1. Spirit Fanfics >
  2. Ao infinito e muito mais além >
  3. Único

História Ao infinito e muito mais além - Capítulo 1


Escrita por: e ParkNicca


Notas do Autor


Boa noitinha meus amores.
Olha só o que eu trouxe pra vocês?
Minha filhota que vocês já conhecem, @parknicca, a Nicolly quem me ajudou a colocar a cabeça pra funcionar e escrever essa história kkkkkkkkkk

Espero que gostem ❤️

Aaaaah a capa já está em processo de criação então já já eu coloco.

Capítulo 1 - Único


Fanfic / Fanfiction Ao infinito e muito mais além - Capítulo 1 - Único

A noite caía de mansinho quando Hoseok coçava suas orelhinhas procurando aquela pulga que o incomodava fazia tempos. 


— Eu ainda te pego, sua pulga maldita – Hoseok rosnou fraquinho e sentiu a presença de alguém atrás de si. Logo, a voz grave ressoou alto perto do canteiro onde o doguinho estava. 


— Que coisa feia, Hoseok. Não pode falar palavrão. Vou contar pra sua mamãe. 


Era Taehyung, o pequeno gatinho que chegava para brincar com o amigo quando se deparou com ele falando o que não podia. 


— Minha mamãe fala muito palavrão. Principalmente quando ela está brava com o meu papai ou meus irmãos. Dá um medo... 


— Mas você é criança e criança não fala palavrão. É feio e o papai do céu que cuida dos animaizinhos vai ficar triste com você — o pequeno felino o olhou por cima, pensando que o doguinho fosse ficar com medo mas Hoseok deu de ombros, uma rosnada para o amiguinho e pulou em seu corpo, iniciando uma brincadeira divertida. 


— Credo Tae, você tá fedendo — Hoseok puxou a orelhinha do gatinho, cheirando seu pelo branquinho e riu da carinha feia que o gatinho fizera. 


— Você quem está fedendo, seu chato. Minha mamãe me deu banho hoje tá! Olha só como o meu pelo está brilhando e está sedoso — o pequeno passou a língua na patinha, logo depois nas orelhas, tirando a poeira que impregnou no pelo ao ser jogado na grama. 


Hoseok só queria brincar e se divertir com o amiguinho mas Taehyung estava mais para ficar jogado no chão do quintal, sentindo o ar fresco do verão. O doguinho deitou-se na grama, murmurou algo que Taehyung não conseguiu ouvir e o filhote fez o mesmo, mas deitou-se virado para o amiguinho, olhando sério com o seu belo par de olhos azuis. 


— Seokkie… Você me ama? 


Hoseok virou-se na direção do gatinho, passou a patinha em seu rosto e sorriu — claro que eu amo. Você é o meu melhor amigo. E mais chato do universo. Mas eu amo sim. 


— Quanto você me ama? 


O doguinho pensou pensou pensou até dar um nó em seu cérebro. Não sabia como responder aquela pergunta tão repentina. Então, passou a comparar o amor pelo melhor amigo. 


— Eu te amo do tamanho da minha orelha — deu uma gargalhada, colocando a língua para fora e virou-se de bruços, esparramado o corpinho na grama. 


— Sua orelha nem é tão grande assim. E eu te amo mais. 


Hoseok pensou mais um pouco, olhou na direção da cerca do quintal, avistando um passarinho que cantava alto. 


— Tá bom, seu fedido. Eu te amo da distância que estamos daqui até a cerca da tia Nena. 


Taehyung sentou-se passando a patinha na orelha e logo depois lambia como se não se importasse com o que o amigo dizia.


— Ainda é pouco. Eu te amo mais. 


— Nossa Senhora dos cãezinhos desprotegidos. Quem aguenta você? 


Hoseok levantou-se da grama, caminhando em direção à mangueira jogada à Deus dará e a mordeu, ganhando a atenção do gatinho. 


— Eu te amo do tamanho dessa mangueira. 


— Do comprimento dela ou da largura? 


Taehyung perguntou mais para colocar dúvidas na própria afirmação do cãozinho que o encarou tombando a cabeça para o lado com mais uma confusão formada em sua mente. 


— Ah… do tamanho do comprimento dela? 


— Não, ainda é pouco. Eu te amo mais.


O gatinho gritou, correndo do doguinho que gostou da brincadeira e correu atrás, se jogando em cima dele. — Eu te amo do tamanho do carro da tia. 


— É pouco, eu te amo mais. 


— Eu te amo do tamanho da casa da mamãe. 


— Ainda tá pequeno. Eu te amo mais. 


E corriam de um lado para o outro, Hoseok rosnando e Taehyung grunhindo mais alto que o amigo, deixando a brincadeira mais interessante quando o pequeno felino conseguiu prender as patinhas do doguinho que resmungou. 


— Eu tô cansado dessa brincadeira Tae. Não quero mais brincar — fez uma carinha de cãozinho arrependido e se levantou, balançando todo o pelo para se livrar da grama presa. 


— Mas por que? Eu só queria saber o quanto você me ama, Seokkie. 


— Nunca é o suficiente. Então, não adianta eu dizer que te amo se você não está satisfeito. 


Taehyung sentou-se no chão com a cabeça abaixada, fungou o focinho sentindo os olhinhos encherem de lágrimas. — Me desculpe, Seok. É que eu te amo muito mais do que o tamanho da sua orelha ou o tamanho do carro da tia Nena. 


Hoseok sentou-se envergonhado, não sabia como contornar aquela situação então, caminhou sorrateiramente até o amigo, sentando-se ao seu lado. 


— Então, me fale. Qual a dimensão do seu amor por mim? 


Mais do que depressa, Taehyung virou-se para o amiguinho, colocando as duas patinhas em seu focinho e miou alto. — Eu te amo ao infinito e além dele. 


Hoseok sorriu, jogando o pequeno felino na grama, lambeu todo o seu pelo fazendo Taehyung gritar mas Hoseok estava feliz. O amor de Taehyung era enorme e não tinha chance alguma de acabar. 


— Então, eu também te amo ao infinito e muito mais além dele, Tae. 


Ouviram então, as mamães gritarem em uníssono os filhotes. 


— Taehyung! Hoseok! Venham tomar banho para depois jantarem. 


Os filhotes correram em direção às mães e antes de chegarem perto das casinhas, Hoseok quis provocar o gatinho. 


— Te encontro daqui a pouco, seu fedido. 


— Ei! Eu não sou fedido. Você disse que me ama ao infinito e muito mais além dele. 


Hoseok jogou a pata no pescoço do pequeno e passou a língua em seu pelo. — Não é porque eu te amo ao infinito e além que você vai deixar de ser fedido. 


Taehyung empurrou o amiguinho, andando em sua frente e balançou a cauda querendo lhe provocar. — Não é ao infinito e além. É muito mais além dele. E você me ama. Mamãe! Mamãe! O Seokkie me ama! — Gritou para a mãe que observava os filhotes e sorria. 


E logo entraram para as suas casinhas para tomar o banho sagrado de todos os dias e depois, teria mais um "infinito e além" de diversão. 


Ou melhor, infinito e muito mais além dele. 


Notas Finais


É isso amores. O que acharam?
@jikookuttedd fez essa capa maravilhosaaaaaaa amei demais meu amor. Muito obrigadaaaaa ❤️❤️❤️❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...