História Angels (Jikook) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO, Got7
Personagens BamBam, Byun Baek-hyun (Baekhyun), Do Kyung-soo (D.O), Huang Zitao (Tao), Jackson, JB, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Lu Han (Luhan), Mark, Min Yoongi (Suga), Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Wu Yifan (Kris Wu), Youngjae, Yugyeom, Zhang Yixing (Lay)
Tags Hoseok, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Shadowharders, Taehyung, Taeyoonseok, Yoongi
Visualizações 28
Palavras 2.266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiin meus anjos!!! Td bem? Espero q sim

Boa leitura♡

Capítulo 3 - 02


'Amor e um conhecido. Amor é um demônio. Não há anjo malvado além do amor.'

-William Shakespeare


O silêncio era algo perturbador naquele ambiente a sensação nas veias era a de que o sangue tinha sido substituído por água gelada, Jimin e Taehyung olhavam ainda atentamente para o bilhete em suas mãos encarando as simples letra da mãe na carta

-Mais quem é Baekhyun? E como vamos encontrá-lo? - perguntou o menor sem a menor ideia o que se passava ele só queria achar a sua mãe

- Não tenho a menor idéia Jimin

-Quem vez algo assim?- era algo inacreditável de se ver, a casa totalmente revirada com a mãe desaparecida

-Quem vez isso não era nenhum tipo de ladrão Jimin, tem algo de errado nisso- olhou para o irmão- Nossa mãe sabia de alguma coisa, ninguém iria invadir uma casa desse jeito- olhou para Jimin que apenas processava cada palavras

-O que vamos fazer?

- Temos que falar com a tia Jiyoon ela era a única próxima de nossa mãe- disse logo saindo do quarto sendo seguindo pelo ômega

-E a casa?- o pequeno perguntou fazendo Taehyung virar bruscamente para si

-Esquece a casa Jimin, a nossa mãe desapareceu e precisa de nossa ajuda- Jimin baixou a cabeça com os olhos marejados quieto, Taehyung ao ver aquilo logo se apressou em correr em direção ao menor perdindo desculpa- Minnie me perdoa- afegou as costas do menor que estava abraçado a si

-Eu realmente estou preocupado com a mamãe Tae, você e ela são minha única família e eu não quero perde-la- Jimin não queria chorar naquele momento mas sentimento de não ter sua mãe ali fez Jimin derramar lágrimas

-Nos não vamos, confia em mim- limpou as lágrimas do rosto do menor fazendo o concordar

- Como vamos falar com a tia Jiyoon.. faz tanto tempo que não falamos com ela- fugou tentando contralar o choro

-Eu soube que ela mora em um apartamento a quatro quarteirões daqui- Taehyung falou fazendo o Jimin olhar confuso

-Como sabe?

-Eu ouvir por um acaso nossa mãe falando com alguém no telefone, eu percebir ser a tia Jiyoon- falava ao mesmo tempo afobado caminhando pelo quarto- Vá tirar esse uniforme, vou te esperar lá embaixo- disse por último beijando a testa do menor e saindo do quarto em seguida

Jimin não perdeu se despiu e entrou no boxe para tomar um banho rápido e ao mesmo tempo relaxante deixando os seus pequenos músculos mas leves

Saiu do banheiro e foi em direção ao closet, pegou um conjunto de roupas confortável e se vestiu.. em 7 minutos ele já estava pronto

Taehyung estava na sala pensando na possibilidade de sua mãe ter sido sequestrada, ela podia muito bem armar aquilo e o abandona-los mas o ômega não queria nem sequer pensar nessa possibilitada. Jiyeon jamais abandonaria seus filhos ela os amava demais pra isso

Mas como aquilo foi acontecer? O ômega se perguntava sem parar. O porque Jiyeon foi sequestrada? O ômega só faltava estourar seus neurônios de tanto pensar. Por um segundo agradeceu Jimin por entrar naquele ambiente pegou rapidamente chave do carro da mãe e saindo dali

O trajeto até a casa de Jiyoon era silênciosa, Jimin encostado com a cabeça olhando as paisagens passando diante de seus olhos, já Taehyung tentava de tudo focando na estrada mas seus pensamentos em sua mãe lhe apareceriam em sua cabeça

-Por que não avisamos a polícia?- a voz de Jimin soou naquele carro depois de tanto tempo

-Temos que falar com a tia Jiyoon primeiro, tenho certeza que ela sabe de alguma coisa- desviou seu olhar da estrada e focou em seu irmão rapidamente- Se ela não sabe de nada... ai sim vamos a polícia

Jimin não disse nada apenas concordou ficando quieto no seu canto

Não demorou muito para chegar a casa de Jiyoon, o silêncio naquele carro ainda pairava, com mil pensamentos eles saíram do carro e encararam o prédio a frente e não perderam tempo e logo entraram


A campainha soou no ambiente da casa aconchegante de Jiyoon a mulher de cabelos lisos que aparentava ter uns 38 a 40 anos de idade, franziu o cenho estranhando ter alguém batendo em sua porta, não perdeu tempo logo abrindo vendo o semblante de seus dois sobrinhos que não viam a muito tempo

-Jimin, Taehyung a quanto tempo meus amores- sorriu gentil e abraçou seus queridos sobrinhos

-Sentimos saudades tia Jiyoon- Jimin dizia entre abraços calorosos da tia

-Tia Jiyoon precisamos conversar- diz Taehyung fazendo a mais velha estranhar de alguma coisa errada

-Aconteceu alguma coisa?- perguntou aflita fazendo eles concordarem de cabeça baixa- Vamos entre meninos tá frio aí em fora- deu passagem fazendo os dois ômega entrarem 

Jimin sorriu ao sentir o clima caloroso no apartamento sua tia sem dúvidas gostava de lugares aconchegantes

-Então meninos me falam o que aconteceu- perguntou depois de fazer os dois ômegas sentarem no sofá a sua frente 

-A nossa mãe tia Jiyoon- Taehyung começou de cabeça baixa- Ela desapareceu- disse vendo a mulher a frente empalidecer  aos poucos

Jiyoon não queria acreditar mas era verdade ela sabia que isso iria acontecer algum dia mas agora que aconteceu ela não conseguia imaginar sua irmã desaparecida, Jiyeon era uma mulher forte sempre resistia, os filhos eram tudo pra ela, e como o seu lobo era estranhamente protetor progida Jimin e Taehyung com unhas e dentes

A ômega estava devidamente não imaginaria que isso iria acontecer tão cedo. Olhou para os sobrinhos ainda apavorada Jimin apenas contínuou

-Chegamos em casa e estava tudo revirado, não tinha nada em pé, parecia que estava acabado de haver uma batalha ali dentro- sussurou a última parte

-E houve- falou baixo mais audível que fez Taehyung e Jimin olharem confusos

-Como assim tia Jiyoon? Sabe de alguma coisa?- perguntou curioso

-Sim eu sei- suspirou- Eu realmente queria que Jiyeon contassem a vocês... mas já está na hora de vocês saberem a verdade- olhou para os sobrinhos que ainda estavam confusos- Esperem um minuto eu já volto- disse indo em direção ao quarto

-O que será que ela sabe?- perguntou Jimin 

-Sinceramente eu não sei, mas eu acho que é algo de extrema importância- olhou para o irmão que apenas assentiu preocupado 

Jiyoon não demorou muito e logo apareceu na sala com uma caixa nas mãos

-O que tem aí dentro?- Jimin perguntou curioso fazendo a tia rir

-Calma pequeno já vai saber- colocou a caixa na mesinha que tinha ali na sala em frente ao dois ômega

-Então Jiyoon o que tem de importante para revelar?- Taehyung já estava impaciente e Jiyoon via isso nele mas tentou logo tranquiliza-lo

- A mãe de vocês não sumiu porque quis...- engoliu em seco e desviou o olhar para algum canto da sala- Ela infelizmente foi sequestrada- voltou seu olhar para os sobrinhos que apenas estavam sem reação 

-Disso eu já desconfiava Jiyoon.. mais... mais porque? Digo.. porque sequestraram ela?- Jimin quase sussurou a última parte com dor no coração e Jiyoon sabia disso, a ômega apenas lhe lançou um olhar corinhoso antes de continuar 

-Vocês prometem que vão me ouvir até o final?- perguntou preocupada com a reação dos sobrinhos ao saber da verdade 

-Sim- disse Taehyung fazendo Jimin concordar, Jiyoon apenas sorriu antes de continuar 

-Primeiro de tudo, voces tem que saber que nesse mundo existem coisas além do normal, coisas que nenhum ser humano normal consegue enxergar além da gente- disse olhando os sobrinhos que a ouviam atentamente

-Como assim além da gente Jiyoon?- Taehyung perguntou 

- Vocês não são apenas adolescentes e ômegas normais bebês- levantou da poltrona e ficou de joelhos na frente dos sobrinhos fazendo carinho no cabelo de ambos- Nós não somos normais... como eu posso explicar isso?- perguntou a si mesma ao ver a preocupação que se formava no semplates do dois ômegas 

-Tia você está me deixando preocupado- Jimin dizia 

-O fato é que enxergamos coisas que nenhum outro ser humano enxerga- dizia ela

-Então quer dizer que enxergamos fantasmas?- a mulher rio e discordou- Então fala Jiyoon!

-A mãe de vocês protegem o mundo dos monstros lá debaixo, existem um lugar chamado submundo fazendo coisas demoníacas sairem de lá e fazer mal ao mundo dos mortais, a Jiyoon caçava essas criaturas, eram demônios que só vinham na terra para acabar com os humanos inocentes- dizia fazendo Taehyung e Jimin olharem abismados para a mulher a sua frente- Eles só podem ser vistos por nós que temos esse genes no sangue e por outras pessoas que caçam eles- falava tudo sem tirar os olhos da reação dos sobrinhos- Somos chamados de Anjos das sombras, pois é na sombras que exterminamos esses demônios- falou por último, sem nenhuma reação dos sobrinhos Taehyung apenas levantou andando pelo cômodo 

-Jiyoon você ficou maluca? Quer mesmo que a gente acredite nisso? Nossa mãe matando demônio?- perguntava rindo, sua tia definitivamente estava ficando louca

- Não quero que acredite em mim Taehyung mais acredite que eu estou falando- dizia tudo muito calma pois já esperava dos sobrinhos

- Suponho que seja verdade.. porque a mamãe não nos contou antes- Jimin também parecia não acreditar em Jiyoon a mulher não o julgava por isso

-Eu disse a ela.. eu já tinha falado para Jiyeon contar a verdade para vocês mas ela discordava, ela não queria que vocês saíssem machucados- falava fazendo carinho na cabeça do sobrinho

Taehyung ainda estava um pouco afastado ouvindo a conversa mais não acreditava que sua tia estava falando, não acreditava que existiam esses tal de submundo, não acreditava em demônios, não acreditava em anjos das sombras aquilo para ele era uma pura mentira, se recusava acreditar

E se fosse verdade? Porque Jiyeon iria esconder isso?

-Eu iria contar mais Jiyeon me proibiu falando para mim sair da vida de vocês- Jiyoon abaixou a cabeça se lembrando das palavras duras da irmã

-Minha mãe não faria isso- Taehyung falou

-Mas fez.. ela faria de tudo para proteger vocês- a ômega estava sentada no sofá com a cabeça de Jimin nas suas coxas recebendo o carinho da tia- Eu dizia tanto que era para ela contar, mais Jiyeon é teimosa

-Tia Jiyoon você sabe que eu não estou acreditando em nenhuma palavras que você fala não é? Não tem nenhuma possibilidade de essas coisas existir, isso é invenção da sua cabeça- Taehyung ainda se recusava acreditar fazendo Jiyoon suspirar cansada, era mas difícil do que ela pensava

Com a cabeça de Jimin ainda em sua coxa pediu licença ao sobrinho e pegou a caixa que estava em cima da mesinha pegou um envelope branco tirando de dentro uma carta

-Eu imaginei que vocês não acreditariam em mim, então leiam e tirem a conclusão de vocês, Jiyeon pediu quase duas semanas atrás para mim ficar com essa carta caso acontecesse alguma coisa com ela, era para mim entregar a vocês- Taehyung franziu o cenho e pegou a carta nas mãos sentando ao lado de Jimin

Os irmãos se olharam por um segundo e logo Taehyung abriu a carta, se impressionando ao ver a caligrafia perfeita da mãe

"Meus amores, eu não sei se vocês ficarão tristes ao chateados comigo após ler essa carta, eu quero dizer que apenas os amo, amo mais do que me própria vida. Eu realmente não imagino minha vida sem vocês comigo, meus bebês primeiramente eu peço que me perdoem por esconder a verdade por tanto tempo de vocês, eu sei que não deveria ter feito tal ato, se escondir a verdade por tanto tempo é que eu amo vocês mais do que tudo e não quero que nada de mal aconteça com vocês anjinhos. Eu escrevi essa carta caso aconteça alguma coisa comigo vocês terão à quem socorrer, sei que não tenho esse direito mais espero que confiem em mim, confiem em tudo que a Jiyoon tenha a falar ela sabe de tudo, ela sempre me encorajou a falar a verdade para vocês mais eu sempre a ignorei. Fiquem juntos, nunca se separem vocês são mais forte do que pensam. Eu amo vocês meus filhos e sempre amarei! 


                                                     Ass: Park Jiyeon"

Jimin encarava a aquela carta com pequenas lágrimas rolando por suas bochechas rosadas, Taehyung não estava diferente mais precisava de um tempo para digerir tudo aquilo ficou olhando fixamente para carta inda de sua mãe sem dúvidas era escrita por ela, eles conheciam a mãe sabiam que as palavras proferidas a carta foram escritas por ela

Taehyung por um momento se sentiu culpado, culpado por não ter acreditado em Jiyoon, olhou para mulher em sua frente que não estava diferente de si, correu em sua direção a braçando 

Era tão surreal que estava acontecendo, em menos de 3 horas a vida dos irmãos ômegas mudará totalmente era tão assustador 

-Desculpe tia, eu deveria ter acreditado em você- chorou nos braços da mais velha que apenas ofegava suas costas dizendo que tudo iria acabar bem

Olhou para Jimin que estava chorando baixo no sofá abraçando a carta sua querida mãe, a mais velha o chamou para um abraço que foi logo correspondido pelo menor 

-Se isso tudo é verdade- Jimin falava baixo- Como vamos encontrá-la?

-Eu ainda não sei pequeno 

-Mais eu acho que sei- Taehyung se voltou para a mais velha que o encarava confuso 

Então Taehyung lembrou do bilhete da mãe 

-Jiyoon encontramos isso em casa- procurou no bolso da calça logo achando o bilhete- Nossa mãe deixou é a letra dela

Jiyoon encarava o bilhete abismada era para Jimin e Taehyung encontrar Baekhyun, mais sorriu logo em seguida 

-Sabe quem é esse Baekhyun tia?- Jimin perguntou curioso 

-Sim.. eu sei quem né sim- disse fazendo os dois ômegas olharem com os olhos brilhando 

-Então temos que ir ver ele agora- Taehyung falava que vez a mais velha concordar 


"Eu achei que você estava morto Baekhyun"



Notas Finais


Hi bebês! ❤❤❤❤❤


Vocês estão bem??? 


Estão gostando da fic???


Eu estou amando escrever é isso.. kk


DEIXEM O COMENTÁRIO DE VOCÊS ANJOS!!! EU NECESSITO DISSO KKK


Tomem água e se intratem bastante ok??


Se cuidem... nos vemos no próximo capítulo ♡♡♡


Bye bye angels.....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...