História Anything Could Happen - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camila Cabello, Camren, Camren G!p, Lauren G!p, Lauren Jauregui, One-shot
Visualizações 653
Palavras 2.318
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Policial, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, voltei com a one, espero que gostem. Eu particularmente acho que perdi a prática nesse negócio, mas como vocês falaram que queriam algo eu fiz esse aqui rapidinho pra vocês. Enjoy!

Capítulo 5 - Realtor


Fanfic / Fanfiction Anything Could Happen - Capítulo 5 - Realtor

 

Sabe quando você sente que está na hora de recomeçar sua vida do zero? Quando tudo começa a dar errado e você para e pensa que está na hora de seguir outro rumo? Então, era assim que eu me sentia, após completar 26 anos e achar que já estava com a vida estruturada, com o emprego dos sonhos e com a mulher da minha vida, tudo desmoronou. 

Minha chefe me demitiu pois, segundo ela, a empresa estava enfrentando dificuldades financeiras. Depois de anos me dedicando à empresa daquela vadia, ela me descarta assim como se eu nunca tivesse dado meu sangue, suor e lágrimas para erguer o império dela. 

E o amor da minha vida? Bom, peguei ela na cama com um dos nossos padrinhos de casamento, pois é, isso logo após chegar em casa arrasada por ter sido demitida. Ótima forma de descobrir o que acontece na sua casa quando você está supostamente “trabalhando”. 

Depois de passar dias e mais dias me afundando numa areia movediça da qual eu achei que nunca sairia, eis que surge minha salvação. Ao reencontrar uma amiga que não via há alguns anos, descubro que ela precisa de uma pessoa para assumir o cargo administrativo de sua empresa e que me acha qualificada o suficiente para assumi-lo, então marcamos um almoço para finalmente resolvermos as questões da minha contratação.

 

- Dinah, você não sabe como está me ajudando, eu achei que nunca mais acharia a luz no fim do túnel depois de tanta decepção seguida na minha vida. - Digo com pesar e suspiro.

- Laur, você sabe que pode contar sempre comigo para o que precisar, somos melhores amigas desde a época da escola e não importa quanto tempo a gente passe afastadas, nossa amizade nunca vai ser afetada, pode ter certeza. - Dinah diz segurando minha mão sobre a mesa e sorrindo sinceramente.

- Bom, agora 50% da minha vida está ajeitada, só preciso achar um apartamento novo porque cada vez que chego na minha sala e olho para o sofá me lembro de Keana e Justin juntos trepando e isso não é nada agradável... - Falo com um tom de humor mesmo que isso ainda me chateie muito.

- Eu tenho uma amiga que é uma ótima corretora e pode resolver o restante dos seus problemas. Que tal? Podemos ligar para ela agora mesmo. - Da uma piscadinha e eu sorrio assentindo.

- Isso seria ótimo Dinah, estou louca pra me livrar daquele lugar o quanto antes. Podemos ligar pra ela? - Faço minha melhor cara de pidona e ela ri enquanto pega o celular e disca o número que eu julgo ser o da corretora e coloca o celular contra o ouvido.

- Alô? Mila? Está muito ocupada? ótimo, tenho uma amiga que está precisando de um apartamento novo pra já... - fica um tempo em silêncio, provavelmente ouvindo a resposta da mulher na outra linha. - Você pode hoje? Perfeito, vou passar o endereço pra Laur e pedir pra ela encontrar você lá. Muito obrigada amiga, beijo, até mais. - Desliga o celular e abre um grande sorriso para mim enquanto eu a olho esperançosa esperando pela resposta. - Ela disse que irá te mostrar um lugar hoje e que é para você encontrá-la daqui a 2 horas lá.

- Perfeito! Obrigada, Dinah. Você é um anjo na minha vida. - Me levanto eufórica e a abraço apertado enquanto rimos

.........

Duas horas depois e eu já estava no endereço que Dinah me passou, esperando pela tal corretora. Era um condomínio bem legal, com casas muito bonitas e um clima agradável, eu já estava convencida de que queria comprar algo por aqui. Estava andando distraidamente quando sinto alguém se aproximar de mim.

- Lauren? - a voz rouca e aveludada chama minha atenção e eu me viro dando de cara com uma mulher maravilhosamente linda vestindo uma calça jeans apertada, uma blusa de seda rosa clara, um blazer branco por cima e nos pés saltos extremamente altos, e pra completar com um par de óculos de grau no rosto, o que só a deixava mais deslumbrante.

Ela pigarreia quando percebe que eu estou tempo demais a olhando e eu acordo do transe.

- Ah, olá, Lauren sou eu. - Digo ainda meio abobalhada e ela da uma risada se divertindo com a situação.

- Certo, Lauren. O que você está procurando? Tenho diversos imóveis nesse condomínio com diferentes características, tenho certeza que alguma delas irá te agradar. - Diz ainda sorrindo simpática e eu sinto que estou babando por essa mulher.

- Já agradou muito, você não imagina o quanto... - Digo ainda aérea e ela cora um pouco sem jeito e eu resolvo parar de bancar a bobalhona e lhe dar a devida atenção - Bom, eu gosto de coisas simples, nada muito sofisticado. 

- Me siga então, tenho o lugar perfeito pra você. - Ela diz e me dá as costas andando a minha frente. Claro que meus olhos me traem e vão direto para sua bunda, e que bunda! A mulher era mesmo linda e eu estou tendo dificuldades para manter o profissionalismo. 

Ela segue me mostrando toda a casa e aparentemente é tudo que eu queria. Um lugar tranquilo, numa área boa da cidade,  bem decorado, simples e aconchegante.

- É perfeito, Camila. Acho que vou fechar negócio com você, só falta uma coisa para eu ter certeza... - Digo enquanto olho em volta distraidamente.

- E o que seria, senhora Jauregui? - Ela diz realmente interessada e parecendo olhar em volta procurando algum defeito no local.

- Você ainda não me mostrou os quartos, isso é muito importante. - Digo dando uma piscadinha pra ela e ela sorri fazendo um movimento com a mão para eu segui-la.

 

Assim que adentramos o cômodo eu absorvo todos os detalhes, a cama espaçosa, o closet, o banheiro espaçoso com uma banheira enorme. 

 

- E então? - Camila pergunta esperançosa e eu dou de ombros.

- Realmente é impressionante. Muito bom, senhorita Cabello. Mas será que essa cama é mesmo resistente? - pergunto dirigindo o olhar para o móvel.

- Mas é claro que é resistente, todos os móveis dessa cara são da melhor qualidade possível, não precisa se preocupar quanto a isso.

- Certo, mas será que essa cama aguenta o peso de duas pessoas? Sabe como é, não é sempre que eu vou estar sozinha, se é que me entende... - falo movendo as sobrancelhas em um gesto sugestivo e me jogo sobre a cama. Camila ri enquanto concorda com a cabeça.

- Entendo sim, Lauren. Te garanto que a cama aguenta até mais do que duas pessoas, mas podemos testar. - ela diz e vem se deitar ao meu lado na cama para provar seu ponto.

Me viro de lado apoiando a cabeça com a mão e vejo o quão perto ela está de mim, mas mesmo assim me aproximo mais.

- Você é muito bonita, deve ouvir muitas cantadas por aí, né!? 

- Até que não... Eu sei ser muito séria e profissional quando eu quero. Não fico por aí deitando em camas com supostos clientes. - Diz dando um sorriso e vira de frente pra mim, fazendo nossos rostos ficarem a centímetros de distância.

- Ah é? e o que me faz tão especial que te fez dividir essa cama comigo? - Toco seu rosto levemente, colocando uma mecha de cabelo atrás da orelha e ela abre um sorriso lindo.

- Não sei, apenas quero te ajudar a testar essa bela cama... - Diz ao tirar os óculos do rosto e colocando sobre o criado mudo. 

Pra mim isso foi a gota d’água, assim que ela voltou a se aproximar de mim eu pulei sobre ela a impossibilitando de fugir e ela deu um gritinho surpreso.

- Então vamos testar essa cama direito. O que você acha? - Falo já enfiando minhas mãos por dentro de sua blusa e acariciando seus seios. - Eu quero transar com você aqui, agora!

- Só se você me disser o que é essa coisa enorme roçando na minha perna aqui em baixo. - Diz mordendo o labio inferior e move sua coxa esfregando entre minhas pernas, o que me dá um tesao terrível e eu não consigo me segurar e acabo simulando uma foda contra sua coxa.

- Ah, Camila. Você está brincando com fogo. Isso aqui em baixo é meu pau louco pra entrar em você até o talo. - Começo a morder e beijar seu pescoço e sinto ela se mexer impaciente sob mim.

- Mete então, Lauren. Até o fundo e se eu não aguentar você continua metendo. hmmm... - Geme quando eu pressiono meu volume com mais força entre suas pernas. Estamos praticamente fodendo sem tirar as roupas. 

Cansada de todo aquele pano nos limitando, rapidamente me ajoelhei entre suas pernas e abri sua calça rapidamente a puxando para baixo junto com a calcinha. Ao me deparar com sua boceta lisa e completamente molhada meus olhos com certeza brilharam. Camila sem perder mais tempo retirou a blusa com certa pressa e abriu mais as pernas se expondo para mim.

Sem perder mais tempo caí de boca naquela boceta rosada e molhada como se minha vida dependesse disso. Abri mais seus lábios usando meus dedos e brinquei com a língua no seu clitóris fazendo pequenos movimentos circulares. Camila se contorcia e gemia tanto que eu já estava quase gozando nas calças. Essa mulher era deliciosa e eu queria passar o resto da vida com a cabeça enfiada entre suas pernas. 

- Você é tão deliciosa, estou louca só de chupar você. - Falei afastando a boca de sua boceta rapidamente mas logo retomei meus movimentos. Penetrei minha língua em seu buraco estreito sentindo o qual quente e apertada ela era.

- Lauren, meu deus, você vai me matar! - Camila gritou enquanto movia o quadril desesperada por um alívio e pra piorar sua situação eu suguei seu clitóris demoradamente para dentro da minha boca e isso foi o suficiente pra ela gozar forte, molhando meus lábios e meu queixo com aquele líquido delicioso.

Não esperei muito tempo e voltei a me deitar sobre ela, entre suas pernas e tirei minha blusa, jogando ela longe junto com meu sutiã. Camila puxou minha calça pra baixo junto com a cueca, me deixando totalmente nua e me empurrou na cama fazendo eu me deitar de costas. Seus olhos percorreram por todo meu corpo e pararam sobre meu pau duro que estava tão excitado que eu o sentia tremendo involuntariamente. 

- Gosta do que vê? - Pergunto dando um sorriso de lado e levo minha mão até minha ereção me masturbando devagar apenas para ela.

- Se esse pau for tão gostoso quanto a sua língua eu ficarei muito feliz. - Seus olhos continuam vidrados nos movimentos que minha mão faz no meu pau e com a outra mão eu a puxo para sentar no meu colo.

- Vem aqui, senta nele com força. - Camila não perdeu tempo e se encaixou em mim descendo seu corpo com tudo, fazendo meu pau atolar dentro dela até as bolas. - Porra, que delicia! Quica, vai gostosa! - Cravo os dedos nos quadris dela e começo a mover seu corpo sobre o meu e logo ela começa a subir e descer no meu pau de um jeito que estava me enlouquecendo. 

- Lauren, que pau gostoso! - Para de se mexer enquanto meu pau está todo enfiado nela e começa a dar pequenas reboladas. Não aguento de tesão e dou um tapa na sua bunda apertando logo em seguida.

- Camila, a gente esqueceu da camisinha... - Tenho um breve momento de lucidez, mas ela não me dá atenção e volta a quicar no meu pau. Curva seu corpo pra trás e continua fodendo meu pau enquanto revira os olhos e geme deliciosamente. - Eu vou gozar se continuar assim camila, sua boceta é apertada e está me esmagando. 

- Aguenta só mais um pouquinho, por favor. Você é uma delicia! - Camila estava enlouquecendo sobre mim e eu já estava vendo estrelas com aquela mulher quicando no meu pau. Desci meus olhos até nossos sexos conectados e vi sua boceta se alargando pra me receber dentro dela - Eu vou gozar. Oh, Lauren! 

E ela gozou, gozou forte, tanto que seu líquido escapava abundantemente e meu pau ficou tão molhado e escorregadio que escapou de dentro dela. Puxei ela de volta pra mim e encaixei meu pau novamente, porém dessa vez ela estava mais fraca devido o orgasmo então comecei a estocar nela enquanto segurava sua cintura com um braço e me apoiava na cama com o outro. 

- Porra de boceta gostosa! - Exclamei enlouquecida enquanto metia nela como uma louca. Não demorou muito e eu senti meu pau inchar avisando que ia gozar e não me segurei, gozei forte no fundo da boceta dela. Ela gozou novamente junto comigo e caímos exaustas sobre a cama, ela deitada sobre meu peito com meu pau ainda cravado no fundo de sua boceta.

- Uau! - Foi a única coisa que ela conseguiu dizer ainda ofegante.

- Eu sei, isso foi incrivel. - Falei admirada com os olhos fechados, também ofegante. - A cama está aprovada. Vou comprar essa casa.

- Só a cama? - Perguntou saindo de cima de mim e consequentemente meu pau escapou da sua boceta ainda semi ereto.

- Óbvio que não, a corretora vem junto com a casa? - Perguntei divertida e ela deu uma risada.

- Se você quiser, talvez venha de brinde. - Piscou um olho pra mim.

- Primeira vez que o brinde é melhor que a aquisição principal. 

Puxo ela pela braço e começamos a nos beijar ardentemente. Com certeza a partir de agora minha vida vai voltar para os trilhos e vai ficar melhor do que antes. 

 


Notas Finais


Bom, é isso folks. O que acharam? Tá bom? Tá ruim? Tá mais ou menos? Eu realmente estou enferrujada, mas comentem o feedback aí porque é sempre bom saber como prosseguir né...

Até a próxima 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...