História Ao Altíssimo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Drogas, Família, Psicológico, Tortura
Visualizações 1
Palavras 1.191
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Mistério, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Na história não pretendo passar uma idéia errada de Deus como: dizer que ele é mau ou impiedoso...
Isso é apenas uma história, uma criação minha. Em nenhum momento quero falta-lo com respeito, pois, respeito Deus acima de tudo e o Amo.

[Isto é apenas um história, não levada para o lado pessoal ou religioso]

"Dêem graças ao Senhor porque ele é bom e eterna é sua misericórdia"

Capítulo 1 - Misericordioso Pacto


Fanfic / Fanfiction Ao Altíssimo - Capítulo 1 - Misericordioso Pacto

—Após a Morte de Helena — 

Sinto lhe informar Sr. William, mas sua filha não tem muito tempo de vida... As complicações no parto danificaram a passagem de oxigênio para o cérebro de Sara e isso fez com que o córtex central não tenha como se auto manter e aos poucos seja danificado... Tudo o que posso lhe dizer é que... Sara tem apenas 3 dias de vida...

Co...Como? Sara...? O quê? Steve nesse momento já não entendia mais nada.

É difícil para mim dizer isso, mas não há nada que possamos fazer...

Steve apenas demonstrou um olhar perdido e começou a andar em direção ao elevador, como se já estivesse desistido de tudo.

Sr. William! Gritou o Médico. Com todo respeito, se eu estivesse em seu lugar, iria ao menos me despedir... Sr.? 

Steve não ouvia mais nada, ele apenas pensava em todos os momentos com Helena. Todos os "bom dia", todas as lembranças juntos, abraços e beijos. Uma das coisas que marcou aqueles momentos era que Helena sempre dizia "Eu acredito em você", como se aquilo não fosse dito para ele e sim para algo... 

Ao chegar no Centro da cidade, andando e de mente vazia, a solidão e o medo já o consumiam por inteiro... O fato de perder Helena fez com que a vida parasse - desce um stop em tudo - e agora sua filha em uma complicada situação, onde o fim era inevitável. Aquela horrível realidade  mudaram algo por dentro dele... Um ódio muito grande brotou em seu coração... Tão grande que resolveu prestar contas com quem nunca pensou em falar... 

Foi então que resolveu ir para uma igreja ali próxima e falar com ele...

Ele passou pelos coordenadores que estavam na portaria e entrou com uma expressão de ódio e raiva na igreja. Naquele dia ela estava vazia, por conta do auto frio que se caía naquela cidade, Steve dirigiu-se ao altar onde ficavam os monumentos e estátuas religiosas. Bem ao centro ficava uma cruz com uma estátua em tamanho gigante de Jesus Cristo - o filho de Deus. Steve ajoelhou-se e começou a gritar: 

Por quê! Hein! Me responda desgraçado! Eu nunca fiz nada pra você! Por que me fuder desse jeito, o que foi que eu fiz para você! Ahhh! Porra fala! Por que você destruiu a minha vida! Maldito! Eu te amaldiçoo !!! Ouviu? Eu Steve William em nome de tudo que seja cruel nessa vida e com todas as minhas forças te amaldiçoo em nome de tudo que seja ruim no mundo! Ouça - me agora seu desgraçado filho da puta! Esta me ouvindo! Caralho! Eu te odeio e lhe amaldiçoo!!! Eu te amald...

Por um instante tudo para... O tempo, as vozes, o barulho dos carros passando na rua... E todo o resto... Sobrando apenas o silêncio, logo seguido de um barulho do pêndulo de um relógio gigante... 

Steve consegue respirar, mas não se mexer. Ele está de joelhos e com o indicador apontando para a estátua de Cristo. Tudo a sua volta parou, inclusive seu próprio corpo. 

Ali naquele momento é possível ouvir os batimentos de seu coração... Estão acelerados... O suor começa a cair de seu rosto e que vêm acompanhado de tremores de medo... 

O quê está acontecendo? Que porra e essa? Vamos se mexe! Vamos! 

Uma voz bem alta é ouvida vindo do Centro do altar da igreja logo acima do trono. 

QUEM ACHAS QUE É, OH, FILHO DE ADÃO , DESCENDENTE DO PECADO!!! 

Steve treme por inteiro, sabe que mexeu com algo muito perigoso e até mortal. 

POR QUE ME DIRECIONA PALAVRAS DE MALDIÇÃO E BLASFÊMIA? NÃO SABES QUE EU SOU O TUDO! O JUIZ DA VIDA E DA MORTE! QUEM PENSAS QUE É! RESPONDA ME! 

Nesse momento Steve retorna a si e percebe que quem fala com ele, nada mais é do que o próprio ímpio, o tudo, o alfa e ômega, aquele que é único, que era, que é e sempre será. O próprio Deus Pai. 

Não recuo! Responde Steve ainda enfurecido com tudo aquilo. Você tirou tudo de mim e por isso eu te odeio e te amaldiçoo! Vai se fu... 

CALATE!!! TOLO! NÃO ACEITAS AS COISAS QUE EU FIZ POR TI! AGORA EU PERCEBI QUE REALMENTE TU NÃO ACREDITAS MAIS EM MIM! POR ISSO... 

— Eu só queria ser feliz! Steve grita em prantos. Por que você tirou tudo de mim! Eu fiz tudo certo! Trabalhei duro todos os dias para garantir o futuro da minha família! Agora eu perdi tudo! Não há mais nada nessa vida de bosta! Nada! 

— QUIETO! PELO VISTO NÃO SABES O QUE FIZ POR TI! POR ESSE MOTIVO O CONDENO A PERDIÇÃO ETERNA, OH! PECADOR PEBLEU! SAIA DE MINHA FRENTE HUMANO MANCHADO DE PECADO E IRA! 

O desespero bate em Steve que com todas as suas forças amolece seu coração e caí em choros. 

Perdão meu pai! Não me condenes ao inferno! Tenha piedade! Sou um humano fraco e sem valor! As situações de agora falam por si só! Mas agora que recebi sua presença, me ajoelho perante a ti altíssimo! Tenha misericórdia de mim! 

— E POR QUE AGORA EU TEREI DE TER PIEDADE ? HUMANO PECADOR FRACO, DEIXOU QUE SEU SENTIMENTOS CONSUMISSEM SEU CORPO E SUA ALMA! ME RESPONDA! POR QUE EU DEVO PERDOA-LO? 

— Tende piedade pai, pois, não sei o que faço por agora... Mesmo não acreditando em você por toda minha vida, agora que estou ao teu alcance me ajude a viver novamente da forma correta! Em teu nome confiarei! Farei orações dirigidas a ti e nunca mais me afastarei de tua face novamente! 

— EU SOU O PRINCÍPIO, MEIO E FIM. SOU O TUDO, O ALFA E ÔMEGA. POR RECONHECER PARTE DISSO, IREI FIRMAR UM PACTO AQUI E AGORA CONTIGO! DEVOLVEREI HELENA E SARA PARA TI, MAS CASO O PECADO CONSUMA A CARNE E ALMA DE TODOS VOCÊS,A MORTE IRÁ BUSCÁ-LOS SEM PIEDADE E O REINO DE SOFRIMENTO E DOR VOS ESPERA. 

— Seja feita a tua vontade meu Pai! Gritou Steve chorando. 

CONSUMADO! 

A grande voz de Deus sumiu, o som do grande pêndulo do relógio também parou de ecoar. As vozes e o barulho dos carros voltaram a ser ouvidos. Steve estava de joelhos no centro da igreja, de seu corpo saiam vapores gasosos, o cansaço estava presente e o que chamou a atenção naquele momento era o chão em que estava ajoelhado, que estava afundado, como se um grande  peso o tivesse quebrado. 

Steve ao olhar para a estátua de Jesus logo acima de sua cabeça, notou que agora ela o seguia. Os olhos daquela estátua estavam vivos e olhavam fixamente para Steve. 

Consumado... Diz Steve olhando para a estátua. Obrigado... 

Enquanto olha para a estátua seu telefone toca:

Olá, sim...? 

— Olá...? Sr. Willian...?

— Doutor...? Sim...? 

— É um milagre! Sr. William...

— Como assim...? 

— Helena sua esposa e Sara... Você não vai acreditar... Ambas estão... Vivas! 

— Vivas...? 

— Aqui! Ouça! 

— A... Alô? Steve...? 







— Helena...?



Notas Finais


Não quero ofender Deus aqui.
Apenas criei essa história sem querer provar nada.
História apenas para a leitura sem desacatar a autoridade que é Deus Pai Todo Poderoso.



[Pai Nosso que Estais no Céu, Santificado seja o Teu Nome]


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...