História Angel Of The Morning - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Deadpool, Homem-Aranha
Personagens Peter Parker (Homem-Aranha), Wade Willson (Deadpool)
Tags Amor, Família, Felicidade, Juntos Para Sempre, Mpreg, Perfeição, Peter Parker, Sem Preconceito, Spideypool, Vida, Wade Wilson
Visualizações 829
Palavras 725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Slash, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus amores, tudo bem? Então, eu vi "Deadpool 2" ontem e estou ainda mais apaixonada pelo Wade lindo e tagarela, de uma forma que não pude me conter e resolvi postar essa fanfic. Devo dizer que não terá postagens tão frequentes porque vou tentar escrever bastante para postar tranquila, além de que me senti inspirada por uma outra história chamada "Spideypool Moments " e decidi fazer a minha.
Espero que gostem e curtam essa lindeza assim como eu curti e me apaixonei ainda mais escrevendo!

Beijocas e uma ótima leitura!

- Saori

PS: A capa foi feita por mim e está simples mas fofa, espero que lhes agrade.

Capítulo 1 - My Little Spider


 Era madrugada e Wade Wilson estava deitado de forma desleixada na cama de seu quarto enquanto lia uma revista de pornô gay. Seria engraçado se estivesse sozinho, mas o anti-herói sempre fora uma pessoa inusitada e não se importava em dar uma olhadinha quando o namorado não estava por perto.

Quer dizer, pelo menos não acordado.

Peter Parker, o famoso amigo da vizinhança, se encontrava deitado de lado próximo a Wade, em um sono tão profundo que se aquele prédio pegasse fogo, ele não notaria. Estava demasiado cansado do dia anterior, havia trabalhado muito em prol da segurança dos cidadãos de Nova York, tanto que nem ao menos se despiu do seu uniforme azul e vermelho. Vez ou outra, Wade observava seu pequeno namorado dormindo, era tão lindo e confortável, fofo e de certa forma gostoso, que não sabia por em palavras. Aliás, tudo na vida de Wade era daquele jeito, ele não sabia se expressar, preferia demonstrar.

Naquele minuto, estava tão concentrado na revista, suspirando baixinho ao imaginar Peter nas inúmeras posições dos modelos representados no papel que se assustou quando o namorado se levantou rapidamente, indo em direção a parede e ameaçando subir por ela. Wade levou meio segundo talvez para poder entender o que estava acontecendo, levantando-se rapidamente da cama e segurando um Peter que já havia se pendurado no teto. Ele era tão rápido que Wade às vezes se esquecia disso.

O segurou com todo amor no colo, sentindo-o tremer em seus braços, dizendo palavras desconexas e aflitas, deixando Wade preocupado, mas não tanto quanto antes, quando descobriu. De vez em quando, Peter possuía um sono agitado e agia daquela forma. Felizmente, ele já estava treinado e sabia como acolhê-lo. Carregou-o até a cama e sentou-se na mesma, observando as feições do pequeno e esperando que acordasse, mas como isso não aconteceu, decidiu por chama-lo.

- Peter? – Aguardou, mas o garoto nada disse, então insistiu. – Petey? Baby Boy? – Fez um carinho nos cabelos claros dele e então, Peter despertou um pouco assustado, olhando para o Wade um pouco perdido, os olhos demorando a focar no namorado, a respiração rasa e rápida.

- Wade?

- Sou eu, meu amor. O que aconteceu, hm? Teve um pesadelo?

- E-Eu não me lembro... Por quê? O que aconteceu? Eu...

- Sim, amor, você tentou escalar a parede outra vez e até se pendurou no teto, ainda bem que te peguei há tempo... Fiquei com medo de cair e se machucar.

- Me desculpe, eu não sei porque faço isso...

- Acho que está trabalhando demais, meu Baby Boy, por isso tem pesadelos. Sabe que não pode se estressar.

- Eu sei, me desculpe, é que eu preciso salvar as pessoas, você entende?

- É claro que eu entendo amor, mas eu preciso de você vivo, inteiro, para que eu possa te salvar, te cuidar, entende? É a primeira vez que faço isso por alguém, tem que me entender, não é fácil, mas é o que eu amo fazer.

- Eu sei, Wade, você é sempre tão amoroso... Mesmo sendo meio desmiolado.

- Sou seu desmiolado, minha pequena aranha. – Sorriu o mercenário, apreciando aquele rostinho jovem e acariciando-o, beijando sua testa. – Sabe que tenho que cuidar de você e da nossa aranha menor ainda que está vindo... Não teime comigo, Petey. – Pediu de forma carinhosa, levando uma das mãos até a barriga do menor e acariciando com todo o cuidado, a leve elevação sendo notada por seus dedos grossos.

- Eu sei sim, amor, tanto que vou tentar não te dar tanto trabalho, prometo. – Disse fazendo um biquinho irresistível, ao qual Wade não pode negar um beijo gostoso.

- Não me dá trabalho amor, mas se eu te pegar escalando essas paredes outra vez e espalhando teia no chão para me prender, vou ter que te afogar em beijos.

- Então, talvez eu queira me afogar. – Sorriu e puxou Wade para um beijo delicado, os olhos de ambos fechados apreciando o momento, a mão do mais velho ainda sobre a barriga crescida de Peter, espalhando seu calor e seu amor no mais novo membro da família Parker-Wilson.

- Espero que nosso bebê seja maravilhoso como você.

- E eu espero que ele seja maluquinho como você.

Sorriram apaixonados e voltaram a se beijar com a certeza de que seriam ainda mais felizes no dia seguinte.  

 


Notas Finais


E então gostaram? Espero que sim! Esperem mais momentos fofos e até mesmo picantes nessa fanfic. Nem preciso dizer que o nome da história foi inspirada na música de abertura de "Deadpool", "Angel Of The Morning", de Juice Newton.

Aguardo os reviews, se quiserem me escrever é claro, responderei a todos <3

Beijocas e até as próximas!

- Saori


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...