História Ao Seu Lado - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias One Piece
Personagens Nami, Roronoa Zoro, Sanji, Tashigi, Trafalgar D. Water Law
Tags Lemon, One Piece, Sanji, Yaoi, Zoro, Zoro X Sanji, Zosan
Visualizações 198
Palavras 1.165
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


eu fiquei insatisfeita com o cap passado entao to trazendo esse logo q acho mais importante pra historia a meu ver
boa leitura

Capítulo 17 - Empatia


Haviam-se passado 10 minutos desde que Zoro se separara de Sanji pelos corredores da escola para ir até o clube de Kendô. O marimo tinha a sensação que estava andando em círculos, porque passou pela porta do laboratório pela terceira vez, enfim, estava perdido. Típico dele, não?

— Hum... Por que até na escola os caminhos são doidos? – Ele culpava os caminhos em vez de si mesmo, enquanto esfregava a cabeça com força. – Não acho esse clube de jeito nenhum. – Sentiu falta de Sanji, seu fumacento GPS, e suspirou.

— Ei, você está perdido?

Zoro ouviu repentinamente uma voz feminina e gelou quando reconheceu aquele timbre. Olhou para trás para saber quem era e viu que sua suspeita estava certa, infelizmente.

— Monet?! – Ele exclamou alterado.

— Pode se acalmar. – A garota disse num tom calmo e Zoro até se sentiu estranho por não está a vendo no seu estilo intimidador. – Só quero saber se você está perdido, porque já faz 10 minutos que você está andando em círculos.

Isso feriu o orgulho de Zoro.

— Sim, acho que sim... – Ele admitia com dificuldade, coçando a nuca e olhando pro lado. - até porque nunca fui para esse lugar que estou indo, o clube de kendô. – Ele disse tentando manter alguma dignidade no seu tom de voz.

— Até mesmo com esse mapa desenhado perfeitamente pela secretária Kokoro-san, você não conseguiu achar? – Monet apontou para o mapa nas mãos de Zoro, enquanto se aproximava dele, que ficara total sem chão, mas de repente achou estranho ela estar ali repentinamente.

— Ei! Você está me perseguindo? Prometeu que não iria fazer isso.

— Sim, eu estou te stalkeando desde que as aulas começaram.  Quero mesmo ver se você irá se encontrar com Tashigi hoje e depois te deixarei livre. Foi isso que prometi. – Ela andou um pouco a frente de Zoro. – Vamos?

Zoro piscou os olhos confuso, porque Monet estava totalmente diferente. Falava num tom calmo e até mesmo aparentava ser uma pessoa legal. Ele perguntou a si mesmo se ela sofria de dupla personalidade.

— A propósito... Aquele garoto que anda com você e que tem um caso com a professora Kalifa. Você gosta dele? – Ela disse esse tanto de segredo da forma mais natural possível.

— Q-QUE?! – Zoro falava exasperado. – CLARO QUE NÃO! E COMO VOCÊ SABE SOBRE O SOBRANCELHA BIZARRA E A PROFESSORA?

Monet revirou os olhos.

— Eu já disse... sou uma stalker. – suspirou exausta. – Sei sobre tudo e todos dessa escola... E fique calmo, eu não vou contar para ninguém que você gosta dele. – Ela piscou para Zoro com um ar zombeteiro, enquanto o rosto do marimo fervia cada vez mais. Nem ele mesmo ainda sabia que gostava de Sanji. – Enfim, te levarei até lá.

xxx

Quando os dois chegaram, a aula já havia começado. Monet acabou que ficando com Zoro, então se sentou ao lado dele na arquibancada para ver os alunos praticando kendô. Felizmente, ainda não tinha chegado a vez de Tashigi, então Zoro e Monet poderiam ver a sua performance que não demorou muito para chegar.

Era a vez de Tashigi, ela colocou sua máscara de proteção, e apertou mais sua faixa. Enquanto fazia isso, Zoro pensou se ela era uma boa jogadora, pois sentia que ela era muito séria. E ela era, tão séria que a quatro-olhos não notou a presença de Zoro na arquibancada, estava super concentrada. Levava o esporte a sério, dava para sentir pela áurea que seu corpo emanava.

Finalmente, o professor deu o sinal para começar, ela desfez um pouco a sua pose ereta e ergueu a katana de bambu para mirar no topo da cabeça do adversário. Mas o adversário deu um golpe em sua costela esquerda antes mesmo dela atingi-lo e com isso, caiu no chão sentindo muita dor. Todos que estavam no dojo começaram a rir, e Zoro e Monet ouviram alguns alunos zombarem de Tashigi, chamando-a de fracassada e feioza. A garota começou a chorar, mas não de dor e sim porque falhara mais uma vez.

Zoro sentiu pena dela.

De repente, Monet se levantou da arquibancada e saiu do dojo às pressas, Zoro a seguiu preocupado. Lá fora, ele a viu recostada na parede, ainda próxima a porta do clube, com as mãos cobrindo sua face.

Monet estava chorando.

Zoro olhou para ela com a testa franzida e teve aquele sentimento que ele sentia quando via Sanji perto de Nami...

— Você gosta dela, certo? – Ele disse num tom franco.

Monet sorriu ao ouvir essa pergunta e enxugou suas lágrimas com as palmas da mão. – Olha só, estou vendo que você é também bom em descobrir segredos! - Brincou.

O marimo apenas sorriu levemente para a garota dos olhos insanos, porque sentiu empatia.

xxx

Já era noite e os dois estavam sentados num banco de uma praça. Zoro não falara com Tashigi naquele dia, e Monet não se importou também. Os dois juntos já bastava.

— Agora você entende por que quero que você saia pelo menos uma vez com Tashigi? - A esverdeada explicava para Zoro, ela queria ver Tashigi pelo menos um dia feliz. E nada mais feliz do que sair com a pessoa que ama.

— Mas soaria falso, porque não sinto nada por ela. - Zoro se justificava, enquanto via um rapaz levando um cachorro pra passear e escutava o barulho de dois balanços que umas crianças usavam na praça.

Monet suspirou pelo fato de Zoro ser um homem ético e não ser mais um homem aproveitador.

— Eu pago se você quiser. - Ela sugeriu.

— Pior ainda! - Zoro exclamou incrédulo, nunca que alimentaria as esperanças de uma garota por dinheiro.

Novamente, a esverdeada suspirou exausta com o seu jeito certinho.

— Por que não se abre pra ela? Diz o que sente por ela? - Zoro perguntou pra Monet.

— Não! Eu sou uma delinquente! - Ela balançava a cabeça negativamente sem parar, fazer isso era fora de cogitação. - Ela vai me rejeitar, quem aceitaria uma garota feito eu?! Aposto até que correria de medo de mim!

Zoro ouviu tudo meio exausto com toda aquela fragilidade de Monet que até então não existia.

— Okay... Não vou obrigá-la a se confessar a Tashigi. - Zoro bateu nas suas coxas e se levantou do banco que estavam sentados. - Vou para casa e amanhã eu falo com Tashigi.

Monet sorriu pra ele.

— Muito obrigada! - Ela agradecia muito feliz, enquanto Zoro pensava que era mesmo estranho vê-la agindo tão gentilmente.

— Mas sob uma condição. - Zoro falou determinado e sem medo da esverdeada.  - Nós dois devemos nos confessar para as pessoas que amamos pelo menos até o final do ano. Afinal, se não tentar, a gente nunca vai saber. Certo? 

Monet o ouviu atentamente e ficou surpresa com a audácia de Zoro em desafiá-la. Sorriu. Sorriu porque aquela era a primeira vez que um garoto a desafiava. Então, o sorriso virou uma gargalhada, uma gargalhada que até assustou Zoro de tão alta (e que chamou a atenção de algumas pessoas que transitavam por ali).

— Okay! Eu aceito a condição!


Notas Finais


enfim
monet parece q teve um ouvinte nesse cap ne
espero que tenham curtido!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...