História Another Life - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 4


Escrita por: e _Maajuh_

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 32
Palavras 1.124
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura! 💕

Capítulo 4 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Another Life - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 4 - Capítulo 3

— Por que você faz isso comigo!? — a garota perguntava, gritando, enquanto eu observava meus punhos cheios de sangue.

Olho para baixo e vejo o mesmo garoto que estava se declarando para ela. Ele estava tentando se levantar, mas parecia muito machucado.

— E-Eu não sei! — respondo, em um grito.

— Como assim não sabe!? Você tá louco Dae-Hyun!? — ela olha para baixo, desacreditada. — Eu nunca vou amar você. Entenda isso — a garota se ajoelha para ajudar o garoto que pelo jeito, eu havia agredido.

Os dois saem, me deixando ali, em pé, plantado. Sem saber o que fazer, ou o porquê eu tinha feito aquilo. Eu só... Não consigo vê-la com outra pessoa além de mim. Eu me sinto estranho por isso... Mas uma outra parte de mim apenas concorda que eu devo fazer de tudo para ela ser apenas minha.

. . .

Acordo assustado com o sinal da escola tocando. Dae-Hyun? Por que ela me chamou assim? Será que isso de outra vida é realmente verdade? Por que eu tinha o sentimento de que ela tinha que ser apenas minha? Estou tão confuso...

Minha cabeça já doía de tantos pensamentos acumulados em minha mente. Eram tantas perguntas... Eu não estava dando conta de prestar atenção em nada, desde minha pesquisa que fiz na noite passada. Eu quero tanto comentar o que eu sinto para S/N, mas o meu medo de ela se afastar, é maior.

Eu apenas queria dormir. Era o único momento em que eu não estava pensando em todas essas besteiras, e em paz. Infelizmente, não podia faltar na escola, pois minhas notas já estavam em uma situação precária. Além de que corria o risco de eu repetir o 3° ano do ensino médio, por isso precisava comparecer.

Mas o que iria adiantar eu ir a escola? Não presto mais atenção nas aulas, e eu apenas tenho sono, pois não estou dando conta de dormir a noite. Isso tudo já está me deixando louco, minha vontade é de jogar tudo para o ar e ficar de molho na cama o dia inteiro.

O horário passado foi o último horário antes do intervalo, ou seja, estou em meu intervalo agora. Enquanto todos saíram da sala, eu fico em meu lugar. Como dizem, "olhando para o nada e pensando em tudo". Admito que faço isso direto. É uma forma de fugir um pouco da realidade. Gosto de imaginar situações diferentes da qual eu vivo... Assim não me sinto tão preso a este mundo "real".

Quando percebo, S/N entra na sala, e vai em direção ao seu lugar, ou melhor, na minha frente. Ela me olha com seus lindos olhos e sorri, tímida. Retribuo o sorriso, então ela se senta, e vira para trás, olhando diretamente em meu rosto.

— Como vai, oppa? — ela pergunta.

— Ah, eu vou bem... Espera... Você acabou de me chamar de oppa? — pergunto. Não sei porque, mas odeio que me chamem de oppa. Prefiro até Kookie, mas oppa não.

— Ahn... Sim? — diz, estranhando minha reação. — Você acha que já estou pegando intimidade demais? Porque olha, se for isso pode me falar, eu sei que eu apresso muito as coisas... — sinto sua tensão em cada uma de suas palavras.

— Não é nada disso!! Eu apenas não gosto que me chamem assim... Me chame de "Kookie", ok? — sorrio com os lábios.

— Certo, Kookie... Me desculpa por isso...

— Não tem problema. Não tinha como você saber, de qualquer forma — nos encaramos, em um silêncio incômodo. — Então... Por que não está lá fora com os outros? Não chegou a fazer amizades?

— Ah, quem dera... Parece que todos me olham estranho aqui... Menos você — ela cora levemente. — Mas e você, porque não vai ficar com seus amigos?

— Pra falar a verdade eu ia pra lá falar com eles daqui a pouco... Quer conhecê-los? — pergunto.

— Ah, acho melhor não... Provavelmente eles não vão gostar de mim... — diz, cabisbaixa.

— Deixa disso S/N! Tenho certeza que eles vão gostar de você — me levanto, estendendo minha mão direita para a garota. A mesma parece pensar por alguns segundos, mas então, pega minha mão e se levanta também.

Andamos com calma até o refeitório de nossa escola. Avistamos o grupinho dos "famosinhos" da escola, vulgo meus amigos. Alguns passos depois já estávamos na frente da mesa dos mesmos.

— Hyungs, essa é S/N — aponto para a menina que estava ao meu lado, e a mesma sorri. — Ela entrou na escola recentemente, e precisa de amigos, então resolvi apresenta-la para vocês.

Todos os meninos se apresentaram para S/N, já havíamos nos sentado na mesa de meus Hyungs. Eles conversavam com S/N tentando conhece-la melhor. Enquanto eu? Estava em meus pensamentos novamente, olhando para as pessoas andando na escola.

Sou uma pessoa muito pensativa, tenho meu próprio mundo em minha cabeça. Isso parece meio infantil às vezes, mas é algo bom para me encontrar, saber mais coisas sobre mim mesmo. Cada detalhe em "meu mundo" mostra um pouco da minha personalidade.

Sou tirado de meus pensamentos com Yoongi estalando os dedos em minha frente.

— Terra chamando Jungkook. — Olho para o maior e sorrio de leve.

— Me desculpa, Hyung.

— No que tanto pensa, Kookie? — S/N se pronunciou fazendo com que todos me olhassem curiosos.

— Ah... Na vida. — digo, mas logo o barulho do sinal chamou a atenção das pessoas que estavam no refeitório. Apenas via pessoas andando para todos os lados em direção as suas salas.

Me levanto vendo que S/N fez o mesmo. Nos despedimos de todos e andamos em direção a nossa sala. Estava rezando mentalmente para que nosso professor tivesse faltado. Já que tínhamos os dois últimos horários com ele, seríamos liberados mais cedo se isso acontecesse.

— Você é tão pensativo, Kookie. — S/N falou e eu olhei para ela.

— Concordo... Mas isso é bom, não é? — abro um sorriso amigável para a menor que logo foi retribuído com outro.

— Eu fico tão curiosa. Às vezes tento ler sua mente... Você consegue viajar sozinho...

— Não queira saber o que eu penso —sussurrei para mim mesmo, lembrando sobre meus pensamentos com S/N. A mesma me olhou confusa.— É tudo uma bagunça na minha cabeça — sorrio.

Ao chegar em nossa sala vejo que tudo estava uma bagunça. Os alunos jogavam bolinhas de papéis para todo lado. E eu e a menina que estava ao meu lado apenas nos sentamos em nossos lugares. Ela se virou rapidamente para trás.

— Ah, kookie, esqueci de lhe passar meu número — ela me entrega um papel que provavelmente estaria seu número de celular escrito ali. — Me chama, uh? Assim podemos conversar e nos conhecer melhor.

Eu apenas concordei com a cabeça enquanto sorria, então guardei seu papelzinho em meu bolso.


Notas Finais


E por hoje é só, pessoal ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...