História Aonde quer chegar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekyeol, Chanbaek, Moptop Me Inspira, Notp, Songfic
Visualizações 92
Palavras 954
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Musical (Songfic), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amores, eu deveria estar atualizando minhas fics, mas não, to aqui postando outra fic.
Mas essa aqui é meu amorzinho que eu escrevi com meu NOTP pro projeto de um grupo do face.
Eu adorei escrever essa fic, porque ela é baseada em uma das minhas músicas nacionais preferidas, vou deixar o link lá embaixo.
As partes em italico são a letra da música.
Sem mais enrolas, boa leitura.

Capítulo 1 - Já sabe, Baekhyun?


Chanyeol sabia que em algum momento Baekhyun voltaria ao apartamento para pegar suas coisas. Só não esperava que fosse durante aquela madrugada que ele tentava dormir depois de se recusar a chorar pelo ex.

Já são quase 5 da manhã. O que você está fazendo arrumando as suas coisas uma hora dessas, Baekhyun? – perguntou num tom cansado, assustando Baekhyun.

– E-e-eu pensei que você estivesse dormindo. – o mais baixo falou se recuperando do susto – Eu só queria pegar as minhas coisas e ir embora sem precisar ver você. – respondeu um pouco mais baixo.

– Seu plano não deu muito certo. E eu acredito que você deva saber que eu tenho sono leve. – o mais novo falou se jogando no sofá.

– É, eu sei disso muito bem. Já perdi a conta de quantas vezes eu acordei você enquanto fazia algum lanche durante a madrugada. – Baekhyun respondeu suspirando, ele queria chorar só por estar vendo Chanyeol mais uma vez.

Os dois encaravam um ao outro sem saber o que fazer. Não estavam preparados para ver um ao outro depois do término durante a última briga. Tinha sido a pior briga dos dois em seis anos de namoro. Jogaram na cara um do outro a culpa do relacionamento ter se desgastado, além de jogarem coisas que os deixariam magoados, coisas que juraram esquecer e coisas que prometeram e nunca tentaram ou tiveram a oportunidade de cumprir, promessas essas que não foram poucas, já que Chanyeol prometia muita coisa, às vezes sem pensar e ele tinha vontade de pedir para que Baekhyun esquecesse e fingisse que ele nunca tivesse dito aquilo, mas o mais velho levava promessas a sério.

O Park se levantou para voltar ao quarto para que não visse o ex ir embora, e acabou olhando para ele, e bastou apenas uma encarada mais demorada para que Chanyeol não conseguisse mais segurar as lágrimas que tanto lutou naquele dia para prender. Deixou desmoronar a parede de indiferença que havia criado há quase um mês, não tendo vergonha de estar tão vulnerável na frente do causador da sua tristeza.

Baekhyun se assustou ao ver o mais alto agir daquele jeito. Justo ele, o que mais escondia o que sentia, estava chorando copiosamente na frente de alguém. Foram poucas as vezes em todos os anos de relacionamento que ele vira o mais novo chorar. Baekhyun ficou sem saber o que fazer diante àquela situação, não sabia se ficava sem fazer nada ou se tentava fazer algo para que Chanyeol parasse de chorar. O Byun acabou agindo por impulso e abraçou o ex-namorado como costumava fazer quando isso acontecia.

Chanyeol se assustou ao ser abraçado, e ao contrário do esperado, o abraçou de volta e começou a chorar mais ainda, chegando até mesmo a soluçar algumas vezes. Baekhyun levou uma de suas mãos até a cabeça do mesmo e começou a fazer um cafuné ali, como uma forma de acalentar o mais novo.

Alguns minutos se passaram até que o Park conseguisse controlar seu choro e ficasse um pouco mais calmo.

Faz muito tempo desde a última vez que você me abraçou assim, Bae. – Chanyeol falou com a voz embargada pelo choro e ainda no abraço do mais baixo. – E eu nem tenho o que dizer sobre isso. – suspirou mais uma vez.

– Não precisa dizer nada, Yeol. Eu só queria que você parasse de chorar. – respondeu segurando suas lágrimas. Ele não poderia começar a chorar agora, certo?

Os dois ficaram daquele jeito por algum tempo, que nenhum deles saberia dizer quanto foi, até resolverem apartar o abraço, mas acabaram ficando olhando um para o outro, mais uma vez sem saber como agir. Chanyeol estava indeciso entre voltar pro quarto ou tentar conversar uma última vez, ele esperava que não fosse a última, com Baekhyun.

Eu andei pensando em nós dois. Será que temos tempo? Para cumprir nossas promessas? Aquelas que eu fiz e  que não posso apagar? – falou num fio de voz, se segurando para não chorar mais uma vez.

Por que não se decide? Chanyeol eu já joguei minhas fichas há muito tempo atrás. Você nunca percebeu, mas eu já arrisquei tudo por nós. É a sua vez de se arriscar. – respondeu num tom mais baixo.

Olha você, perdeu-se outra vez, Baekhyun. Eu quero te entender de novo, Byunnie. Como há muito tempo eu já não entendo mais. Eu nem sei mais o que você quer. – contou o que queria há algum tempo.

– É, eu me perdi durante esse tempo todo. Mas se você quer saber, me pergunte, Chanyeol. O que você quer saber? – perguntou se aproximando do maior.

– O que você quer, Baekhyun? Eu preciso saber aonde você quer chegar. – repetiu o que queria.

– Eu não sei, Chanyeol. Já não sei de mais nada. – respondeu sincero.

Logo você, que dizia saber, não sabe aonde quer chegar. Isso me parece bem irônico. – retrucou.

– Com você Chanyeol, eu quero chegar em qualquer lugar. – respondeu sorrindo e chegou um pouco mais perto do Park.

Não precisou ser dito mais nada para que Chanyeol beijasse o menor com toda a saudade que sentia, demonstrando o quanto sentia falta dele e que precisava do mais velho perto de si, sabendo que Baekhyun também sentia o mesmo pelo fato dele ter grudado os corpos como se tivesse medo de que o outro não fosse real.

Se separaram quando o ar se fez necessário, e não foi preciso dizer mais nada para que eles soubessem, apenas pelo olhar, que desse vez tudo seria diferente, que ambos se esforçariam para que tudo desse certo dessa vez.

– Já são quase 7 da manhã. – Chanyeol constatou ao olhar para o relógio na parede – É a hora certa de você voltar pro lugar de onde você nunca deveria ter saído.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
a música da fic https://www.youtube.com/watch?v=EtVcNv4CycY


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...