História Angels and Demons - DDLC (Natsuki x Yuri - Sayori x Monika) - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 57
Palavras 776
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


aaaa jsus
socorro mano

Capítulo 2 - Capítulo 1 - Minha Nova Amiga.


P.O.V Natsuki

–Eu sou Natsuki, tenho 18 anos, gosto de fazer doces como cupcakes e biscoitos, gosto de coisas fofas e...

Na parte final, acabo sussurrando para mim mesma.

–Gosto de mangá.

–Tem mais alguma coisa que você gostaria de dizer?

–Não, só isso mesmo.

–Obrigada Natsuki, pode voltar ao seu lugar.

Esse é o primeiro dia de aula. Os alunos que não estavam nessa escola antes devem fazer uma apresentação. Eu não gosto de fazer apresentações... Sei lá porque (não é só você bb).

–Ok, hm... Próxima aluna: Yuri!

Ao ouvir isso, vejo que a garota sentada atrás de mim se levanta e vai até a frente da sala.

–B-bem... E-eu sou Y-Yuri e... Tenho 18 a-anos... E-eu gosto muito d-de livros d-de t-terror e d-de suspense... O-o meu f-favorito é The Portrait Of Markov...

–Mais alguma coisa pra dizer?

–N-não... N-nada...

–Obrigada Yuri, pode voltar ao seu lugar.

A garota cujo nome é Yuri volta rapidamente para o seu lugar, e dá um longo suspiro. Eu me viro pra falar com ela.

–Hey.

–A-ah! O-oi!

–Tudo bem?

–U-uh... S-sim... Só estou... U-um pouco n-nervosa...

–Por quê?

–Uh... E-eu não sei...

–Hm... Se estiver nervosa por causa da apresentação, tá tudo bem! Todo mundo fica um pouco nervoso. Eu não achei sua apresentação ruim. Você parece ser legal!

–O-obrigada...

Ao perceber que o professor iria começar a explicar uma lição, eu viro pra frente e sussurro pra Yuri:

–A gente se fala mais no intervalo.

–O-okay...

[No intervalo...]

Eu saio da sala, esperando por Yuri na porta. A mesma se levanta devagar e arruma suas coisas lentamente, mas ao ver que eu estou a esperando, ela arruma tudo rapidamente.

–D-desculpa! E-eu não quero t-ter que fazer você esperar m-muito!

–Suave. (Natsuki tá andando muito com os amigo noia dela. NÃO FOI ESSA A EDUCAÇÃO QUE EU TE DEI MINHA FILHA/MARIDA ADOTADA)

–A-ah... O-okay... V-vamos indo então...?

–Claro!

Essa garota é tão fofa... Principalmente quando está nervosa.

Nós descemos as escadas e vamos até o pátio. Sentamos em uma mesa e começamos a conversar sobre coisas aleatórias enquanto estávamos comendo.

–Então, você gosta de história de terror e suspense, né? Eu nunca tentei ler uma.

–Ah, você devia tentar! É bem legal! A-assim, n-não que eu esteja t-te obrigando a ler...

–Haha, tudo bem. Eu entendi o que você disse.

Nós ficamos ali mais um tempo, até que aparecem três garotas, aparentemente amigas, se aproximando de nós. A que andava no meio tinha um moletom amarrado em sua cintura e uma mecha de seu cabelo era verde; A da esquerda, não usava uma parte do uniforme e seu cabelo era roxo, e a da direita tinha metade do seu cabelo vermelho. (NOJEEENTTAAAAS~♪ PIRANHAAAAAS~♪)

–Olá, Yuri! Ou melhor, Y-Y-Y-Y-Yuri! –Disse a garota que andava no meio das outras duas, rindo.

–Vocês aqui...? Também...?

–Qual é, Y-Y-Y-Y-Yuri, admita que sentiu nossa falta. –Falou, ironicamente, a de cabelos roxos.

–P-para de me chamar assim...

–Aw, mas foi assim que você se apresentou na frente da sala hoje. –A de cabelo vermelho disse, puxando Yuri pelos cabelos e jogando ela no chão.

–YURI! NÃO FAZ ISSO COM ELA!

–Quem caralhas é você, pirralha? A namoradinha dessa nojenta aqui, por acaso?

–Q-que?! –Eu acabei corando um pouco com a pergunta.

Elas chutam Yuri e jogam coisas nela, como cadernos e lixo. Eu tento empurrar elas pra longe, mas sou muito fraca. Uma delas me joga no chão e eu bato a cabeça. Eu fico um pouco tonta por um tempo, mas quando consigo voltar a ficar de pé, percebo que as garotas foram embora, rindo, e Yuri estava no chão, tentando se levantar. Ela estava machucada, com sangue em seu rosto e suja. Eu a ajudo a levantar e coloco ela no banco, sentada ao meu lado.

–Yuri! Você tá bem?!

–S-sim... M-me desculpa...

–Desculpa pelo quê?!

–V-você não devia se envolver nisso... A c-culpa é minha...

–Seja lá quem forem essas garotas, eu não irei deixar elas te machucarem!– Eu meio que grito, pegando a mão de Yuri. A mesma fica um pouco vermelha.

–E-elas são d-da minha outra escola... –Yuri estava chorando. –Elas sempre m-me perseguiam e-e... f-formavam rumores s-sobre mim... E-eu achei q-que se eu mudasse d-de escola, t-tudo ficaria melhor... –Yuri começou a soluçar. Eu a abracei lentamente, e ela logo retribuiu o abraço.

–Yuri, se acalma. Eu prometo que vou dar um jeito nelas.

–N-não... E-eu não quero q-que você s-se machuque...

–Eu não vou me machucar. Eu prometo.

Yuri me solta e limpa suas lágrimas.

–Se você se machucar, e-eu posso cuidar de você? (guei alert)

–Claro!

Aquela pergunta de Yuri me fez corar um pouco.

É isso, irei proteger a minha nova amiga (ahem tua futura namorada ahem).


Notas Finais


drama logo no primeiro capítulo
adoro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...