1. Spirit Fanfics >
  2. Aonde eu estou?? - (Kakashi - Leitora - Itachi) >
  3. Ah culpa não é sua, querida.

História Aonde eu estou?? - (Kakashi - Leitora - Itachi) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem pela demora, dessa vez tentei escrever algo grande para vocês!

explicações básicas;

Kage Baika Kubi; Jutsu que ocupa 300 de Chakra [ é uma Técnica do Enforcamento pela Sombra]

Ryō; Dinheiro

Ootsuka se você não lembra, é o sobrenome.

Good Reading💖!..

Capítulo 5 - Ah culpa não é sua, querida.


Fanfic / Fanfiction Aonde eu estou?? - (Kakashi - Leitora - Itachi) - Capítulo 5 - Ah culpa não é sua, querida.

1 mês de muito trabalho depois..


A Ootsuka estava no sofá da sala como pé no rosto de Deidara, e com a mão puxando seu braço graças a uma aposta que todos fizeram e Deidara trapaceou com ela.


— Amas seu retardado Oxigenado eu quero meus 15 Ryō, Eu juro que quebro esse braço sem músculo seu!


— Tá bom! Tá bom! me solta que eu te dou o seus Ryō, eu só ia comprar Ramen! Idiota.


Os membros que estavam por volta começaram a rir do Deidara se rendendo, e quando ele saiu dos braços da garota, pegou o dinheiro do bolso e tacou no rosto dela, que foi segurado pela mão com luvas dela.


— Quem quer Ramen?! menos pro Deidara que fez merda e não merece nem dormir aqui dentro hoje. - Ootsuka S/n Falou apontando para o dinheiro, e logo olhando com uma cara de cu para Deidara.


Todos haviam concordado, até mesmo Itachi Uchiha.


Ela foi rápido para o seu quarto tropeçando no caminho e caindo de cara no chão, o que arrancou a risada de algumas pessoas que estavam presentes, eram poucos que marcavam pessoalmente a sua presença – Poucos como; S/n, Itachi, Deidara, Konan, e Hidan.


Não houve demora, a garota de cabelos tingidos apenas pegou seu manto e pegou o resto do dinheiro para comprar todos os outros quatros pratos.


— Preciso de alguém para ir comigo, e se recusar eu meto o chute, vem itachi levanta a bunda do sofá e vamos comprar comida. 


Falava da porta esperando o Uchiha de Massacre andar com ela até o local, sua intimidade com ele não era tanta quanto a dos outros, mas ela já tinha desbloqueado conquistas impressionantes no avanço, podia até não ser tão formal com ele.


Um resmungo puxando risadas e brincadeiras saiu da boca do renegado da folha, o mesmo cara que um dia aniquilou um Clã estava do lado de uma garota, quieto tentando não invadir o espaço. Mesmo andando para fora do esconderijo ficaram em silêncio para não acordar a mata e os ninjas se tivessem.


– Itachi, você é tão mau humorado conte uma piada, sorria! não é tão difícil fazer isso quando se está mesmo feliz.


Ootsuka, não me faça fazer isso só porque você pede, imagina se eles descobrem que uma fedelha ta querendo mandar em mim.


Ela se jogou abraçando ele de lado para andar como bêbada pelo caminha da floresta até a vila mais próxima.


– Talvez eu mande você fazer, mesmo sabendo que vai me desobedecer e nem sequer vai chegar perto de dar um sorriso comigo, pelo menos eu tentei, bundinha de..


A garota foi interrompida quando deu de cara no chão pois acabou tropeçando quando Itachi se soltou dela, e andou um pouco mais na frente a vigiando com o canto dos olhos.


Um sorriso apareceu no rosto do Uchiha, quase sendo seguido de uma risada.


– Ei! eu escutei você ia rir! eu vou ter que me lascar para você rir? se sim pode vir quantas pedras for, eu vou cair sempre em cima delas.


Um sorriso no rosto da garota surgiu quando ela se levantou e viu Itachi tentando desfazer um sorriso por trás, apressou o passo para voltar a andar do lado dele quando viram o começo de uma vila, ótimo o plano sempre utilizava a garota.


Itachi ficou escondido em uma das árvores no escuro, enquanto S/n tirava o seu manto para entrar na vila com o disfarce de uma garota normal, pegou o dinheiro e colocou um sorriso inocente no rosto ao entrar na vila onde acontecia um festival. 


Ela andou até a barraca de Ramen, e pediu a quantidade exata esperando que ficasse pronto ela olhou para fora vendo que um festival acontecia, aquele dinheiro com certeza sobraria e Kakuzu que a perdoe por ter pegado uma pequena quantia que seria devolvida logo. Ao pegar a comida e dar o dinheiro, ela andou sorrindo pelos meios até achar Dango, correu até lá pedindo para levar dois, logo deixando o dinheiro para voltar onde Itachi estava.


– Itachi-Kun, acabou sobrando um dinheirinho e eu comprei um Dango para você, e um para mim, aceite!


Idiota, o dinheiro é seu então não precisava fazer isso para mim já que nem fome tenho tanta, mas para não dispersar eu vou aceitar e vou comer com muito gosto isso sim.


Ele pegou da mão da Garota e mordeu o primeiro mastigando, o que fez ele ter os olhos brilhando, ela ainda lembrava de umas coisas sobre ele, como o seu doce favorito, amante, e conquistas.


Aquele dia estava bom demais para ser verdade, pois quando estavam perto do esconderijo viram ninjas a espreita se preparando para atacar, Itachi ativou seu sharingan assim que uma kunai passou pelo meio deles se prendendo no chão, e graças ao desvio de atenção fomos atacados, enquanto itachi olhava os movimentos seguintes tentei acompanhar ele retirando uma Kunai da minha perna.


Em um dos momentos S/n acabou se descuidando e graças a isso eles perceberam o que teria acontecido e focaram em atacá-la o máximo que podiam, assim como a garota estava em menor quantidade tentou se esquivar de algumas kunais, que a acertaram em sua coxa e perto de seu rosto, isso se não fosse seu reflexo.


Ela estava quase para ser atingida por trás quando escutou algo cair no chão, ela não poderia prestar atenção no momento afinal estava tentando afastar os cretinos invasores de sua frente, e quando ela retribuiu o ataque com as armas virou seu rosto para a direção em que Itachi estava, mas não encontrou ele. 


Passou seus olhos ligeiramente vendo Itachi caído não só com uma Kunai em seu corpo, como várias, a garota correu até o corpo do parceiro e agarrou ele com dificuldade graças aos seus ferimentos.


Ela teria falhado..


Ootsuka largou o corpo com cuidado no chão quando escutou eles novamente correndo em sua direção e se colocou na frente do corpo de Itachi, para assim ele não ser mais ferido.


Tentou lembrar o que Pain disse naquele dia, mas por um minuto esqueceu a arte dominada, apenas um jutsu por acaso ainda estava guardado na sua cabeça, não que fosse algo grande, mas usou a possessão das sombras sem dominar os movimentos que fazia prendeu os cinco ninjas.


Ótimo, agora não tinha como piorar precisava se concentrar e mesmo de olhos fechados fez isso, Seguiu os movimentos que a mão mostrava em sua cabeça como visão, ao sussurrar uma palavra logo em seguida.


Kage Baika Kubi..


Aquilo consumindo grande parte do seu chakra, que por sinal nem sabia que tinha tudo aquilo, caiu no chão.. por pouco não em cima de Itachi que tinha a respiração pesada quase parando.


Em suas últimas forças ela se rastejou um pouco mais para se levantar e tocar o rosto pardo do homem, bateu com o indicador e o médio em sua testa.


– Por favor Itachi, volte para mim só dessa vez.. eu prometo te comprar quantos Dangos você quiser comer.. seu idiota.


A voz saiu trêmula antes dela desabar em lágrimas, apoiou ele direito no chão e tentou tirar devagar as armas que estavam presas em seu corpo ainda, em seu rosto tinha um sorriso mal dado, S/n abriu o manto do corpo dele e viu sua blusa manchada de sangue.


Apoiou as duas palmas em seu peito e tentou fazer pressão no lugar para reanimar ele, com tudo jogava o peso para as palmas e levantava o pescoço dele e abria sua boca para jogar ar para dentro, até ele acordar cuspindo sangue com uma falta de ar horrível.


Olhando para trás viu que os Ninjas estavam caídos no chão, o que não demorou muito para ela perder algumas forças e cair no chão causando impacto em sua cabeça.


Ootsuka, está tudo bem?! merda eu deveria ter cuidado melhor de você durante esse dia, você arriscou sua vida sem saber dominar seu chakra e.. cadê os ninjas?!.


Itachi prendeu a mão onde o sangue manchava, enquanto sentava se esforçando para caralho até encostar na pedra onde a garota escondeu a comida.


Imbecil olhe para trás de mim e achará eles, temos que tentar ir embora daqui, não sabemos se tem outros e eu prefiro não descobrir isso nesse nosso estado despreparado, ou você prefere terminar de morrer?! ótimo vamos nós apoiar um no outro para andarmos.


Ootsuka S/n estava certa, eles deveriam sair dali o mais rápido possível para não serem pegos de novo quando perceberem que eles morreram.


A mestiça se esforçou para se levantar e assim tentar pegar Itachi e apoiá-lo na pedra, sua perna não estava tão machucada então ele poderia se apoiar nela o caminho pequeno todo.


A comida foi tirada do esconderijo, e Itachi foi apoiado pelo pescoço e força da nova integrante, em passos lentos eles iam para perto do esconderijo, com certeza que se ele não comecem tudo aquilo ela enfiaria a força por terem feito passarem por isso.


Quando entraram chamaram atenção de deidara que estava na sala no momento e acabou ajudando a tirar a comida da mão dela e pegar Itachi também para não forçar a amiga.


O Uchiha foi levado para o quarto onde Konan começou a cuidar, e onde Hidan falava que Itachi era fraco e que faltava ódio, repetindo o que a alguns meses ele falou para o irmão menor.


Já a garota estava terminando de lavar bem seus ferimentos que foram mais fracos, ela olhava suas mãos enquanto esfregava para o sangue sair dela e de suas coxas. Terminando o banho ela saiu às pressas para caçar as faixas, enrolou a toalha no seu corpo já seco e procurou pelo quarto, onde só achou na prateleira de cima com álcool.


Ela pegou e derramou o álcool em suas feridas sem nenhum dó, colocou a faixa e puxou prendendo ali para nada infeccionar sem nenhum cuidado, um suspiro fundo saiu quando terminou de fazer seu curativo na perna, pegou sua roupa costume que andava pela casa, que se baseava em um short longo cinza e a blusa preta que Konan havia dado a ela.


Passou com o álcool em mãos até o espelho pequeno derramando um pouco sobre o corte que tinha em sua boca, assim que de fato terminou os curativos saiu do quarto preocupada com Itachi, se ele estava ali a culpa era dela por não prestar atenção e abaixar a guarda, ela pensava.


Hidan ainda zombava da cara de Itachi por ter sido acertado, logo ele que tem o Sharingan e poderia ter impedido.


No quarto de Itachi o barulho da porta se abrindo foi escutado, mostrando a garota atordoada mentalmente que entrou devagar para não deixar Itachi a vê-la naquele estado devastador tão agora sem poder disfarçar.


– Com licença Konan, Hidan, e Deidara-kun.. vocês podem ir comer e descansar, estou me sentindo melhor e já fiz meus devidos curativos acho que como culpada dessa ação e consequência de Itachi, nada mais justo do que eu passar a noite vigiando ele.


A voz feminina saiu alta e sem nenhum tremor, como se ela tivesse certeza do que estava falando com eles, os garotos que estavam lá concordaram e saíram, já Konan se levantou e andou em direção a S/n tocando seu ombro antes de sussurrar.


– a culpa não é sua querida..


 Saindo do quarto deixando a mestiça com o Uchiha deitado com as bochechas cheias, e olhos para cima apenas prestando atenção no teto do lugar com um pouco de iluminação.


– Ela está certa, a culpa não foi sua Ootsuka, eu deveria ter prestado atenção e reagido aquele ataque com o meu, deixei te machucarem e você derrotou eles com uma kunai, acho que temos outro prodígio no grupo.


Ele brincou com ela antes de voltar a falar sério. – Perdão te fazer lutar sozinha hoje, e te fazer me carregar até aqui.


Alguns passos foram dados para perto de Itachi o fazendo olhar a garota que tinha os olhos marejados querendo chorar já, e ao cair de joelhos bem do lado de sua cama, desabou.


Algo falava que tinha culpa no cartório e a menina apenas alimentava essa voz, que a deixava devastada mais ainda na frente do cara que ela estava lutando para proteger, mas quase o matou.


Em meio ao choro sentiu dois dedos tocarem sua testa com leveza, e um sorriso nos lábios do Moreno que fechou os olhos quando viu que ela percebeu, ela parou imediatamente de chorar e olhou para ele com o coração batendo de diferentes jeitos, quase levando ela a ter um ataque cardíaco logo ali mesmo.




Notas Finais


Me desculpe se houve qualquer erro, eu revisei umas três vezes, mas não sei se teve algum..

Obrigada por ter tirado o seu tempo para ler Minha história, e me desculpem a demora para atualizar.

e respondendo a pergunta que devem estar se fazendo, ela beijou ele para passar o ar sim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...