História ANJO - Kim Namjoon - BTS - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens Dahyun, Kim Namjoon (RM)
Tags Amizade, Amor, Bangtanboys, Bts, Dahyun, Drama, Família, Hot, Kimnamjoon, Namjoon, Paixão, Rapmonster, Romance, Twice
Visualizações 83
Palavras 1.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello hello,

Boa Leitura!

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction ANJO - Kim Namjoon - BTS - Capítulo 5 - Capítulo 5

Capítulo 5 - Chateada?!

Já fazia quase um mês que Namjoon não dava notícias suas. Se eu estava triste? Não! Eu estava zangada!! Ele tinha me prometido ser meu amigo e nunca me deixar. Talvez ele não fosse capaz de cumprir suas promessas ou simplesmente ele se fartou de mim.

Não que eu precisasse dele, eu já tinha uma vida sozinha antes dele. Mas sempre era bom ter alguém para conversar. Sempre que eu mandava uma mensagem para ele ele sempre dava uma desculpa de que tinha de estudar e trabalhar. Então chegou um certo momento que eu deixei de enviar mensagens para ele.

Prometi a mim mesma que eu iria seguir em frente e nunca mais pensar nele.

E por incrível que pareça estava a dar tudo certo.

No meu bairro estava tudo comentando sobre uns novos moradores da casa ao lado da minha. Já eu nem queria saber.

Como o fim do mês estava chegando meus queridos alimentos também estavam indo. Então hoje eu decidi ir ao supermercado fazer as compras do mês, as coisas básicas de uma dona de casa também.

Vesti uma calça jeans e um moletom verde com letras amarelas. Peguei minha carteira e peguei uma pequena quantia de dinheiro do cofre secreto dos meus pais. O que me valia mesmo era o dinheiro deixado pelos meus pais no banco e aqui no cofre de casa. Muitas pessoas me perguntavam como eu conseguia me sustentar se nem eu trabalhava.

Desci as escadas para o primeiro andar da casa e calcei meus ténis brancos velhos que eu amava. Saí de casa e a tranquei, uma vizinha minha me olhou dos pés à cabeça e sorriu falso. Fiz um careta e caminhei até ao supermercado mais próximo do bairro.

Depois de uma bela caminhada até ao supermercado lá estava eu com o meu carrinho de compras pegando os itens que eu necessitava em casa. Comecei pelos legumes e frutas, depois as carnes e o peixe, as guloseimas, os congelados etc.

Estava na última prateleira onde se encontravam a massas e o arroz. Peguei uns seis pacotes de noodles e quatro de arroz . Empurrei meu carrinho até às caixa e coloquei tudo no tapete rolante assim que a pessoa a minha frente já estava a pagar. Assim que coloquei tudo avancei com o carrinho. A senhora da caixa passava tudo pela máquina com uma cara de quem estava farta do dia.

Pedi uns três sacos e coloquei tudo dentro e depois no carrinho, já que o carrinho é deixado fora do supermercado. Paguei as compras e sai com o carrinho para fora. Coloquei o carrinho no seu lugar e peguei nos sacos que estavam um pouco pesados. Comecei a caminha e parei um pouco durante o caminho para descansar meus braços.

Uma voz familiar se aproximava de mim, já fazia algum tempo que eu não ouvia esta voz rouca. Peguei o mais depressa nos sacos e comecei a andar de pressa mas uma mão tocou meu ombro me fazendo congelar. Parei e fiquei pensando se corria ou me virava para a pessoa atrás de mim.

-Eun-Mi? - falou e eu me virei tentando parecer normal.

-Namjoon? - ele sorriu de lado e coçou a nuca tímido olhei para seu lado e uma garota muito bonita estava ao seu lado. Ela me olhou dos pés a cabeça e sorriu falsamente.

-O que você está fazendo por aqui? - levantei meus braços em resposta. - Você quer ajuda?

-Não precisa. - ele olhou para a garota que sorriu para ele. - Eu vou indo. Adeus. - me viro e começo a caminhar de volta à minha casa. Assim que chego a minha porta um carro para ao pé da minha rua. Olhei a matrícula e droga! Era o Namjoon, abri a porta o mais rápido possível e entrei fechando a porta contudo. Me sentei no chão tentando acalmar minha respiração. A campainha toca e um congelo por dentro e agora?

-Eun-Mi eu sei que você está aí! - falou e bateu na porta, me levantei e peguei nos sacos e levei para a cozinha. A campainha tocou mais três vezes, me deixando em dúvida se deveria ou não abrir a porta.

-Eun-Mi!! - virei derrotada e abri a porta furiosa.

-O que você quer? - falei irritada, ele se assustou com minha fala e engoliu seco.

-Eu quero falar com você! - falou.

-Fala. - ele olhou para dentro de casa e depois para mim.

-Podemos falar lá dentro? - abri mais a porta e dei passagem para ele entrar. Ele tirou os seus ténis pretos e calçou uns chinelos que eram do meu pai.

-Já pode falar. - ele suspirou. Me dirigi até às cozinha e abri os sacos tirando de dentro as compras e comecei a arrumar tudo no seu devido lugar.

-Bem, eu sei que me afastei um pouco de você durante este tempo. - Um pouco? - Mas como eu tinha te dito eu tive que estudar e trabalhar e não tinha como eu te ver ou falar com você. - Revirei os olhos sem ele ver. - E hoje mesmo eu vinha ver você. - Ele só deve estar falando isso porque eu o encontrei com um garota num encontro?! - E eu não estava nada à espera de te encontrar na rua.

-Onde você quer chegar com esta conversa?! - falei farta das suas desculpas esfarrapadas.

-Eu não quero que entenda mal. - Olhei curiosa. - A garota que estava comigo era uma colega da universidade. Nos tínhamos estado a fazer um trabalho juntos. - falou e mexeu no seu cabelo.

-Você não tem que se justificar para mim, eu não sou sua namorada. - ele assentiu.

-Eu sei. - ele disse.

-Era só? - falei.

-Você está chateada comigo? - se aproximou de mim.

-Talvez. - me afastei dele e fui para a sala.

-Eu sei que está. - ele pegou na minha mão me fazendo parar. - Me perdoe.

-Não sei se posso. - olhei nos seus olhos. Namjoon parecia estar arrependido. - Você me prometeu que seria meu amigo e que não me deixaria sozinha. - ele assentiu triste.

-Eu sei, me desculpe Eun-Mi. - tirei sua mão da minha e abri a porta da casa e ele entendeu que eu estava mandando ele embora.

-Adeus Namjoon. - ele olhou para mim abalado e saiu depois de calçar seus ténis.

-Adeus Eun-Mi. - fechei a porta e tentei segurar meu choro.

-Fique em paz Namjoon.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Será que Eun-Mi vai perdoar Namjoon??
Beijos da Sonhadora <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...