1. Spirit Fanfics >
  2. Ao Meu Único Amigo >
  3. Capítulo Único

História Ao Meu Único Amigo - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu sei que estou em hiatus, mas essa morte da Kurama me abalou como nunca. Precisava escrever, gente!

Chorem comigo.

Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único


Ao Meu Único Amigo

de Kurama



“Eu me lembro.

Consigo ter toda a história da sua vida na minha cabeça tão facilmente quanto respirar. Desde o dia que estava na barriga da sua mãe até hoje. 

Achava até um insulto contra mim, principalmente quando Kushina andava tão despreocupada com a situação. Mas eu esperei.

Me preparei para qualquer chance de me libertar, durante o seu nascimento. Eu queria ser livre novamente e ir para longe de todo esse ódio que despejaram em mim. Tinha esperança.

Mas, então, um maldito Uchiha apareceu outra vez, me controlando como se eu fosse apenas mais uma arma para seus planos desgraçados.

E isso selou o meu destino.

Literalmente, me selou em você.

O menino da profecia. O filho do Yondaime Hokage e de Kushina Uzumaki, afilhado de um dos três Sannin’s lendários. Um mísero pirralho.

Naquele momento, um órfão. 

Você foi tão odiado por todos da Vila que eu quase me sensibilizei. Quase. Eu via você carregar tanta desgraça humana dentro de si, possuindo até um demônio, que sou eu, mas não te abalava. Isso te dava mais força.

Me frustrei de uma maneira ridícula, porque eu sempre soube o que acontecia no fim: um ciclo de ódio infinito, e ninguém sai ileso de seus traumas. Eu, Kurama, fui por muito tempo a prova viva disso.

A besta de cauda — como os malditos nos denominavam, pouco se importando com quem nós somos — mais odiosa que já existira. 

Era tão odiosa que fazia as pessoas te odiarem por, simplesmente, me ter em si. Eu fui a sua pior desgraça, Naruto, e isso foi o suficiente para eu alimentar ainda mais raiva contra você.

Droga, eu matei os seus pais, fiz você ser rejeitado por todos da vila durante anos, e seu mestre, Jiraiya, morreu porque a Akatsuki queria me tirar de você... eu fui o maior motivo para toda a sua infelicidade.

E isso me deixava com ainda mais raiva, porque você ainda tinha aquele olhar sonhador, determinado e que cultivava uma crença enorme em si mesmo, mesmo que ninguém fizesse isso por você.

Todos se foram.

Mas você continuou. E continua até hoje.

Eu sei que você cumpre suas promessas, e eu nunca vou me esquecer de suas palavras, meu velho amigo. Saiba que, assim como me considerou um companheiro de Konoha, eu o considero um amigo.

O único amigo.

Por isso, mantenha a Vila segura. Você conquistou os seus sonhos, Naruto, saindo do zero. Eu tive o privilégio que os seus pais não tiveram, de te ver crescer, e, além disso, o que o Jiraiya não teve, o de te acompanhar realizar todos os seus sonhos.

Você se tornou a minha família. Além disso, você me deu uma família. Hinata, Boruto e Himawari também me aceitaram como eu sou.

Por isso, idiota, não passe tanto tempo longe deles. Leve a pequena para passear e treine com seu filho, aproveitando a fase que seus pais não tiveram com você. Você tem sorte de ter a sua esposa ao seu lado, porque eu duvido muito que daria conta sozinho.

Viva, Naruto!

A sua vida sempre foi mais valiosa que a minha. Eu sou só uma mísera parte que, antes odiosa, agora contribui para o bem de todos, mas isso é tudo porque você esteve ao meu lado.

Acho que, por mais que eu tenha visto todas as suas fases, é você que me conhece como ninguém. Me aceitou como nunca, fazendo jus às palavras do Antigo Sábio dos Seis Caminhos. Você demorou, mas surgiu.

Me desculpe por pedir tanto que viesse, e agora eu ter que partir. Mas eu confio em você, da mesma forma que confiou em mim.

Deixo essa carta com as letras em formato de chakra, porque não temos muito tempo para despedidas. Já chegou a minha hora.

Sinto muito.

Seja a pessoa que você nasceu para ser, pirralho.

Seja Naruto Uzumaki, o Nanadaime Hokage.


Ps: desta vez, eu assumo que sentirei a sua falta. Não me troque por qualquer sapinho daquele monte.


De seu companheiro,

Kurama.”


Notas Finais


Gente, real, eu fiquei extremamente mal com essa morte. Chorei por uns dez minutos sem entender o que estava acontecendo.
É como um amigo meu próximo disse: por ter uma grande conexão com a obra, é normal sentir muito. E eu estou sentindo.
Não queria ter me despedido da Kurama, não mesmo.

Enfim, F para Kuraminha. :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...