História Ao leito de um livro - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 718
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Seja bem vindo (a) a minha primeira fic ^^

Boa leitura😍😘😊

Capítulo 1 - Capítulo 1


Como?
Como eu vim parar aqui?


10 minutos antes

O sinal toca,  finalmente vou embora,  rápido,  arrume as suas coisas e saia de uma vez... Guardo os meus cadernos na mochila e vou saindo rapidamente.

-(S/n)

Uma voz cantarola o meu nome e paro imediatamente já sabendo quem é,  ou melhor,  quem são.  Meu viro lentamente já encontrando Gi, Hea e Hyun.  Merda.

Elas fazem um sinal para segui-las,  não adianta fugir,  já tentei,  no dia seguinte elas fazem pior.  Depois de um tempo,  decidi que seria melhor fazer isso logo, melhor assim,  certo?

Ainda as seguindo,  entro numa sala que estava escura,  por causa das cortinas fechadas e a luz apagada.A porta se fecha e aquela rodada de horror começa.

A luz do isqueiro acende e o cheiro de fumaça se espalha,  aquela sala era a mais antiga da escola e a única q n foi completamente reformada,  por isso não tinha detector de fumaça; o que esta acontecendo não acontece só comigo,  trazem outras pessoas aqui,  e as outras pessoas fingem não ver,  senão elas serão as próximas.

Essas meninas só fazem isso comigo porque cada uma tem um complexo de inferioridade,  vivem algo em casa que as traumatizam,  apenas estão continuando a "corrente".

Tiram a minha blusa e já apagam o cigarro,  marcando o meu ombro,  tiram o estilete da mochila e começam a riscar as minhas costas,  marcando as suas iniciais novamente. 

Claro que eu já fiz alguma coisa,  já quis contar pra minha madrasta que é um amor de pessoa, depois que o meu pai morreu, ela começou a trabalhar em dobro,  se eu contar vai acabar a estressando mais e aquela mulher não merece isso.  O diretor não faz nada,  apenas não acredita na história e me chama de louca.

Aquela sessão acaba e elas saem da sala me deixando largada no chão,  deixando lágrimas caírem dos meus olhos. Apesar de ter forçado o choro,  meus ombros e as minhas costas estavam ardendo de verdade,  mas elas já fizeram pior.

Sequei as lágrimas e vesti a blusa,  me sentei levantando logo em seguida,  abro as cortinas deixando a luz entrar e o cheiro de fogo e do cigarro sair.  Me sento ao lado da porta,  pego a minha mochila e tiro o meu livro favorito,  a história ainda está em lançamento então leio e releio os livros que já tenho,  porém,  a autora lançou o próximo livro e este é o que tenho nas mãos.

Cheiro a página sentindo o frescor de livro novo,  abro na primeira página,  lendo os agradecimentos e depois olhando o mapa do mundo da história novamente,  de tanto olhar esse mapa,  o decorei, eu sei eu sei.  Sou incrível.  Digo isso como se não tivesse me machucado a pouco tempo,  gostaria que você esquecesse isso. Também sei que eu tava com pressa de ir embora,  mas era para aquelas meninas não me verem,  agora que já fizeram tudo,  nem adianta mais.

Abro a página do primeiro capítulo e já começo a ler:

"-Aonde conseguiu o navio Jimin?- o seu amigo de infância o perguntou admirido-eu sou o príncipe herdeiro,  foi bem fácil- ele dá um sorriso orgulhoso-Vamos convencido,  antes que a vossa Majestade dê o ar da sua graça para nós- Mi-cha já carregava suas coisas para dentro do navio.

Todos a seguiram já se acomodando dentro dos seus quartos e se encontrando no centro do navio.

-Quem é o comandante do navio? -  o loiro desconfiado perguntou se sentando numa cadeira ao lado de uma janela a visão do mar- O comandante do navio sou eu,  e quem está pilotando é um dos caras da tribulação que contratei- o príncipe muito convencido disse enquanto brincava com um fio solto da sua calça.

-Ok,  e quando acabar o dinheiro Jimin?  O que vamos fazer? - o mulher de cabelos cor de caramelo o olhava de forma preocupada, mas não com ela ou com os outros e sim com o Jimin"


Ela com certeza gosta dele,  se o foco do livro fosse romance,  eles já estariam juntos... 

"Jimin correspondeu o olhar e pensou nas palavras certas para responde-la - O meu plano é sermos andarilhos e ganharmos dinheiro com pequenos trabalhos, até conseguirmos encontrar um lugar certo, tudo bem Kim?- sorri amigável para a moça que concorda com ele."


Notas Finais


Flw, espero que tenha gostado até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...