1. Spirit Fanfics >
  2. Angels and demons (Tododeku e Kiribaku) >
  3. O primeiro contato - Ele seduz

História Angels and demons (Tododeku e Kiribaku) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Valeu pelos 6 favoritos já, vocês são fodaaas

Capítulo 2 - O primeiro contato - Ele seduz


Fanfic / Fanfiction Angels and demons (Tododeku e Kiribaku) - Capítulo 2 - O primeiro contato - Ele seduz

Narrador ON

Midorya ON

O Rei me chamou a sala de reuniões, o que poderá ser? Estou começando a ficar nervoso, será que eu fiz algo errado e não me lembro? Impossível... eu quase não saia dos campos de batalha – pensava 

Midorya, deixe de pensar tanto... você fica muito preocupado – dizia o Rei

C-como assim? Oi?

Você muda sua expressão quando fica nervoso, começa a pensar demais, fora que sempre fica resmungando, todo o Reino já percebeu isso – sorria All Might

Desculpa, é que foi algo do nada seu chamado, pensei que poderia ter feito algo – suspiro

Não, relaxe... Eu quero lhe enviar numa missão, você precisa ir disfarçado na verdade – dizia o Rei olhando pra um quadro da sala de reuniões 

Missão? Que missão seria essa? 

Você precisa ir ao mundo dos humanos, para ver se eles estão ficando ao nosso lado ou dos Anjos, você ira disfarçado de humano, então precisa ficar numa aparência humana também 

Entendo... Bom majestade, sabemos que essa guerra embora justa, está deixando os humanos cada vez mais bravos, tanto conosco quanto com os Anjos, então... vai ser difícil ter alguém que nos apoie 

Sim... por isso quero que seja você a ir, você sempre foi o mais tranquilo dos demônios, você tem poder, mas também é sereno, você será ótimo pra essa missão, então vá Midorya

Ajoelho-me diante do Rei e vou em partida ao mundo dos humanos, quando estava próximo ao portão do Reino sinto meu braço ser puxado por Kirishima

Tome cuidado tá bem? – dizia o ruivo

Tudo bem Kiri... afinal, você está falando comigo, eu nunca falho – digo apontando o dedão pro meu peito e sorrindo pra ele 

Ótimo... fico mais tranquilo com isso – dizia ele dando uma piscadinha pra mim , agora vá, e destrua os nossos inimigos 

Obrigado Kiri... até breve, e você também, destrua nossos inimigos – disse dando uma piscadinha pra ele 

Vou em direção ao portão, que é aberto pra mim, e passando pelo portão entro no mundo dos humanos, é uma cidade no meio das montanhas, aparentemente grande, parece ser bem desenvolvida, porém, eu acabo indo parar perto um lago muito grande perto da cidade, chegando lá, escondo minhas asas, remodelo minha feição, mudo minhas roupas para roupas mais “normais” e vou me ver na água

É... ainda estou com um rosto bem malvado, porém, é o que consigo mudar... mas continuo sendo muito gato, nossa, MIAAAU – dizia sorrindo pra mim mesmo no lago, estou cansado, acabo de sair de uma missão e já preciso vir pra outra, digo me sentando perto de uma árvore

Midorya OFF

 

(Quebra de tempo de uma hora antes)

Todoroki ON

Estou indo em direção a cidade que o Rei me ordenou, espero que seja tranquilo... não consigo tirar ainda aquela cena do campo de batalha, foi bem surreal, embora eu já tenha ido a vários campos de batalha, ainda sim, foi uma coisa que eu nunca tinha visto – vou pensando até ver a cidade onde seria a minha missão se aproximar

Devo pousar, e me disfarçar... podem ter demônios por aqui, então é melhor eu não dar muitas brechas pra isso, acho que ali é um bom local e vou pousando lá, e ao mesmo momento tentando me parecer como um humano normal, já era quase 21 horas, então era melhor eu ficar por lá mesmo e tentar descansar um pouco

(Quebra de tempo de 03 horas)

Acordo ouvindo uns sons vindo de uma parte da lagoa, levanto-me e vou em direção a esse local, chegando lá me escondo entre as árvores e arbustos e vejo apenas um adolescente de cabelos verdes, olhos grandes, ele devia ter uns 1,62 metros de altura, estava sem camisa, e nossa, ele era muito bonito, mesmo sendo pequeno, parecendo uma criança, tinha um corpo invejável até para os anjos.... QUE? MAS O QUE VOCÊ ESTÁ PENSANDO TODOROKI? Se contenha..., mas não conseguia parar de ficar olhando, ele estava tipo... dançando? É... ele deve estar dançando 

Ele abria os braços diante do seu peito, levantava a mão direita e a mão esquerda ia fazendo pequenos círculos enquanto descia, até que as suas mãos ficaram esticadas em direções opostas, e o garoto ficou de ponta de pé, ele levou a perna direita para frente, estava parecendo uma bailarina, e começou a rodar, e a fazer movimentos com os braços a beira da lagoa, aquela cena era uma das mais belas que eu já tinha visto, não sabia como um humano poderia ser tão gracioso, ele parecia tanto um anjo, seus movimentos eram muito belos, até que ele parou sua dança com os braços na altura do estômago, suas pernas estavam firmes, até que ele novamente ficou de ponta de fé, seu tronco ficou inclinado, levantou os braços como se fosse um pássaro e levantou-se, aquilo era mais que uma dança, parecia um treino, um anjo sendo banhado pela luz da lua, até que infelizmente eu acabei pisando em um galho seco, e ele ouviu, com medo pegou suas coisas e acabou fugindo

DROGA SHOTO! – pensei batendo as mãos nas minhas pernas, e voltei para o lugar onde eu estava anteriormente 

(Quebra de tempo para o outro dia)

Estava andando pela cidade, e não conseguia esquecer aquele menino de ontem, mas por que eu não conseguia? Eu nem o conheço, até que chego na avenida principal da cidade, e pra minha felicidade eu vejo o jovem de cabelo esverdeado numa carruagem aberta, até que nossos olhos se encontram e eu só consigo lembrar das cenas da madrugada, e meu coração palpitava, a cada movimento de sua dança ontem, me fazia lembrar de uma música romântica que ouvia no Reino

 

“Luz que banha a noite, faz o sol adormecer, mostra como eu amo você”

E eu via o esverdeado olhando para mim, até que eu lembro-me de seus movimentos e fico corado, e mais uma vez a música vinha em minha mente, lembrando-me de seus movimentos

levantava a mão direita e a mão esquerda ia fazendo pequenos círculos enquanto descia, até que as suas mãos ficaram esticadas em direções opostas

“Se a lua toca no mar, ela pode nos tocar, pra dizer que o amor não se acabe”

com os braços na altura do estômago, suas pernas estavam firmes, até que ele novamente ficou de ponta de fé, seu tronco ficou inclinado, levantou os braços como se fosse um pássaro

“Se a lenda dessa paixão, faz sorrir ou faz chorar, o coração é quem sabe, se Lua toca no mar, ela pode nos tocar”

 

Fiquei observando o jovem, ele percebeu e sorriu pra mim, acenando com a mão, logo corei e fiquei envergonhado com a situação

Pare Shoto... você está aqui pra uma missão, e você nem de homens gosta, então fique na sua... mas por que eu lembrei de uma música romântica olhando pra ele? – dizia pra si mesmo enquanto batia as mãos na cabeça

Você está bem? – um jovem de olhos verdes perguntou pra ele 

Estou sim... – me virando pra agradecer, até que vejo que era o menino que eu estava olhando, fiquei com um semblante muito surpreso, QUEEEEEEEEEE? – gritei e me afastei dele 

Oi? – ele dizia sem entender, eu fiz alguma coisa? 

Não... não fez nada, eu que preciso ir agora – dizia levantando-me do chão com o rosto todo corado, obrigado obrigado, fui embora deixando o esverdeado sem entender nada 

Todoroki OFF

Midorya ON

Os humanos são tão estranhos... – pensou

Midorya OFF

 

(Quebra de tempo)

-Reino dos Anjos-

Vamos... os alarmes já soaram, precisamos ir o mais rápido possível para o campo de batalha – gritava Mina

Vocês demoram demais, eu vou na frente – dizia Bakugou batendo suas asas e indo rápido pro campo de batalha

Ele nunca espera.... é incrível como é teimoso – disse Sero

 

-Reino dos Demônios-

Vamos, os reforços somos nós e precisamos ir o mais rápido possível – gritava Ochaco

Eu vou na frente, levem meu pelotão também – gritou Kirishima desaparecendo diante deles 

Ele realmente esta animado – dizia Ochaco rindo

Você acha? Ele sempre gostou das lutas – ria Denki

(Quebra de tempo dos reinos até o campo de batalha, demora cerca de 1 dia, chegaram no final do dia)

Bakugou ON

Preciso chegar logo nesse campo de batalha, sinceramente eu odeio essa guerra, não vejo motivos pra que ela continue... perca de tempo, estava eu resmungando até que chego no campo de batalha, e um grande temor vem sobre mim...

QUE MERDA ACONTECEU AQUI? – gritei vendo o grande número de corpos de anjos, demônios e humanos naquele local, até que vejo um soldado se mexendo 

SOLDADO... o que aconteceu aqui? – peguei-o e o virei pra falar comigo

General... saia daqui – dizia ele com sangue na boca, tem um demônio de alta patente aqui... por favor, fu... – o soldado morreu

MERDA – resmunguei... o que será que aconteceu? E voei de novo pra que eu pudesse ter uma visão geral das coisas até que sinto alto atrás de mim

Você é bonito... – dizia uma voz

Tentei me mexer, mas eu não conseguia, era uma presença boa... apesar de tudo

Quem é você? – perguntei

Me chamo Kirishima... e você? 

Me chamo Bakugou... sou um General do Reino dos Anjos 

Um General?... que interessante – falava o ruivo com o braço esquerda rodeando minha cintura e o direito passado por baixo da minha axila direita e pegando em meu queixo.... gostei de você – dizia chegando perto do meu rosto, podia sentir sua respiração perto de mim, passou a mão por meu peito, passando os dedos por meus mamilos, o que acabou me fazendo arfar de prazer.... Então o gatinho é sensível aqui em? – e continuou massageando meu mamilo.... até que eu fechei os olhos, sua mão esquerda foi descendo até meu membro, entrou com a mão dentro das calças e o apertou, me fazendo dar outro leve gemido, eu realmente gostei de você – e acabou dando um leve chupão em meu pescoço 

BAKUGOU – gritou Mina soltando um raio de luz de suas asas, fazendo Kirishima ir para longe, você está bem?

Estou... obrigado Mina

Mais uma general? – dizia Kirishima sorrindo, bom, pra felicidade de vocês eu estou com pressa, enão..... Kirishima uniu as duas mãos, fazendo ficar aparente seus 22 pares de asas, abram-se, PORTÕES INFERNAIS! E 22 portões abriram-se saindo várias criaturas do reino dos demônios, cada uma com poder de general e atacaram Mina e Bakugou, fazendo-os cair longe 

Kiri, você está bem? – Perguntou Denki

Estou... – respondeu o ruivo

Denki assim que viu os generais do reino dos anjos separou as mãos que começavam a sair raios vermelhos, e apontou para eles, Raios infernais – sussurrou, e o ataque foi disparado contra eles

EXPLOSÃO CELESTIAL – gritei apontando as mãos para impedir o ataque de chegar até a mim, Mina e os soldados que estavam conosco

Vamos fugir – gritou Mina, me puxando e mandando os soldados baterem em retirada

Kirishima olhou pra mim, e sorriu... 

Até já já meu anjinho – dizia passando a língua em seus lábios, o que me deixou corado

Bakugou OFF

 

(Na cidade dos humanos)

Midorya ON

Gostei dessa hospedaria, vou ficar aqui – pensei entrando no local, até que quando eu chamo a recepcionista uma outra pessoa chama na mesma hora, e pra minha surpresa era o jovem bicolor de mais cedo, olho pra ele e sorriu

Você aqui? 

S-sim... – falou gaguejando Todoroki... POR QUE ESTOU GAGUEJANDO? – pensou

Você é bem estranho né? – falei perto dele com um olhar calmo, mas com malícia 

Você acha? – ele respondeu sorrindo

Um pouco... talvez seja só impressão né?

Até que nossa conversa/xaveco foi interrompido pela recepcionista 

O que os senhores querem?

Um quarto – respondo

Perdão senhores... só temos um quarto disponível essa noite – respondeu

Não tem problema – respondi, ou tem pra você? – olhei pra ele sorrindo de canto

Não... acho que por mim, tudo bem – respondeu Todoroki

Ótimo... – respondeu a recepcionista, e aqui está a chave, podem ir... é o último quarto do segundo andar, quarto número 20 tá bem?

Obrigado – falei pegando a chave, e fomos subindo as escadas, bom... eu nem perguntei seu nome, qual é mesmo?

Shoto... Shoto Todoroki – respondeu o bicolor

Prazer Shoto... meu nome é Izuku Midorya – respondi sorrindo

Prazer em lhe  conhecer – ele respondeu sorrindo

Entramos no quarto, tinha apenas uma cama de casal, nos sentamos, e assim que sentamos, sentimos uma onda de choque espiritual, Kirishima e Denki estão lutando aqui perto? não pode ser – pensei

Pensamentos Todoroki ON

Bakugou e Mina? Estão aqui perto? 

Pensamentos Todoroki OFF

Está tudo bem? Você parece preocupado – perguntei

Não é nada – ele sorriu, e você também parece preocupado... está bem?

Não, eu só fiquei com dor de cabeça, mas nada demais – sorri, bom... disse me levantando e olhando pra ele

 

Vamos resolver isso logo? – sorri

O-O QUE VOCÊ ESTÁ QUERENDO DIZER? – disse o bicolor mega corado

 

Quem vai tomar banho primeiro né seu tolo – digo dando gargalhadas 

Aaaah – ele ria de nervoso

O que pensou que fosse? Que eu ia pular em você e lhe atacar? – digo me levantando e pegando uma toalha e entrando no banheiro

Era... – sussurrou o bicolo

Amanhã resolvemos isso então – pus minha cabeça pra fora do banheiro já sem roupa, hoje vamos só dormir HAHAHAH

 

Todoroki ficou com o rosto todo vermelho....

Não acredito que eu disse isso, e o pior... ele ter ouvido – dizia pondo as mãos no rosto 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

CONTINUA


Notas Finais


A música que ele ouve no reino é uma da Sandy e Júnior das antigas depois posto o link kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...