História Another Life - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 3


Escrita por: e _Maajuh_

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 39
Palavras 1.138
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 💕

Capítulo 3 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Another Life - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 3 - Capítulo 2

Eu observava uma garota por trás de um muro. Ela estava em pé e em sua frente havia um garoto ajoelhado, entregando uma rosa para a mesma. Não sei porque, mas aquilo me incomodava de uma forma inexplicável. Eu sentia que poderia enforcar o cara e mata-lo sem qualquer remorso. Esse sentimento me incomodava, mas a vontade de mata-lo era muito maior que isso.

Eu continuava observando, quando vi o garoto se levantar, abraçar a menina em sua frente, e os dois se beijarem. Eu sentia raiva. Ódio. E não só pelo menino, mas também por aquela linda menina com que fazia meu coração disparar. Por que ela fez aquilo comigo? Eu não entendia.

. . .

Acordo em um pulo. Mas que sonho foi aquele? E novamente com S/n... Eu não entendo isso. Por que diabos ela estava tão presente na minha cabeça!? Até mesmo antes de conhecê-la eu tive algo como "visões" com ela.

Eu sentia ódio e ao mesmo tempo um amor inexplicável por ela. Consegui perceber isso melhor em meu último sonho. Eu a amava tanto que seria capaz de mata-la para ela não ficar com mais ninguém além de mim.

Olho para o lado ao ouvir o barulho do meu despertador. Merda! Eu não dormi quase nada essa noite. Sento em minha cama e levanto meus braços sentindo minhas costas estalarem. Encosto meus pés no chão, sentindo um choque térmico, o que me fez acordar literalmente.

Já estava em meu ônibus, olhando para a janela e como de costume pensando, mas esse pensamento estava literalmente ligado a S/N. Não liguei muito para tudo aquilo que rondava em minha cabeça. Apenas fechei meus olhos e encostei a cabeça na janela. O dia estava chuvoso, então não coloquei meus fones, pois amava o barulho das gotas caindo na rua... Isso me relaxava.

Ao chegar em meu ponto, desço do ônibus observando a entrada da escola. Vejo pessoas correndo para dentro por conta da chuva e completamente encharcadas. Faço o mesmo. Eu havia chegado cedo na aula, e por incrível que pareça, isso não acontecia normalmente.

Me sento nas escadas da escola, pego meu celular, e começo a mexer no mesmo, olhando redes sociais aleatórias. Vejo de canto que S/N havia acabado de chegar em seu armário. Sua roupa era delicada e linda, algo que combinava com seu jeitinho.

Observo que um menino que eu não conhecia chegou em seu lado, e o mesmo perguntou algo em seu ouvido que não deu para escutar. A menor apenas sorriu timidamente e negou com a cabeça.

O cara passou uma de suas mãos na coxa desnuda da menor, subindo um pouco para cima. Aquilo me causou um ódio inexplicável. Respirei fundo, enquanto cerrava meus punhos. Minha paciência ja estava no talo, e não faltava muito para socar a cara daquele imbecil. S/N se encolhia com os toques daquele idiota, e negava com a cabeça mostrando que não queria tudo aquilo.

Me levanto e vou em direção aos dois. Pego na gola da blusa social do cara e o prendo no armário olhando em seus olhos. Minha vontade era de arrebenta-lo ali mesmo.

— Caralho, você é surdo ou o que!? Ela já disse que não, seu babaca! — gritei.

Meus gritos fizeram com que todos em nossa volta parassem para ver o que estava acontecendo. Como sempre, curiosos. S/N nos olhava com os olhos arregalados.

— Quem você acha que é para falar desse jeito comigo!?

— Jeon Jungkook. Agora vai embora, antes que minha paciência se esgote com você, e eu não responderei pelos meus atos — sussurrei e o cara bufou, saindo dali. Percebo que os meninos, vulgo, Yoongi, Jimin, Namjoon, Jin, Hoseok e Taehyung vinham em nossa direção, com um semblante de preocupação.

— O que aconteceu!? - Tae pergunta, preocupado.

— Ah... Ele... Ele estava forçando a barra com a S/n - digo, olhando para a mesma.

— Obrigada, Jungkook... Mas não precisava... Eu acho — ela diz, e então sai andando pelos corredores da escola.

— Tá, eu senti uma tensão aí ou eu tô errado? — Hoseok pergunta.

— Eu não sei... Aish, eu só queria ajudá-la... — suspiro.

— Ei, ei! — Namjoon diz. — Relaxa aí, você só fez o certo. Talvez ela só queira se mostrar independente.

— É, eu concordo com o Nam! Pelo jeito ela só está com medo... - Jin fala.

— Ou ela não queria que acontecesse algo assim na escola logo de cara... Afinal, ela é novata, não é? - Jimin pergunta.

— É sim — Yoongi responde antes que eu abrisse minha boca. — Eu que apresentei a escola pra ela ontem.

— Ela é muito bonita, não é? — Taehyung pergunta.

— É... Ela é mesmo - respondo, cabisbaixo.

. . .

Aula novamente. Dessa vez, história. Mas eu consegui me concentrar no professor? Óbvio que não. Eu só pensava na garota sentada em minha frente... Como eu sentia que a conhecia... E ainda mais nessas "visões" com ela.

"Ou talvez nós nos conhecemos de outra vida", foi o que ela me disse ontem, brincando. Mas por que eu penso nisso como uma possibilidade? Eu não acredito em vidas passadas, mas... E se for verdade?

Sou interrompido pelo sinal tocando, mostrando que aquela aula — que eu nem mesmo tinha prestado atenção — havia chegado ao fim.

S/n se vira para trás, e me olha com seus lindos e brilhantes olhos.

— Eu senti que fui grossa com você mais cedo... — ela volta o seu olhar para baixo. — Obrigada por aquilo, ok? Ele realmente já estava enchendo o saco...

— Não precisa agradecer, uh? Apenas fiz o certo — abri um sorriso, um dos meus melhores, e a mesma apenas retribuiu.

Ela se virou para frente ao ouvir o professor chegando, me fazendo encarar suas madeixas escuras. De tão grandes que eram, suas pontas batiam em minha mesa.

— Me desculpa lhe fazer passar vergonha, sei que chegou a pouco tempo — sussurrei para apenas ela ouvir.

— Não tem problema — sussurrou para mim de volta.

. . .


Já estava em minha casa deitado em meu sofá, assistindo algum programa aleatório que passava na televisão. Então me veio na mente, novamente, as coisas que S/N me falou ontem sobre outra vida. Me levantei em um pulo indo até meu quarto, pego meu notebook e volto para a sala, me sentando no sofá.

Abro o Google escrevendo perguntas bestas como: "Você pode se lembrar de alguém que viveu com você em outra vida?". E ele me deu a seguinte resposta:

"Sim, é possível, mas não é uma ciência exata — algumas pessoas conseguem, outras não. Alguns psiquiatras, psicólogos e terapeutas já conseguiram atingir memórias anteriores a essa vida através do processo de regressão."

Suspirei lendo aquilo. Será que isso realmente é verdade? Eu não acredito nessas coisas, mas tudo faz tanto sentido. Eu acho que a conheço, mas de onde? E todos esses sentimentos de ódio e amor que ela me faz sentir?


Notas Finais


Espero que tenha gostado! ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...