História Ano Novo - Capítulo 1


Escrita por: e Bia_Gines

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Supernatural
Personagens Dean Winchester, Sam Winchester
Tags Dean Winchester, Lemon, Padackles, Romance, Sam Winchester, Supernatural, Wincest
Visualizações 241
Palavras 3.524
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente aqui é a Bia
Estou muito feliz por escrever essa fic com a Patrícia 😍😍😍

Capítulo 1 - Eu Quero Você


Fanfic / Fanfiction Ano Novo - Capítulo 1 - Eu Quero Você

Dean acordou com o barulho do rádio tocando uma das suas musicas favoritas,era sinal que o dia ainda podia ser bom. O loiro olhou para o lado e viu Sam se arrumando, ele olhou em sua direção e deu um sorriso, a um tempo que acha esse oi sorriso mais llindo que existe,e sabe bem o que isso quer dizer,mas sabe também o quanto é errado sentir o que sente.

- Bom dia bela adormecida - Sam se levantou e puxou a coberta de cima do loiro,estava animado para esse final de ano- Vamos na cidade comprar coisas para a virada do ano,Dean.

- Não estou afim disso não Sammy - não estava mesmo,queria ficar em casa e descansar,estava inteiro moído,tentou se espreguiçar e se arrependeu no mesmo segundo,seu corpo estava dolorido por causa da caçada do dia anterior,aquele filho da mãe daquele wendingo o pegou de jeito.

- Seu ombro está machucado cara, porque não me disse eu teria feito um curativo aí ontem - Sam falou vendo o corte o sinal de sangue na camisa do irmão,Dean as vezes era muito cabeça dura mesmo - tira essa camisa que eu cuido disse rapidinho. - Sam foi pegar a maleta de primeiros socorros -vou cuidar desse machucado antes de irmos.

Dean abriu a boca para protestar,mas desistiu,sabia que Sam não iria desistir até fazer esse bendito curativo.

O loiro tirou a camisa e deixou em cima da cama,mal teve tempo de se virar para o mais novo e sentiu algo queimar sua pele.

- Aaaaaah porra Sam ! - falou por entre os dentes fazendo um careta de dor,e fuzilando o irmão com olhos,o filho da mãe tacou álcool no seu ombro sem avisar e ainda olhou para ele com aquela cara de inocente -Isso não vai ficar assim, irmãzinho,vai ter volta - falou muito sério e Sam riu vendo o loiro emburrado.

- Pronto irmão

- Obrigado - Dean puxou o irmão para ficar na sua frente - você é a pessoa mais importante para mim sabia? - falou em um tom exageradamente meloso e levantou o cabelo do moreno retirando de sua testa e a beijando era zuando Sam,mas a verdade era que tudo isso era a mais pura verdade,mas Sam não precisa inflar mais esse ego gigante dele.

- Idiota - Sam bateu a mão no ombro do loiro, empurrando ele - Vamos na cidade,cara?

- OK, você ganhou - Dean se levantou em seguida , ver ele animado assim com o fim de ano,e as coisas que programou,o deixava triste...Sabia que tinha que ir embora.

Dean se trocou e foi pegar as chaves do carro e encontrou seu pai na sala

- Já falou com Sam,Dean? - Jonh perguntou neutro, limpando sua arma, escorado na mesa.

Dean olhou da porta vendo Sam bricar com o seu cachorro, era um pastor alemão grande e combinava com o irmão,pensou e um esboço de sorriso no rosto,depois virou e olhou para o pai.

- Ainda não falei - Dean passou a mão na nuca e soltou o ar dos pulmões.

- Espero que fale logo - Jeffrey deu um gole na garrafa de cerveja que estava ao seu lado na mesa, e andou até Dean e apontou para seu peito,com um dedo. - Não demore para ir embora - tomou outro gole da cerveja - vou caçar um maldito vampiro com o Bobby.

- Eu já vou - Dean foi até o quarto e pegou duas mochilas com suas coisas, e as jogou no banco de trás do impala, odiava esse jeito autoritário do pai,ele nunca perguntava se era isso que ele queria, ou se queria parar de caçar,ficar em casa um mês,dois ou o resto da vida, ter uma vida normal. Dean bateu as mãos no volante,com raiva.

- Dean... Tudo bem?- Sam estava no banco ao lado e tocou seu braço, Dean olhou para ele,e sentiu as lágrimas formarem um espelho nos seus olhos,mas não chorou, não era nenhuma garotinha sentimental pra ficar se debulhando em lágrimas. Porém sua reação foi abraçar Sam,sem dizer nada, não queria ficar sem ele, não queria ter que partir tantas vezes,cada vez que se ausenta sente que vai perdê-lo para sempre,que um dia voltará e não encontrará mas Sam ali - Dean... O que foi? O papai brigou com você? - perguntou sério e Dean respirou fundo se afastando do irmão,sabia que Sam é estourado e ele e o pai brigam sempre,e não quer que isso aconteça outra vez.

- Não, deve ser essa bobageira de fim de ano que está mexendo comigo -

Sam sorriu com a resposta olhando a cena,se imaginando segurando aqueles fios longos com firmeza vendo sua cabeça subir e descer em um ponto do seu corpo que despertou rápido com os pensamentos errados. Dean balançou a cabeça espantando as imagens obscenas,parou no estacionamento do mercado, desceram, e entram no mercado

- Pega o que quiser Sam - falou e foi para seu corredor favorito - bebidas! - falou para si mesmo em um tom mais baixo, imaginando uma boa garrafa de whisky para lhe fazer companhia nas noites de insônia.

Dean pegou dois fardos de cerveja e uma garrafa de vodka,e outra de whisky. Estava perfeito, só falta a torta,foi para o outro corredor, mas assim que eu chegou perto da padaria viu Sam com uma torta em mãos...andando em sua direção e sorrindo,e claro um cesto cheio de comida para coelhos,cheio de folhas, banana, e água mineral, sinceramente não sabe como ele consegue viver comendo só isso.

- Comprei de cereja ,sua favorita irmão- ele colocou ela no carrinho e continuaram a comprar coisas para o fim de ano.

Sam colocou a torta no carrinho e foi na frente para o estacionamento enquanto Dean pagava as coisas , quando o chegou no estacionamento viu dois rapazes implicando com Sam, e viu quando o moreno partiu para cima deles no soco.

- Que merda! - Den correu para separar. O loiro chegou irritado empurrando um dos caras para trás - O que está acontecendo aqui?

- Então é esse loiro que você é apaixonado Samuel ?- Sam tentou ir até o cara, mas Dean ficou com o corpo na frente do irmão, não deixando ele ir - Você é doente - Dean perdeu a paciência e deu um soco no cara, ao ouvir isso. Talvez porque tenha o ofendido também, porque é apaixonado por Sam a muito tempo, mas isso não diz respeito a ninguém, o único que pode julgar seus sentimentos é apanas Sam !

-Olha melhor da próxima vez com quem você mexe seu idiota! - o amigo dele o ajudou a se levantar e saíram de perto , Dean virou para ver o irmão que ainda trincava os dentes de raiva.- Ei Sammy...

- Vamos embora. - o moreno chamou sério.

- Vamos aproveitar hoje maninho - Dean falou de forma extrovertida , querendo deixar o clima leve outra vez, mas o que o cara falou ainda ecoava na sua mente... Será que Sam poderia realmente ver ele como o vê? Provavelmente não..

Sam ajudou o irmão a pegar as sacolas de compras no chão e foram para o carro colocaram as compras no porta malas.

- Vamos para a cabana do Bobby, amanhã o papai e o Bobby chagam pela manhã - Dean suspirou pesado e fechou o porta malas - Vamos nerd!

- Vamos - Sam voltou a sorrir e Dean gostou disso, o irmão entrou no carro e Dean entrou também e deu a partida no carro

A estrada estava vazia já que todos haviam viajado para algum lugar para curtir o feriado ,mas Dean e Sam iriam para o alto das montanhas , não gostava do frio, mas estar com Sam em um lugar assim lhe fazia imaginar que estavam vivendo algo além do realmente estão... Um casal em um clima sensual e diria até romântico ,deu um sorriso olhando para o moreno que estava entretido olhando a rstrada, a cabana era bem afastada da estrada então quando chegaram na estradinha de terra que entrava para ela, Sam pediu que parasse , Dean parou e Sam o olhou.

- Dean...- o loiro viu ele morder o lábio e olhar para baixo, mexendo as mãos- o que aqueles caras disseram, eu...

- São só dois caras babacas, Sam. Esquece eles. - Dean respondeu vendo que o assunto o deixava desconfortável.

- Na verdade eu... - um trovão ensurdecedor ecoou nós céus e Sam deu um pulo com barulho ,o que fez o loiro gargalhar e Sam acabou rindo também.

- Tá se assustando fácil maninho. - Dean falou zombeteiro -Acho melhor irmos para a cabana bebermos e ver Scooby-Doo - Dean ligou o carro e Sam ficou um tempo olhando para ele.

Queria contar para Dean que o que aqueles caras disseram era realmente verdade, mas tinha um pouco de receio pelo que aconteceria depois, Jonh mataria os dois com certeza, se Dean não quebrasse sua cara primeiro.

Dean guardou o carro na frente da cabana e levaram todas as sacolas pra dentro da cabana. Dean foi logo para a lareira acender ela ,viu Sam colocar as cervejas na geladeira e duas duas e dois sacos com sanduíche e se sentar no no tapete de peles em frente a lareira, era muito confortável e bem quentinho.

- Você sente falta? - Sam perguntou apoiando as costas no sofá e tirando o tênis ficando de meia

- Do que?

- Das meninas, quando vai caçar com o papai. - perguntou querendo fazer outra pergunta na verdade, queria saber se pensava nele quando estava longe.

-Não, mas sinto falta de um garoto - Dean viu a confusão nós olhos do irmão e continuou, sentindo o coração bater na garganta - Porque acabei me apaixonando por um menino - Sam desviou o olhar e Dean podia jurar que ele ficou chateado com o que ouviu - Se você soubesse quem é o menino ,me bateria com certeza - sorriu de nervoso.

- Porque acha isso? - Dean chegou perto dele e segurou seu rosto , Sam o encarou com aquele olhar surpreso e tinha um leve rubor em seu rosto.

- Dean...

- O garoto é você - falou de uma vez antes de perder a coragem chegou mais perto e seu lábio tocou o dele ...estava trêmulo seus labios e os do irmão também, depois de um tempo os dois começaram a se entregar, Sam colocou a mão na nuca do loiro e o puxou para ele aprofundando o beijo. Quando se separam estavam ofegantes, envergonhados e muito excitados pelo que aconteceu, foi só um beijo , mas teve o efeito de algo infinitamente maior.

- Você beija muito bem- Sam falou com um sorriso travesso, e o rubor do rosto deu lugar a um brilho intenso nos seus olhos.

- Você também não beija tão mal.

- Idiota! - Sam riu.

O moreno colocou a cabeça no ombro de Dean, ofegante, e o loiro viu ele colocando a mão entre as pernas

- Está escondendo o que - Dean levantou a mão dele, e percebeu sua ereção se formando

- É... não deu pra evitar... - ele ainda tentou esconder mas Dean a segurou- Aah...Dean...- Sam era muito sensível, e Dean amou descobrir isso, o loiro começou a beijar ele , começou a colocar a mão por dentro de sua calça, e estava bem quente e molhado - Dean...isso Aah - o loiro se levantou e deu a mãos para Sam se levantar com ele, se sentou no sofá e Sam se sentou no seu colo, podia sentir o seu corpo inteiro tremer de anciedade, parecia um sonho, e tinha medo de acordar, continuava a beijar Sam - Dean a gente... Vai? - ele perguntou em um tom que Dean entendeu sobre o que se tratava, e seu coração bateu na garganta.

- Você quer Sam ? - abraçou sua cintura e olhou parar ele, enquanto roçava sua ereção em sua bunda durinha.

- Quero - ele puxou seu rosto com força, e beijou com muita vontade ,Dean sentiu ele rebolar no seu colo, o deixando louco, e fazendo o loiro ficar mais duro ainda- Aah Deaaan.

- Quero chupar você maninho- Dean falou ofegante, enquanto levantava, e os dois foram para o quarto sem se separar do beijo.

Pararam quando chegaram na cama, Dean empurrou o mais novo para trás o jogando na cama macia, olhando para o irmão com desejo, subiu na cama, abriu sua calça e a retirou, seu membro tinha deixado a cueca bem melada, e Dean lambeu os lábios olhando a ereção grande do do irmão, se aproximou e o cheirou, era delicioso seu cheiro de homem! O loiro passou a língua por cima da cueca

- huum... - desceu sua boxer até os joelhos e abocanhou aquela coisa clara e rosada. Era o que necessitava a algum tempo , desejava tanto o irmão, queria muito fazer isso, sentir seu gosto, ouvir seus gemidos, Dean tentou por tudo que coube dentro da boca, era muito grande, quente e delicioso - D-dean Aah... Isso ! - ouvir o caçula gemendo era música para seus ouvidos ,Dean tirou a calça , rápido, porque seu pau já tava dolorido de tão duro, e começou a se masturbar, e seu pré gozo já estava deixando seu pênis todo melado - Dean vou gozar...Aaah - ele tentou o empurrar mas , Dean tirou sua mão da sua cabeça ,agarrou sua cintura e se empurrou contra sua virilha , fazendo uma garganta profunda -

Aaaah...- Dean sente sua porra descer pela garganta,era tão quente ...

- Que delícia Sammy - Dean se levantou e tirou sua roupa ficando nu na frente de Sam ,que o olhou com uma cara de sacana que fez um arrepio descer por sua coluna. - Gostou maninho ? - Dean pegou sua mão a colocando no meu abdômen ,mas Sam escorregou ela para baixo e Dean sentiu ele pegar no meu pau e olhar com um brilho safado nos olhos.

- Ele é grande - Sam passou a língua na cabeça, bem na entrada da sua uretra, e fez o do mais velho se arrepiar por completo - Tem um gosto diferente - ele fez uma careta e riu.

- Se não quiser tudo bem - ele olhou para mim e seu sorriso se alargou.

- É diferente Dean, mas não é ruim- ele começou a chupar o seu pau como aquela boca deliciosa, era quente, e muito gostosa , que fazia seu pau pulsar dentro dela.

- Aaah Sammy isso! ...Aah que delícia - Dean segurou sua cabeça e o ajudou com os movimentos de vai e vem, e logo sentiu seu líquido descer em jatos fortes na garganta do moreno e soltou, sentindo as pernas tremerem.

Sam tossiu algumas vezes, rindo. - acho que alguém estava mesmo necessitado- falou zoando o loiro e Dean sentiu o rosto esquentar, mas disfarçou.

- Cala a boca Sammy.

Sam se deitou na cama e o loiro subiu no meu colo e Sam arfou, ver ele tirar a camisa foi muito sexy

- Dean vamos fazer? - Sam perguntou quase sem voz e Dean começou a rebolar no meu membro.

- Sammy você é muito gostoso - Dean falou sem parar o que fazia, e se abaixou, beijando o mais novo, Sam colocou a mão em cima da sua bunda farta e foi escorregando seu dedo até sua entrada ,passou seu dedo em suas pregas, estava quente e era muito apertado - Aah ...

- Quero te comer maninho - Sam se sentou e ficou com as costas na cabeceira da cama - Você é virgem?

- Sim...- Dean confirmou sentindo o rosto queimar e Sam achou fofo, poderia se viciar em deixar o mais velho envergonhado, ele ficava uma gracinha.

Dean não mentiu, era inteiramente virgem em relação a garotos, já tinha ficado com muitas garotas, mas nunca com um homem.

- Vou com cuidado - Sam falou com um sorriso sexy que fazia Dean se arrepiar sempre. Dean sentiu Sam o ajudar a se levantar e posicionar seu pênis em sua entrada e sentiu um frio no estômago, medo, tesão e anciedade, o moreno forçou contra sua entrada ,e Dean sentiu a cabeça entrar.

- Deannn - Sam gemeu sentindo ser comprimido de tão apertada que Dean era.

- Oooh...Sam ..Aaah - Sam mordeu o lábio ao ver ele gemer - Deixa eu Aah...eu cavalgar em você maninho.

- Claro Dean -Sam se deitou na cama e colocou um travesseiro por baixo de sua cabeça , Dean colocou as mãos em cima do seu peito e começou a quicar - Caralho Dean !

- Sammm ! Você é grande Aaah - ele colocou as mãos para cima, atrás da nuca e ver ele sentando e gemendo deixava Sam completamente louco, Dean mexia com sua libido ao extremo - E-estou completamente cheio ! Que tesão Sam! - gemeu arrastado.

- Você é apertado demais Dean - Sam colocou a mão no membro de Dean e começou a masturba-lo

- Sam...Aaahhhh isso! Isso! - Sam puxou o mais velho contra sua virilha - Aaah porra Sam!

O moreno achou seu ponto doce, e quando começou a meter só ali, fazendo no loiro ver estrelas.

- Isso! Mete Saaaam Aaah !- o moreno pegou ele e o tirou do seu membro - Porque parou ? - Dean perguntou frustrado ao sentir Sam sair de dentro dele

- Fica de quatro Dean - pediu excitado e ofegante Dean o fez sentindo o rosto pegar fogo pela posição vergonhosa.

Mas Sam achou a cena maravilhosa e muito excitante, ele com aquela bundinha bem empinada e a entrada meio aberta da penetraçao

- Vou te encher de prazer meu irmão!

- Vem me foder Sam! - aquela cara safada e vermelha e aquela posição dele, separando suas nadegas deixando sua entrada bem amostra fez o pau do moreno fisgar de tesão.

- Nem parece que era virgem até hoje - ele deu uma risada mas sua risada virou um gemido porque Sam o penetrou sem avisar, Dean era perfeito!

- Porra Sam! - Dean empinou a bunda e apertou o lençol com força - Aaah mete mais Aah!! - Sam segurou sua cintura e meteu forte .

- Delícia Dean ! Ahhhhh ...Goza para mim mano - Sam começou a masturba-lo e seu membro tava muito duro - sua entrada tá me esmagando Dean ! Porra!!

- Sam tá vindo Aaah -o loiro contraiu mais ainda sua entrada - Vou gozar Sam ! Aaaah! - Dean gozou e não demorou muito tempo para Sam gozar , foi tão bom soltar tudo dentro dele, Dean tinha uma bundinha muito gostosa, quando saiu de dentro dele, viu seu líquido branco sair abundante do seu buraquinho e isso foi muito sexy .

- Que delícia Dean - Sam se jogou na cama e Dean se deitou no seu peito - foi bom?

- Foi incrível - Dean respondeu ainda tentando respirar, olhou o relógio e já ia dar meia noite - É quase hora de ver os fogos!

O loiro se levantou e foi se limpar, e se arrumar ,terminou fui correndo para a varanda , colocou as cervejas lá e esperou Sam lá ,abriu uma cerveja e só sorria sabendo que tiram uma noite incrivel juntos, e sabia que foi o primeiro para Sam e o irmão também foi o único a lhe ter assim, foi maravilhoso.

- Pronto maninho - Sam se sentou no seu lado e com um sorriso largo no rosto - gostou Dean ?

- Eu amei - abraçou o moreno e pegou uma cerveja para ele e a abriu - Sua primeira cerveja do ano maninho.

- Obrigado- Sam pegou a cerveja e puxou o loiro junto, dando um beijo forte e apaixonado.

Os dois ficaram abraçados até dar meia noite e enquanto os fogos estouravam os irmãos se beijavam apaixonados.

De madrugada quando Sam estava dormindo...

Dean pegou a caneta, papel,e deixou um bilhete ao lado do irmão na cama, peguou as chaves do impala e foi embora tentando segurar as lágrimas que ardiam em seus olhos...

....

Sam acordou com seu pai discutindo com Bobby como sempre, mas sentiu a falta do loiro na cama, olhou para o lado e viu a blusa verde favorita dele e em cima dela tinha uma carta abriu ela e...

" Bom dia Sammy... Eu estou andando devagar, sentando de lado e com vontade de socar você por isso, mas tenho que admitir que foi a noite mais incrivel da minha vida.

Mas eu sei que você tem planos de ser homem das leis, e ter uma vida normal, bem coisa de nerd, e vou te poupar de ter que escolher...

Eu te amo seu nerd chato.

Dean"

Sam terminou de ler aquela carta e as lágrimas desciam por seu rosto silenciosas, por raiva daquele idiota ter fugido.

- Quero você Dean, seu idiota! - Sam pulou da cama e se trocou, ajeitou os cabelos e amassou o papel jogando no lixo - Eu vou buscar você até no inferno se for preciso, porque Dean!

Fim


Notas Finais


Beijos 😘❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...