História Angels don't Love-Jikook-Anjos - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), G-Dragon, SHINee
Tags Anjos, Bts, Jikook, Jimin, Jimin Bottom, Jungkook, Jungkook Top, Taemin
Visualizações 42
Palavras 1.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Vou fazer você feliz


Fanfic / Fanfiction Angels don't Love-Jikook-Anjos - Capítulo 8 - Vou fazer você feliz

Angels don’t l♡ve


Jeon Jungkook me beijou.


Essas são as únicas palavras que eu pensava no momento,tanto que, se me perguntassem quanto era 4 vezes 2 eu responderia: Jeon Jungkook me beijou.

Não senti só um beijo foi meio que especial, eu sou idiota eu sei mas me sinto tão bem e me senti tão bem quando aconteceu,estava nos céus com alguém proibido deles, irônico não?


Depois do que aconteceu, ele me encarou por um tempo e sorrio, entendi que colocar em palavras tudo o que acontecia dentro dele era difícil,Então não insisti em uma resposta,ficamos em silêncio aproveitando nosso tempo e voltamos juntos para dentro de casa,Jungkook parecia tão pensativo e por mim,ele parecia tão lindo e mais radiante do que antes...talvez sintomas de amor?

Eu deveria parar com isso mas não consigo,éramos tão próximos mas Jungkook parece ter mudado tanto,ele esqueceu completamente quem ele era e se eu esquecesse também,seria outra pessoa completamente diferente de quem sou hoje.


Mas quero saber o porquê de meu pai ter feito algo tão radical comum ser tão indefeso.Uma criança.Algo tão angelical e bondoso recebendo esse tipo de punição...Não vejo um motivo nem pensando nas piores opções.

Mas talvez

Não esteje pensando em todas as opções.


Estava pensando em tudo isso na minha cama, olhando para o nada e ainda coberto.

Como seria jungkook se não tivesse sido arremessado do reino de Deus?

Ainda estaria aqui?

Me chamaria tanta atenção?


A porta se abre devagar e fico na esperança de ser ele,pra esclarecer minhas dúvidas,me contar suas experiências...me fazer sentir vivo…

Mas quem aparece lá é Kwon e Taemin, eles acenderam a luz do meu quarto e eu me escondi mais entre as cobertas


-O que vocês estão fazendo?- perguntei tentando proteger a claridade dos meus olhos,mas eles estavam dispostos a me tirarem da cama


-Não pode ficar socado nesse quarto o dia todo- Taemin disse e se aproximaram, Kwon puxou minha coberta e eu o xinguei mentalmente


-Mas ainda tá de manhã cedo- resmunguei implorando com o olhar para que eles desistissem e me deixassem pensar no jungkook em paz


-Sim e é de manhã que o dia começa. É hora de levantar- Kwon foi até a janela do quarto a abrindo e eu dei um suspiro em insatisfação com a quantidade de luz irritando meus olhos


-Você é um anjo mas tá parecendo um vampiro-Taemin fez uma careta e foi até meu guarda-roupa jogando uma troca de roupa em cima da cama- Veste isso e desce pra tomar café


Eles foram até a porta e Tae saiu.Kwon olhou bem pra mim e disse as palavras com o maior ar de Mãe do mundo


-E não demora-ele disse antes de fechar a porta


Eu deveria dizer para eles que eu não era obrigado a nada, mas já tínhamos um laço de proximidade muito grande esse tipo de coisa,eles continuariam fazendo e eu meio que gostava, acho que me faz sentir amado


-

Me troquei e fiz minhas hg matinais,pela primeira vez não tinha fila no banheiro com um Jaejoong esmurrando a porta enquanto Jungkook tomava banhos demorados,era estranho porque já fazia parte da minha rotina de todas as manhãs


-Eu to MORRENDO de fome- Disse Jae enquanto eu descia atrás dele para a cozinha


Eu era o único naquela casa que acordava de bom humor,todos eles ficavam com cara de acabados e faziam as coisas no automático como drogados antes de injetar suas drogas. A desses anjos com certeza era o mel angelical


-Não mandei ninguém acordar tarde- Respondi entrando na cozinha com ele, Taemin já estava comendo e Kwon não estava ali,olhei em volta e percebi que jungkook também não estava


-Onde está os outros?- perguntei e me sentei na mesa pegando a gororoba feita com mel que Kwon preparava todas as manhãs


-Jungkook saiu bem cedo hoje para fazer não me lembro o quê- fico meio confuso e demoro para entender as coisas que jaejoong fala por conta da voz de pessoa morrendo de sono de todas as manhãs


-E Kwon disse que ia treinar suas habilidades cedo hoje para não esquecer o ataque novo que eu ensinei- Taemin respondeu enquanto eu comia a gororoba que era bom até, ou nos acostumamos com isso


Jeon Jungkook realmente me intrigava.Um dia demirava para sair da cama e no outro estava de pé antes mesmo do sol clarear,um dia está morto e no outro radia vida.Numa noite ele me beija e na outra…


Fiz uma carinha maliciosa mentalmente para mim mesmo e ri sozinho com o pensamento, acabo de comer e levo a tigela para a pia,lavo antes de lavar minhas mãos e voltar para perto dos meus hyungs


-Acho que eu vou dar uma volta- avisei e eles assentiram,Tae me olhou e mesmo assentindo sabia que não estava muito contente


-Tome cuidado- ele falou,mas algo ainda me incomodava na sua feição


-o que foi? -perguntei arqueando a sobrancelha e ele negou com a cabeça


-Nada -Tae dizia mas as palavras dele eram diferentes,mais frias e cortantes do que o normal


-Não é “nada"- resmunguei e fiz bico cruzando os braços,tinha dito para mim mesmo mentalmente que só iria sair dali quando Tae me contasse alguma coisa e ele parece ter captado isso também


-É que você tá distante- ele disse e me olhou,agora me arrependo de ter insistido -Qual é Jimin,você era extrovertido e legal,a gente conversava de manhã e Kwon amava me contar sobre a sua vida antes de dormir


-Desculpa,acho que perdi o interesse em falar sobre mim- disse tentando não ser grosso mesmo com a consciência de que devo sim ter sido


Pego a minha chave de casa e saio pela estradinha ali observando a rua,a manhã era tão bonita que quase senti menas raiva dos hyungs por terem me acordado.

O que eu tinha dito lá dentro era verdade, estava cansado de falar sobre a minha vida, eu não via nada de surpreendente nela,talvez eles só estejam passando por um momento com falta de atenção,afinal, por que tem que ser a minha vida e não a vida deles?

No momento em que pensava sobre isso, olho em volta e vejo que estou em um lugar calmo, ninguém passava por ali e podia ver um laguinho a uns metros de distância, sinto meu coração bater mais rápido mas de um jeito bom quando me abraçam pelas costas.

Eu deveria ter sentido medo

Se ja não conhecesse esse abraço


Olhei para trás e Jungkook,ainda abraçado comigo me observava. Ele sorrio e beijou minha testa,percebi que ele é uma pessoa de poucas palavras e muitas atitudes


-Você pensa demais sabia?- Ele disse e eu sorri meio envergonhado


-Como sabe disso?-Perguntei, ele soltou seus braços do meu corpo e ficou na minha frente


-Eu sei porque eu observo você observar- isso me fez rir,e tirar um sorrisinho bobo nele- me dê as mãos-ele as esticou e eu logo a fiz


-Você é cheio de surpresas- eu disse,quando ele colocou meus pés em cima dos deles e me abraçou,desembrulhando suas asas negras lindas em suas costas


-Segure firme- ele disse e eu sorri abraçando seu pescoço,em pouco tempo ja estava com ele bem longe do chão,olhei em volta


Ele poderia ter me dito para voar com ele,mas ele quis me mostrar por ele,como se estivéssemos fazendo isso juntos e isso me fez me sentir melhor


-Você gosta? -ele perguntou e eu assenti- Eu também


E percebi que ele estava sorrindo,nossos olhos se encontraram e sua mão em minha cintura,meus braços em seu pescoço e a brisa calma em nossos rostos dizia que era o momento perfeito para aquilo


Não esperei ele tomar uma iniciativa, apenas o beijei devagar e com cuidado tentando demonstrar todo o carinho que sentia, quando nos afastamos ja estávamos mais baixo do que antes mas ainda no alto


-Eu prometo que vou fazer você se sentir feliz- ele sussurrou e eu sorri


É


Estava apaixonado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...