada se afastaram um pouco discutindo , ele balançou a cabeça que não várias vezes , fiquei olhando tudo doida pra ouvir ,ela foi pra longe muito brava e ele voltou pra junto de mim , perguntou se eu tava bem se eu tinha me machucado , perguntou mais de uma vez o que ela me falou o que tinha acontecido, eu falei que ela tava com ciúmes e me chamou de vagabunda, perguntei se eles tinham algo sério se fazia tempo que tavam juntos , ele disse que eram amigos que ficavam as vezes só isso , eu perguntei

- E o que fez você ficar com ela hoje na minha frente e depois vir ficar comigo?

Ele respondeu

- Vamos vou te levar você já aprontou muito hoje !

Era cedo ainda umas 17:00 , ele não me perguntou nada foi direto pra casa dele , a gente entrou eu tava suja fedendo bebida cabelo cheio de areia , falei pra ele

- Posso tomar um banho? Se eu chegar em casa assim minha madrasta vai pegar no meu pé .

Ele respondeu

- Pode vamo lá .

eu pedi uma toalha fui pro banheiro que era suite tirei a roupa no banheiro de porta fechada mas não tranquei , entrei no banho logo gritei ele , ele entrou ficou me olhando e perguntou o que eu queria, eu respondi

- Nada, faz companhia pra mim?

Ele não respondeu nada ficou encostado me olhando o tempo todo quieto , lavei o cabelo demorei um bom tempo , olhei pra ele algumas vezes e pensei " que coisa mais linda/ que saudades/ porque mesmo eu estraguei tudo/" , assim que desliguei o chuveiro ele saiu do banheiro, sai do banho ele perguntou se eu queria uma camiseta dele , falei que sim e fui pro quarto , ele veio vindo perto de mim eu tirei a toalha fiquei nua e falei

- Ajuda eu me vestir?

Ele colocou a camiseta em mim tirou meu cabelo de dentro da camiseta , eu tava pronta pra beijar esperando um carinho , ele me deu as costas perguntando se eu queria beber comer foi saindo do quarto, fui atrás dele na cozinha ele me falou pra voltar pro quarto porque o primo dele tava em casa , eu cheguei bem perto dele peguei a mão dele pra por no meio das minhas pernas , ele tirou a mão com jeitinho não pegou em mim, voltei pro quarto deitei acabei coxilando , despertei com ele me abraçando fui beijei , ele me disse

- Tem certeza? Minha vontade é de fazer tantas coisas com você que se eu te pegar você vai pedir pra parar e eu não vou .

Eu respondi

- Não vou pedir pra você parar

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...