História Another Love - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Anygabrielly, Goospirgirl, Henriquefilgueiras, Lyviamaschio
Visualizações 2
Palavras 1.089
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Música: Someone Like you (Adele)

Capítulo 2 - Você voltou...


Fanfic / Fanfiction Another Love - Capítulo 2 - Você voltou...

- A - Alô? - Digo com a voz trêmula, na esperança de que ela me responde se no outro lado da linha, mais... Ela já tinha desligado.



Vou colocando meu celular no sofá lentamente, enquanto tento raciocinar tudo o que havia acontecido ali.



Any havia acabado de me ligar, e me ameaçou!

Eu nunca pensei que ouviria ela falar assim comigo!



Any era como uma irmã pra mim. Pensei que nós iríamos nos entender e voltar a ter a nossa amizade de antes... Mais pelo visto, ela só vai querer distância de mim mesmo.

Dou um suspiro profundo, e passo a mão em meu cabelo.



- Calma Lyvia! Vai ficar tudo bem, eu prometo! - Digo a mim mesma - Agora você precisa tentar esquecer isso! - Pego o meu celular novamente para ver a hora, e vejo que já são 17:30. Percebo que estou com um pouco de fome, e resolvo ir jantar fora!



Pego minha bolsa e meu celular e vou para umas das minhas lanchonetes favoritas da época que eu morava aqui. Ela era uma lanchonete no estilo anos 70, aquele lugar sempre trouxe boas lembranças de Manhattan, então eu tinha que matar a saudades de lá!





Quando entro na lanchonete, me deparo com um cara da mesa que tinha alguns quilômetros de distância da porta.



Aquele rosto me era familiar, mais eu não podia ver bem, pois ele estava com a cabeça baixa, lendo algo, enquanto tomava um Milk Shake que aparentava ser de... banana? Quem toma Milk Shake de banana gente?

Não demorou muito para ele levantar a cabeça e...





MINHA SANTA DEUSA... NÃO É POSSÍVEL... HENRIQUE!





Não demorou muito, para o olhar dele se cruzar com o meu. Percebo que ele ficou surpreso em ver também! E agora? O que eu faço? Falo com ele? Finjo que não o vi e passo reto? ou...


- Você... - Escuto a voz doce e rouca dele, soar pela lanchonete. Eu engulo seco e respiro fundo, eu resolvo criar coragem e ir até a mesa que ele estava sentado.


- Henrique! - Digo com um sorriso sem graça no rosto. - Qua - quanto tempo não? - Minha voz sai trêmula


- Ly - Lyvia... Vo - você... Voltou! - Ele fala com a voz trêmula e vejo seus olhos marejados. Ele se levanta e me encara alguns minutos. Logo ele me abraça e eu retribuo.




Aquele abraço me fez lembrar de todos os nossos momento juntos.

Sentia uma exploção de sentimentos ao mesmo tempo. Eu Não conseguia explicar... Apenas sentir!

Sinto uma lágrima escorrer em meu rosto, e logo o abraço mais forte! Ficamos minutos ali parados... Apenas abraçados! E matando a saudade que tínhamos um pelo outro aparentemente!




Alguns segunda depois nós desfazemos o abraço e limpo as lágrimas que caíram em meu rosto!



- Parece que a saudade estava grande não? - Ele brinca e eu rio - Pelo visto sim! - O silêncio tomava conta de nós naquele momento, fazendo com que ficamos constrangidos com a situação.


Ficamos segundos assim, mais logo ele quebra o silêncio.


- Senta ali Lyvia! - Ele diz apontando para o sofá que estava ao meu lado!


- Ah claro! - Digo me sentando e ele faz o mesmo!


- Bom... Lyvia eu sei que você foi embora pro Brasil, e eu queria saber... Como foi fugir pra lá? - Ele diz debochado


- Eu não fugi pra lá! Eu... precisava respirar um ar diferente! Não dava mais pra ficar aqui! - Digo num tom grosseiro. Ele me encara e respira fundo -  Desculpa Lyvia. Eu não queri...


- Não tem problema! - O interrompo - Mais respondendo sua pergunta... Foi ótimo morar lá! O Brasil é bem diferente do que eu pensei que era.

Ele é um local muito acolhedor. Conheci pessoas incríveis!


- Sério? Então se envolveu com alguém durante esse tempo? - Ele pergunta intrigado.




    ( Dêem play na música...)



- Ah... Não! Eu não consegui me envolver com ninguém lá, porque eu não... - Eu paro e o encaro. Percebo em seu olhar um brilho que não via a anos no olho de alguém, mais eu não tive coragem de terminar.- Não nada esquece! - Percebo que ele fica triste,mais tenta disfarçar.


- Hmm... Então por que você voltou? - Eu engulo seco e demoro um pouco pra responder essa pergunta, mais logo consigo falar:


- Meus pais... Eles não queriam vender a casa! Então me mandaram de volta para cá pra cuidar da casa e por mais que o Brasil seja incrível... Os meus estudos aqui sempre foram melhor!


- Ah sim... - O silêncio tomou conta da gente, mais logo eu resolvo quebrar esse clima chato.



- E você... Me conta as novidades! - Digo apoiando uma das minhas mãos em meu rosto.


- Bom... Depois que você foi embora, eu me dediquei totalmente a fotografia! E também comecei a escrever.


- Você é fotógrafo e escritor?


- É podemos dizer sim! - Ele ri sem graça. - precisava colocar minha mente no lugar, naquela época. Eu estava muito "destruído"


- Eu imagino... - Digo sem graça, pois sabia bem o porque ele se sentia assim.


- Bom... Mais agora estou melhor, e hoje venho me preparando para a faculdade.


- Eu fico feliz em saber disso! - Eu sorrio e ele sorri de volta! Novamente o silêncio tomou conta da mesa. Ele pega seu Milk Shake e toma um pouco, para poder disfarçar o silêncio.




Eu percebo que em um dos seus dedos havia uma aliança e logo sinto minha garganta seca e meu coração se apertar.


- Você está namorando? - Digo  e ele me olha, com um olhar de tristeza por alguns minutos, mais logo responde





- Estou! - Meu coração parece se apertar mais forte ao ouvir isso. Eu vejo em seu olhar um pedido de desculpas. Eu inspiro fundo e dou um sorriso fingindo que nada me abalou.


- Quem é a garota ? - Ele novamente demora de me responder. Parecia que ele estava desconfortável com aquela situação, então eu resolvo cortar o assunto


- Quer saber... Não precisa falar! Eu vou fazer o meu pedido, e já vou indo.


- Ah claro! - Ele responde sem graça.


- Bom... Até Henrique! - Digo estendo o meu braço para um aperto de mão, e ele aperta minha mão.


- Até... Maschio! - Nós nos olhamos por alguns minutos, mais logo soltamos nossa mãos e eu me levanto.








- Ah... Felicidades no seu namoro! - Sorrio sem graça e ele retribui com o mesmo sorriso, e logo saio dali.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...