História Anjo Suicida - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Cartas, Cortes, Depressão, Drama, Fim, Revelaçoes, Suicidas, Textos, Vida
Visualizações 28
Palavras 804
Terminada Sim
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 36 - Me destruindo


Esse tempo se passou, e a distância só aumentou, você me disse naquela carta que pensa em mim todos os dias ou todas as horas, e não sabe se eu faço o mesmo, e eu te respondo, não o faço, porque se lembrar da gente me machuca, lembrar-se de um passado tão livre, alegre e sem obrigações me deixa saudades, logo fico me ferindo com lembranças de algo tão bom que um dia eu tive a oportunidade de viver ao seu lado, me sinto um privilegiado, por ter tido tal oportunidade. Você também falou que é um frágil amor o nosso sentimento hoje em dia, e eu só acho que é frágil, não vejo amor nisso, conversei com muitas pessoas esses tempos e contei o que fiz esses de certo e errado, não contei somente meu lado porque assim é fácil se fazer de mocinho e a outra pessoa ser a vilã, e a maioria me disse, que nosso amor acabou, é infelizmente algo tão puro e grandioso que vivemos nesse último ano ficou pra trás. Eu não suporto mais esse lance de esperar, essa coisa de que eu to atrás de fé ou algo do tipo, tu procura muito e nisso só fica mais confusa e com dúvidas sobre meu amor por você , você deveria agir mais, tomar uma atitude, mas você foge de mim, eu envio coisas bonitinhas e fico esperando uma resposta sua, e você só me responde quando bem entende, como se não tivesse nada pra fazer, daí pega e pensa, vou responder pra ele por educação, e tu não sabe como isso me machuca e me deixa com ódio, ódio por ainda amar você, ódio por querer você por perto, de ouvir sua risada, como foi seu dia, de como se sente, eu me odeio por ainda amar você, se eu tivesse fé eu juro que eu iria orar pra tirar esse resto de sentimento que tenho por você, mas como não tenho, isso fica me angustiando alguns dias na semana, quando me sinto só, mas como me falaram, vai passar, tudo passa. Porque parece que eu fico me mendigando pelo seu amor, pela sua atenção ou até mesmo pelo seu carinho, nunca precisei disso, então antes que as coisas piorem eu vou me despedir de você. Não é um adeus definitivo, quem sabe um dia a gente possa ser ate amigos, sei la, só sei que do jeito que ta eu não agüento mais, ficar nessa esperança e pensar todos os dias, será que ela vai voltar pra mim? Ou me amar como antes? Ainda a pouco eu tava vendo um filme com meu primo, O Ursinho Ted, é aquele filme do ursinho drogado que você odiou haha, quando o cara chama a ex namorada dele pro lanche ele diz: “Não vou dizer que vou mudar ou que errei, esse bla bla todo você ta cansada de ouvir, só quero que me perdoe por não ter sido a pessoa que você sempre esperou, e você merece alguém melhor do que eu”. Eu olhei e pensei, não posso ser egoísta de tal forma que eu possa ter a Naíla ao meu lado, com medo ou infeliz, então eu vou a deixar partir, quem sabe na igreja ela encontre alguém que a faça feliz como um dia eu fiz ou a faça ate mais feliz do que eu pude fazer, que consiga tirar os melhores sorrisos dela, que ela possa confiar e se sentir amparada, coisa que esses tempos eu fiz, de um jeito desajeitado, mas o fiz. Não vou dizer que me sinto feliz por ta fazendo isso, to bem triste e com medo de ter uma recaída e ir atrás de você, mas eu vou fazer de tudo e não irei mais te perturbar, como fosse disse naquela carta, vai ser quase impossível da gente se ver por ai, então assim eu espero que você possa conseguir atingir todos seus objetivos e ser uma excelente nutricionista, e você merece tudo de melhor, quero que me perdoe se a te machuquei com palavras ou te fiz sofrer, você é uma ótima menina, merece tudo de melhor nessa vida, e convenhamos, eu nunca fui o melhor pra você. Pensei em te chamar pra sair e dar uma última chance a nós no dia 1 de novembro data tão especial e marcante para nós, mas pensei e achei melhor não, a gente só ficaria sem assunto, e você relutaria em não voltar comigo, e a gente se afastaria mais ainda, então achei melhor me despedir antes, do que alimentar uma desilusão que só me faria sofrer mais ainda. Então é isso, foi o jeito que arrumei de desabafar e falar tudo o que pensei nessas últimas semanas longe de você, espero que fique bem, adeus princesa.”— Um dia teu principe.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...