História Anjos de combate - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjos, Demonios
Visualizações 7
Palavras 1.529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um capítulo ae.
Não sei que frequência vou conseguir escrever, mas vou tentar estabelecer um prazo para as postagens.
Ignorem qualquer erro por favor.
E ideias para a história são bem vindas. Prometo considerar todas.
Fiquem com o capítulo. 📃📃😄😄

Capítulo 2 - Capítulo I


Fanfic / Fanfiction Anjos de combate - Capítulo 2 - Capítulo I

Primeiro venho uma sensação gostosa de paz.

Depois uma calma tão grande.

Me senti bem. Extremamente bem.

Uma sensação de existir tomou conta do meu ser.

Existir...

Não compreendo o que está ocorrendo comigo.

"Abra os olhos ser de luz."

Abrir o que? Espera que sensações são essas.

"Abra os olhos e seja bem vindo."

Com uma resposta involuntária abri os olhos.

Estou existindo!

Seja lá o que isso significa.

Olhei ao meu redor e tinha seres. Quem são? Um me olhou como se pudesse ler minha mente e falou:

"Somos anjos da criação e te demos a existência."

Confusão nublou meus sentidos.

O que?

"Você deve estar confuso. Espera logo mais te será dado o saber que você necessita para este primeiro momento. Logo chegará os anjos da verdade."

Saber? O que eu preciso saber?

Nisto chegou seres de uma beleza explêndida. Eram magníficos.

"Vejo que conseguiram mais um. Belo trabalho irmãos. Que a luz do Senhor os guie sempre."

Eles olharam para mim.

"Nós somos os anjos da verdade, agora imponha suas mãos para que possamos emanar a luz do senhor para que você tenha o conhecimento."

Impor as mãos?

Observei como o anjo dá verdade fez e imitei. Ele fez uma breve oração em língua desconhecida até então para mim.

Foi uma sensação estranha. Não tem outra explicação.

Como por um milagre milhares de imagens adentraram minha cabeça, comecei a entender os que era esses tais anjos e suas funções.

Hierarquias...

Isso, essa é a palavra. Isso me foi explicado, junto com o conhecimento sobre uma tal guerra acontecendo.

E o mais importante foi me dado o conhecimento sobre Ele. O Pai de todos, o que nos protege, nos ama e o que quer livrar o mundo dá maldade. Não pude vê-lo nessas imagens. Era mais como uma sensação, que Ele estava sempre comigo, como se senti-se sua presença.

"Agora que você está com o saber, precisamos saber suas habilidades." -Tocou meu ombro e me disse- " Habilidades de luta, perspicácia, destreza, bons níveis de coragem. Com certeza um anjo guerreiro, mas estou confuso com a estranha energia emanando de você."

Outro anjo tocou meu ombro também.

"Desconheço essa energia também, mas pode ser algo que o Pai sabe que necessitaremos. Acho que os comandantes de batalhas saberão dizer o que é."

Energia estranha. Isso não me soou muito bacana.

"Agora nos diga seu nome novo anjo guerreiro."- disse um dos anjos dá criação.

" Meu nome? Eu achei que vocês que nomeavam aqui. Não faço ideia de que nome escolher."

"Se concentre o nome que o Senhor escolher para você, irá surgir na sua mente e você poderá pronunciá-lo."

Fechei meus olhos para concentrar, e esperei pelo nome aparecer. Passou um tempo e nada aconteceu.

"Acho que isso não tá dando certo." Falei desanimado.

"Paciência jovem anjo. Tudo ao seu tempo."

Fechei os olhos e esperei novamente, mas nada acontecia. 

Pai será que não receberei um nome?

Nesse momento aconteceu.

"Meu nome é Shitara."-Falei aos anjos.

"Sabe o significado?"

"Significado"- exitei, mas por algum motivo eu sabia- " Força, determinação, uma sabedoria que alguns consideraram errado e não fugirei das adversidades do caminho."

Os anjos sorriram para mim.

"Agora nos acompanhe Shitara, você receberá a suas asas. Temos que ir a outra sala."

⏳⌛

Acompanhei os anjos, e cheguei a uma sala onde estavam vários outros anjos dá verdade, sentados em um círculo um anjo me falou:

"Não vai ser indolor o liberar das asas, você sentirá uma dor muito grande quando suas asas estiverem saindo de dentro de você, mas calma essa dor vai passar, a gente terá que fazer uma oração sagrada para que você possa desenvolver suas asas e você repetirá as palavras com a gente até o fim. Não importa a dor que sinta, você lutará contra ela e terminará a oração."

Me colocaram em pé no meio da sala e começaram a oração. Como ordenado repeti suas palavras, a princípio não sentindo nada. A dor veio, não sei o que estava esperando pois nunca havia sentido dor, mas nada poderia me preparar para aquilo. Parecia que eu estava rasgando. Era cegante, meus pensamentos e sentidos nublaram. Como querem que eu combata isso?

Continue a oração Shitara.

Tentei continuar não sei se consegui. A dor era muito forte. Minhas pernas fraquejaram. Cai de joelhos.

Senhor me socorre, daí-me força, pois já não a tenho. 

A dor continuou por um tempo. Não sei ao certo o que aconteceu, pois abri os olhos ainda estava no círculo, os anjos ainda oravam, mas não estava de joelhos, estava deitado caído no chão e ainda pronunciava a oração. Minhas costas não doíam tanto, mas tinha um incomodo. Tipo um peso que até agora eu não sentia.

Os anjos pararam a oração e todos se voltaram para mim.

"Está pronto. Jovem anjo, você recebeu suas asas."

Me extendendo a mão um anjo me ajudou a ficar em pé. Foi quando eu senti a movimentação e vi.

Minhas asas.

Elas eram totalmente feitas de pedra. Ao contrário do que se imagina não eram pesadas. Eram leves, não totalmente, ao ponto de eu não notá-las, mas o suficientes para que fossem fáceis de carregar e rápidas de movimentar.

Passei a mão apreciando elas.

"São incríveis." - sussurrei.

" São sim, é muito resistente. Elas aguentam as piores batalhas e te auxiliaram muito se for uma anjo de combate. Agora vamos, vista o traje de batalha e te apresentaremos ao ancião dos comandantes. Que te dirá que tipo de anjo guerreiro você é, e quem sabe nós dirá sobre essa energia estranha que sentimos em você."

Vesti o que disseram ser o traje de batalha e acompanhei o anjo.

⏳⌛

Chegamos a um local novo, o que parecia ser um enorme salão, logo que chegamos pode-se ouvir o som de coisas batendo.

Não era um som agradável.

"Vou te levar ao ancião dos anjos comandante de batalha, ele dirá que classe você é, e a que comandante será designado."

Chegamos a uma pequena sala aparentemente vazia. Onde se via vários tipos de armas. Todas pareciam que foram muito utilizadas. Existiam numerosos modelos.

Será que todas elas já destruíram seres do mal?

" Vejo que trouxeram um novo anjo para a legião." - falou um anjo, que tinha as feições dura, como se tivesse visto muitas coisas horrores em sua existência. Na verdade ele parecia cansado. Cansado e sem esperança. " Venha até mim jovem anjo. Deixe-me te ver de perto."

Me aproximei e o ancião falou:

" Como é seu nome anjo?"

" Shitara."

"Hum. Nome com forte significado."

"Você sabe o que significa?"- Perguntei espantado.

"Claro jovem anjo. Eu já existia por um longo, longo tempo."- Ele sorriu para mim.

O ancião então tocou meu ombro e falou:

" Fazia eras que eu não sentia essa energia." - Pausou e me olhou nos olhos.-" Shitara você será um anjo de combate."

"O que é essa energia diferente nele? Eu senti essa energia também, mas não pude identifica-la."

O ancião sorriu.

"Você é jovem meu irmão, a última vez que eu senti essa energia foi a milhares de anos atrás." - ele pausou novamente, mas parecia que estava revivendo uma memória dolorosa. " Só que está energia está um pouco diferente, está mais forte, ao mesmo tempo está confusa. Mas tenho certeza que ele é um anjo sensitivo."

"Sensitivo? Aqueles incrivelmente raros."- perguntou o anjo.

"Sim"- respondeu o ancião.- "O Pai sabe o que faz. Leve-o à Weard, ele será seu capitão. Que a luz do Senhor os guie sempre"

"Assim será feito."

Se retiramos dá presença do ancião e seguimos rumo ao tal Weard.

"Alguma coisa que eu preciso saber desse Weard?"- perguntei.

" Nada demais, ele é um bom comandante. Suas tropas são sempre muito fortes. Ele é rigoroso ao extremo. Ele tira o melhor de seus soldados. É ótimo estrategista e líder de batalha. Só isso."

Só isso. Não sabendo o que esperar segui o anjo até o comandante.

"Comandante Weard. Venho te trazer um novo anjo pra sua tropa." - falou o anjo me acompanhando, para um anjo muito grande, com asas imensas. Ele parecia que poderia derrotar um exército sozinho. E se duvidar poderia mesmo.

O homem em questão me olhou. Não teve nenhuma expressão em seu rosto.

"Que classe ele é?"

"Anjo de batalha, recém criado."

"Sem treinamento nenhum? Achei que era um anjo remanejado de outra tropa, um com problema de adaptação."

Parece que alguém não estava feliz com a minha chegada.

" Seu treinamento começará do zero. Você precisará ensinar a ele desde o básico." - o anjo me acompanhando anunciou. - "Há e tem um porém, ele é uma anjo sensitivo a propósito."

O comandante empalideceu. Me olhou novamente como seu eu fosse uma criatura das trevas.

" Como você acha que eu conseguirei treinar um sensitivo. Eu nunca fiz isso, não convivi com eles. Tinha que manda-lo para alguém com experiência com eles."

" O ancião mandou ele para você, ele sabe o que faz."- o anjo falou.

O comandante fez um som frustrado.

"Quanto tempo levou para liberar as asas?"

" Não muito e ele ficou acordado a cerimônia inteira."

Isso é uma notícia boa? Acho que sim.

Com isso o anjo me acompanhando saiu e deixou-nos sozinho. Analisando a situação acho que não sou um anjo bem quisto aqui.

" Você sabe voar?"

"O q-que?"- A mudança abrupta de assunto me tirou de meus devaneios.

"Voar. Com as asas."- Demonstrou batendo suas próprias asas.

"Eu acho que não."- Respondi.

"Então vai aprender jovem anjo."

"Meu nome é Shitara."

" Não perguntei."

Uau isso foi totalmente rude.

E assim se passou as primeiras horas dá minha existência e começou meu treinamento.

Senhor tem como isso ficar pior?


Notas Finais


Que gostou deixa um comentário.
Pode ser uma crítica (construtiva por favor), uma ideia. Ou somente falando o que estão achando do início dá história.
Beijos e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...