1. Spirit Fanfics >
  2. Anjo Negro de Batom Vermelho >
  3. Novata em apuros.

História Anjo Negro de Batom Vermelho - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Mais uma atualização, espero que gostem❤

Ótima leitura a todos!

Capítulo 2 - Novata em apuros.


Fanfic / Fanfiction Anjo Negro de Batom Vermelho - Capítulo 2 - Novata em apuros.

O intervalo da primeira para a segunda aula começa, todos saem para os corredores e eu espero Ana levantar pra me levantar logo em seguida, para que eu possa estuda-lá um pouco mais... Ela se dirige em direção a porta e eu estou bem atrás e PORRA ela tem um puta traseiro... redondinho e do tamanho certo, nem grande e nem pequeno.. sua calça jeans parecia que havia sido desenhada exatamente para ela. Como sou esperto e estava disposto a saber mais sobre ela, esbarrei nela "sem querer" fazendo com que ela derrubasse os cadernos e deles voaram papeis, canetas e lápis... sou muito cavalheiro e então rapidamente a ajudo a recolher as coisas.

-Me desculpe! Meu nome é Christopher, mas pode me chamar de Chris! Hoje não estou muito legal... acordei com uma dor de cabeça dos infernos e não consigo me concentrar em nada nem a um palmo a minha frente e não vi você! -Mentira estou atento a tudo nela. Ela tem um cheiro doce de flores, mas é bem suave e gostoso. Ela me olha com aqueles olhos verdes lindos que me parece estar esverdeado mais claro agora. Senhor ela é de tirar o fôlego!

-Sem problemas! Pela sua cara me parece ser ressaca!(to tão ruim assim?) -Ela ri e completa. -Está na próxima aula também?

-Sim! -Eu digo.- Porquê você veio pro turno da manhã? - Eu perguntei.

-Ah é que estava meio complicado eu fazer a noite, só isso! De manhã tudo é melhor! Eu fico com o resto do dia livre. -Ela fala e sorri. Um sorriso lindo por sinal, e tudo que eu consigo pensar é em como deve ser melhor foder com ela de manhã.

O que há comigo?

-É verdade! Você quer ir comer alguma coisa comigo? Estou indo na lanchonete, assim a gente pode conversar mais.- Eu a convido a fim de saber mais sobre ela.

-Me perdoe mas não vou poder. Eu tô precisando ir na biblioteca pois tenho umas Xerox para tirar, a gente se ve na proxima aula, até já! -Ela diz e vai embora corredor a fora.

O dia foi fluindo normalmente até o final das aulas, consegui manter os pensamentos na novata gostosa no canto da mente por ora. Eu precisava saber de onde ela era, se tinha namorado, data de nascimento e RG!

Porra eu nunca fiquei assim por mulher nenhuma. Eu só devo estar ficando maluco.

- Você não é assim Christopher! Ela é só mais uma mulher, que porra é essa!? -Penso alto indo pro carro. Lívia e Mike vem logo atrás.

-Vocês viram a novata? Ridícula com aquela calça coladérrima marcando tudo! Cara de puta! -Lívia fala soltando o veneno.

-Para Lívia tu ta com inveja, a mina tem maior corpão se eu não tivesse namorada ia cair em cima! -Mike fala e eu me pego fuzilando ele com os olhos pelo comentário. -Christopher o que há com você? -Eu me repreendo mentalmente.

-Lívia você não gosta de ninguém que seja mais bonita que você! -Eu falo. -A garota mal chegou e você já ta fazendo fofoca! Tô sem saco pra sua tagarelice hoje! - Eu solto sendo um pouco rude.

-Credo Chris! Só falei o que penso! Não sou obrigada a gostar de ninguém! E você ficou com cara de panaca olhando pra ela assim que entramos, pensa que eu não vi? -Ela me encara.

Chata pra caralho viu!

-Olha, nessa vou ter que concordar com a morena Christopher, é verdade, você tinha que ver sua cara quando viu ela sentada la no fundo da sala! Eu quase peguei um babador pra você amigo! -Mike me zoa.

Essa porra ja ta me enchendo

-Realmente, ela é muito bonita, me interessei sim... mas vocês me conhecem eu não sou assim.. ela vai ser só mais uma que vou comer e só! Igual você Lívia! Mas parece que você se faz de desentendida! Não tenho nada com você, não sei por que o ataque! -Eu solto sem piedade, porra ela pediu isso!

-NÃO fala assim comigo Chris! Eu não sou vadia! Você sabe que gosto de você.. mas parece que não tem importância pra você né?- Ela diz quase chorando.

É hoje!

-Olha só Lívia, você que começou com isso, eu já falei quinhentas vezes pra você largar do meu pé! Vai dar um rolé garota! - Eu falo com um tom menos grosseiro, mas firme. E ela engole o choro e dá tchau pro Mike e finalmente some.

-Cara tu é mau hein viado? A mina saiu chorando Brother, tudo isso porque ta afim da novata lá? Tô te entendo não Chris! -Mike continua a me zoar.

-Qual foi cara? Ta chato já essa porra de tu ficar tirando sarro da minha cara! A mina é gostosa mesmo e vou pegar mesmo. É só questão de tempo, você vai ver! - Eu falo PUTO já com essa porra!

-Caramba! Ta bom parei! - Ele fala levantando as mãos se rendendo e continua. - Bora sair mais tarde? A celeste vai sair com as amigas e não to afim de ficar em casa coçando o saco! - Ele termina.

- Beleza! Tu sabe que vai voltar sozinho pra casa né? Por que com certeza vou trepar hoje! -Aviso a ele.

Eu preciso me distrair, porque ficar pensando nessa mulher não vai dar em nada.

-Você dá sorte que to namorado seu puto, se não ia pegar várias vadias junto com você! - Mike fala se gabando. Nos despedimos e ele entra em seu carro e vai.

Eu entro no meu e enquanto dou partida e o motor ronca, Ana vem descendo as escadas do pátio do estacionamento e vai em direção ao seu carro que está um pouco distante do meu. Ela não consegue me ver de lá, mas eu daqui vejo tudo, ela abre a porta do motorista, joga os cadernos e a mochila no banco do passageiro, e quando ela se preparava pra entrar no carro, um cara a aborda e ela parece conhece-lo.

Que merda, será o namorado?

Eles estão conversando, mas agora o cara ta gritando, eu ouço daqui! Ana tem feição de medo no rosto e da uns passos pra trás se afastando um pouco do homem, mas ele a pega pelo braço e a sacode bruscamente, e nessa hora já me vejo saltando pra fora do carro e correndo até lá.

Não consegui ficar só olhando, ele pode estar machucando ela.

Cheguei perto da pequena confusão e ouvia Ana suplicar ao homem para parar.

-Pelo amor de Deus Clay! Para você está me machucando! -Ana falava baixo e o homem não a soltava. Eu apertei o passo pra chegar mais perto e fazer ele a soltar.

-O que está acontecendo aqui? Ana você está bem? - Eu falo com a voz firme e olho pro individuo que tem a mesma altura que eu e pouca coisa mais parrudo. Pratico boxe na academia, então eu saberia me defender se ele se atrevesse a algo.

-Não se mete cara, isso não é da sua conta! Meu papo é com essa vadia aqui!- Ele grita. Meu sangue ferve mas tento me controlar para não fazer merda antes da hora! Pergunto de novo para Ana se ela está bem ignorando o nervosinho. Ela me responde com a voz trêmula.

-Si..sim Christopher, eu estou! - Ela me olha com a cara de alívio. O cara a solta e me olha com sangue nos olhos e vira pra Ana a olhando furioso.

-Você é minha entendeu? Não pensa que vai sair assim vadia, por que você não vai não!-Rosna ele em tom de ameaça.

Eu não penso em mais nada e dou um soco na cara desse filho da puta. O cara cai, mas logo levanta e vem pra cima de mim e estamos rolando no chão em seguida.

-CHRIS PARE POR FAVOR! -Ana grita chorando.-CHRIS PAARA! -Ana implora e eu saio de cima do homem deixando a cara dele um tanto ensanguentada, o nariz com certeza tava quebrado!

-Isso não vai ficar assim não ouviu Ana? Me aguarde! - Ele volta a ameaça-la indo embora segurando o nariz. Ana está sentada no carro dela com os braços cruzados ao volante e cabeça baixa. Eu vou até ela.

-Você está bem? Quem era ele?- Eu pergunto tocando em seu ombro. Ela quica como que em defesa de quem ia levar um tapa, deve ser o choque pelo o ocorrido. Ela entao olha pra mim.

-Obrigada Chris eu estou bem! Não se preocupe com o Clay, eu cuido dele depois. Você já fez o suficiente! -Ela olha pra mim e sorri forçadamente.

-Ele é seu namorado?- pergunto.

Eu espero que não!

-É complicado Chris! Deixa pra lá, ele não vale a pena. Eu agora preciso ir, mais uma vez obrigado por me defender, nos vemos amanhã! - Ela diz me dando tchau com a mão, fechou a porta do carro e Levantou o vidro.

-Se cuida! Até amanhã Ana! -Foi o que consegui dizer, e ela foi embora.

Não é possível que ela esteja com um cara desse! Eu não valho muito, mas nunca faria isso com uma mulher. Eu vi o desespero no rosto dela. Se eu não estivesse aqui, talvez ele tivesse feito algo pior com aquela linda menina.

Porra estou preocupado, e se ele a seguir até em casa?

Volto pro meu carro pensativo tentando entender o que acabara de acontecer, e logo Ana surge em minha mente de novo. Por que essa mulher ta mexendo tanto comigo?

-Porra, eu preciso beber!- Resmungo e caminho até meu carro fechando a porta.

Eu dou partido e saio cantando pneu e vou pra casa tentando assimilar os acontecimentos do dia.

Continua...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...