1. Spirit Fanfics >
  2. Anjo nem tão brilhante assim >
  3. Asas escarlate

História Anjo nem tão brilhante assim - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Dá uma sugada aqui na minha rola

Capítulo 1 - Asas escarlate


Fanfic / Fanfiction Anjo nem tão brilhante assim - Capítulo 1 - Asas escarlate

 


Observar humanos é tão estranho mas tão fascinante,ver eles interagindo como se não estivessem fazendo nada de mais é surpreendente. Seria tão foda ter uma vida igual a deles mesmo que eles sejam completos babacas ,viver uma vida normal sem ter consciência nenhuma de que coisas como eu existem.

Sou uma falha de Deus que obviamente é completamente desconhecida já que "Deus não comete erros", eu deveria ser um anjo igual a aqueles presentes no paraíso porém nada realmente saiu do jeito q deveria, eu tô mais para um demônio do q para um anjo porém tbm não sou exatamente um demônio. Eu só sou um tipo de anjo ruim mesmo q eu não tenha feito nada de errado , eu só sou um ser horrível.

Fico vagando por aí sem saber oq fazer , todo esse barulho me faz querer gritar de tão insuportável mas mesmo quando me afogo no mais profundo oceano ele não para, as vezes quando eu tento voar me sinto mais pesado que o normal como se eu fosse feito de chumbo isso me faz forçar as minhas asas que sempre q eu tento escapar disso tudo sangram ainda mais.

Estava perdido nos meus pensamentos quando ouço uma gritaria e um barulho muito alto como se algo tivesse explodido, eu como um belo curioso fui ver talvez eu até pudesse ajudar msm q ninguém conseguisse de fato me ver. Ao chegar numa estrada pude ver um carro pegando fogo, provavelmente quer que estava naquele carro está morto mas eu posso pelo menos tirar os corpos de lá. Quando fui ver as pessoas no carro encontrei uma família composta por dois homens e uma garotinha que deveria ter no máximo 4 anos , oque estava no banco do motorista teve o seu corpo esmagado pelo carro e o seu provável marido teve sua coluna partida e os três quase q completamente carbonizados.

Realmente me da uma vontade de xingar Deus por permitir isso, fui em direção a garotinha q não teve seu corpo tão destroçado , apesar de ter recebido queimaduras gravíssimas por quase todo o corpo ainda dava para salvar de alguma forma. A deixei deitada em um local com menos pedras e longe do carro com fogo e calmamente fui a curando , ressuscitar pessoas realmente é uma coisa linda mas isso me afeta de verdade e eu não sou autorizado a fazer algo assim se não sou castigado pelo "Deus de amor " no qual os humanos tanto mamam o pau.

Depois de dolorosos minutos consegui salvar a menina, ela era tão pequena e tão delicada ainda, eu jamais deixaria ela partir desse jeito tão cruel. A deixei um pouco longe do carro mas na direção em q ele bateu para parecer q ela foi arremessada , eles concerteza vão desconfiar se for contar a situação do carro porém não posso dar indícios de existência de criaturas sobrenaturais, eles não conseguem receber uma notícia sem entrar em pânico e surtar .

Tentei voltar para "casa" e descansar um pouco, ressuscitar alguém me traz a sensação de estar morrendo mesmo q isso seja impossível para mim, fui o mais rápido q eu conseguia até a floresta em q vivo e tentando ignorar a forte dor e queimação que eu sentia nas minhas costas, eu evitava olhar para trás o máximo possível só para não ver o rastro vermelho escuro q se fazia no céu e as minhas penas emsaguentadas voando por aí.

Ao chegar na cachoeira q fica na floresta me jogo na mesma na intenção de parar com sensação de queimadura , era perturbador, eu me sentia como se estivesse morrendo aos poucos mas mesmo assim nunca vou embora de vez, e eu só queria descansar um pouco nem que seja morrendo.

 Eu só queria ter a paz de um anjo de verdade.


Notas Finais


É isso , não sei pq eu fiz mas sla


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...