História Anônima - Segunda Temporada - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, Ian Somerhalder, Justin Bieber, Lea Michele, One Direction, Selena Gomez, Shawn Mendes
Personagens Camila Cabello, Ian Somerhalder, Lauren Jauregui, Lea Michele
Tags Amor, Anônima, Camila Cabello, Camren, Cartas, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Laurmila, Love
Visualizações 292
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaaaaa. Eu não sou o Felipe Neto, e sejam bem vindxs para mais um capítulooooo. (Não, eu não sou fã dele).

Não revisei

Boa leitura baby's ♡

Capítulo 5 - Reatar...?


Fanfic / Fanfiction Anônima - Segunda Temporada - Capítulo 5 - Reatar...?

POV Lauren

Estacionei o carro na garagem de Zayn e abri a porta sem nem bater. Seus pais não costumavam ficar em casa.

Na verdade, eu praticamente arrombei a casa dele. A porta por pouco não foi derrubada.

-Que susto, demônio! - Zayn pulou do sofá, derrubando toda a pipoca que tinha consigo.

-Ninguém manda ficar assistindo pornô a essas horas. - Provoquei. - Eu preciso muito te contar o que aconteceu.

-Reataram não é? - Sorriu largo.

-Não. - Zayn desfez seu sorriso. Sentei ao seu lado do sofá enquanto ele limpava as pipocas que haviam caído. 

-O que então? - Disse ao voltar a atenção na sujeira.

-Quando a gente terminou o trabalho, comecei a observá-la e tive vontade de beijar ela. Levantei e fui no banheiro pra espantar os pensamentos, mas ela apareceu e a gente se beijou. - Suspirei, lembrando do beijo.

-Isso é bom ou ruim? - Levantou com as pipocas caídas e foi para cozinha, sem deixar de me ouvir atentamente.

-Eu não faço ideia. - Confessei e esperei ele voltar. - Zayn, o que eu faço?

-Eu vou dar minha opinião sobre isso, quero que escute bem. - Ele se sentou ao meu lado. - Vocês se amam pra caramba, e é fato que você não vai conseguir viver sem ela. Eu acho que você tem que ir atrás dela e voltar com ela, porque vocês não dão certo separadas.

-Acha mesmo? - Questionei pensativa.

-Lauren, se ela fez o que fez você deve ter dado motivo, ou a confundido. - Tocou meu ombro. - Ela te ama, e confia em você.

-É, você está certo. - Me levantei disposta a recuperá-la. - Eu vou lá agora e...

-Não, você vai surpreender ela amanhã no colégio. - Franzi o cenho. - Ela deve estar pensando que você ficou mal com o beijo, e vai ficar feliz amanhã se lhe surpreender.

-Bem pensado. - Sorri e me sentei novamente, ao lado de Zayn. 

-Agora vamos comprar chocolate e presentes para sua amada. - Gargalhei pelo seu jeito puxado de falar.

-Então se arruma, porque não vou sair com você nesse moletom, parecendo um traficante. - Zayn fez cara de ofendido e rimos. 

Logo estávamos dentro do meu carro, com um Zayn arrumadinho e sem cara de traficante de drogas.

(...)

Peguei meu carrinho que estava cheio de coisas que eu lembrei de comprar pra casa, e levei até Zayn, que estava agachado na frente de uma prateleira de chocolates.

-Leva esse aqui. - Pegou uma barra de chocolate branco e me deu.

-Ela enjoa muito fácil de chocolate branco. - Rebati.

-Não perguntei. - Dei um soco em seu braço.

-Retardado. - Fingi estar brava.

-Então leva chocolate branco com pedaços de chocolate preto. Não é enjoativo e é bom. - Pegou uma marca de chocolate conhecida, e colocou no carrinho.

-Pra algumas coisas você serve bem. - Sorri sarcástica.

-Mal agradecida. - Fingiu mal humor e mais uma vez eu ri.

Peguei alguns salgadinhos na sessão do lado, que eram para Taylor, já que ela estava de TPM e salgadinhos de nacho acalmavam a fera.

Estranho, mas cada garota tem uma maneira diferente de melhorar o humor. Eu, usava Camila pra me acalmar. Esses dias eu ando bastante estressada.

Peguei o ursinho de pelúcia mais fofo que havia naquele mercado, já que Camila adorava essas coisas e logo estávamos guardando as coisas no porta-malas do meu carro.

Ao fechar o porta-malas, me deparei com um boné vermelho, que eu já havia visto antes em algum lugar. 

O garoto me olhou de relance, abaixou a aba - aparentemente para eu não lhe reconhecer - e logo começou a andar rápido, muito rápido e muito estranho.

Quem era aquele idiota?

Fui atrás dele, andando no mesmo ritmo. Eu estava quase o alcançando.

-Hey, espera aí! - Falei alto, no meio do estacionamento. O garoto não parou.

Estranhamente ele começou a correr. Eu reconhecia aquele andar, e principalmente o carro em que ele entrou. Eu só não me lembrava de onde.

Desisti de correr atrás dele, e voltei para o carro, onde Zayn me esperava e me olhava curiosamente.

-Quem era aquele? - Estranhou. 

-Eu não sei. - Liguei o carro.

-Você correu atrás de um estranho? Só pode ser louca. - Rimos alto.

O caminho foi um silêncio confortável, já que tocava umas músicas bem legais numa rádio que eu sempre escutava no caminho para a escola.

Deixei Zayn em sua casa, e fui para a minha. Entrei com dificuldade com as compras, e Taylor me encarava com o cenho franzido.

-Vai ficar parada igual uma mula, ou vai me ajudar? - Perguntei, esperando uma reação.

-Vou ficar parada igual a uma mula. - Sorriu falso pra me provocar.

-Ah é? Vou pegar esses salgadinhos de nacho e vou comer sozinha. - Chantajeei.

Automaticamente, Taylor pegou algumas sacolas e colocou no balcão. Ao terminar, procurou que nem louca pelos salgadinhos.

-Onde está? - Perguntou, ainda revistando as sacolas.

-O que? - Me fingi de desentendida.

-Meus nachos, sua anta. - Cruzou os braços e me encarou impaciente.

-Não tem. - Menti, enquanto segurava eles atrás de mim.

Me movimentei um pouco e acabei fazendo barulho de plástico. Sorri quadrado  ao ver seu olhar surpreso.

-Me dá! - Veio correndo em cima de mim, e quase me derrubou. 

Me recuperei da quase queda e saí correndo pela casa com o objeto em mãos. Taylor parecia uma louca atrás de mim.

A situação acabou com Taylor pendurada nas minhas costas, tentando recuperar o salgadinho de mim, e a porta se abrindo revelando meus pais com sobrancelhas arqueadas.

É, nem precisaria dizer que a guerra acabou aí. Guardei as coisas de Camila, subi para o quarto, tomei um banho e fui dormir.

Horas depois eu acordei antes do despertador, de tanta ansiedade para recuperar minha namorada.

Me vesti casualmente pro frio com uma calça jeans na cor mostarda, um tênis old school preto, uma camiseta de lã de manga cumprida na cor vinho e minha jaqueta de couro clássica.

Bom, talvez não tão casual...

Terminei de arrumar minha mochila, peguei tudo que iria usar para dar pra Camila e saí sem tomar café. Eu precisava chegar cedo pra fazer tudo logo.

O horário em que eu cheguei, só chegavam Lea (que era representante de não sei o que caralhos), Liam, uma galera mais nova e Zayn, que queria me ajudar.

Fiquei num banco esperando Zayn, quando coincidentemente, Camila apareceu abraçada com Justin.

Me levantei de imediato e andei com minha mochila nas costas, e uma sacola com os chocolates e o urso embrulhado em papel de presente.

É agora.

-Camila, podemos conversar? - Perguntei educadamente. Justin me olhou de cima a baixo e sorriu de canto, logo saindo dali e me deixando com Camila.

Camila não tinha consigo uma de suas melhores caras. Tinha olheiras disfarçadas embaixo de sua maquiagem, mas mesmo assim eu consegui ver.

Ela parecia esperar sair uma bomba de minha boca, e não estava nada animada.

-Camz, - Segurei sua mão com minha mão livre, e procurei olhar no fundo de seus olhos. - Sei que eu tenho sido dura demais com você, e que temos nos estranhado ultimamente, mas nesse tempo em que ficamos separadas valeu pra eu descobrir umas coisas. - Sorri. - Descobri que não consigo viver sem você, e que minhas noites nunca serão boas se eu não tiver te beijado no meu dia. Descobri que nada vai me deixar alegre, mais do que seu abraço me deixa. - Foi a vez dela sorrir.

-Nem o beijo que demos? - Uma voz irritante surgiu ali. Olhei para o lado e vi Lea. 

Eu queria enfiar ela no útero da mãe dela pra ver se ela nascia de novo e mudava naquele momento.

-O que? - Camila lhe olhou confusa.

Porra.


Notas Finais


Nada a declarar rsrs. Só peço desculpas e estou a sair correndo :)

Até o próximo, meus bbs ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...