História Anti-Hero Deku: Vilão Para Muitos, Herói Para Poucos - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Heya gente, tudo certo? Espero que sim, se não estiverem, melhoras
Esta é a segunda história que eu faço e eu garanto, além de ser melhor que aquela primeira eu vou terminar, farei com mais cuidado também
Era só isso, fiquem com o capítulo, espero que gostem, vejo vocês lá nas notas finais como sempre, tchau tchau

Capítulo 1 - Tristeza de Midoriya, Poder Misterioso


Fanfic / Fanfiction Anti-Hero Deku: Vilão Para Muitos, Herói Para Poucos - Capítulo 1 - Tristeza de Midoriya, Poder Misterioso

º Na cidade de Hosu, em um dos vários prédios que aviam por lá, tinham duas pessoas, uma delas era um garoto de 15 anos, com cabelos curtos e encaracolados num tom esverdeado, assim como seus olhos, ele usava um traje escolar preto e estava com uma mochila amarela nas costas, seu rosto tinham algumas sardas, era Izuku Midoriya, a sua frente um homem alto e musculoso, com uma camiseta branca e calças moletom em um tom amarelo escuro, ele era loiro e mantinha um sorriso enorme no rosto, era All Might, ele parecia estar dando uma leve bronca em Izuku º

All Might -- Olha jovem, você não pode fazer isso, imagina se você caísse no meio do caminho º Ele dizia apontando o dedo no rosto do garoto e balançando o mesmo, como uma mãe dando uma bronca no filho º

Midoriya -- E-Eu sei, s-sinto muito º Dizia o garoto com a cabeça baixa e meio corado º 

All Might -- Enfim, lição dada, eu já vou indo, quer que eu te desça até lá em baixo ? º Ele flexiona suas pernas como se fosse dar um grande pulo º 

Midoriya -- N-Na verdade eu quero outra coisa º Dizia meio tremulo e suando, apertando as alças de sua mochila º 

All Might -- Hãn, se puder ser breve nessa "coisa" eu agradeceria º Ele se vira colocando as mãos na cintura mantendo a sua pose de herói, mas ele estava preocupado, uma fumaça branca começou a sair de várias partes do seu corpo º

Midoriya -- U-Uma pessoa como eu.... P-Pode se tornar um herói como você ? º Ele levanta o rosto olhando nos olhos de All-- Might? O que aconteceu com ele ? Uma fumaça cobriu seu corpo e dessa fumaça saia um homem magrelo, que tossia sangue, aquilo chocou Midoriya ao ponto dele... º -- Ahn

All Might -- Faça o que fizer, não-- º Ele é cortado por um berro do esverdeado º 

Midoriya -- O QUE É ISSO !? QUEM É VOCÊ !? 

º All Might suspirou e falou num tom calmo º -- Olha garoto, deixa eu explicar e não grita, por favor, pode prezar pelos meus ouvidos ? 

º Midoriya respira fundo e se acalma º -- T-tá bom, desculpe

All Might -- Bem, qual seu nome alias jovem ?

Midoriya -- Izuku, Izuku Midoriya 

All Might -- Bom Jovem Midoriya, você sabe guardar segredo ? º Disse olhando sério para o garoto º

Midoriya -- Olha, depende 

All Might -- Depende do que ? º Disse já preocupado º

Midoriya -- Se for algo muito importante eu guardo a sete chaves, mas se não tem muitas chances de eu contar sem querer 

All Might -- Okey, não sei dizer se fico aliviado ao ouvir isso ou se fico preocupado, mas enfim antes de eu dizer me fala uma coisa, o que você quis dizer com "alguém como você" ?

Midoriya -- Alguém sem individualidade

All Might -- Espera um pouco, você não tem individualidade ? º Perguntou com um leve ar de preocupação º 

Midoriya -- Sim, eu sou dessa nova geração que esta com altas chances de não herdar os poderes dos pais ou nascer com os próprios poderes, mas.... Eu sempre vi você, na TV, na Internet, todos os lugares, sempre vi o senhor salvando a todos com um sorriso no rosto, eu sempre quis ser esse tipo de herói, então eu pergunto ao senhor.... Alguém como eu tem chances de se tornar um herói ? º Midoriya pergunta com determinação, tão grande que refletia em seus olhos, ele estava cheio de esperança, ate que....º

All Might -- Não... º Essa palavra saiu dos lábios de All Might, aquilo cortou a determinação nos olhos de Izuku, suas esperanças foram jogadas no lixo º -- Sinto muito garoto, mas acho que isso é impossível.... 

Midoriya -- ..... º Ele ficou sem palavras, sua boca estava meio aberta, mas nenhuma palavra sairia º 

All Might -- Fora que.... º O loiro levanta a sua camiseta um pouco, mostrando a sua cicatriz, cheia de pontos º -- Algo pior que isso aqui pode acontecer com você caso tente.... 

º O garoto arregalou os olhos e colocou uma das mãos na boca º 

All Might -- Bem é isso, esse é o meu segredo e a minha resposta jovem Midoriya, você não pode e não vai se tornar um nessas condições º Ele anda até uma porta que tinha ali perto e a abre dando de cara em uma escadaria º -- Mas você pode se tornar um policial algum dia, eles não tem o mesmo brilho que antigamente, mas tem lá seu respeito com os heróis e alguns cidadãos, te vejo por aí jovem º O loiro desce até sair do edifício, deixando Midoriya ali º 

[Impossible: I Am King] 

º Acabou ali, parte do mundo de Izuku desabou ali naquele momento, ao ouvir as palavras frias de All Might, por mais que o herói quisesse apenas o bem do garoto, acabou o destruindo, após o loiro deixar o prédio, Midoriya apenas sentiu suas pernas fraquejarem e ele se ajoelhou, ficou olhando o chão com as costas de sua mão viradas para ele, alguns pingos começaram a cair, era a chuva, mas alguns dos pingos não eram das águas que caiam das nuvens, mas sim as lágrimas que caiam dos olhos do esverdado, ele chorou deixando suas lágrimas se juntarem a chuva, algumas caiam sobre as suas mãos, ele soluçava e fungava, ele ficou assim por alguns minutos até que decidiu sair dali. Ele limpava suas lágrimas enquanto andava, ele acabava trombando nas pessoas que andavam pela calçada, o garoto chega perto de um beco onde decide parar e esperar que a chuva pare ou diminua, ele se senta no chão que estava todo sujo, próximo dele estava uma lixeira, ali ele teve uma ideia que se fosse antes do acontecimento de hoje ele nunca faria, mas agora ele queria muito fazer, o garoto retira de sua mochila um dos seus cadernos de anotações, o caderno N 13, que estava todo queimado por conta de Bakugou te-lo explodido mais cedo, ele pensa em rasga-lo, mas desiste, apenas o joga na lixeira e se vira vendo que a chuva estava diminuindo, então resolve sair dali. Alguns segundos depois do rapaz ter saído do beco, duas pessoas saiam da escuridão, um era uma espécie de fumaça de tonalidade roxa e preta, com olhos amarelados e uma roupa de garçom, ao seu lado um homem de jaqueta com alguns pelos rosa em torno do seu pescoço, sua jaqueta era verde e ele tinha luvas brancas, um bico de pássaro vermelho e dourado, esse homem pegou o caderno da lixeira e viu todas as anotações, junto de um autógrafo do All Might escrito em uma das paginas, isso o interessou de alguma maneira, ele guarda o caderno em sua jaqueta e fala num tom calmo e sério º

Estranho do Bico -- Vamos segui-lo º Assim que ele disse, a fumaça acenou com a cabeça que sim e então ambos começaram a seguir Midoriya pelas sombras º

º O jovem andava ainda com a cabeça baixa e com uma respiração pesada e forte, ele apertava as alças de sua mochila com força, além de triste, o garoto estava furioso. Na sua cabeça começaram a passar trechos de algumas pessoas que já quase o fizeram desistir do seu sonho, começando pelo médico que cuidava dele e analisava quando que sua individualidade despertaria º

<Início do Flashback, Hospital de Hosu>

Médico -- Você deveria desistir 

Inko -- M-Mas não tem outro jeito doutor ? Meu filho sempre quis ser um super-herói, sempre os admirou º Disse ela passando a mão na cabeça do pequeno Midoriya que estava no seu lado, paralisado com a noticia º 

Médico -- Infelizmente não tem outro jeito senhorita, eu sinto muito, ele é da nova geração que esta vindo com uma grande porcentagem de nascer sem individualidade alguma

<Fim do Flashback>

Midoriya ~ merda º ele murmurava enquanto se lembrava, mas ao mesmo tempo algo estranho ocorria com ele, o esverdeado soltava algumas faíscas de suas mãos, quanto mais se lembrava daquelas coisas e quanto mais apertava as alças de sua mochila, mais fortes elas ficavam, sem nem notar ele parou na calçada no farol verde e todos que estavam perto dele passaram. Ele se lembrou do que ocorreu hoje na escola, quando Bakugou veio o importunar por querer fazer o teste para ir estudar na U.A., mesma escola que ele queria ir º

<Inicio do Flashback, Escola>

º Bakugou pega Midoriya pela gola de sua roupa e o bate contra a parede, ele a torce causando um pouco de dor em Midoriya, por estar apertando demais a sua roupa º 

Midoriya -- K-Kazinho, e-espera, deixa eu explicar 

Bakugou -- Não me venha com essa de Kazinho, Deku de merda, você acha que pode contra mim é ?! Se estivesse apenas indo para a U.A. como qualquer um nessa sala iria, da até para entender, mas ir sendo um inútil sem individualidade feito você, só pode estar de sacanagem !

Midoriya -- C-calma, eu não estou tentando ir contra você, s-só espera um pouco por favor º Ele dizia pegando no braço de Bakugou tentando faze-lo o soltar, Bakugou apenas o levanta e joga Midoriya para o lado com tudo, o fazendo bater as costas numa das cadeiras º

Bakugou --  NÃO OUSE TOCAR EM MIM SEU IDIOTA ! SE QUER TANTO SER UM HERÓI, POR QUE NÃO SE MATA, HEIN !? TALVEZ NA PRÓXIMA VIDA VOCÊ NASÇA COM UMA INDIVIDUALIDADE E DEIXA DE SER ESSE LIXO ! º Ele diz num tom alto e em um tom claro de arrogância, isso deixou Midoriya assustado e muito triste º

<Fim do Flashback>

º Depois dessa Midoriya ficou ainda mais furioso e aparentemente os raios que saiam de suas mãos passaram para seus braços e pernas, seus cabelos começaram a ficar para cima, suas lagrimas não sessavam, seus dentes trincavam, isso chamou a atenção das pessoas que estavam a sua volta, inclusive de três heróis que estavam lá perto e dos dois estranhos que o perseguiam pelas sombras, ele começou a andar e passou na faixa de pedestres quando o farol que ele tinha que passar mudou para a cor vermelha e o dos carros passarem ficou verde, enquanto isso um carro vinha um pouco de longe a milhão, mas Midoriya não percebeu, já as pessoas que estavam a sua volta sim, elas gritaram para apressa-lo, os heróis foram o mais rápido possível tentar salva-lo, enquanto os estranhos arregalaram os olhos, o esverdeado apenas se virou e viu os faróis do carro vindo e conseguiu ver que quem estava o pilotando era um cara bêbado, antes do carro o atropelar, Midoriya se lembrou do que ocorreu a poucos minutos atrás º

<Inicio do Flashback, Prédio>

All Might -- Não... º Essa palavra saiu dos lábios de All Might, aquilo cortou a determinação nos olhos de Izuku, suas esperanças foram jogadas no lixo º -- Sinto muito garoto, mas acho que isso é impossível.... 

<Fim do Flashback>

º Isso foi um estopim, seus olhos mudaram da cor verde para uma roxa brilhante, seus cabelos se levantaram e parecia que eles cresceram um pouco, os raios pelo começaram a passar pelo seu corpo inteiro, o jovem apenas rangeu os dentes e serrou seu punho direito, quando o carro chegou perto dele, o esverdeado deu um soco de cima para baixo esmagando o capo do carro, o parando na hora, o motorista desmaiou, pois bateu a cabeça com tudo no volante com o impacto, o carro começou a fumegar e pegar fogo, Midoriya ao recobrar a consciência da um salto para trás assim que vê o carro prestes a explodir, ele vê também um galho de árvore agarrando o motorista e o retirando do carro rápido.... O carro explode e Midoriya mesmo estando longe fica com seu braço levemente danificado pela explosão, ficou apenas meio queimado. O garoto vê todos a sua volta o olhando com medo, mas não eram só eles, ao que parece o garoto também estava, não tinha ideia do porque fez aquilo, um dos heróis se aproxima dele, um cara musculoso, com braços de ferro, pareciam ser industriais, não eram só os braços, mas seu rosto também tinha um pouco, era o heróis Death Arms, parecia estar furioso º

Death Arms -- Ei garoto, você ta querendo se matar ou matar os outros ?!

Midoriya -- D-desculpa, eu não fiz por querer º Os cabelos de Midoriya diminuíram, os raios que saiam de seu corpo sumiram º -- E-eu não sei o que deu em mim 

Death Arms -- Não quero saber, você vem com a gente para a delegacia º ele pega Midoriya pelo braço com força, o machucando um pouco º

º O herói dos galhos que estava ali perto e foi quem salvou o motorista se direciona até os dois junto de uma garota, era Kamui Woods, o herói feito de madeira, a mulher era bonita, de cabelos loiros, M.Lady º Kamui -- Não acha que é um pouco demais fazer isso com uma criança, Death ? 

Death Arms -- Claro que não, esse pirralho precisa ter uma lição e é isso que ele vai ter º aviam várias pessoas ao redor deles com câmeras, jornalistas também º

??? -- Não se preocupem, eu providencio isso º Uma voz se direcionava a eles, era aquele homem estranho com bico de pássaro º

M. Lady -- Quem é você ? º Perguntava curiosa, ele não parecia ser alguém bom º

Estranho de Bico -- Sou o tio dele, ele saiu de casa para fazer um trabalho com um amigo da escola, mas acho que ele saiu do controle de novo º Ele estende a mão direita para o lado onde aparecia um portal roxo, o mesmo portal aparecia atrás de Midoriya, Death Arms no susto soltou o garoto sem querer e tentou pega-lo de volta, mas não conseguiu, Midoriya ficou ao lado daquele estranho que pegou em seu ombro º -- Eu disse para ficar ao lado do Kurogiri rapaz º Era o nome do cara feito da mesma fumaça do portal que estava logo ao lado º 

Midoriya -- M-mas... º Ele foi cortado por uma leve piscadela daquele estranho, ele realmente estava mentindo, mas para ajudar o esverdeado, que apenas acenou com a cabeça e disse como se estivesse triste, entrando no plano º -- É-é sinto muito, não farei isso novamente 

Estranho do Bico -- Eu sei que não vai 

Death Arms -- Espere um pouco ai meu chapa, ele deve ir para a prisão junto daquele cara que esta alcoolizado, e vocês vem junto por serem irresponsáveis de deixa-lo sem supervisão, já que ele tem uma individualidade perigosa º dizia o mesmo bravo º

Kamui -- Espera aí Death, fica calmo, vamos levar apenas o cara ali e esta de boa º Disse tentando acalma-lo º 

Death Arms -- Nem pensar !

Estranho do Bico -- Vamos fazer assim, vamos resolver de uma forma menos"democrática" digamos assim º ele retira as duas luvas de suas mãos e as joga para Kurogiri que as segura, assim ele apenas acena com a cabeça para o homem de fumaça º -- Um simples aperto de mão, o que acham cavalheiros e donzela º Ele diz dando uma piscadela para M. Lady que fica meio sem jeito º

Kamui -- Hm parece bom º Ele ia fazer o aperto de mãos, mas Death entra na frente bufando º

Death -- Bah, que seja, vamos logo com isso então º Ele estende a mão para cumprimentar o estranho, mas algo inesperado ocorre, ele vê Kurogiri e Midoriya sumindo por um portal, no exato momento o estranho desliza para o lado e da um peteleco no peito do herói, que começa a inchar e então explode espirrando sangue por todo lado, isso surpreende a todos, antes dos outros dois fizerem alguma coisa o homem apenas foi se deitar e entrou num portal que estava logo atrás dele º

Estranho do Bico -- VEJO VOCÊS EM BREVE, HERÓIS !!! 

 

 

 

 

<Continua>

 

 


Notas Finais


Eai gostaram ? :3
Espero que sim, o capítulo ficou longo eu acho, mas valeu a pena, não ?
O próximo talvez demore para sair, não quero acabar com todas as minhas ideias logo de uma vez que nem a ultima história
Aquele beijo, aquele abraço, vejo vocês no próximo capítulo, até mais, FUI ^^)/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...