História Aniquilação: A trilogia - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 515
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, vou escrever esses primeiros capítulos falando sobre quem são os personagens (em uma forma não entediante)

Capítulo 1 - Fred


Fanfic / Fanfiction Aniquilação: A trilogia - Capítulo 1 - Fred

O clima estava frio e úmido; me sentia dentro de uma caverna.

Minhas mãos estavam amarradas e presas em minhas costas; meus pés estavam imobilizados.

Minha cabeça doía, uma dor aguda e forte que se alastrava cada vez mais.

A luz for que vinha da janela ardia em meus olhos; ao meu redor, apenas uma porta de ferro trancada e uma mesa com utensílios médicos.

Como vim parar nesse inferno?, eu realmente não sei.

Barulhos de passos ecoavam pelo corredor, logo após a pesada porta de ferro se abriu, revelando um homem magro e alto que vestia jaleco branco.

- olá garoto- ele disse com uma voz aguda e irritante -Vamos brincar um pouco?-

Na hora pensei "Puta que pariu, é agora que perco a minha masculinidade".

- Não tenha medo, vai doer só um pouco-

Seu rosto era magro e pálido, sua boca fina com um sorriso diabólico, possuía olhos claros e redondos.

Esse cara me dava muito medo.

Ele se aproximou da mesa, pegou um frasco com líquido verde e uma seringa.

- Você gosta de verde?- ele falou, me olhando diretamente nos olhos -Pois se não gosta, deveria começar a gostar-

Ele era irônico, dava para ver que se divertia com meu medo e desespero, brincava de falar palavras e frases insanas; Ele era louco.

Após colocar o liquido na seringa, o homem se aproximou de mim, ajoelhando-se no chão e se aproximou de meu braço.

- Olha, eu poderia simplesmente lhe soltar e deixar você ir para casa correndo para os braços da mamãe, Mas isso traria problemas para mim, então prefiro que fique aqui- Sua voz estava mais séria -Vai ser minha cobaia, sinta-se privilegiado por fazer parte desse maravilhoso experimento que irá mudar o mundo-.

Eu continuava calado, estava com medo demais para falar.

O pálido homem injetou sua seringa em meu braço, cravando a agulha o mais fundo que conseguia.

Minha expressão era de dor, enquanto ele sorria.

Após tirar a seringa de meu braço, o liquido percorreu em minhas veias; doia, e muito.

- Vamos Vamos veneninho, transforme logo esse garotinho- Ele cantou.

Soltou uma risada escandalosa e insana; minha cabeça doia ainda mais.

Logo minha visão do olho esquerdo começou a ficar embaçado; e foi ficando embaçada até tudo ficar preto.

Meu rosto começou a doer, como se alguém tivesse cortado ele e estivesse abrindo o corte, rasgando a pele.

Mas a dor parou, meu rosto adormeceu; Minha visão mudou, e mudou muito.

Agora eu enxergava 4 vezes a mais.

- Meu Deus- Sua expressão era de espanto -Vou ter que modificar essa veneno-

Ele começou a falar sozinho, com as palavras rápidas e aceleradas, estava andando de um lado para o outro, inquieto.

- JÁ SEI!- ele gritou, saiu apressado pela porta, me deixando sozinho.

Fiquei olhando para os cantos, tinha uma bandeja de aço em meu lado, me inclinei e usei como espelho.

Preferia não ter visto nada; pois agora eu possuía 5 olhos, 4 no lado esquerdo do rosto, e um no outro lado.

Eu era magro, Pálido, possua cabelos claros.

Meus pais nunca deram bola para mim, agora imagina desse jeito que eu estou? Vão querer me jogar no lixo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...