História Antes de tudo... - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Chariel, Frans
Visualizações 25
Palavras 721
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Intersexualidade (G!P), Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


em primeiro lugar obrigado(a) por escolher minha historia, isso é apenas uma amostra, e em segundo, boa leitura e não se esqueça de se deixar imaginar

Capítulo 1 - A queda e a aflição...


//Frisk O.N\\

Eu estava perdida, machucada, sentia frio e muito, muito, muito medo, de que eu tinha tanto medo? Daquele escuro que me engolia e fazia com que eu sentisse um panico imenso. Sentia algo macio embaixo das minhas pernas, aquilo amorteceu minha queda e eu estava imensamente grata por estar viva. Precisava achar um jeito de ver pelo menos um palmo a frente do meu rosto, peguei meu celular e tentei ligar, sem bateria. Eu ia ter que encarar aquele breu. Ouvi um barulho de algo sendo quebrado, me arrepiei e um calafrio tomou conta do meu corpo, eu sentia uma imensa vontade de chorar e sair correndo dali, mas não podia, eu me tornei inerte, assustada e eu não sabia o que estava escondido naquela escuridão que parecia um monstro pronto para me atacar e esmagar meus ossos. Me encolhi o maximo que pude e chorei, chorei como nunca tinha chorado na minha vida, deitei naquela coisa macia que me tirou dos braços da morte e dormi. Você quer saber como eu me meti nessa situação não é? A historia é simples e rapida, eu estava voltando pra casa, ja tinha escurecido e algumas meninas que estudam comigo me pararam e me convidaram para ir a um lugar com elas, recusei, disse que tinha que voltar para a minha casa, elas simplesmente rebateram a minha resposta falando que era rapido e depois elas me deixariam em casa, aceitei, me levaram a um lugar escuro e me ofereceram bebida, disse que não bebia nada com alcool, me disseram que não tinha alcool, era apenas energetico, bebi, minha visão ficou turva e me lembro apenas de alguem pedindo para tomar cuidado, quando voltei ao meu eu, estava na ponta de um buraco enorme, portador de um escuro profundo, o que me fez temer e entrar em panico, e então, a queda, uma pedra pontuda bateu na minha perna e senti apenas o sangue, um liquido quente escorrer e molhar minha calça, me segurei para não cair, mas ninguem veio me ajudar, cai como uma ave abatida, o buraco não tinha fim, fechei os olhos e esperei meu ultimo suspiro, mas ele não chegou, foi como cair em uma cama feita de penas, macio e confortavel, ouvi mais vozes gritando meu nome e tentei gritar de volta, mas eu não tinha voz não conseguia falar, como se tivesse um bloqueio na minha garganta impedindo minha voz de sair, e então permaneci ali, assustada e machucada, perdida naquela escuridão desconhecida. 

//Frisk OFF\\

//Chara O.N\\

Eu tinha acabado de sair do trabalho e esperava encontrar Frisk em casa, comendo pipoca e assistindo a um filme de terror igual a toda noite de sexta-feira, mas ao chegar em casa não vi nenhum sinal de que ela havia passado por ali, nem o cheiro de pipoca, nem as cobertas no sofá e nem os cadernos e livros espalhados encima da mesa com a lição feita e pronta para entrega, pensei que tinha demorado um pouco mais no curso, olhei no celular, nenhuma mensagem, na minha cabeça ela voltaria logo logo. Passaram-se 3 horas e ela não apareceu, entrei em dessespero, liguei para a delegacia e comuniquei a todos os policiais presentes, procuramos ela por toda cidade, em cada beco, em cada canto e não a achamos, fiquei aflita, me sentei na cadeira da sala de espera da delegacia e pensei, pensei e pensei, não havia lugar onde não tivessemos procurado, foi então que um policial me chamou, ofegante apoiou as mãos nos joelhos e disse em meio as puxadas bruscas de ar

Policial: Uma camera....-pausa para mais um puxada de ar-... uma camera filmou ela

Arregalei os olhos e corri, corri como nunca havia corrido antes, e não senti o cansaço, cheguei na sala de cameras da delegacia e pedi para que me mostrassem as imagens. Ela estava com 4 meninas adolescentes tambem, parecia desnorteada como se alguem tivesse dado um soco e ela estivesse tonta, andava em zig zag, e ia em direção ao monte Ebot, monte Ebot, ela foi para lá.

//Chara OFF\\

Frisk perdida, machucada e assustada em um mundo nunca explorado, e Chara aflita, e dessesperada atras da irmã perdida, não quero dar uma de estraga prazeres, mas para minha e para a sua infelicidade, esse capitulo acaba aqui, ate a proxima... 


Notas Finais


Continua? Obrigado por ler, desculpem os erros e me desculpem pelo capitulo ser pequeno, como eu disse é e apenas uma amostra


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...