História Angel With a Shotgun (Fanfic CNCO) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias CNCO, Elizabeth Olsen, Fifth Harmony, Little Mix, One Direction, Pierce The Veil, Ricky Martin, Sleeping With Sirens
Personagens Christopher Vélez, Elizabeth Olsen, Erick Brian Colón, Harry Styles, Jade Thirlwall, Jesy Nelson, Joel Pimentel, Kellin Quinn, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Perrie Edwards, Personagens Originais, Richard Camacho, Ricky Martin, Vic Fuentes, Zabdiel De Jesús, Zayn Malik
Tags Chrisdiel, Cnco, Fifth Harmony, Joerick, Jonathan Vélez, Little Mix, Yoandri
Visualizações 18
Palavras 965
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu aqui de novo. Voltei com mais um cap. Espero que gostem.

Capítulo 9 - Já falei que não é um encontro


Fanfic / Fanfiction Angel With a Shotgun (Fanfic CNCO) - Capítulo 9 - Já falei que não é um encontro

Assim que acabou as aulas no contra turno, Richard seguiu junto com os demais alunos pra cede principal, chegando a ala feminina, Razel falou com ele. 


-Não esqueça Rich. -ela falou.- As nove em ponto. 


-Pode deixar Raz. -ele respondeu. 


Richard a acompanhou com o olhar, até ela sumir dentro da construção. 


-O que tem as nove? -Yashua o questionou. 


-Nada demais! -ele respondeu.- Agora apreça o paço, quero ir na academia ainda hoje. 


Os irmãos continuaram a caminhar, até chegarem na ala masculina. Chegando no quarto deles, entraram, Richard fechou a porta enquanto Yashua se jogou na cama. 


-Ta escondendo algo Yashel, desembucha. -disse Yashua. 


Richard ficava extremamente irritado quando o chamavam pelo nome do meio. 


-Não me chama de Yashel. -disse ele.- É Richard. E já falei, não to escondendo nada demais. 


-E o que tem as nove? O que você e a Razel tão aprontando?


-Nada! Já falei. 


-Então tá! -ele disse se levantando.- Acho que vou ter que apelar pro Chris, ele lê sua mente e pronto, acabou o mistério. 


-Ah! Você não vai não. -Richard agarrou Yashua pelo braço e o jogou sentado na cama.- Você quer mesmo saber, lagartixa platinada?


-Quero, valentão.


-Vou sair com a Razel, tá! 


-Vão fazer o que?


-Falar sobre salsichas.


-Salsichas?


-É! Se as pessoas soubessem do que elas são feitas, jamais comeriam, ou seja, é segredo. 


-Seu cretino! Mas vai sair com ela. Vai beijar ela muito?


-Para, seu idiota. Somos amigos. 


-Amigos se apaixonam. 


-Eu não falo nada de sua relação de gato e rato com a Madley. 


-Somos amigos. 


-Amigos se apaixonam. 


-Usou meu argumento contra mim. Que baixaria, Destroyer. 


-Calado, o lobichona. Vai beijar Madley Francis. 


-Vou mesmo! Ela é gata, linda. Mas diz ai, sorte a sua sair com a Raz.


-Por que?


-Ela é linda, engraçada, esperta. Ta que é meio misteriosa, da medo, é sombria, não fala sobre a vida dela, é muito poderosa, muita gente aqui tem medo dela, mas ela é gata. 


-Vai se lascar Yashua. 


Richard pegou uma camiseta preta e uma bermuda branca no armário e foi se trocar. 


As várias tatuagens nos braços, ficaram a mostra. 


Quando voltou pro quarto, calçou um coturno amarelo. 


-Vai pra academia? -Yashua perguntou. 


-Vou!


-E quando vai tentar aquilo de novo?


-O que?


-Você sabe! Os quatro selos. Você só libera energia de um, quando vai tentar os quatro?


-Nunca! -disse ele.- Quando eu libero o primeiro, já ficou com uma força sem proporções, imagina se eu libero os quatro. Me tornaria extremamente perigoso. E eu não conseguiria controlar tanta força, meu corpo tem limitações, eu poderia morrer se tentasse. 


-Só to dizendo que...


-Você só diz merda, Yashua. -Richard o cortou.- To indo. 


Ele saiu do quarto, seguiu pelos corredores, até chegar na zona de treinos. 


Entrou na academia e foi logo levantar uns pesos. 


No caminho, passou por Liam.


Liam era tranquilo, não implicava com Richard, os dois até que tinham uma relação amigável. 


Talvez seja pelo fato de terem poderes parecidos. E problemas também.


Controlar a super força, era um desafio pros dois. 


Pra Richard em especial, que nunca teve  bom auto controle. 


Por isso, ele possuía quatro selos, assim como Liam. Ambos possuíam no braço direito, a tatuagem de quatro setas. 


As de Liam, era na parte extrema, as de Richard, na parte interna do braço. Na verdade eram selos, quatro bloqueios para impedir o uso da força na capacidade máxima. 

O primeiro era o selo do início.

O segundo era o selo da vida. 

O terceiro era o selo da dor.

O Quarto era o selo da morte. 


Ter os quatro selos abertos, significava ter poder descomunal, mas era uma carga muito grande pro corpo aguentar, tanta energia resultaria em músculos dilacerados, tendões rasgados, osso quebrados e uma pressão muito grande aos órgãos internos. 


Ou seja, era assinar a sentença de morte. 


-Veio aquecer os músculos? -Liam perguntou. 


-É! É sempre bom se manter em forma. 


-E como andar a suas habilidades?


-Normais. 


-Os selos continuam intactos?


-Você sabe! Eu só abro o primeiro. Abrir os outros seriam...


-Suicídio. 


-Exato!


-Já vou indo! Bom treino Richard. 


-Valeu Liam. 


Liam saiu e Richard foi levantar uns pesos. 


Se deitou na cama e começou a fazer levantamento. 


Mas, de repente, a barra de ferro saiu de sua mão e ficou levitando no ar. 


-Ei! -disse ele. 


-Richard. -Erick tava parado próximo a ele.- Sabia que te encontraria aqui. 


-Veio fazer o que?


-Tava andando a toa e lembrei que você sempre vem aqui. Ta levantado quantos quilos hoje?


-Trezentos em cada lado. 


-Bom! Mas sabe que poderia fazer mais, né?


-Não sei do que você ta falando.


-Os selos! Você teria uma força sem igual. 


-Eu morreria. Isso sim. 


-Pense nisso. -Erick soltou os pesos que caiu, Richard foi rápido e os segurou, fazendo a primeira seta em seu braço ficar dourada brilhante.- Você seria muito poderoso. 


Erick saiu da sala, deixado Richard sozinho. 


...


Após o moreno voltar pro quarto, tomou um banho para tirar o suor. 


Se secou, vestiu uma calça branca, rasgada nos joelhos, uma camisa preta e uma jaqueta jeans, calçou um coturno branco, enquanto ouvia Yashua encher a paciência dele. 


Quando viu que ia se atrasar, pegou o violão e correu pro local de encontro. 


Depois de ser repreendido pos Razel e explicar o que ouve, ela abriu o portão e eles entraram. 


Seria possível alguém ser tão linda? Ela vestia um vestido preto, jaqueta vermelha, meias e bota pretas, usava uma maquiagem escura e estava com os cabelos soltos. 


Richard não deixava de babar pela garota, que havia chamado a atenção dele desde o primeiro momento que ele a viu. 


Mas talvez, tivesse um pouco de receio dela, ela era muito poderosa, uma Ômega e antes dela, só haviam dois no instituto, Chris e o diretor Martin. 

E agora ela, a misteriosa e bonita Razel Scarlett. A garota mais linda que ele já viu. 




Notas Finais


O que acharam? Cometem e até breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...