1. Spirit Fanfics >
  2. Animal's (JIKOOK) >
  3. Capitulo 2

História Animal's (JIKOOK) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Eu corrigi, mas alguns erros sempre escapam.
Espero que gostem.

Capítulo 3 - Capitulo 2


Narradora on:

Jimin acordou e sentiu que Jungkook não estava mais ali, assim que se levantou, deu de cara com ele se trocando ao lado da cama.

-Ah, que bom que você acordou. -olhou para Jimin e viu que ele estava corando por completo- desculpe, a tia Park 'ta limpando o banheiro, tive de me trocar aqui, o closet é muito frio, não gosto de ficar lá.

-o-ok, o castelo é seu, você pode fazer o que quiser. -nesse momento ele já havia se deitado e cobriu o rosto- pode se trocar a vontade, depois que minha Omma sair eu vou me trocar no banheiro.

-Desculpe, eu não queria te fazer ficar assim, eu sei que o castelo é meu, mas minha mamãe sempre disse que eu não devo tratar mal as crianças do reino. Odeio que você me veja como um Alfa idiota, eu só queria um amiguinho, mas pelo jeito você também tem medo.

-Não! -se levantou e abraçou o mais alto- eu quero ser seu amigo, sei como é ser temido pelas pessoas, não quero que se sinta assim, eu só não estou acostumado a falar com alguém da realeza.

-Então me trate como se eu fosse seu irmão mais velho, eu sei que você tem um... Taehyung não é? Me trate como trata ele!

-Mas o Rei não vai ficar bravo?

-Não, eu posso falar com ele.

-Eu... -só então tomou conta de que Jungkook estava sem camisa- Desculpa!! Desculpa!! Desculpa!! -virou de costas e cobriu os olhos- eu queria te deixar feliz e acabei fazendo coisas erradas, por favor, não fique bravo comigo.

Dessa vez foi Jungkook que o abraçou.

-Jiminnie, eu sou seu irmão lembra? Você por acaso nunca viu o Taehyung sem camisa? É a mesma coisa!!

-S-Sim, mas... É errado fazer isso com Alfas que não conheço, o Appa Jin sempre disse pra eu ficar longe de Alfas que não fossem da família.

-Mas eu não sou um Alfa qualquer, sou o príncipe, e nós temos a manhã toda pra conversar, posso te contar um pouco sobre minha vida.

-... Ok...

-Bom dia meu Prín... Jungkook!!

Jungkook soltou Jimin assim que ouviu a voz de sua mãe.

-Jimin, meu filho estava te incomodando? Conte para a titia, se ele tocou um dedo em você eu vou acabar com a cara dele!!

Jimin se curvou e logo começou a falar.

-Não majestade, o Príncipe só estava me abraçando, ele não fez nada, fiquei tranquila.

-Omma!! Eu demorei muito pra conseguir que ele acreditasse que wu não sou um Alfa idiota, 'ai a senhora chega e fala como se eu fosse a pior pessoa do mundo!!

-Desculpe meu pequeno, foi só reflexo, mas Jimin, fiquei tranquilo, meu Jungkook é uma boa criança, e logo, um bom Rei.

-Ok Sen.. Majestade!

-Por favor, me chama de Titia, ou Hyuna se preferir.

-Tudo bem, titia.

-Jiminnie pode ir se trocar, sua mamãe acabou de sair, vou pegar uma roupa pra você vestir.

Disse Jungkook voltando do banheiro, e agora, já totalmente vestido.

-Ok Kookie. Majestade.

Se curvou e foi para o banheiro.

A rainha estava achando estranha aquela situação, "Kookie"? "Jiminnie"?
Em que momento Jungkook se tornou assim?
Tão calmo, aceitando tudo que o pequeno Jimin dizia, quando seu filho havia se tornado assim?

A verdade é que Jungkook sempre foi uma criança fria, até com os próprios pais, não sorria, chama seus pais pelo nome, ela nunca o havia ouvido falar a palavra "mamãe", por isso se surpreendeu quando ele a chamou assim.

-Jimin é um anjo!!

Susurrou.

-Disse algo mamãe?

-Não meu príncipe.

Jungkook voltou a arrumar sua cama.

-Eu vou para a cozinha, quando Jimin estiver pronto o leve para tomar café.

-Ok.

A Rainha saiu do quarto, mas diferente do que disse, correu para a sala, lá onde seu marido se encontrava.

-Dawnie, ele falou!! Eu ouvi!!

Correu e parou em frente a seu marido.

-O que aconteceu? O que você ouviu?

-O Jungkook, me chamou de "Mamãe", e deixou Jimin o chamar de Kookie, e até o chamou de "Jiminnie".

-Jungkook? Nosso filho?

Disse enquanto se levantava para falar com a esposa.

-Sim, nosso pequeno príncipe, ele me chamou de mamãe!

-Sobre o que estão conversando?

Disse Jungkook quando apareceu no topo das escadas, sendo seguido por Jimin.

-Nada não meu pequeno, pode ir para a cozinha, a Sra. Park esta esperando vocês para tomar café.

-Ok papai. Vamos Jimin.

Pegou o Ômega pela mão e o puxou para cozinha. Assim que passaram pela porta da cozinha, Dawn disse.

-Ele me chamou de "Papai", eu ouvi, nosso filhinho falou comigo sem ser frio. Park Jimin é um anjo, essa é a única explicação.

-Isso é uma coisa que precisamos conversar...

-O que? Aconteceu alguma coisa?

-Eu fui no quarto de Jungkook a noite, imaginava que Jimin estaria dormindo no sofá que tem em seu quarto ou algo assim, mas quando entrei tive uma surpresa... Eles estavam os dois na cama, dormindo abraçados, e quando estava fechando a porta para sair ouvi Jungkook me chamar baixinho, ele praticamente sussurrou um "mamãe", eu ignorei achando que era efeito do sono, mas ele me chamou novamente, então entrei no quarto e fui até ele, e oque ele me pediu foi algo um tanto estranho.

-O que ele pediu?

-Ele pediu para nós...

Foi interrompida.

-Mamãe, já tomamos nosso café, posso levar o Chimy pra brincar?

-Pode sim pequeno.

-Sr. Jeon, a carruagem esta esperando.

-Mas justo hoje? Hoje que iriamos conhecer o Jimin, não pode adiar essa reunião?

-Me desculpe, essa reunião é realmente importante, iremos negociar com os humanos.

-Ah, Ok, mas você ira voltar hoje?

-Não tenho certeza...

Nesse momento Dawn já estava na porta do castelo.

-Vou tentar, mas não posso prometer.

-Ok, se cuide meu bem, estarei esperando notícias.

Hyuna foi até seu esposo e depositou um selar em seus lábios.

-Vem minnie, vamos brincar lá fora.

-Ok.

Jimin percebeu que Jungkook não estava bem, seu tom de voz era calma, mas havia tristeza em seus olhos.

Chegaram ao jardim e Jungkook guiou Jimin até um local que continha dois arbustos, os afastou um do outro, e depois de passarem, Jimin pode ver, lá haviam varias flores, não era um espaço grande, mas era suficiente para caber um pequeno banco de madeira. Foram até ele e se sentaram.

-Kookie... Tá tudo bem?

Jungkook nada respondeu.

-Jeon Jungkook me responde!! O que esta acontecendo? Porque você esta assim?

Se segurou para não gritar.

-Eu... Eu...

-Responde logo Jungkook!!

-Eu estou com medo!! Pronto, sé é isso que você queria, agora me deixa pensar em paz!!

Gritou.

-... Desculpa por ter te irritado Kookie, mas... Você esta com medo do que? é alguém que esta te fazendo mal? Ou é só um medo de algo?

-Promete que não vai me julgar?

Virou o rosto para olhar para Jimin, e quando seus olhos se encontram, virou rapidamente.

-Sim.

-Eu... Eu estou com medo de mim, medo dos meus sentimentos...

-Por que?

-Eu estou apaixonado... Mas se eu seguir meu coração, pode ser que eu não possa mais morar no castelo...

-Você quer dizer que...

-Sim Jimin, eu estou apaixonado por alguém de outra raça.

-Ah... E... Como ela é? É uma Ômega fêmea? Ou é um macho? Que idade ele tem? Qual sua raça? De que família ele é? Qual seu nome?

Jimin perguntou a medida que as perguntas surgiam em sua mente. Queria saber quem estava atordoando o coração do pobre coelho.
Ele sabia que não queria só a amizade do pequeno Jeon, mas não iria pressiona-lo, só queria que ele fosse feliz.

-Por que tantas perguntas?

Riu pelo nervosismo.

-Ok, vou tentar descreve-lo. Ele é um Ômega Macho, seu cabelo é comprido como o meu, ele é filho de um casal que mora no palácio, tem um irmão mais velho adotivo, seus pais adotivos são um coala Alfa e um ovelha Ômega, e isso resolveu em um cachorro, mas a pessoa que eu gosto é um servo, filho do Sr. & Sra. Park, dormiu comigo essa noite, e a uns cinco minutos atrás estava me chamando de Kookie. Essa descrição foi o suficiente para você?

Nesse momento Jimin já estava paralisado, tentava entender se correspondia aos sentimentos do Coelho, mas não entendia. Jungkook, por ser mais velho, já sabia um pouco mais sobre essas coisas, ainda havia muito o que aprender, porem ele estava certo, o Coelho dentro de si havia escolhido o Cervo de Jimin para amar, e ele também sentia isso, então não podia esconder esses sentimentos.

-Kookie eu...

Foi interrompido quando Jungkook selou seus lábios.

-Shhh, não precisa me responder agora, só precisava falar isso mesmo, então, enquanto pensa, vou tirar um cochilo, estava preocupado em te manter confortável durante a noite, então não pude dormir direito.

Após dizer isso, deitou sua cabeça sobre o colo de Jimin, e logo adormeceu.

-Eu te amo meu Coelhinho... Só não estou pronto para admitir, somos só crianças, ainda não podemos decidir nada, e logo eu serei apenas mais um de seus servos.

Passaram se alguns minutos, Jimin acariciava os cabelos castanhos de Jungkook, este que dormia pacificamente em seu colo, mas essa paz logo acabaria...

-Jimin!! Que bom que encontrei vocês.

Disse Sra. Park quando entrou correndo pelos arbustos.

-Esta vindo uma tempestade de neve, leve Jungkook para dentro, fiquem no quarto dele, eu estarei na cozinha se precisarem.

-Ok Omma.

Ela assentiu e logo sumiu pelos arbustos.

Se aproximou do ouvido de Jungkook e sussurrou.

-Kookie, acorda, precisamos entrar.

Jungkook não se preocupou em abrir os olhos, somente virou para cima e disse.

-Jiminnie, se eu me transformar você me leva no colo? Estou com muito sono para levantar.

-Levo sim, pode ser transformar.

Logo uma luz começou a surgir de dentro de Jungkook, não era forte, pelo contrário, era quase invisível, mas essa luz significa que ele estava se transformando. Depois que Jungkook era apenas um coelho em seu colo, Jimin o pegou en seus braços, e depois de arruma-lo para ficar confortável, saiu correndo por entre os arbustos.

Quando passaram pela porta do castelo a neve já estava começando a cair, Jimin subiu as escadas e logo estava no quarto de Jungkook, colocou ele na cama e acariciou seu cabelo novamente.

-Jungkook, já pode se transformar de novo,estamos no seu quarto.

(Só por serem híbridos eles já podem se comunicar um com o outro, mesmo que só um esteja n sua forma animal)

Jungkook, este que já estava praticamente acordado, sussurrou.

-Você pode me cobrir? Ou olhar para lá? Você sabe que não vai ser legal ficar olhando eu voltar a ser humano.

-Ah, me desculpe, esqueci suas roupas nl jardim, vou te cobrir e depois saio para você se vestir.

-Não se preocupe com as roupas, e não precisa sair, se não for incômodo, poderia ir até meu Closet e pegar uma box na terceira gaveta a esquerda.

-vou buscar, enquanto isso se transforme.

Jimin foi em direção ao Closet e fez como Jungkook havia pedido, e quando voultou para o quarto, Jungkook já estava transformado e usava as cobertas para se cobrir.

-Esta aqui.

Estendeu a peça para o maior, este que pegou e foi em direção ao banheiro, Jimin se virou de costas para não vê-lo passar.
Enquanto Jungkook estava no banheiro, Sr. Park apareceu no quarto.

-Jimin, meu pequeno me desculpe, você vai ter que ir para casa agora, se esperarmos, talvez a carruagem não consiga sair a noite, e o carro real não pode ser usado nessas situações.

-Ok omma, mas... Vou poder me despedir do Kook? Ele esta se vestindo, se esperar cinco minutos eu consigo me despedir.

-Não pequeno, você tem dque ir agora.

-Ok omma. Quando chegar em casa, posso escrever uma carta para ele?

-Pegue suas coisas, conversamos isso enquanto te levo até a porta.

Jimin assentiu, foi até a comoda e pegou seu celular, este que até agora fora esquecido, e saiu do quarto acompanhado de sua omma.

-Pequeno, você irá levar uma carta para seus appas, mas você não pode ler, e podera sim conversar com o príncipe, nessa carta esta o numero do celular dele, e o meu também.

-Mas omma, o appa Jin falou que a senhora me proibiu de usar aplicativos de mensagem.

Colocou a mão sobre o corrimão para ter um sustento para descer as escadas.

-Seu appa Jin estava certo, mas agora isso é uma ordem real, nosso contrato depende disso.

-Ok omma.

Terminaram de descer, Jimin se curvou para o Rei e a Rainha, e depois de abraçar seus pais, foi ate a carruagem, e esta logo começou a andar.

Jungkook terminou de se vestir, e quando percebeu que Jimin não estava no quarto, saiu correndo até a sala de entrada, quase caindo nas escadas, quando chegou a porta, viu a carruagem saindo.

-Espera!! Parem a carruagem!!

Iria correr atrás desta, mas foi impedido por seu pai, este que colocou a mão em seu ombro e disse.

-Jeon Jungkook! Se controle.

-Me controlar como? Vendo a primeira pessoa que eu amei indo embora? Sério Dawn? Você aceitaria se tirassem ela de perto de você sem você saber?

Tirou agressivamente o braço de seu pai de deu ombro.

-Eu nunca tive amigos, e nunca amei ninguém, e agora, quando finalmente consegui o que queria, vocês tiram ele de mim?

Abaixou a cabeça, e mesmo relutante, deixou uma lágrima rolar.

-Sinceramente, eu odeio vocês.

Saiu correndo novamente para seu quarto.
Ele sabia que não nevaria tanto, e sabia que as leis diziam que o carro real poderia ser usado para qualquer coisa que o povo precisasse, incluindo levar pessoas do castelo para casa, por isso sabia que seus pais só queriam o separar de Jimin, e sabia que os Park também estavam de acordo.

-Dawnnie, você pegou pesado, poderia pelo menos deixar eles se despedirem.

-Não, não podia, e também não vou deixalos conversar. Sra. Park, vá até o quarto do meu filho e pegue seu celular, se ele não quiser entregar, pode usar a arma de choque.

-Mas alteza...

-Isso é uma ordem!!

-Sim senhor.


Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...