1. Spirit Fanfics >
  2. Anjos da noite ( Imagine Jisoo-blackpink) >
  3. A festa part2

História Anjos da noite ( Imagine Jisoo-blackpink) - Capítulo 2


Escrita por: xyz_mary

Notas do Autor


Estava um pouco sumida pois estava com alguns probleminhas mas agora já estou melhor e a fanfic vai se atualizada normalmente

Boa leitura

Capítulo 2 - A festa part2


Somos os anjos da noite, mas por que vocês são tão bons no que fazem? O nosso grupo não foi escolhido a dedo 


Kang S/N 


Fica na linha de frente nos roubos. O fato de ser cirurgião geral ajuda a manter calma nas mãos, e o seu conhecimento na anatomia humana faz com que possa nocautear qualquer pessoa sem fazer muito barulho. 


Jeon Jiwoo 


A sniper. Ela pode atirar em alguém a mais de 7km de distância, ela fica nos prédios mais altos da cidade. 


Matthew Kim (B.M) 


Profissional da luta. Ele era o boxeador temido por muitos colegas, quando criança tinha o temperamental agressivo então os pais colocou na luta para tentar ajudar o problema, o que não deu certo, ele consegue bater em alguém com o dobro de seu tamanho. 


Jeon So-min 


Hacker. Desde de criança sempre foi muito interresada pela tecnologia, pode entrar em qualquer rede, até a do governo. 


J.Seph 


Consegue manipular qualquer pessoa. Ele é um psicólogo que estudou leitura facial por muitos anos, consegue descobrir qualquer coisa, além de que os seus pacientes são muito poderosos e pode tem informações sobre tudo. 


Estamos nisso a 5 anos, nunca fomos pegos e nunca deixamos rastros, por que fazemos isso? Você vai descobrir ao longo da história... 


[...] 


chaeryeong- S/N hoje você tem um transplante de pulmão no senhor...Wang as 16:30 


- Ótimo, presciso me distrair 


chaeryeong- Só não fica muito distraído porque é um homem poderoso 


- Muito bem, onde está o meu jaleco? 


[...] 


Jisoo- Não, não, não- Balanço a cabeça em negação 


Jennie- Qual é? Você achou todas as roupas feias 


Jisoo- Pois e gente nenhuma roupa me agradou então não foi poder ir na festa, que pena... 


Rosé- Você vai para essa festa mesmo que esteja de uniforme, então eu acho melhor você escolher um roupa descente! 


Lisa- As vezes ela me da medo- Sussurou para a Jennie 


Jennie- Jisoo olha esse vestido, é a sua cara- Colocou a peça de roupa a frente da amiga para ver como fica nela 


Lisa- Ele é bem fofinho 


Rosé- Ótimo, vai ser ele!- Pegou o vestido da mão da Jennie e levou para o caixa 


Jisoo- Mas eu nem falei se queria ele ou não 


Rosé- Você não decide nada aqui! 


Jisoo- Vocês são muito chatas 


Jennie- Isso é para o seu bem 


Jisoo- Já escutei isso antes... 


Lisa- Ele não vai ta nessa festa Jisoo, ele não o ser mais ocupado da terra? 


Jisoo- Ele é imprevisível 


[...] 


Saio da sala de cirurgia e vejo a dona da loja que eu assaltei mais cedo 


Yu-mi- Tava procurando você!- Beijou cada lado da minha bochecha 


Yu-mi- Você deve ter ficado sabendo que a minha joalheria foi assaltada- Fez uma cara triste 


- É, eu vi no noticiário... 


Yu-mi- Então eu vou fazer uma festa para arrecadar o dinheiro perdido, e o melhor cirurgião de seul está convidado- Deu mini pulinhos batendo as mãos 


- Ayy 


Yu-mi- Já falei com sua mãe e ela também está convidada 


- É...ela me falou mais cedo 


Yu-mi- Ótimo, te espero lá- Beijou minhas bochechas novamente. Vejo ela sai pela porta do hospital e solto um suspiro 


- Que mulher chata da porra...- Falo baixo para ninguém escutar 


Fico mais um tempo no hospital, vou para a minha casa para me arrumar para a festa. Tomo um banho e vou pegar um roupa, como é uma loja cara a festa deve ser de luxo também então opito por um terno preto simples, não quero chamar muita atenção. Arrumo o meu cabelo e passo um perfume, já são 19:30 pego a minha moto e vou em direção a festa. 


Yu-mi- S/N você veio!- Para de beija minhas bochechas porra 


Yu-mi- Sua mãe já chegou, ela está na ala de bebidas 


- Que ótimo...- Vou em direção a mulher que está dando em cima de um convidado 


- Mãe o que a gente tinha combinado? 


Hyeri- Qual é meu filho, deixa a mamãe se divertir- Fala embolado por causa da bebida 


- Já esta bêbada?! 


Hyeri- O meu colega me deu uma bebida boa!- Olho mortalmente para o cara e ele sai de perto com medo 


Hyeri- Ei, eu tava gostando dele 


- Ele deve ter te drogado! 


Hyeri- Eu não sou criança para você fica cuidando de mim! 


- Não, mas é uma mãe desnaturada que não cuida do filho 


Hyeri- Pelo menos eu ainda estou viva 


- Qual é o seu problema? 


Hyeri- Meu problema é que tive um filho com um idiota que se suicidou porque tinha "depressão"- Zombou da doença 


- Você que é uma idiota!- Saio de perto dela para não me estressar mais ainda 


[...] 


Quando que elas vão chegar? Eu não gosto de ficar sozinha em uma festa cheia de desconhecidos. Olho para um ponto especial e vejo ele 


Jisoo- O que você está fazendo aqui? 


Siwoo- Fui convidado para festa também 


Jisoo- Você não vai em festa, acha insuportável ver pessoas que são uma classe mais baixa que a sua 


Siwoo- E é, não sei como que você trabalha em uma delegacia 


Jisoo- O que você quer de mim? 


Siwoo- Descobrir que você iria vir aqui, e que você vai se divorciar então achei alguém para você 


Jisoo- Eu não quero ninguém! 


Siwoo- Não posso deixar que minha filha não tenha uma família e fiquei agindo como uma piranha, você tem que ter uma marido descente!- Sua voz sai um pouco mais alta 


Jisoo- Isso não é da sua conta! Não é a sua vida, você não pode ser um pai que fica no trabalho todo dia e depois aparecer tentando me controlar!- Algumas pessoas estavam olhando para a gente. Vou para um canto mais afastado para esperar as meninas 


- Problemas com a família? 


Jisoo- Não estou interessada 


-  Não tô dando em cima de você, é só uma conversa sivilizada entre dois convidados de uma festa 


Jisoo- Então como você sabe que eu tenho problemas com a família? 


- Eu vi a sua briguinha com o seu suposto pai, e sei bem quando alguém tem o pisicologico estragado pela pressão famíliar 


Jisoo- Observador você 


- Não muito, é só porque também passo por esse problema 


Jisoo- O pai não agir como um pai e depois tentar controlar a sua vida? 


- Na verdade é a mãe, e é bem isso mesmo- Um garçom passa com uma bandeja com espumante e eu pego duas taças 


- Aceita?- Ela pega um taça da minha mão 


Jisoo- Então desconhecido, chega em todas assim? 


- Não vou em festas, só vim porque fui obrigado 


Jisoo- Digo o mesmo 


- Eu acho que minha mãe está dando em cima do seu pai 


Jisoo- Seria impossivel ele aceitar o flerte- Os dois começam a dar risada 


- Ela fez o impossivel- Os dois vem em nossa direção 


Jisoo- Que ótimo 


Hyeri- Vejo que já se conheceram 


- Não, só estamos falando o quão ruim é os nossos pais 


Siwoo- Bom é...estamos pensando em juntar as mesas para podermos conversar um pouco mais 


- Vão falar sobre o que? Como cuidar da vida do filho? Não obrigado 


Siwoo- Filha será bom para conhecer pessoas novas- Vejo o seu olhar cair sobre a filha como se tivesse a reprendendo 


Jisoo- Aa, sim é...minhas amigas chegou depois converso com vocês 


Siwoo- Vamos esperar na nossa mesa! 


(Pov Jisoo) 


Vejo as meninas entrando pela a porta e vou até as mesmas 


- Vocês demoraram 


Rosé- Essa aqui queria brigar com o cara que fechou ela 


Jennie- A gente poderia te batido o carro 


Lisa- A gente nada, eu não sei dirigir 


Jennie- Tá mas quem é aquele ali? 


- A gente tava conversando depois que eu briguei com o meu pai 


Rosé- Ele tá aqui?- Concordei com a cabeça 


Lisa- Qual o nome dele? 


- Não sei 


Jennie- Ele é gatinho- Olho para mesa onde os três estão sentados 


- Meu pai me chamou para sentar junto com ele, eu não quero ir sozinha 


Jennie- A gente vai com você então 


- Já to até vendo- Reviro os olhos 


Siwoo- Resolveu se juntar a gente, e trouxe suas amigas 


Hyeri- Prazer eu sou a hyeri e esss é o meu filho S/N 


Rosé- Prazer Rosé 


Lisa- Eu sou a Lisa 


Jennie- Jennie 


Siwoo- Eu contei para eles como vocês quatro trabalham juntas 


Hyeri- Eu sou muito grata pelo trabalho de vocês 


- Ah...Obrigada 


Siwoo- Então S/N sua mãe me falou que já tem 25 anos, faz faculdade? 


S/N- Não...- Meu pai cortou ele 


Siwoo- Pois deveria, sua mãe não ira te sustentar por muito tempo, não quer ser um vagabundo não é S/N? 


- Pai! 


S/N- Eu não faço faculdade, eu já me formei em medicina 


Siwoo- Hm quer ser médico 


S/N- Eu sou médico! A mais de 4 anos 


Rosé- Então isso significa que você teria que ter feito faculdade mais cedo que o normal 


S/N- Sempre fui uma criança prodígio, me formei primeiro do que as outras. E você siwoo, faz o que da vida?- Bebericou um um pouco da sua bebida lançando um olhar sínico para o meu pai 


Siwoo- Eu? Eu sou o CEO da kim's entrerteniment 


S/N- Ouvi dizer que ela está falindo- Sua mãe pisa em seu pé 


Hyeri- S/N modos 


Siwoo- Bom...por uma parte é verdade...mas como você sabe disso? So os meus empregados tinham conhecimento sobre isso 


S/N- Tenho amigos que trabalham lá 


- Achei que dava de tudo para empresa e que não poderia ir no casamento porque estava ocupado 


Hyeri- Você é casada? 


Siwoo- Ela ira se divorciar, não que eu aprove isso mas a vida é dela- Que irônico! 


Siwoo- Mas agora ela já tem outro pretendente 


Hyeri- Que bom, pelo menos não ficou presa a um relacionamento mesmo depois da pessoa está morta- S/N bate a mão na mesa 


S/N- Eu pedi, não, implorei para não tocar mais no assunto, o que você quer que eu faça? Quer me ver pior do que eu aí estou? 


Siwoo- Não fale assim com sua mãe! 


S/N- Quem é você para falar alguma coisa? Não deixa a sua filha nem escolher quem ela quer casar. Você só quer transar com a minha mãe, quer saber? da logo a minha senha do banco para ele mãe, igual você fez com o desconhecido que levou lá em casa, ele está prescisando para empresa falida dele- Bebeu o resto da bebida na taça e saiu de perto da gente 


- Eu vou me retirar também- Me levanto da mesa e vou atrás dele. Entro em um sala e vejo ele adimirando um colar que estava em exposição 


- Pretende roubar?- Olha para o colar junto com ele 


S/N- Não, eu tinha dado um igual para minha namo...ex namorada 


- Oh...ah, é um colar bem caro, você deve ser rico 


S/N- Dinheiro não me faz falta...- Começou a andar e a olhar as joias que tinham por lá 


- Olha é desculpa pelo o meu pai lá na mesa... 


S/N- Tudo bem, eu que deveria me desculpar por falar aquelas coisas 


- Não você não fez nada, eu acho um absurdo os pais se intrometer desse jeito 


S/N- Eu também...então você já foi casada?- Estavamos andando lado a lado 


- Sim, por um tempo mas vou me divorciar 


S/N- Você parece ser nova, casou com quantos anos? 


- 22 


S/N- E você queria se casar mesmo? 


- Ninguém nunca me perguntou isso 


S/N- Eu gosto de fazer perguntas improváveis, ai a conversa não é muito... falsa, por assim dizer 


- Eu nunca me fiz esse questionamento, ele era um namorado de faculdade e tipo nunca da certo esses relacionamentos porque somos muito imaturos então eu acho que me casei por pressão do meu pai pois se não eu seria uma...vagabunda, como diz ele 


S/N- Não acho isso justo porque se fosse um homem ele poderia pegar a cidade inteira e ainda iria ganhar fama de pegador. O mundo é muito machista sobre assunto de casamento, tem que casar nova para ter filhos e ter disposição para cuidar do seu marido enquanto ele está "trabalhando"- Fez uma voz engraçada para imitar a sociedade 


- Você é o primeiro homem que eu vejo que é a favor do feminismo 


S/N- Eu estudo sabe?- Começo a rir 


S/N- É difícil ser mulher na sociedade que estamos vivendo hoje em dia, ter que se rebaixar para homen que não sabe fritar um ovo 


- Você é um raridade hoje em dia, sua namorada era sortuda... 


S/N- Obrigado pelo elogio mas eu não acho isso 


- Por que? 


S/N- A gente se conheceu no 6° ano, ela tinha 12 e eu 10, ela falava que nunca iria se casar pois não queria vivenciar a mesma coisa que os pais dela. Foi a primeira que eu me dei conta o tanto que mulher sofre, passei a estudar sobre o feminismo e todo dia falava para ela sobre os direitos dela e que não prescisava se casar com alguém para ter um relacionamento feliz ou uma família. Nos formamos e eu descobri que ela tinha um doença terminal, escolhi a faculdade de medicina para tentar achar uma cura para a doença dela, com 19 anos pedi ela em namoro no dia que eu me formei na faculdade, prometi que nunca iria fazer ela sofrer e que iria cuidar dela até o último dia. Com 23 anos finalmente tinha achado um tratamento que iria pelo menos aumentar os dias de vida mas quando eu cheguei no hospital era tarde de mais... 


- Eu sinto muito por isso 


S/N- Não sinta, pelo menos agora eu posso salvar a vida de outras pessoas- Deu um sorriso fofo mas dava para ver que era para esconder a dor que estava sentindo naquele momento 


S/N- Você também ajuda pessoas pelo o que eu fiquei sabendo 


- É, eu sou detetive 


S/N- Tem um caso? 


- Mais ou menos, eu tento pegar os anjos da noite desde que eu cheguei no departamento 


S/N- Mas ele só roubam, nunca vi nenhuma notícia de assasinato 


- Eles também relevam notícias sobre o governo, como eles tem acesso eu não sei 


S/N- Mas isso é bom porque o governo de hoje em dia é muito ruim 


- Eu também acho mas eu não posso fazer nada, é a minha obrigação prender eles 


S/N- Já teve alguma pista para achar eles? 


- Tá querendo saber de mais não acha? 


S/N- Me interesso por casos policiais 


- Não deveria te falar isso mas finalmente achei uma gravação sobre o roubo que teve aqui 


S/N- Isso é ótimo não? 


- Sim mas alguma coisa me diz que não foi um erro e que eles queriam que a gente achasse essa gravação 


S/N- As vezes eles não são tão bons quanto falam 


- É... 


Rosé- Ah vocês estão ai- Ela chegou mais perto 


Rosé- A Jennie está indo embora e queria saber se você quer uma carona 


- Sim, tchau S/N foi um prazer te conhecer 


S/N- Digo o mesmo 


(Pov S/N) 


Vejo ela ir embora com sua amiga...Mas que caralho, ela sabe que as gravações foram proposital, Jisoo você é muito esperta será que vai conseguir me pegar?






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...