1. Spirit Fanfics >
  2. Angel of Death. (Imagine Baekhyun) >
  3. A friendly gift

História Angel of Death. (Imagine Baekhyun) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Peço desculpas por qualquer erro que possa ter.

Boa leitura-

Capítulo 8 - A friendly gift


Fanfic / Fanfiction Angel of Death. (Imagine Baekhyun) - Capítulo 8 - A friendly gift

D.O off.

S/n on.

Finalmente peguei o celular que estava tocando em cima da mesinha de centro fazendo um barulho horrível, vejo que é Kyungsoo e bufo finalmente atendendo enquanto vestia a jaqueta e pegava minha bolsa descendo rapidamente as escadas, estava atrasada.

Ligação on.

- Alô, o ridículo, você não tem aula não? - Falei indignada enquanto pegava minhas chaves em cima da ilha da cozinha.

- A minha primeira aula é vaga, decidi ligar para saber se você vai mesmo voltar para Seul. - Respirei fundo colocando o meu tênis que estava do lado da sapateira, balancei o meu pé ao terminar de amarrar o cadarço e abri a porta finalmente saindo de minha casa.

- Se eu disse que vou, eu vou, sempre falo sério, e pelo amor de deus eu estou atrasada, isso é hora de ligar? - Ouvi um murmuro vindo de D.O afirmando que era hora de ligar sim, logo em seguida ouso um grito muito conhecido por mim do outro lado da linha chamando por Do.

- D.O finalmente te encontrei... - Era a voz do Kai do outro lado da linha, ouso um barulho um tanto quanto alto como se a entrada de áudio tivesse sido tapada por alguns segundos e logo ouvi as reclamações de Kyungsoo, suspirei fundo atravessando a rua enquanto finalizava a ligação antes que ela se prolongasse.

Ligação off.

Finalmente entrei no Uber que logo deu partida em direção a escola que frequentava, após alguns minutos o Uber parou em frente ao prédio, o paguei e saí do carro sem dizer nada apenas entrando na escola enquanto abaixava a manga de minha jaqueta.

O porteiro me olho fazendo um aceno com a cabeça e eu fiz o mesmo passando de braços cruzados sentindo o vento bater em meu rosto me fazendo sentir um pouco de frio.

Começo a andar pelos corredores vazios, eu não estava atrasada para a aula, e sim para a reunião que avia marcado com o diretor, a aula já avia começado a um tempo e o intervalo seria daqui alguns minutos.

Caminhei rapidamente pelo corredor em busca da sala do diretor, ao chegar na frente da porta, bato na mesma alguns segundos depois ouvi a voz da secretaria pedindo para que entrasse.

- Bom dia, eu marquei uma reunião com o diretor, meu nome é S/n. - A mulher olhou algo em seu computador e logo confirmou com a cabeça.

- Certo, pode entrar. - Passei pela recepção e abri a porta da sala do diretor, o vejo sentado na cadeira de couro, ao me ver ele ajeitou seus óculos e deu um sorriso mínimo pedindo para que sentasse.

- S/n é muito bom tela aqui, o que deseja? - Suspirei fundo me sentando na cadeira em frente a mesa e dei um curto sorriso.

- Vim pedir transferência para a escola Simon de Seul, porfavor se puder me providenciar, irei me mudar amanhã. - O seu sorriso se desfez e eu o segui voltando a olha-lo sem expressão.

- Porque transferência? Por mais que tenha um temperamento um tanto quanto explosivo, você é uma ótima aluna, aconteceu algo? - Ele me olhou preocupado. - Jaehyun sair e depois você, não será bom para a média da escola.

Suspirei fundo novamente e me ajeitei na cadeira. - Senhor, me desculpe mas eu só quero a transferência, são motivos pessoais. - Ele confirmou devagar com a cabeça, pegou o telefone branco e pediu para que a secretária me desse um papel de transferência quando eu saísse.

- Mais alguma coisa? - Neguei com a cabeça e me levantei me curvando para o mais velho. - Esvazie o seu armário e poderá ir embora. - Confirmei com a cabeça e ele se levantou indo em direção a porta, a abriu e pediu para que saísse, e foi o que fiz sendo seguida pelo velho, ele parou no balcão da secretaria e assinou um papel logo em seguida me entregando.

- Obrigado. - Sai da secretaria o mais rápido possível, andando em passos rápidos até meu armário, coloquei a senha e a portinha se abriu, abri o zíper da minha bolsa e a encostei no armário, comecei a pegar todos os meus materiais e os coloquei na mesma, ouvi o sinal tocar mas não me importei muito já que estava quase terminando de guardar tudo, só faltava alguns livros.

Ao terminar de colocar o último livro dentro da bolsa, já ouvindo o falatório dos adolescentes invadindo o corredor, fechei minha bolsa e a coloquei em minhas costas novamente.

- Ora, ora, veja só quem está aqui arrumando suas coisas, o que foi S/n? Vai sair da escola só porque o seu namoradinho te largou? - Suspirei fundo ao ouvir a voz da Hani o que me fez revirar os olhos, fechei a portinha do armário e coloquei o cadeado. - A órfã não vai falar nada?

Ao olhar para ela de canto de olho, vi que estava apontando para mim enquanto ria com as suas amiguinhas, dei um sorriso sarcástico e me virei em sua direção ficando de frente para si enquanto dava uma risada falsa. - Realmente Hani essa foi muito boa e original fico até impressionada com a sua capacidade de pensar. - Falava debochando da mesma ainda com o mesmo sorriso andando em sua direção.

As amigas dela se afastaram um pouco ao perceber minha aproximação, porém Hani ficou parada no mesmo lugar me olhando com um ar de superioridade o que só me dava mais raiva e por algum motivo a idiota ainda estava apontando seu dedo indicador para mim.

- Eu vou mesmo ir embora, mas não antes de te dar um presentinho de despedidas minha querida amiga. - Falei enquanto sorria ainda me aproximando, e quando cheguei perto o suficiente parei em sua frente desfazendo o sorriso quase que de imediato.

Agarrei o dedo indicador da garota com força e ela me olhou assustada, começando a tentar puxá-lo de minha mão, o que fora em vão já que sou mais forte que ela.

- Você tá se achando uma adolescente de série americana, só falta falar Loser. - Ela levou sua mão livre em direção a minha porém segurei o pulso dela com força antes que se aproximasse de minha mão que segurava seu dedo, comecei a torcer seu dedo devagar mudando meu tom de voz a encarando com raiva. - Dá próxima vez que apontar seu dedo de princesa para mim de novo, eu farei questão de quebra-lo, garotinha mimada de merda.

- S/n o que estava fazendo, solte o dedo de Hani. - Olhei para o lado vendo um dos inspetores tentando se aproximar de nós mas falhando por culpa da multidão que o barrava que eu não avia notado de ter se formado a nossa volta, suspirei fundo fechando meus olhos por alguns segundos e soltei o dedo de Hani junto ao seu pulso.

Quando a olhei, vi que estava lacrimejando, seu dedo estava roxo e seu pulso vermelho, me virei de costas para ela e comecei a andar para fora do colégio. - Não se preocupe inspetor apenas estava me despedindo gentilmente da garotinha mimada.

Sai pelo portão sem falar mais nada, apenas ouvindo as conversas e gritos da multidão, atravessei a rua me espreguiçando e logo em seguida pegando meu celular para chamar o Uber novamente, ao olhar para trás, vi a figura de LeeDo olhando em minha direção com um leve sorriso formado nos lábios.

Vi sua boca se mexer mas obviamente não ouvi nada, o que fez com que eu revisasse os olhos enquanto voltava a prestar atenção no aplicativo mostrando que meu Uber já estava chegando. - Tsc garoto idiota, achando que isso é filme para mim ouvi-lo dessa distância.

O carro logo parou ao meu lado e eu abri a porta de trás entrando no mesmo.





Continua...


Notas Finais


Espero que tenha gostado, e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...