História Anjo (Imagine JeongHan) - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Visualizações 62
Palavras 1.134
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Fluffy, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 25 - Capítulo Vinte e Cinco.


Fanfic / Fanfiction Anjo (Imagine JeongHan) - Capítulo 25 - Capítulo Vinte e Cinco.

Leve todos de volta

Não tenho muita certeza do que devo fazer com isso

Essas mãos, essa mente, essa instabilidade

De uma cela que criei até n inferno feito pelo céu

Não consigo me livrar do ódio

Porque adoro do gosto que ele tem

Eu já aceitei o desafio de que eu nunca vou mudar

E não tem problema, eu acho conforto na dor

Eu não me importo com a escuridão, meus olhos já se acostumaram

Eu sou paranóico, bajulador

Masoquista diletante



JeongHan sabia.

JeongHan sabia que brigar com aquelas pessoas era algo completamente fútil. Já não era a primeira vez que aquilo acontecia. JeongHan estava cansado de tudo, honestamente.

O que era frustante era saber o quanto fora patético. Patético por dar mais uma das milhões de chances que tinha dado á todos, quando sabia que no fundo não era a ideia mais inteligente deixar que Sook ficasse basicamente um mês fora de casa, para ficar em outra com a família mais estranha e complicado que conhecia. A sua família estranha e mais complicada.

Aquilo já não doía mais como antigamente. Aprendera a viver no meio do caos que tudo aquilo ao seu redor era. 

Agora, diante de um menino de cabelos compridos que chegava ao seu ombro, Jun, tentava não socá-lo ali mesmo, contanto, sua vontade fora saciada com sucesso e sem demora. 

JeongHan não parava de socar Jun, adrenalina pulsava dentro de si junto com a sua risada ao ver sangue saindo da boca de Jun, contudo aquilo não fez com que o maior parasse. Sua motivação era nada mais do que o fato de Jun também ter tido machucado a menor dias atrás. 

Quando JeongHan parou e se levantou, olhou com o desprezo para um Jun caído do chão, seus olhos inchados e roxo, boca sangrando juntamente com um nariz todo lameado do vermelho vivo.


"Já acabou ?" A megera, com sua voz irritante, fez com que JeongHan a olhasse com tédio. Afastou suas madeixas negras do rosto com sua mão direita toda ensanguentada, o sorriso sádico que aparecia em JeongHan era algo muito inevitável. 


"Isso é só o começo, cadelinha. Onde está Sook ? Falei que não iria hesitar." 


O silêncio nervoso se instalou naquela sala grande. 

Estava apenas os dois ali, juntamente com um Jun arfando no chão.


"Você é realmente um completo sem noção. O que você tanto vê naquela garotinha inocente demais para ter quase matado Jun ?"


Jeonghan riu novamente. Se aproximou da mulher, segurando seu rosto com uma certa força. 


"Você não se cansa de me decepcionar ? Acha que eu não percebi que a cada dia que você envelhece você recupera suas emoções ?" A megera o olhou com dureza do mesmo jeito que o maior, segurando seu pulso com força. "Você me decepcionou." 


JeongHan riu novamente sem humor algum, já sabia onde a pequena estaria. Não queria continuar aquela conversa de anos atrás. 

Seu palpitante coração domado pelo ódio, se acalmou ao ver Sook encolhida num canto escuro do quarto, pôde ouvir seus soluços sendo contidos. Respirou com força limpando o sangue na sua camisa e se aproximou a pegando no colo.


Será que tem um monstro dentro de mim ?

Ou ainda sou humano ?


- Coelhinha... - sussurrou em seu ouvido, já estavam no carro. - Vamos para casa. Está tudo bem agora. 

A menina sorriu sem mostrar os dentes. Já estava mais aliviada agora. 

Agora finalmente estava em casa. 



∆'


JeongHan estava mais calmo, um peso fora retirado de suas costas. 

Estava encostado na parede fria do banheiro, de braços cruzados e sem camisa, encarava seus pés, não fez questão de pensar muito, mas resolveu entrar na banheira em que se encontrava a menor.

O banheiro era pequeno porém muito bem cuidado, e havia apenas uma pequena luz amarelada iluminando o local. Entrou lentamente enquanto suspirava, a menor encontrava-se praticamente deitada, apoiando sua cabeça em seus braços finos e pálidos, seus olhos estavam fechados, sua respiração calma.

O mais velho "deitou-se" e a puxou para si, seu braço forte rodeou seu pescoço, a menor se remexeu e se encaixou no corpo do maior. 

JeongHan estava cansado, mas estava melhor agora.

O corpo pequeno encaixado contra si era definitivamente uma das melhores coisas que sua Coelhinha podia proporciona á ele. 

Selou sua testa e suspirou pela boca, viu que a pele da menina se arrepiou em suas costas, apoiou a testa em seu ombro e sua mão passeava na mesma.

A menina não estava nua, vestia apenas sua camisola beje e não usava suas meias. 


- Por que está aqui junto com a camisola ? Não prefere ficar sem ela ? - sussurou em seu ouvido novamente.

A menina virou-se, ficando de frente para ele.

Acontece que, a menina estava corada demais então preferiu apenas esconder seu rosto em seu peitoral. 


- Eu não pensei direito, apenas. - o olhou e percebeu o quanto JeongHan estava bonito daquele jeito. - Tem noção de quanto eu senti sua falta ? 


JeongHan riria pelo bico que acabara de aparecer, mas não o fez.

Apenas... abraçou ela. 

O maior sentiu todo aquele misto de tranquilidade e prazer. 

Aquele cheiro era necessário para a sanidade mental dele, isso era fato. 


- Tenho total noção disso amor. 


O tão necessitado beijo. 

Era calmo de um jeito necessitado, com direito á suspiros vindo de ambos. As mãos passeavam nas costas da menina enquanto a mesma apoiava suas mãos no peitoral bem definido do maior.

Oh ! 

Realmente, aquelas tatuagens deixavam JeongHan ainda mais encantador. 

Jeonghan tinha a consciência de que matar a saudade de sua Coelhinha numa banheira com a água gelada era realmente uma coisa que entrará em sua lista de prazeres.

Sentir a dor queimando a pele de ambos era bom, a água gelada numa noite fria pinicava a pele pálida dos dois. 

O maior separou-se muito lentamente e teve o prazer de analisar a respiração ofegante. Encostou sua testa na dela, e sem pensar tirou a camisola da mesma.

A menina ficou apenas vestida na parte de baixo e não teve tempo de corar novamente, a beijou com mais necessidade. 

Não havia maldade naquele ato. Estava tudo bem agora, era somente eles dois.

Sook podia sentir que tudo queimava, suas bochechas e principalmente dentro de si. Sua barriga dava voltas como se houvesse um furacão ali dentro. A dor do frio era presente contudo, uma leve fumacinha saía de seu nariz, porém ela sabia que era proposital, sabia que o maior de alguma maneira gostava de sentir a dor. 

Quando se separaram, a menor escondeu seu rosto no pescoço alheio totalmente exposto marcados com as tatuagens. 


- Sim, tenho o ano de seu nascimento tatuado em mim. 2000. - seu coração palpitou, não achava que seria exatamente isso. 


A menina selou a ponta de seu nariz e pegou sua chupeta que achou por perto, a colocou na boca e deitou sua cabeça, logo ouvindo o maior cantar Soap da Melanie Martinez. Irônico, não ?






Masoquista diletante




Notas Finais


Oi.
Isso está uma bosta, me desculpem.
Eu queria muito atualizar, mas só veio basicamente isso ;___;
Perdão, sei que está curto e tudo muito ruim.
Eu ia postar um melhor no aniversário desse homem maravilhoso, mas enfim

Outras fanfics da minha pessoa:

https://spiritfanfics.com/historia/hey-lolita-10816251

https://spiritfanfics.com/historia/the-medium-7923555

https://spiritfanfics.com/historia/dirty-mind-10399088

https://spiritfanfics.com/historia/the-rain-9823037


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...