1. Spirit Fanfics >
  2. Antes que você vá - KakaSaku >
  3. Antes que você vá;

História Antes que você vá - KakaSaku - Capítulo 1


Escrita por: PG_Morgan e NetflixProject

Notas do Autor


Ohayo florzinhas, tudo bem?
Bom, faz um bom tempo que não posto nada por aqui, mas claro, tem um motivo, voltei a usar a minha conta oficial, @SrtaWhitlock , mas decidi que ela apenas vai ser usada para fanfics com pessoas reais, e essa para projetos!
Então, como um presente para vocês, por minha volta, está aqui, uma fanfic feita por mim para o desafio do @NetflixProject !
Queria primeiramente, agradecer a @Yasmim2712 , por ter me explicado como funcionava, admito, dei uma leve bugada, mas consegui!
Também queria dar um agradecimento a linda da @chococat004 ! Obrigada por ter feito essa capa maravilhosa! Eu amei tanto que será a capa do capítulo😌💖
Também gostaria de agradecer a linda da @Ohannasan ! Por ter pego a betagem e tê-la feito bem rapidinho, obrigada linda! Espero que não tenha te dado muito trabalho😅
Gostaria de agradecer a toda a equipe do projeto, obrigada!🤧❤

Bom, já deixando avisado que o Shipp, como visto é KakaSaku! Se não gosta, peço gentilmente que não leia! Lembrando também que a Sakura tem mais de 18 anos! Mas tem incesto, afinal, ela deixa claro que é apaixonada desde os 15/16!
Bom, se gosta, leia e espero que goste!

Tenha uma ótima leitura🤭💖💖

Capítulo 1 - Antes que você vá;


Fanfic / Fanfiction Antes que você vá - KakaSaku - Capítulo 1 - Antes que você vá;

“Quem sabe numa outra vida, em um outro mundo essa história poderia estar completa.” - Felipe Kael Braga


Não sabia ao certo quando aconteceu, quando notou, já estava vendo Kakashi Hatake com outros olhos, se culpava, afinal, ele era seu sensei! Havia a visto crescer e se tornar quem  hoje! Então quando foi que se apaixonou pelo homem dos cabelos platinados? Quando foi que deixou Sasuke de lado? A rosada não sabia explicar, havia acontecido tão de repente... num momento, era cegamente apaixonada por Sasuke Uchiha, no outro, sonhava com o homem que a treinou. Sua vida estava uma bagunça, não sabia o que fazer! Contar-lhe seus sentimentos? E se ele a dizer que não sentia o mesmo? Conseguiria aguentar o peso da rejeição? Já havia sido rejeitada pelo homem de olhos vermelhos, mas não havia sentido nada com isso, mas quando se trata do ninja copiados... Sakura não sabia ao certo, mas tudo que se tratava do Hatake era música para seus ouvidos, amava tudo sobre ele, sua história, sua jornada... Sua beleza e seu jeito tarado de agir.

Era capaz de tudo, apenas para ter o platinado ao seu lado, mas como diria isso a ele? Não queria estragar o relacionamento de ambos. Não que aquilo fosse um relacionamento, eles não conversavam muito, e a distância aumentou quando o time sete se desfez. Todos já haviam virado adultos, então não tinha por que o time sete continuar. As vezes, se encontravam no Ichiraku, comiam várias tigelas de lámen enquanto conversávamos sobre coisas paralelas, Sasuke havia voltado para a vila, então as vezes, acompanhava os amigos. Kakashi dificilmente ia, ainda era Hokage, então tinha trabalho como tal. Sakura nunca admitiria, mas sentia uma pontada de tristeza quando Naruto dizia: Ele não vem hoje.

As vezes, a Haruno poderia jurar que ele fugia de si, sempre mudava o rumo quando a via, deixando a rosada com uma dúvida: O que ela havia feito?! Nunca recebia respostas, então apenas caminhava em seu rumo, se o platinado não queria falar com ela, ela que não iria retrucar...

(...)

Como de costume, a mulher de cabelos rosados se encontrava sentada em sua cadeira no hospital central de Konoha, não havia tido muitos casos, apenas teve que colocar alguns curativos em algumas crianças que caiam e se machucavam, nada demais. Colocando em outros palavras: seu dia havia sido no máximo, entediante.

Seus cabelos estavam amarrados num coque meio bagunçado, enquanto em suas mãos se encontrava um velho retrato , que ainda guardava. Na foto, o time sete – com recessão de Yamato e Sai – se encontrava. Eles haviam tirado aquela foto quando o time sete estava dizendo adeus a missões juntos, já tinham dezoito anos, então não precisavam mais estar em grupo para alguma missão. As vezes, olhando o retrato, Sakura sentia saudades dos velhos tempos, era mais fácil. Ela ainda naquela época, era apaixonada por Sasuke, e não era um romance proibido, mas agora, era... afinal, estava apaixonada pelo homem que bagunçada os cabelos dos dois adolescentes na foto!

Dando um suspiro alto, a mulher se joga um pouco para trás, fazendo a cadeira se rodinhas que estava sentada se mexer um pouco. Esfregando um pouco seus olhos, a mulher boceja, fazia alguns dias que estava no hospital, era o único jeito de tirar o homem de cabelos platinados da cabeça, sendo as vezes, em vão. Hoje por exemplo, era um daqueles dias em que a rosada gostaria de ficar trancada em seu apartamento, bebendo uma garrafa inteira de whisky sem se importar com qualquer coisa. Mas claro, ela não tinha folga nas quintas, então teria que aguentar até sábado, que seria o dia de sua folga.

Sakura não havia virado uma alcoólatra, muito pelo contrário, apenas bebia quando se sentia sozinha ou triste, a bebida havia virado o seu refúgio depois de descobrir esse amor platônico pelo homem. Mas não bebia sempre, tinha trabalho, e ela amava demais seu cargo para se afundar na bebida, não era sua mestra, mas claro, não poderia negar que quem levou Sakura para esse caminho foi ela.

A jovem de cabelos rosados resmunga ao ouvir alguém batendo – de forma desesperada – sua porta.

- Entre! – a ninja-médica exclama, arrumando sua pose na cadeira.

Uma das enfermeiros do hospital aparece no seu campo de visão, assustada e um pouco apavorada.

- O que houve Yury? – pergunta Sakura, se levantando rapidamente.

- Se-xto... a-cidente! R...apido! – a enfermeira diz, balançando os braços em sinal de pressa.

Mesmo não entendendo o que a mulher de cabelos ruivos havia dito, Sakura a segue rapidamente, passando de forma apressada pelos corredores lotados do hospital.

“Não estava assim pela manhã...” A rosada pensa, empurrando de leve as pessoas, que olhavam para a mesma direção.

Sakura paralisa, olhando na direção em que todos olhavam. Ela não podia acreditar no que estava havendo, o homem que havia roubado seu coração estava ali, deitado numa maca ninja ensopado de sangue, quase desmaiado e com ferimentos graves por todo o corpo. O que havia acontecido? Como ele estava naquele estado tão deplorável?

Sakura-Chan! – a voz de Naruto é ouvida na multidão, tirando Sakura de seus pensamentos.

- O que houve com ele Naruto? – pergunta Sakura num sussurro, não conseguindo acreditar em quem estava em sua frente.

- Nós estávamos numa missão, quando ninjas de outra aldeia nos fizerem uma emboscada – ele diz em desgosto.

Engolindo em seco, tentando segurar as lágrimas que queriam cair, a rosada vai em direção do homem, colocando seus dedos no pulso do homem, vendo se ainda tinha batimentos.

- Está fraco, mas ainda tem batimentos – ela sussurra – fica comigo Kakashi! – Sakura grita, dando sinal para todos saírem da frente, empurrando a maca rapidamente até o quarto de cirurgia.

(...)

Horas talvez tenham se passado, a rosada não sabia, o sangue que tinha em sua mão não a fazia pensar em mais nada, apenas queria salvar o homem que tanto amava. Os batimentos do Hatake já quase não eram mais ouvidos, fazendo a mulher de olhos esmeralda se apressar. Nada estava funcionando, já havia limpado tudo, mas não funcionava, os batimentos diminuiam a cada minuto, deixando todos desesperados.

Quando notou, não havia mais nada para ser feito. Ela olhou para Shizune, que havia entrado a minutos atrás. A mulher de cabelos curtos se aproxima, colocando sua mão no ombro da médica.

- Ele tem poucos minutos Sakura, se quiser falar algo, essa é a hora... – ela diz, lançando um olhar encorajador para a mais nova.

Sakura balança a cabeça, dando um mínimo sorriso. Com isso, Shizune sai, fechando a porta do quarto, deixando a rosada sozinha com o platinado.

Quando notou que estava sozinha com ele, a mesma se aproxima, segurando uma das mãos do Hatake.

- Kakashi... – sussurra, sentindo as lágrimas caírem – se eu soubesse que isso iria acontecer, eu iria lhe dizer antes... – murmura – eu lhe amo... Eu sei que não é certo, e me sinto uma imbecil por isso, você foi meu sensei, mas... você ficou comigo em todos os momentos, quando Sasuke saiu da vila... Quando Naruto foi treinar fora com o mestre Jiraiya, você sempre esteve lá... Mesmo não tento um sentimento romântico entre a gente, você cuidou de mim, me treinou... acho impossível não se apaixonar passando quase todos os dias treinando com a mesma pessoa... – fala, abaixando sua cabeça – eu apenas queria uma chance, uma chance para dizer tudo... Mas não dá! Você está numa cama quase morrendo, e eu tô aqui, do seu lado, igual uma idiota! Chorando e me declarando, sabendo que você não está ouvido e que em poucos minutos você vai me deixar! Vai embora sem me responder! Sem dizer se o sentimento é recipro! Ou se eu sou uma iludida, apaixonada pelo meu sensei!

Um silêncio, confortante, se instalou no quarto. Sakura ficou na mesma posição por alguns minutos, até sentir uma mão apertar a sua. Como havia sido derepente, a rosada da um leve pulo por causa do susto, se recompondo novamente, olhando para sua mão, que estava entrelaçada com a do platinado. Erguendo seu olhar, Sakura se depara com os olhos azuis acinzentados do Hatake.

- Sakura... – diz fraco, sentindo uma ardência subir em sua garganta.

- Não diz nada – pede, apertando mais a mão do homem.

Kakashi a olha por alguns segundos, suspirando.

- Sakura... – tenta novamente, ganhando um olhar feio da rosada – eu...

Antes que pudesse acabar de falar, uma dor aguda acerta seu peito, o fazendo estremecer. Sakura rapidamente olha os batimentos cardíacos, vendo que estavam enfraquecendo

- Merda! – diz, se preparando para arrumar a bolsa de sangue.

Antes que desse algum passo, Kakashi segura seu pulso.

- Sakura, não! – exclama – não adianta rosada, eu irei mais cedo ou mais tarde – fala, rindo baixo.

Lágrimas grossas caem dos olhos da Haruno, sentindo seu coração se apertar. Por impulso, a rosada o abraça.

O Rodaime circula seus braços, lentamente em volta da cintura da ex aluna.

- Sakura eu... – engole em seco – amo você... – sussurra, fechando lentamente seus olhos.

Sakura paralisa.

- O que você disse? – pergunta novamente, não recebendo resposta – Kakashi, me responde! – fala, se afastando do corpo, o balançando – Kakashi! Kakashi! – o chamo, sentindo sua visão ficar torta por causa das lágrimas – Kakashi, por favor, não! – grita desesperada, balançando mais o corpo do moreno.

O barulho do aparelho é ouvido pelo quarto, seus batimentos já não mais existiam. A porta é aberta rapidamente, revelando Shizune e uma enfermeira. A ex assistente da Hokage puxa Sakura pelo braço, tentando a tirar de perto do corpo desacordado do homem.

- Sakura saia! – exclama a mulher de cabelos negros, puxando a rosada para fora do quarto.

Por protesto, Sakura vai junto a Shizune, se jogando em seus braços, deixando transparecer todas as suas mágoas e tristezas.

- Ele disse que me amava Shizu! Ele me amava! – fala soluçando, sendo socorrida pela mais velha – por que eu fui tão idiota? Por que eu não o disse antes? – pergunta desesperada, abraçando mais fortemente o corpo da mulher.

- Vocês dois estavam cegos Sakura, mas a morte nunca é o fim – ela diz, se sentando num banco que tinha ali perto, puxando a rosada para se sentar consigo, massageando seus cabelos rosados – se o amor é forte, nem mesmo a base de outra vida pode separa-lo – fala – algum dia, vocês dois iram se encontrar novamente, e nesse dia, vocês se completaram e nunca mais se separaram – fala, a dando um beijo na testa – a morte nunca é o fim Sakura...


”Há conexões que herdamos de outras vidas, e que estão aguardando o tempo certo para serem reestabelecidas.” - Dani Moscatelli


Notas Finais


☯️MINHA CONTA OFC: @SrtaWhitlock
☯️DESIGNER: @Chococat004
☯️BETAGEM: @Ohannasan
☯️PROJETINHO LINDO: @NetflixProject


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...