História Aos Seus Pés - DyC, VONDY. - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Rebelde
Personagens Personagens Originais
Tags Christopher, Dulce Maria, Hot, Ponny, Vondy
Visualizações 102
Palavras 919
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Comentem :)

Capítulo 35 - Fuego


Por Christopher

Eu estava furioso, e Dulce parecia gostar. Aquele mauricinho imbecil teve sorte de eu não ter quebrado a cara dele.

Okey, eu estava bastante ciumento, mas não me julgue, o que você faria se a pessoa que você ama estivesse claramente sendo paquerada, na sua frente ainda por cima.
Não iria permitir.

Dulce é minha, e ela precisava saber disso.

- Você nunca mais vai deixar outro homem te tocar! (Disse com possessidade)

Dulce Maria Savinon inacreditávelmente me faria sair dos eixos, eu não sou alguém violento ou agressivo, mas ela despertava um extinto que eu não conhecia.

- Preciso de você, Dulce, não me faça esperar mais. (Reivindiquei seus lábios com urgência)

 Passamos por um corredor onde havia menos pessoas, Dulce ia na frente e eu a seguia alguns passos atrás. Ela entrou no elevador e segurou a porta para mim, ficamos lado a lado e quando Dulce acionava no painel o andar.

Só estávamos eu e ela, quando as postas fecharam eu a agarrei, ataquei seus lábios, passei as mãos em suas coxas e b/unda.

- Adoro elevadores com você. (Dulce disse e beijei seu decote volumoso)

- Você é tão gostosa, c/aralho! (Beijei seu pescoço e ouvimos o som que o elevador iria abrir as portas)

Rapidamente nos separamos enquanto três senhoras entraram no elevador.

- Boa noite. (Disse sem graça)

Dulce baixou a cabeça e tentou limpar um pouco o batom.

Finalmente chegamos ao andar de Dulce e ela caminhou na frente e passou o cartão magnético na porta.
Entrei logo atrás dela segurando-a no colo, chutei a porta atrás de nós.

Empurrei Dulce para a parede mais próxima é a beijei intensamente, ela tirou a minha jaqueta enquanto os beijos ardentes continuavam.

Euestava ficando louco, precisava de mais contato com sua pele, virei Dulce bruscamente para que ficasse de costas para mim e ela se apoiou com as mãos na parede, baixei o zíper do vestido que imediatamente caiu ao chão a deixando só de lingerie, ainda naquela posição esfreguei a barba em seu pescoço e segurei seu quadril para perto de mim para intensificar o contato do meu p/au na sua bunda.

Dulce se virou de frente para mim e voltamos a nos beijar, minhas mãos passavam por todo seu corpo, ela com facilidade desabotoou minha camisa e a jogou no chão, passou as unhas no meu peitoral nu e eu estremeci.

Dulce me empurrou até a cama e montou em mim com uma perna em cada lado do meu corpo beijando o meu peito, arranhando levemente minha barriga e rebolando lentamente sobre minha ereção pulsante. Não aguentei de desejo e avirei ficando por cima, ela sorriu.

 

- Quero você, Christopher. Agora! (Ordenou)

Dulce levantou um pouco e soltou meu cinto e desabotoou a calça, levantei da cama pra tirar a calça enquanto Dulce observava atentamente com um olhar de luxúria.

Quando liberei minha excitação Dulce suspirou e me chamou com um dedo.

Fui direto para a sua boca e abri o feicho do sutiã liberando meu paraíso para mim.

- P/orra, Dulce. (Disse encantado e cai de boca em seus seios)

Ela jogou a cabeça pra trás com um gemido excitante. Trabalhei nos dois seios e desci os beijos para sua barriga sarada. Segurei as laterais da calcinha e a tirei, estava tão linda e lisinha, estava clamando pela minha boca, quando a beijei de língua naquele lugarzinho quente e molhado ouvi um gemido mais alto, Dulce se abriu inteira e puxou meu cabelo para intensificar o contato.

Infelizmente não consegui ficar muito tempo ali, precisava estar dentro dela, engatinhei sobre ela e roçei meu p/au em sua b/oceta.

- Você quer, Dulce? (Estava pondo em jogo meu próprio auto controle)

- Agora, Christopher! (Ela tentou empurrar seu corpo para mim mas eu a contive)

- O que você quer, Dulce? Me diga. (Penetrei só um pouquinho e fechei os olhos, mas parei naquilo)

- Você quer que eu implore? (Ela chorou e tentou empurrar outra vez)

- Só quero que você diga. (Beijei seu pescoço sem me mover)

- Okey, Christopher, me f/ode, por favor, não aguento mais. (Não podia controlar mais)

Entrei completamente dentro dela de uma vez e a ouvi gritar, comecei a me movimentar num ritmo intenso, fazendo Dulce gemeu gostoso.

- F/oda, Dul... Tão quente. (Estava em êxtase)

Dulce me empurrou para o lado e montou em mim, deslizando sua intimidade lentamente no meu p/au me fazendo gemer rouco.

Ela beijou meu pescoço enquanto eu ajudava com os movimentos segurando na bunda maravilhosa de Dulce.

Dulce ergueu o corpo e começou a quicar no meu pau e aquilo me levou ao delírio, não iria segurar muito tempo naquela posição então me levantei ainda dentro de Dulce e inverti a posição ficando por cima novamente.

Virei-a de costas e a deixei de costas pra mim, levantei seu quadril a a penetrei, Dulce estava de quatro pra mim enquanto bombava freneticamente em sua b/oceta. Segurei forte seus cabelos enquanto me metia dentro dela.

- Você é minha, Dulce. (Dulce gemia alto)

- Eu vou gozar, Christopher... (Sua voz era muito sexy)

- Vem para mim. Deixe vir. (mantive o ritmo até sentir todo o corpo de Dulce estremecer)

Diminui as investidas para ela prolongar o orgasmo. Saí de dentro dela, a deitei na cama para recuperar o fôlego, estávamos suados ainda que o ar condicionado estivesse ligado.

- Isso... Foi... (Dulce estava ofegante)

- Ainda não terminamos. (Disse indo paca cima dela)

A noite é uma criança.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...