1. Spirit Fanfics >
  2. Ao infinito e além do Super Saiyajin! >
  3. Pontos de vista

História Ao infinito e além do Super Saiyajin! - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Um capítulo de muitos diálogos e pontos de vista.

Capítulo 12 - Pontos de vista


Launch e Raditz finalmente conseguiram uma casa para chamarem de lar. Tudo isso graças ao... Goku e sua incontrolável fome? Sim! E mesmo explodindo de raiva, no fundo Launch era muito grata ao cunhado e, é claro, à Bulma.

 

O casal estava feliz em seu próprio lar doce lar havia um mês. Launch, agora com seis meses de gestação. O médico no hospital confirmou o que Raditz já havia dito: ela carregava uma menina. Ranch foi o nome escolhido. O Saiyajin não poderia estar mais feliz. Vegeta o inspirara muito em ter uma filha. Ele estava radiante. Só havia uma coisa que o deixava realmente preocupado.

 

“Geeta? Posso perguntar uma coisa? Talvez seja um pouco pessoal, mas preciso de ajuda. Kakarotto acho que você pode me ajudar também...”

 

“Cuidado com o que vai perguntar, cabelo de ouriço”, Vegeta virou o rosto para encara-lo, testa franzida, mas com um olhar curioso.

 

“Claro, irmão! Não tenho problema com essas perguntas”, Goku se curvou para mais perto do irmão.

 

“Errr...”, ele pigarreou, “A Launch embora grávida ela... ainda quer transar... e eu não sei o que fazer! Claro que quero muito fazer isso, mas... estou com medo? E a criança?”, Raditz estava completamente vermelho e angustiado, com a duas mãos no rosto ele deitou de costas.

 

“Ah, isso é simples! É só transar de lado!”, Goku disse naturalmente sorrindo. 

 

“O QUÊ???”, Vegeta e Raditz perguntaram juntos, completamente chocados. O Saiyajin mais alto se sentou novamente num movimento muito rápido. 

 

“Kakarotto??”, Vegeta mal conseguia falar, seus olhos fixos em Goku, que ainda sorria coçando a nuca.

 

“Como... como você sabe disso?”, Raditz ainda chocado perguntou enquanto cruzava os braços, sem tirar os olhos do irmão.

 

“Por que o espanto? A Chi também ficou assim quando ficou grávida do Gohan... ai fizemos de lado pra não machucar ela e o bebê”, Goku cruzou os braços olhando confuso os outros dois Saiyajins que ainda estavam com os olhos arregalados.

 

“Mas Kakarotto... como vocês descobriram isso?”, Vegeta colocou as duas mãos no rosto, abrindo um pouco dois dedos, deixando seu olho a mostra. 

 

“Eu também quero saber. Até onde sei vocês foram pais ainda adolescentes”, Raditz continuava com os braços cruzados.

 

“A gente não tinha muita gente pra perguntar, então... fui até o Mestre Kame e ele me explicou tudo”, Goku sorria um tanto sem graça, suas bochechas agora rosadas, o denunciavam.

 

“Seu idiota! Você foi perguntar logo pro velho tarado? Tudo o que ele faz da vida é ler aquelas revistas nojentas! Como... COMO?”, Vegeta se levantou e foi andando para longe dos irmãos, se sentou com as pernas cruzadas e voltou a cobrir o rosto com a mãos.

 

“Kakarotto, eu vou ter que concordar com o Geeta. Perguntar essas coisas pro velho é horrível”, Raditz soltou uma pequena risada.

 

“Mas ele estava certo!”, Goku colocou ambas as mãos na cintura.

 

“Vamos esquecer isso... ou pelo menos tentar”, o Saiyajin de cabelos longos respirou fundo, “Geeta seu dramático, volte e me fale sobre você e a B. Eu realmente preciso saber o que fazer com a Launch, faz uns dias que to esquivando dela com essa conversa e ela já está impaciente. Vocês sabem como ela é quando está loira...”

 

“Okay, vou contar... não acredito que vou me expor para vocês assim, mas enfim”, Vegeta voltou ao lugar anterior, fechou os olhos e respirou fundo, “Nunca pensei que diria isso, mas o Kakarotto está certo. Transar de lado não machuca nem ela, nem a criança”, o príncipe dos Saiyajins estava completamente corado, vermelho igual a um tomate.

 

“E... é bom? Elas não reclamaram?”, Raditz os olhava muito curioso.

 

“Reclamar?”, Vegeta abriu um sorriso malicioso. “Descubra você mesmo. Depois nos conte”.

 

“Kakarotto, algo a dizer?”, Raditz se virou para o irmão.

 

“O Geeta disse tudo! Descubra você mesmo e depois a gente conversa”, Goku sorriu como sempre.

 

“Olha só, é bom vocês estarem falando a verdade! Se ela brigar comigo, nós três vamos sair no soco!”, Raditz disse num tom sério. 

 

“Por mais que eu adorasse lutar com você, não estamos mentindo. Vai, faça o que tem que fazer e depois a gente conversa”, Vegeta manteve o sorriso malicioso e se levantou. Goku o observava atento.

 

“Se o Geeta disse, então está dito! Vai sem medo, irmão!”, Goku se levantou, alongando os braços. Raditz os olhava pensativo. Teria que tentar ele mesmo. 

 

“Chega de moleza e vamos continuar!”, Vegeta também se alongava. Raditz se levantou e foi até a dupla.

 

 

 

“De lado??”, Launch arregalou os olhos. 

 

“Sim senhora!”, Bulma sorriu piscando para a garota de cabelos loiros. 

 

“Então acha que devo chegar no Raditz e falar direto?”

 

“Sim! Fiz isso com o Vegeta, ele quase morreu de vergonha e também ficou assustado, mas concordou. Não tenho do que reclamar”

 

“Duas coisas inusitadas, Vegeta envergonhado e assustado”, Launch soltou uma pequena risada e Bulma a acompanhou.

 

“Ele é muito tímido mesmo, é uma das coisas que mais gosto nele”

 

“Quanto amor. O Ray está meio que... esquivando de transarmos, minha paciência está acabando. Esses hormônios da gravidez me deixam mais irritada do que já sou!”

 

“Mas tenha calma! Converse com ele hoje e resolvam isso de vez”, Bulma sorriu, tentando acalmar Launch.

 

“Espero que ele concorde ou serei obrigada a sair no soco com ele”, Launch fechou os olhos e virou o rosto.

 

“Não vai precisar disso, com certeza. Se o Vegeta, que é tímido, fez, o Ray vai concordar sim”, Bulma soltou uma risadinha, Launch se virou e a encarou sorrindo.

 

“Espero mesmo, não aguento mais essa vontade louca de transar e sei que ele também não aguenta, mas está apavorado”

 

“Apenas seja paciente e mantenha a calma. Não vou dar mais detalhes”, Bulma a olhou com sorriso malicioso, “Descubram vocês mesmos”

 

“Oh... deve ser a melhor coisa do mundo, nunca te vi com esse olhar antes”, Launch tomou um gole do suco.

 

“Transem, depois ligue pra Chichi e vamos conversar sobre isso.”

 

“Ah, não me diga que ela também passou por isso?”, Launch olhou Bulma um tanto assustada.

 

“Todas nós passamos ou passaremos. É natural. Não tem nada de errado. Os homens que são dramáticos e os Saiyajins não poderiam ser diferentes”, Bulma soltou uma risada alta.

 

“Difícil de imaginar o Goku fazendo isso com a Chichi, o conhecemos há tanto tempo. Ele nunca foi o tipo de cara que se importava com transar”

 

“Ah, mas depois de casar as coisas mudam. Vocês vão ver”, Bulma sorriu colocando a mão na perna de Launch.

 

“Acho que as coisas vão mudar quando a Ranch nascer. O Ray está absurdamente feliz e ansioso”

 

“Normal. Vegeta também ficou, claro que se você perguntar ele vai negar até a morte. Mas ele até deixou de ir treinar com o Goku pra ficar aqui. Na verdade onde eu ia, lá estava ele me observando. Eu achava bonitinho, ele realmente mudou. Mas confesso que depois de uns meses começou a encher o saco. No último mês eu quis esmagar ele com a minha barriga”, Bulma gargalhou alto e Launch a acompanhou.

 

“Raditz me vigia também. Outro dia brigamos, eu subi na escada para pegar um livro e ele apareceu que nem doido dizendo que não devo subir nas coisas e bla bla bla e que eu deveria te-lo chamado. Mas não quero depender dele pra tudo!”

 

“Já não falei pra você ficar calma? É só nessa fase final da gravidez. Depois ele vai ficar todo bobo com a Ranch. Falo por experiência”

 

“Olha só, nem parece que você está falando do Vegeta que conheço”

 

“Mas pode acreditar que é dele mesmo que estou falando. Inclusive, o Ray me contou que foi graças ao meu amado marido, que ele ficou com vontade de ter uma filha também e da pra ver que ele está nas nuvens pois vocês terão mesmo”

 

“Sim, ele não para de falar disso, inclusive quer que ela seja uma guerreira”

 

“Ah esses Saiyajins não tem jeito! Vegeta e o Trunks passam HORAS dentro daquela sala de gravidade, tem dia que mal os vejo!”, Bulma cruzou os braços, virando o rosto para o outro lado.

 

“Eu vou achar muito legal minha filha ser forte e durona, assim como eu e o Ray!”, Launch sorriu orgulhosa.

 

“Eu não acho ruim, inclusive é bom eles terem esse laço de pai e filho, mesmo o Vegeta sendo um idiota as vezes e mais infantil do que nosso filho”

 

“No momento só quero que essa vontade forte de transar passe!”

 

“Quantas vezes vou ter que falar? Converse com ele hoje e se acertem! Explique a ele tudo o que te falei e pode ter certeza de que ele aceitará!”

 

Launch ficou observando Bulma enquanto tomava seu suco de laranja. Aquela seria a noite do confronto. Será que Raditz vai aceitar a proposta? 

 

 

Nevava naquele fim de noite, o chão antes verde por conta da grama, agora começara a fica branco. Raditz pousou na frente da casa e apreciou a neve que caia, ele amava o inverno. Tanta coisa legal para se fazer, estava ansioso pela manhã, pois poderia fazer um boneco de neve com Goku e Goten, brincadeira que, com certeza, acabaria em uma guerra de bolinhas de neve.

 

Ao entrar casa, tirou os sapatos, o cachecol e o gorro. Sacudiu a cabeça tentando tirar o excesso de neve acumulada em seu longo cabelo preto. Feliz com o calor que fazia dentro da casa, o Saiyajin calçou suas pantufas e foi em direção ao quarto, ao chegar lá se deparou com Launch, vestindo apenas um shortinho e um top. Os seios da loira, agora estavam maiores por causa da gravidez. Ele não conseguia tirar os olhos deles, mas ao mesmo tempo não queria fazer nada, receoso de que ela pudesse se machucar. 

 

“Ray... precisamos conversar”

 

“Claro, princesa. O que aconteceu?”, Raditz já sabia o que ela queria, mas mesmo assim perguntou. Eles precisavam dar um fim nessa angústia. 

 

“Eu quero transar com você e eu quero agora!”

 

“Princesa eu quero muito isso, está sendo bem difícil suportar esses 9 meses, mas eu realmente estou preocupado” 

 

Launch foi andando até o noivo, o encostando na parede, Raditz arregalou os olhos e encolheu os braços, enquanto a garota se esticava o máximo que conseguia o encarando no fundos dos olhos. “A Bulma me disse que é só transarmos de lado, eu e a Ranch ficaremos bem”

 

Raditz se lembrou da conversa que tivera mais cedo, com o irmão e Vegeta. Eles disseram o mesmo. O Saiyajin respirou fundo fechando os olhos.

 

“Você realmente acha que-“, foi interrompido por Launch que colocou um dedo sobre seu lábio.

 

“Calça e cueca no chão e você pelado na cama, agora!”, o olhar de desejo da amada fez Raditz engolir seu medo. 

 

Ele fez o que ela pediu e logo os dois estavam deitados na cama. Launch sentou-se na cama com as costas apoiadas na parede, porém amortecidas pelo travesseiro. Ela puxou Raditz devagar, o beijando. Sem saber onde colocar as mãos, ele se apoiou em um dos braços e com a outra mão segurou delicadamente o rosto da amada.

 

“Vamos logo, eu não aguento mais essa vontade!”, ela se deitou devagar, se posicionado de lado numa posição que não a deixasse desconfortável e colocou um travesseiro embaixo da barriga para apoia-la.

 

Raditz se deitou atrás dela após ajudá-la a ficar confortável. Segurou seu pênis com uma das mãos e com a outra ergueu levemente uma das pernas da amada. Ao passar a cabeça do membro pela vagina dela ficou surpreso com o quão molhada ela estava, o deixando muito excitado. 

 

O Saiyajin a penetrou devagar e ambos soltaram um gemido alto e longo.

 

“Princesa, o seu cheiro está diferente e me deixando louco, fora que você está incrivelmente molhada e gostosa”

 

“Então vamos aproveitar!”

 

Ele começou a se movimentar devagar, ainda meio receoso, mas os gemidos de Launch o faziam querer transar ainda mais. Porém sem esquecer de que não poderia ser como normalmente era. A cada movimento o casal ficava mais ofegante e os gemidos de ambos ficavam mais intensos. Raditz enfeitiçado com o cheiro que a amada exalava e Launch já não se aguentava mais de tanto prazer.

 

“Não para Ray, eu... eu vou gozar”

 

“Eu também vou”

 

Não demorou muito e Raditz explodiu dentro de Launch, ela sentiu uma grande quantidade do líquido quente dentro dela enquanto atingia o orgasmo. Era a primeira vez que ele gozava daquele jeito. Logo ele caiu deitado com o rosto apoiado nas costas dela. Ambos muito ofegantes ainda.

 

“Esse é de longe o nosso melhor sexo”, Launch sorriu enquanto esticava o braço para trás passando a mão nas costelas do Saiyajin que rapidamente entrelaçou seus dedos os os dela.

 

“Concordo plenamente, você estava absurdamente molhada e gostosa. O seu cheiro me deixa completamente maluco normalmente, mas hoje foi o ápice”

 

“Você gozou tanto e foi tão bom”, ela se virou com certa dificuldade. Ele a ajudou a se deitar novamente com a barriga para cima, e ela o beijou.

 

“Como não gozar muito, tendo uma mulher maravilhosa como você?”, ele sorriu maliciosamente.

 

“Vamos fazer mais vezes, agora que você sabe que não vai me machucar”

 

“Tudo o que você quiser, minha rainha”, Raditz se deitou ao lado dela, apoiando a cabeça no ombro da amada e minutos depois caiu no sono. 

 

Launch aproveitou o momento e pegou seu celular na mesinha ao lado da cama e rapidamente mandou uma mensagem para Bulma e Chichi. “Precisamos conversar amanhã!”, concluindo a frase com três emojis de berinjela. Não demorou muito e ambas as mulheres responderam. Chichi mandou uma carinha surpresa e Bulma mandou uma carinha com um sorriso malicioso. Launch bloqueou a tela do aparelho, o colocou de volta no móvel e também pegou no sono.


Notas Finais


O que será que as mulheres tem a dizer sobre a experiência que Launch passou? (E gostou)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...