1. Spirit Fanfics >
  2. Anti-Romantic >
  3. Interesse?

História Anti-Romantic - Capítulo 3


Escrita por: Lady_Kook

Capítulo 3 - Interesse?


Fanfic / Fanfiction Anti-Romantic - Capítulo 3 - Interesse?

ANTERIOMENTE...

- O que foi? - Ele diz silenciosamente.

- Nada. - Respondo do mesmo jeito e pego a bebida que Sai estava segurando e dou uma boa golada. Quase o xingo quando percebo que é Tequila pura.

- Aqui está chato, quer sair? - Ele pergunta, e eu acompanho seus lábios para entender esse novo jeito de conversar.

O observo por um momento, mas logo decido. 

- Vou sair um pouco, talvez eu volte ou não. - Digo para os dois que conversavam entre si, não preciso nem ouvir pra saber o assunto que estavam debatendo.

Sai e Ino me encaram por um momento e depois para algo além de mim, tenho certeza que era Sasuke.

- Okay, qualquer coisa nos avisa. - Diz Ino. - Cuidado.

Foi a última coisa que ouvir quando me despedir deles e sair sabendo que Sasuke Uchiha me seguia.

 

Capítulo Dois

Seguir desviando das pessoas que se aglomeravam ao redor das mesas e discretamente procuro saber se Sasuke ainda está atrás de mim e quando o vejo, rapidamente volto minha atenção para frente ao ser pega.

Maldito sorriso! Penso, ao vê-lo mostrar para mim antes de desviar. A facilidade que o mesmo tinha ao lançar esses malditos sorrisos ainda me abalavam e talvez nunca deixaria de fazê-lo.

Quando o ar frio de fora me toca, paro e coloco o casaco, pois em poucos segundos o frio da noite me incomodaria.

- Você é sempre assim, quieta? - Quis saber, enquanto me assistia.

- Normalmente não, mas as coisas estão bem corridas na faculdade o que acaba me deixando sem energia no fim do dia. – Explico com sinceridade.

- Que bom, pensei que eu fosse um problema pra você. - Fala, colocando a mão no bolso do jeans escuro e se aproxima de mim, deixando meu corpo em alerta.

– Sasuke? – Ouço, contudo, estou muito envolvida nesse magnetismo que estamos.

O barulho dos saltos está mais alto, desvio meus olhos dos seus e enxergo três mulheres vindo em nossa direção. Uma delas se destaca por sua vestimenta custar mais que o aluguel do apartamento que Ino e Sai dividem juntos.  

 Foco na reação do Uchiha que se distancia de mim e direciona sua atenção ao trio. Frustrantemente não consigo pegar nada que indicasse algo, mas a maneira que a mulher do meio o olhava era bem íntimo para alguém que apenas se conheciam.

-  Sasori me disse que você não viria. - Ela se aproxima dele e eu que estava atrás do mesmo, me distancio. - Que bom que resolveu vim.

   Dou um sorriso quase imperceptível de ironia ao vê-la enlaçar os braços nele como se minha presença fosse mais como de um fantasma do que de uma pessoa viva.

- Por que não se junta a mim e minhas amigas para outro lugar? – Sugere e as duas atrás lhe lançam um olhar cheio de segundas intenções.

   Quis rir da situação, no entanto, Sasuke me surpreende ao desfazer-se da mesma e dizer:

- Vou ter que recusar, estou acompanhado. - Seus olhos estão em mim.

Não ficaria surpresa se Sasuke aceitasse, visto que, a maioria dos homens não negaria um convide como aquele. Ainda mais envolvendo mais de uma mulher.

-  Não tem problema, há sempre espaço para mais. - Percebo que fui notada só agora, pois primeiro ela me analisa e ao concluir o raio-x, seu sorriso como resposta foi perigoso. Não gostei.

   Mordo levemente o lábio afim de controlar minha reação e me volto a Sasuke.

- Se quiser ir com elas não tem problema. – Digo, mexendo o cabelo incomodada com tudo isso. - Tenho algumas coisas pra fazer mesmo, então...

Sasuke está com os olhos em mim, como se estivesse checando se era realmente aquilo que eu queria e se ficou decepcionado com o que viu, soube esconder muito bem.

- Se você quer assim.

  Assenti com a cabeça e me despido com um aceno sem coragem de verificar o que ficou para trás. Um cara como aquele era demais para lidar, ainda mais sendo quem é. Também não posso deixar de observar que ele frequentava a mesma universidade que eu. O que por si só já o tornar alguém que não me envolveria.

 Para minha sorte, morava próximo dali e enquanto caminhava, não pude deixar de pensar no ocorrido e de como Sasuke surgiu e se interessou por mim. Veja bem, sei que não sou feia, não é à toa que sou considerada a "beldade" do meu departamento. Que pra resumir é mais uma bobagem que os alunos fizeram através de uma votação, no qual, selecionam um homem e uma mulher para representar seu respectivo curso como beldade e sendo escolhida no fórum de besteirol, acabei sendo envolvida mesmo que sem saber. Mas concluindo o pensamento, se Sasuke teve mesmo interesse por mim, saberei quando a hora chegar. Apesar de não querer isso, sabia que bem lá no fundo, não era bem assim.

   Avisto mais à frente à loja de conveniência que indicava que faltava bem pouco para chegar em casa.

 Resolvo comprar algo para comer, pego algumas besteiras e refrigerante, pago e continuo meu percurso. Ao chegar no prédio que estava bem calmo por conta do horário, aceno pro porteiro e sigo pelo curto caminho de pedras ornamentadas, passo pela área verde e estacionamento para chegar finalmente na entrada do prédio de cinco andares com mais espalhados ao redor do mesmo.

      Subindo para meu andar pego meu celular dentro da bolsa e respondo Ino que me bombardeia com perguntas e Sai com suas figurinhas sugestivas. Nosso grupo estava com mais de dez mensagens, optei por ignorar e apenas avisar que estou em casa, sabendo que mesmo que respondesse ambos ainda não estariam satisfeitos até eu explicar tudo pessoalmente.

- "Já cheguei em casa. Sozinha, exausta e com sono, então, nada de papo. Amanhã conto tudo pra vocês. XOXO".

    Abro a porta depois de digitar a senha eletrônica, fecho e tiro os sapatos, coloco minhas pantufas cor-de-rosa e respiro profundo ao estar em casa.

     O apartamento felizmente é meu, meus pais me deram de presente quando passei no exame de medicina, ambos na época, iam ao exterior após meu pai conseguir a promoção do qual ele se tornaria diretor executivo da companhia do meu avô nos Estados Unidos. Por querer morar sozinha, minha mãe deixou tudo acertado para que eles não se preocupassem ao me deixar “desamparada” e acabou resultando esse lugar, mesmo que o local tenha saído mais caro do que realmente pretendia pagar.

Meu avô como magnata dos negócios tinha duas sedes fora do país e uma aqui em Konoha, mas essa, acabou passando para meu tio, o primogênito. Meu avô até tentou me fazer morar com ele e a vovó, mas não estava disposta a ser um incômodo e muito menos perder a privacidade que só morando sozinha teria, mas ficou decidido que eu os visitaria por alguns dias ao mês.

Acabei ganhando um carro por esse motivo, mas raramente usava, pois quase não tinha tempo para me deslocar para lugares longe o suficiente para andar de carro.  

    Meu celular apita sem parar e sei que é mensagens do grupo.

Ligo as luzes e vejo a mobília que minha mãe fez questão de comprar e decorar. A sala é bem aconchegante com uma tela plana grande demais para uma única pessoa, o sofá é uma das coisas que mais gostava da sala, pois é super confortável, também tinha uma sacada com uma vista boa da região. A cozinha dividia espaço com a sala, dois banheiros, um na suíte e o outro no corredor que tinha dois quartos um meu e o outro de hóspede que servia como closet e espaço de estudo.

       Largo as compras no balcão da cozinha e como uma porção do que tinha comprado, pois não havia comido nada desde que sair da faculdade e sigo ao quarto após beber um copo d'água. Não demoro ao tomar banho, me vestir e dormir.

#

Quando acordo pela manhã assustada ao pensar que estaria atrasada, me acalmo ao ver que é sábado, então, volto a dormir. Quando acordo de novo, parece que não dormir muito e procuro meu celular que tocava sem parar.

  - “Finalmente atendeu!! – Ino resmunga do outro lado da linha. – Estou com Sai no Shopping e estamos doidos pra falar contigo já que você fez o favor de não responder a gente no grupo!”

Passo a mão no rosto tentando espantar a preguiça.

- Não estou nem um pouco a fim de sair da cama hoje... – Bocejo, e ouço Sai dizer algo ao fundo:

“- Vem logo sua vaca desalmada!”

“- Pela primeira vez o Sai diz algo que preste. – Ela rir, cheia de graça. – Enfim, se você quiser a gente passa aí na tua casa pra conversarmos. Que tal?”

- Por mim tudo bem, mas só aceito vocês se trouxerem alguma coisa pra eu comer.

Acordei com fome, pois, passava das 13hrs e como não tinha coragem nenhuma de fazer algo, por que não usar essas pessoinhas chatas?

“– Fazer o que, só pra isso que a gente serve mesmo, né, Sai?”

Rolo os olhos com o drama e peço o que quero comer e encerro a ligação.

Levanto e arrumo a cama, sigo ao banheiro e faço todo o processo de higienização e visto uma roupa casual e confortável. Não demora muito pra Sai e Ino chegarem.

- Aqui está seu almoço, madame. – Sai me entrega, após sentar no banco da ilha da cozinha.    

Rasgo as embalagens da comida chinesa e vejo Ino ligar a tv.

- É tão silencioso aqui que dá até pra ouvir meu ritmo cardíaco. Não sei como tu aguenta. – Ino resmunga, colocando num canal qualquer de entretenimento.

- Gosto do silencio, você que não é acostumada. – Respondo, pegando os hashis e mordendo o pedaço de frango.

- Essa daí vive ouvindo música, pra tudo que ela faz a música tá de fundo – Comenta Sai, sabendo bem como a peça é já que moram juntos.

Ino revira os olhos e rouba um pedaço de frango.

- Mas deixando isso de lado. – Ela fala, e eu já sei o que vem a seguir.

- Deixa pelo menos eu terminar de comer. – Resmungo com a boca cheia.

Sai se ajeita e mira o celular para nós. Sabendo o que faria, limpo a boca e me posiciono de forma favorável e faço um “V/2” com os dedos.  

- Se eu sair feia, pode tirar outra! – Avisa a loira.

- Deixa de ser chata! – Reclama, digitando uma legenda na foto. – Ninguém ficou feia.

A notificação aparece no visor do meu celular e sei que é a marcação de Sai no Instagram.

Termino de comer e sugo o dedo sujo com o molho.

- Puta merda!!! – Ino aos gritos no sofá da sala. – Sai, tu tá vendo o que eu tô vendo??

- O que mulher?

Jogo o lixo que sobrou e lavo as mãos. Estava curiosa.

- Sasuke Uchiha comentou nossa foto! – Minha reação é quase instantânea ao pegar meu celular e deslizar o dedo até a fonte da curiosidade.

- Nossa senhora da bicicletinha, pois, não é que é verdade! – Sai diz, tão eufórico quando a loira.

Não demoro a ver a imagem com a legenda “Nada é melhor do está com as pessoas que amamos”. Na foto estamos com expressões engraçadas, eu parecia caseira demais ao lado dos dois que estavam pleníssimos de maquiagem e cabelo arrumados, mas não foquei nisso, pois o comentário do Uchiha era o que importava no momento.

Respirei fundo e quase taquei o celular nos dois pelo exagero ao falar sobre o comentário curto que nem devia ser considerado um comentário já que se tratava apenas de um emotion.

- Sério que esse escândalo todo foi por uma carinha? – Questiono, indo até eles e me jogo no sofá ainda olhando os comentários que já passavam dos dez.

Sai era muito popular no insta e seus seguidores sempre deixavam corações e comentários o elogiando. Ino e eu não era diferente, mas diferente deles, eu não postava com frequência nas minhas redes sociais.

- Como assim! – Exclama. -  Esse emotion diz tudo, amiga!

 Ino concorda.

 – Ele nunca comentou a foto de ninguém, no máximo chegou a curtir algumas postagens, mas NUNCA comentou a foto de ninguém que não seja do Uzumaki. Se isso não é mostrar interesse, eu realmente tenho que te ensinar umas coisinhas.

- Olha pra falar a verdade, eu prefiro que você não se envolva com ele, Sakura. – Comenta Ino.

Confusa a encaro.

- Por que isso agora? – Sai questiona, quase indignado. – Sasuke, é o cara mais desejado do campus e não tem uma alma que não queira um pedaço daquilo.

- Não sei se você sabe, mas meu irmão é amigo do Uchiha, e sabendo pelo meu irmão e por todo mundo que ele não é flor que se cheire e outra, sabemos que Sasuke não é do tipo que namora e muito menos que se preocupa com os sentimentos das pessoas.

Sai rir.

- Nem parece que conhece nossa Sasa. – Circula o braço sob meu ombro. – Essa aqui é dura na queda. Você já viu ela se apaixonando ou até mesmo namorando alguém?

Ino suspira.

- Mesmo assim Sai, ele é um canalha, Sakura merece algo melhor.

Ouço tudo sentindo como se eles não tivessem me vendo, já que falavam entre si sem sequer ouvir minha opinião.

- Não se preocupa, Sakura sabe muito bem se cuidar.

- Já posso da minha opinião? – Pergunto.

- Claro meu diamante lapidado. – Sai da umas batidinhas em meu braço.

- Vocês sabem que não me envolvo com gente da faculdade... Lembram no primeiro período, o carinha da engenharia que ficou me perseguindo por um tempão depois de dormir com ele?

Ambos fazem uma careta ao lembrar do perrengue que rolou até polícia e semanas de fofoca pelo campus.

- Pois então, desde dai me nego a me envolver com pessoas de lá.

- Mas amiga, você não tem que se preocupar com isso, pois, alô, estamos falando de Sasuke Uchiha o “príncipe canalha”.

Ino o encara com uma expressão de ameaça.

- Para de atiçar a Sakura!

- Só tô dizendo que ela vai tá perdendo uma experiência maravilhosa. – Responde Sai, com um sorriso malicioso. – Soube de alguns por aí que ele sabe fazer coisas...

- Nem termina! Deixando isso de lado. – Repreende. – O que rolou depois que vocês foram embora?

Me escorro em Sai e mexo nas linhas da costura de sua camisa.

- Nada rolou. – Afirmo, e resolvo dizer.  – Quando estávamos saindo de lá, apareceu umas conhecidas do Sasuke e nos separamos.

- Só isso? – Estreitou os olhos. – Vocês dois pareciam ter se conhecido antes que ele sentasse com a gente.

Sai não perde uma.

- A gente se esbarrou quando fui fumar e trocamos umas palavras e só.

- Hummm, você está sendo muito vaga sobre isso. – Resmunga Ino. - Não gosto disso, mas vamos ver o que Sasuke Uchiha fará a partir de agora.

Ou não, mas isso, só saberemos na semana que vem.


Notas Finais


Então é isso... O que vocês acham que vai acontecer agora?
Sasuke vai ficar quieto ou investir?
Sakura parece interessada, mas se nega, será que ela cairá na tentação que é Sasuke Uchiha?
Me deixem saber o que pensam. COMENTEM!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...