História Ansatsu Kyoushitsu - A Serpente e O Lobo - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Ansatsu Kyoshitsu (Assassination Classroom)
Tags Broderagem, Hayato, Karmagisa, Ooc, Spoilers
Visualizações 80
Palavras 2.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Esporte, Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela, Sci-Fi, Shonen-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


YEAH! CAPITULO TRINTA!!!!

*Começam a dançar como malucos*

Frans: Mals a demora, nosso aniversário chegou mês passado e esse mês teve muito trabalho para fazer...

Oh se teve... E caso estejam se perguntando: Sim, essa é a adaptação de um momento no mangá!

Frans: Mais especificamente, do capitulo 37 do mangá.

Então, esse capitulo se passa entre os capitulos 25 e 26 dessa história, depois de Itona surgir e antes de Takaoka aparecer.

Frans: E por favor, não liguem para o horrivel titulo, queriamos fazer um trocadilho com a frase "A Arte de Assassinar", mas não deu muito certo.

Ambos: Esperamos que aproveitem!

Capítulo 30 - Hora do Filler - A Arte de Desenhar


Fanfic / Fanfiction Ansatsu Kyoushitsu - A Serpente e O Lobo - Capítulo 30 - Hora do Filler - A Arte de Desenhar

-Já que é Julho, finalmente podemos usar nossos uniformes de verão. –Yada comentou, se sentando. Os outros alunos também se sentaram em suas cadeiras, as mangas de suas roupas mais curtas, os únicos sem real mudança são Karma e Hayato, já que usam algo por cima do uniforme.

-Essa é a melhor época do ano! A pele tem uma cor tão deslumbrante... –Okajima sussurrou, imaginando como ficariam as garotas nesse tempo.

-Vocês não deveriam deixar essa temporada de roupas curtas te distraírem de seus objetivos. –Korosensei disse sabiamente, o que estragou o impacto de suas palavras foi o fato de está lendo justamente uma revista de garotas de biquínis.

-Korosensei... Você, dentre todas as pessoas, é o que menos tem direito de reclamar... –Hayato sussurrou, Nagisa tinha uma expressão de decepção enquanto encarava seu professor.

-Tch... Eu não achei que começaríamos a usar manga curta a partir de hoje... –Sugaya comentou, chamando a atenção de todos, ele tinha uma longa tatuagem que cobria boa parte de seu braço esquerdo. –Não queria que esse braço esquerdo fosse revelado... -A sala ficou em silencio por alguns segundos.

-... O QUE VOCÊ FEZ, SUGAYA??? –Eles gritaram, pasmos. Karma se levantou para da uma olhada melhor.

-Ohhh, essa é a tatuagem henna, correto? –Ele perguntou, olhando o desenho. –Meus pais gostam muito da Índia e sempre voltam com tatuagens de lá.

-Eu me lembro delas! Seus pais trouxeram os equipamentos no ano passado e você tinha feito uma para mim... –Nagisa comentou, um pequeno rubor começando a surgir quando se lembrava da tatuagem que Karma tinha feito nele, algo que não passou despercebido pelo moreno.

-Oh, céus... É-É um alivio saber que nenhum de meus alunos se tornou um delinquente... –Korosensei estava aliviado e largou os diversos livros sobre como lidar com delinquentes que ele conseguiu nesse meio tempo de conversa. O ponto fraco numero 10, Nagisa percebeu.

-Gostaria que eu desenhasse uma tatuagem em você, Korosensei? –O artista perguntou, colocando sua bolsa na mesa e pegando os equipamentos. –Eu ainda tenho  tinta sobrando.

-A propósito... Qual foi a tatuagem que Karma-Kun fez em você, Nagisa? –Hayato perguntou baixo para o azulado enquanto seu professor se aproximava feliz de Sugaya, Nagisa corou mais forte.

-Na-Nada demais... –O azulado gaguejou, Hayato estreito os olhos enquanto observava seu melhor amigo se recusar a encará-lo.

-Nagisa tem razão, não foi nada demais. –Karma disse para o moreno, um sorriso crescendo quando seu namorado ficou ainda mais vermelho. Nagisa sabia que Karma ia contar, ele nunca perdia a chance de envergonhá-lo. –Isso é, se você não acha nada demais desenhar no braço uma...

-KYAHHHHHHHHH!!!! –O grito do Korosensei, chamou a atenção do trio, ele estava parecendo desesperado e uma parte de seu rosto estava derretendo.

-Entendi... Você misturou pó feito de balas BBs com a tinta... –Sugino comentou enquanto observava um frasco com pó no kit de pintura do Sugaya.

-I-Idéia interessante, Sugaya-Kun... Porem, ela é tão efetiva quanto uma picada de abelha. –Korosensei disse, logo ficando com uma expressão depressiva. –Mas... Eu realmente queria que você tivesse desenhado algo legal...

-E-Eu sinto muito! Eu vou desenhar com henna normal, ok? –O estudante de cabelos cinzas disse, começando a desenhar no rosto do professor, desta vez sem derreter. Ele rapidamente se virou para os outros alunos. –Por que vocês não tentam também? É divertido.

Logo todos os alunos começaram a desenhar uns nos outros, tentando copiar o estilo de Sugaya. Nagisa foi praticamente arrastado da sala, sendo levado para o banheiro e colocado na privada, seus olhos arregalados observando com certo medo Karma e Hayato pegarem um pouco de henna com sorrisos psicóticos nos rostos.

-Minha pequena serpente, nos faça um favor... –O sorriso do Karma ficou ainda mais psicótico, se é que era possível. -... E tire a sua roupa...

-----------------------------------------

Irina andava orgulhosa para a direção da sala de aula, tendo certeza que todos os alunos e professores desmaiariam com as roupas que usava, principalmente o Karasuma! Ela o faria se arrastar ao seus pés diante de sua aparência!

-Ajoelhem diante de minha beleza, garotos! -Ela rapidamente abriu a porta e não pode evitar de gritar com a visão de todos ali presentes tatuados. –M-MAS O QUE É TODA ESSA MAQUIAGEM MOSTRUOSA?!?!

-Bem, todos queriam uma tatuagem depois de olharem para a minha... –Sugaya respondeu envergonhado.

-Ele disse que a tinta secará em pouco tempo. Estou tão ansioso que não consigo me focar na aula. –Korosensei disse, a coloração rosa de suas “bochechas” adicionando sem querer cor as flores desenhadas lá. –A propósito, Sugaya-Kun, poderia tentar fazer o mesmo também?

-Claro, mas... Todos já tem desenhos meus ou próprios, não acho que tem mais alguém para pintar.

O olhar dos dois rapidamente foi para Irina, que sentiu um calafrio subir a coluna.

-PA-PAREM AI MESMO! –Ela gritou, começando a se afastar dos dois. –Quem diabos é que deixaria...

Antes que pudesse completar sua frase, a assassina acabou escorregando em um pouco de tinta no chão e bateu sua cabeça na parede, desmaiando logo em seguida. Korosensei e Sugaya ficaram quietos por alguns segundos.

-Acho melhor nos deixamos ela descansar... E enquanto isso, eu pego o braço direito e você o esquerdo! –O polvo-professor disse, os dois logo começaram a desenhar nos braços de Irina, deixando a sala em um pequeno silencio desconfortável.

-O que aconteceu aqui? –Kayano se virou em direção da voz. Hayato e Karma acabaram de entrar, junto com um Nagisa extremamente envergonhado usando o casaco do moreno para cobrir todo seu corpo. –Por que Irina esta caída e aqueles dois estão brincando de aquarela nela?

-Longa história curta, Korosensei queria desenhar e ambos estão aproveitando que Bitch-Sensei desmaiou para enfeitar seus braços. –Kayano respondeu, logo voltando seu olhar para Nagisa. –E vocês? O que estavam fazendo?

-Fazendo tatuagens em nossa pequena tela. –Foi a resposta do ruivo enquanto acariciava a cabeça do menor. –Quer dar uma olhada?

Nagisa estava o tempo inteiro negando com a cabeça, ainda mais vermelho. Kayano ficou curiosa com o que eles tinham feito, quase pedindo para vê, mas decidiu não envergonhar ainda mais o garoto e recusou, para o alivio do azulado.

-Você realmente é incrível, Sugaya-Kun... –Hayato comentou enquanto observava o desenho que o de cabelos cinza fez na assassina.

-Resolvi fazer algo mais fashion, assim, quando ela passear com ele após seco, vai dar uma ótima sensação. –Ele disse, orgulho em sua voz.

-... Ela ainda vai matar vocês dois, apenas para saberem. –O moreno sussurrou, fazendo Sugaya engolir seco.

-Nurufu, seu professor não vai perder esse desafio! –Korosensei disse, terminando seu desenho, os alunos rapidamente foram ver o que era.

Ele tinha desenhando uma pequena tirinha sobre um pescador e um polvo.

ISSO ERA PARA SER UM MANGÁ? Foi a pergunta da sala, todos chocados e confusos.

-Er... Eu não sou bom em pinturas e coisas fashions, então apelei para o meu ponto forte. –Ele comentou envergonhado, Nagisa rapidamente anotou a fraqueza.

Ponto Fraco 20: Apenas sabe desenhar de forma relativamente simples.

-Ela definitivamente vai matá-los agora... –Hayato sussurrou, Sugaya se aproximou do outro braço.

-Não se preocupem, há pessoas que consideram mangá como a nova arte pop. –Ele disse, começando a desenhar. –Então, se brincamos um pouco com as bordas...

Nagisa piscou, era incrível o que alguns pequenos toques faziam. Com poucos desenhos do Sugaya, o mangá do Korosensei ganhou um rosto totalmente novo, realmente parecendo uma tatuagem agora.

-... S-Se o resultado for bonito demais, vai deixá-la mais convencida. Vou colocar algo que nos dê risadas... –O polvo-professor disse, adicionando um desenho de óculos e bigodes no rosto de Irina.

-Desde quando isso virou uma competição? –Hayato se perguntava, ele logo pegou Nagisa e Kayano pelos braços. –Vamos, não quero está por perto quando ela acordar...

Eles logo saíram da sala junto com Karma. Sugino, Okuda e Kayano o seguiram também por algum motivo. Eles entraram em uma espécie de sala de enfermagem e se sentaram nas camas, um pequeno silencio confortável no local.

-N-Nagisa-Kun, por que está vestindo o casaco do Hayato? –Okuda perguntou curiosa, Nagisa novamente ficou vermelho, chamando a atenção dos que estavam ali.

-Ele está com vergonha dos desenhos que fizemos nele. –Hayato respondeu, o azulado se encolheu o máximo possível no casaco.

- Não deve ser tão ruim assim, Nagisa, deixe-nos ver! –Sugino pediu ansioso, Nagisa não mexeu um único músculo.

Hayato encarou seu melhor amigo antes de olhar o Karma, o ruivo rapidamente entendeu e, eu um único puxão, retirou o casaco de Nagisa. O mesmo ganhou um olhar surpreso e assustado enquanto via o olhar dos outros quatro se arregalarem.

-U-Uau! Está incrível! –Kayano disse enquanto olhava as tatuagens dos braços do azulado.

No bíceps direito tinha uma serpente enrolada sobre uma cabeça de lobo e uma caveira com chifres, possivelmente um demônio. Já na esquerda, perto do pulso, tinha uma serpente ao redor de uma faca, a faca era igual as que usavam contra o Korosensei.

-Gostariamos de ter feito mais, mas a tinta que pegamos acabou no processo. –Nagisa piscou para o comentário do ruivo, encarando os dois logo e seguida. Eles simplesmente sorriram, Nagisa retribuiu com um sorriso agradecido.

-Fi-Ficaram ótimas, Nagisa-Kun. Não vejo um motivo para tentar esconde-las. –Okuda comentou, ainda maravilhada com as tatuagens. Nagisa sorriu envergonhado.

-É-É que eles são o meu estilo, sabem... –O azulado sussurrou, seus dedos se mexendo nervosamente uns contra os outros. Sugino franziu de leve a testa.

-Eu acho que entendi quem a faca, o demônio e o lobo representam, mas quem é a serpente? –O jogador perguntou, Karma deu um pequeno sorriso assustador.

-Quem mais seria? –Ele rapidamente puxou o Nagisa para seu colo, deixando o menor ainda mais vermelho, principalmente quando começou a brincar com seus cabelos azuis. –Ela representa o Nagisa.

-Nagisa? Uma cobra? Está brincando, não é? –Sugino perguntou rindo, mas logo parou quando percebeu o olhar do ruivo e do moreno, era como se ele fosse alguém ingênuo e estivessem com pena disso.

-Acreditem, a melhor coisa para representar o Nagisa é sem duvida uma serpente... Uma grande, assustadora, ameaçadora e assassina serpente.–Hayato falou enquanto observava o menor.

Os outros colegas se viraram para o azulado, que parecia nem ter escutado, já que estava em seu próprio mundo de prazer e a vergonha enquanto Karma continuava com cafuné em seus cabelos e dava beijos suaves em seus ombros de vez em quando. Eles não tinham idéia como o Nagisa se encaixava nos atributos que o moreno falou.

Antes que alguém falasse mais alguma coisa, sons de tiros começaram a ecoar por perto, assim como gritos de medo. Hayato suspirou e se levantou rapidamente, se espreguiçando em seguida.

-Podem me ajudar? Irina será difícil de acalmar sem ajuda. –Meio receosos, o grupo começou a se levantar, Karma e Nagisa observaram seus amigos saírem da sala para a batalha.

A sala ficou novamente em silencio, excerto pelo som ocasional de tiros por perto. Nagisa olhou para baixo enquanto se sentava de forma confortável no colo do ruivo, fazendo Karma sorri pelo jeito fofo do seu namorado.

-... Obrigado... –Nagisa sussurrou envergonhado. -... Obrigado por não falar sobre o outro... –Karma deu um pequeno sorriso afetuoso.

-Hayato-Kun disse que era um presente dele para nós, até parece que iria deixar todos saberem. –Ele disse, colocando uma mecha azulada atrás da orelha, segurando seu queixo de forma delicada e fazendo o menor olhar em seus olhos.

Olhos azuis se fixaram nos dourados, o mundo desapareceu para ambos, apenas restava um ao outro. O ruivo logo se inclinou e beijou o menor, suas línguas fazendo a tão familiar dança romântica uma com a outra, os braços de Karma seguravam firmemente a cintura do menor enquanto o azulado tinha suas mãos nos ombros do ruivo.

Eles se separaram pó falta de ar, encostando suavemente suas testas. O olhar amoroso de Karma fazia o coração de Nagisa bater mais forte, principalmente por saber que esse olhar era reservado apenas para ele. Logo um novo beijo foi iniciado, um pouco mais intenso que o outro.

Enquanto isso, Hayato estava escondido na porta tirando algumas fotos. Satisfeito, ele fechou a porta sem fazer barulho, colocando uma plaquinha de “Sala em Manutenção” na mesma antes de caminhar para a sala de aula, pensando em qual desculpa dar para seus professores para explicar a ausência dos dois.

-Eu tenho que tentar fazer mais tatuagens desse gênero... –Ele sussurrou enquanto mexia no celular para uma foto especifica. A foto tinha o Nagisa de costas no banheiro sem a parte de cima da roupa, seu rosto estava vermelho enquanto encarava a câmera por cima dos ombros.

Em suas costas, estava um desenho do Nagisa vestido de noiva sendo carregado pelo Karma em um terno, ambos felizes e com alianças nos dedos.


Notas Finais


Frans: Apenas para saberem, não colocamos o desenho da ultima tatuagem porque seria um baita de um spoiler e também ainda não sabemos desenhar muito bem personagens se abraçando.

Na verdade, sabe nós sabemos, mas já ficamos tão envergonhados em escrever cenas intimas e sabemos que desenhar só vai piorar as coisas... *cora* Romançe não está bem na nossa zona de conforto escrever e tenho certeza que isso será um problema para a segunda temporada... Esperamos que nos acostumemos até lá.

Ambos: Esperamos que tenham gostado desse capitulo! Até o próximo capitulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...