História Ao leito de um livro (Park Jimin imagine) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 12
Palavras 676
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Terminei o capítulo hj mesmo kdjdjd HD
Bom proveito ladies 'w'

Capítulo 2 - Capítulo 2



" Com o navio longe do litoral indo em direção à outra parte do Reino, os amigos estavam lanchando no convés apreciando a bela vista, um navio estranho se aproximava, logo acertando uma enorme bola de aço perto do navio daquele grupo.

-Quem poderia...- já diz o Suga cheio de raiva indo para o para peito vendo a bandeira do navio inimigo.

-Jimin- J-hope já fala ao lado do loiro, sem demora o príncipe vai até eles e já vê que navio os atacava."


Ouço um barulho de porta trancando,  olho pro lado e me levanto rápido para abrir,  a puxo com força.  Me trancaram dnv aqui,  é isso mesmo?

Sim isso já aconteceu antes e não terminou bem,  então nem se preocupe. 

Corro para a janela vendo o zelador fechando o portão da escola,  mudo a direção e olho pro céu. Carai é muito tarde. Volto para a minha mochila já pegando o meu celular e ligando para a minha madrasta,  assim como sempre,  o celular dela tá em outra chamada. Descido deixar uma menssagem pra ela

 Estou trancada na escola...  De novo...  Vou dormir fora 😅😢

Guardo o meu livro marcando a página e o meu celular na mochila,  me afasto o mais longe da porta e corro em direção a ela,  a abrindo de uma vez.

Ainda bem que é uma porta velha, suspiro e vou andando até o vestiário. Aqui fica muito estranho e um pouco assustador no escuro,  olho em volta e já começo a imaginar alguém correndo atrás de mim com um simples barulho.  Revelo a minha verdadeira identidade de Barry Allen e saio correndo até o vestiário.

Fecho a porta e acendo a luz,  pronto. Indo até o meu armário,  pego minha roupa extra e tiro a minha.  Pulando a parte do banho e das pequenas pontadas de ardência nas costas e ombros,  com a mochila nas costas,  saio do vestiário apagando a sua luz,  antes de qualquer coisa,  eu já tinha me trocado,  achou que eu ia detalhar isso?  Há trouxa.

Corro novamente até a sala escura em que eu estava antes,  fecho a porta e dou um jeitinho para arrumar um canto pra dormir.  Uma luz forte ilumina aquela sala,  mas logo ficando escura novamente. Chuva.

Eu amo a chuva,  melhor momento para ler, me sento em cima de alguns casacos e ligo a lanterna do meu celular. Pego o meu livro e volto com a minha leitura ao som daqueles trovões e das gotas de água tocando a telha.

"-Não creio- a mais baixinha do grupo disse ao lado dos meninos -por que esse povo odeia tanto a gente? - continuou reclamando. -Não sei Mi-cha, deve ser briga antiga entre os reis e que acabou afetando os reinos também- o moreno de cabelos bagunçados respondeu já se afastando do para peito.

-Não é qualquer pessoa não- Kim aponta para um homem acenando para eles. -Mok- com raiva Jimin diz o olhando.

Mok era um bom rapaz que tinha uma pinta pequena embaixo do olho direito e possuia algumas tatuagens nas mãos, adorava ferrar com a vida do Jimin,  inclusiva já tentou sequestra-lo para o seu pai, porém não deu certo.

-O que será que ele vai fazer? -  continuou falando,  Mok voltou para dentro do navio,  o grupo de amigos, que já estavam virando um grupo de fugitivos,  apenas olhava a tripulação dele se agitar,  tramavam algo.  Mal sabia eles que o tatuado queria afundar o navio deles e afogar o herdeiro."


Um trovão junto com uma forte luz preencheu a sala,  não consegui enxergar nada por uns 10 segundas.  Como pode tudo ficar claro por tanto tempo?

Me acostumo com a luz,  e percebo que não é um raio e sim o Sol de 3 da tarde,  como assim?

Estava perto de um penhasco ao lado de um dragão branco,  a minha frente estava o imenso mar e ao longe,  dois navios,  um era o navio de luxo da época medieval enquanto o outro parecia um simples navio pirata. 


Como?
Como eu vim para aqui? 

Notas Finais


Até o próximo capítulo bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...