1. Spirit Fanfics >
  2. Anjo justiceiro (tom . Co) >
  3. Reunião de aprendiz

História Anjo justiceiro (tom . Co) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


A imagem não é de minha autoria

Capítulo 2 - Reunião de aprendiz


Fanfic / Fanfiction Anjo justiceiro (tom . Co) - Capítulo 2 - Reunião de aprendiz

Tom : 

- papai , eu conheci um humano legal - disse batendo meus pés no ar .

- conheceu ? Quem ele era ? 

Papai era assim , amor as vezes e terror na maioria do tempo . Ambos vestiamos terno , eu no fim não escapei da gravata borboleta que tive de usar .

- eu não sei - disse me entristecendo - ele não me disse seu nome ... Ele era um anjo justiceiro - estiquei meu braço com o pulso cerrado para frente - acho que justiça é o que ele aplica , tinha uma bala que estava presa e ele queria ajudar ela a não perder seu doce .

Meu pai confuso começa a dar risadas , mas notando minha maguada feição volta ao sério moderado.

- eu entendo Tom , você escolheu uma data bem difícil de se subir para a superfície - ele coçou o pequeno chifre em sua cabeça - eu... Como vou te explicar - ele estala a língua - você foi em um dia que os humanos costumam comemorar nossa existência .

- eles comemoram por estarmos vivos ?- questiono erguendo uma sombrancelha .

- digamos que sim .

- por que ?

Nesta hora a carruagem para com um tranco , caio sobre o colo do meu pai e ele da risada . Demônio! 

- vamos - diz me levantando - hora de você conhecer a princesa de outro país .

Engasgo .

- mas pai eu só tenho oito anos - digo com medo - meninas são barulhentas .

Ele continua andando comigo agarrado em sua mão .

- são mesquinhas , birrentas , querem tudo do seu modo , são como...como ...

- sua mãe ?- ele termina com uma pergunta.

- são como minha mãe! - digo bravo o suficiente pra fazer bico .

Nesta hora escuto alguém limpar a garganta e vejo uma rainha em minha frente , seu cabelo armado sendo branco e o vestido azul longo até os pés. Me curvo a ela mesmo tendo maior poder .

Ao seu lado uma garota de cabelos na altura cós ombros amarelos e vestido azul me olha divertida .

- você é rosa - diz ela .

- você tem coração no rosto - aponto para suas bochechas .

- star - ela diz sorrindo .

- tom - digo dando de ombros .

- melhor entrarmos - diz a rainha olhando aos arredores .

Estamos em guerra e eu não sei ? Bom não me importa .

Obedeço aos comandos calmamente , a loira era animada , mostrava tudo do castelo com felicidade .

- então , como é no submundo ?- me pergunta .

- normal - digo - como é calvagar com unicórnios guerreiros ?

Sim eu já sabia , ela ri da minha pergunta .

- por que não experimenta ?- me questiona .

Paro no lugar esperando nossos pais se afastarem mais para sair correndo .

- vamos !  - sorri a ela. 

A garota agarra meus braços me puxando para fora do lugar , quase caímos umas sete vezes antes de chegarmos nós unicórnios do estábulo real .

- monta ae - ela diz animada .

- montar ?- olho o animal belo com cara de morte - mas nem ao menos tem cela .

Ela fica ainda mais animada pulando em um que se debate .

- por isso fica tão divertido! 

Essa menina é louca ! Amei ela .

Marco : 

Assim que mamãe me chamou me despedi do meu amigo esquesito e voltei para a casa , Dipper e Mabel já tinham se acalmado e assistiam um filme na teve .

- aí querido - mamãe examina meu rosto - que bom que está bem .

Ganho vários beijos e acabo dando risada .

- mamãe , eu quero aprender a lutar - digo com certeza e clareza .

Apesar de achar lutas uma forma bruta de resolver algo que poderia ter cido feito na conversa mamãe aceita .

Papai por outro lado se alegrou com a notícia me dizendo ser o certo para proteger quem eu amo do mau do mundo .

Juntei-me com meus primos pegando da pipoca e guaraná deles que já acostumados em repartir nem notaram.

- seu namorado é legal dip - Mabel me diz .

- ele não é meu namorado - falo corando um pouco .

- então o que ele é ?- questiona Dipper.

Penso um pouco , como ele disse que se chamava mesmo ? 

- ele é um príncipe - digo dando um sorriso no final .

Mabel suspira .

- todos são !- ela ri .

Não pergunto mais nada apenas dando de ombros , aquele garoto estava com uma linda fantasia , onde ele comprou ? .

- meninos - mamãe aparece na porta para chamar Mabel e Dipper - seus pais disseram que não poderiam vir buscar vocês hoje e que vocês teriam que ficar por uma semana .

Os dois suspiram deixando um clima pesado no lugar . Não sei o motivo mas meus tios as vezes não parecem ligar para eles como minha mãe faz comigo.

- eba!- comemoro - vamos ficar mais juntos !

Eles sorriem um para o outro e Mabel me abraça.

- mais parquinho ! - grita 

Tínhamos a mesma idade .

- mais tardes de jogos !- Dipper sorri.

E claro , gostos parecidos.


Notas Finais


Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...