História Apaixonado - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 28
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Heya! :D
Postando mais uma aqui!! :33
(Como se eu já não tivesse muitas... ¬^¬')

Mas enfim:
- Saibam que plágio é crime, bbs. ;3
Não aceite histórias parecidas demais por aí;
Avisem ao autor, não leiam a versão do ladrão.
Vá vi pessoas favoritando histórias de plágios que fizeram comigo, sabendo do plágio.
Então, conto com vocês para serem honestos e me avisarem caso esbarre com essas coisas detestáveis. '-'

- Os personagens são da minha autoria, porém, eu utilizei as personas do Subaru e da Yui, de DL. :D Não porque eles são o "Subaru" e a "Yui", não! Eles são os personagens da história, e vocês podem imaginá-los como quiserem. :3

- Capítulos podem ir de 600, 700, 800 palavras, como também podem vir a ter 1.000, 2.000, enfim, não existe um número certo para cada capítulo. Eles podem ser grandes, como também podem ser pequenos. ;)

- Viajarei daqui há algumas semanas, então ambas as contas, tanto essa quanto a outra, entrarão em uma pausa indeterminada. Ou seja, todas as fanfics entrarão na mesma pausa. Infelizmente, isso é meio inevitável para mim (para mais detalhes, tem um jornal explicando tudo nas notas finais :v).

- Comentar é bom! Caso goste da história, quer que ela continue, incentive-me com um comentário! Seja grande ou pequeno, de muitas ou poucas palavras, cada comentário é especial ao seu modo. ^^ Por isso, não se acanhe! <3

- As Imagens eu encontrei na internet, mas as edições (pobres) foram feitas por mim. ;)

Nem venham me perguntar o que eu tenho na cabeça por postar mais uma; eu queria uma original e saiu isso. kkk'
Espero de kokoro que vocês gostem!! :3

Boa leitura!! <3

Capítulo 1 - Primeiro


Fanfic / Fanfiction Apaixonado - Capítulo 1 - Primeiro

Hakuba (Nagano), montanhas de neve;

Uma silhueta masculina voou no ar com a ajuda de um snowboard, jogando neve para os lados de maneira brusca. Era notável que o ser todo encasacado, com toca e óculos especial para neve, tinha muita habilidade. Quem o via praticar o esporte de longe, não conseguia fazer nada que não fosse admirá-lo.

O rapaz faz força com os pés sobre a prancha de snowboard e para ao lado de outro encasacado, e esse só tinha o nariz a mostra. Os olhos estavam escondidos com óculos para neve e os lábios por um cachecol grosso. Diferente do primeiro, o segundo estava com equipamentos de esqui.

— Akio, vamos entrar, já estou com fome! E, também, temos que nos abrigar da tempestade — declarou o que estava com a prancha de snowboard; o outro, chamado Akio, levantou o óculos para neve, revelando lindos olhos azuis.

— Vamos — concordou Akio, sorrindo —, eu não sou muito fã de neve mesmo. Só estou aqui, porque você pediu, Akira, irmãozinho — Akio disse com um sorriso provocador, bagunçando o cabelo do irmão com a mão, revelando alguns fios prateados por entre a toca.

— Para com isso, seu otário! — Akira desvia da brincadeira do irmão, enfurecido. — Nas férias de verão iremos para o Hawaii, ok? — ele segurava a prancha de snowboard ao lado do corpo, também tirando o óculos para neve e colocando-o sobre a testa, revelando os olhos cor de rubi.

Akio dá uma risada:

— Me parece tentador!

Os dois caminham juntos, afundando as botas especiais na neve. Daqui a pouco, cairia uma tempestade; estando cientes disso, que ambos resolveram voltar mais cedo para o chalé da família Yamamoto. Também, estavam com fome e frio. Akio era total contra lugares extremamente congelantes, mas fazia de tudo para agradar o irmão.

Akio e Akira eram irmãos gêmeos, herdeiros de uma rede de hotéis bastante famosa no Japão. Desde muito novos, se viam como um suporte um para o outro, e não andavam com mais ninguém, seja no colégio, onde cursavam o segundo ano do ensino médio, ou em qualquer outro lugar.

Eram muito respeitados. E o irmão mais velho – por minutos –, Akira, era muito rude com quem tentava se aproximar. No colégio, os dois eram apelidados como “Whites”, por conta dos cabelos esbranquiçados, que herdaram da mãe. Também eram alvo de muitos interesseiros, graças ao status.  

[...]

Meguro (Tóquio), Residência dos Matsumoto;

Uma garota passa por uma cortina de bambus; segurava um prato com panquecas perfeitas e, aparentemente, apetitosas. Os cabelos loiros, ondulados, estavam presos para trás, com a ajuda de um lenço róseo com estampas de sakuras. Ela também usava um avental de cozinha amarelo, com uma florzinha feliz desenhada na direção do peito.

— Aqui, mamãe — ela colocou o prato sobre a mesa, onde uma mulher, com uma expressão cansada, aceitou de bom grado. — Sinto muito, por não poder ficar por muito tempo para ajudá-la.

— Sakura — a mãe a olhou com um olhar gentil —, é só uma gripe... Você não precisa se preocupar tanto. Você já comeu? — perguntou, segurando a garota, chamada Sakura, pelo braço.

Sakura afirma com a cabeça:

— Enquanto eu estava preparando as suas panquecas, eu comi algumas torradas — ela respondeu com um sorriso gentil e amável. — Quer que eu faça um bolo quando eu chegar?

— Que tal eu preparar um bolo? — a mãe sugeriu, preocupada pela garota estar se esforçando tanto para ajudá-la em casa. As férias de inverno já estavam acabando, e Sakura não tinha feito nada que não fosse trabalhar, trabalhar e trabalhar.

— Nem pensar — ela responde a mãe, tirando o lenço que escondia os belos cabelos dourados —, a senhora vai comer e descansar! Pelo menos, até essa gripe passar, tudo bem?

A mãe apenas afirma com a cabeça.

Sakura tinha herdado os cabelos dourados da mãe, mas diferente dela, a mais velha tinha os fios longos, que normalmente ficavam presos para trás. Os olhos de cor vinho, ela tinha conseguido do falecido pai, que foi mestre de artes marciais. Ah, outra coisa que Sakura tinha herdado do pai: o talento para lutar.

Ela treinou dos sete aos treze anos, depois que o mais velho veio a falecer, ela simplesmente parou de levantar os punhos a favor dos mais fracos. Tinha até mesmo o apelido de “Amazona” pelos colegas de escola, já que era uma garota muito forte.

Sakura e a mãe, chamada Ayano, não tinham tanto dinheiro; Ayano trabalhava em um escritório, como secretária, e Sakura em uma cafeteria, como garçonete. O salário de ambas era sempre economizado ao máximo, gasto só em coisas essências, como comida e com as contas.

Sakura teve a sorte de estudar em um colégio prestigiado – e bem caro –, graças a uma bolsa de 100% que conseguiu com os próprios méritos como uma estudante aplicada.

Depois de tirar o lenço da cabeça e o avental, Sakura os deixou pendurados em um ganchinho na cozinha, despediu-se da mãe fraca com um abraço e enrolou-se no cachecol, sem esquecer-se da bolsa, para enfim ir trabalhar.

Ela também tinha um amigo de infância, esse que ligava para ela naquele exato momento. Chamava-se Ishikawa Kenji, e diferente de Sakura, Kenji tinha uma situação financeira muito boa. A mãe dele era estilista em Paris, e o pai um renomado diretor cinematográfico, que vivia nos Estados Unidos a trabalho.

Ele vivia oferecendo ajuda para Sakura e a mãe, mas sendo alguém que detestava depender de outros, Sakura sempre procurava se virar sozinha.

— Fala, Kenji-kun! Estou indo para o trabalho — Sakura atendeu o telefone, parada no sinal vermelho, que a impedia de atravessar.

“Ficou sabendo o que os Whites fizeram nas férias?”

— Não, o quê?

“Foram esquiar! Parece que os Yamamoto têm um chalé em Hakuba, legal, né?”

— Ah, eu nem tive muito tempo de curtir a neve nesse inverno — Sakura dizia, olhando para o céu nublado. Fazia muito frio, mas sem neve. O sinal fica verde e ela atravessa entre as várias pessoas.

“Então, vamos esquiar no outono!”

Sakura ri da proposta:

— Quem sabe, né?

Os Whites eram sempre motivo de notícia em todo canto; todos queriam saber onde eles foram, o que estavam fazendo, o que estavam comendo ou a moda que estavam seguindo. Sakura era bem desinteressada nesses assuntos, já que não gostava muito dos Whites. Para ela, eles eram apenas rapazes mesquinhos e que se aproveitavam dos mais fracos para se divertirem.

E se tinha uma coisa que Sakura realmente odiava, era de pessoas que se aproveitavam de outras, principalmente de ricos famosos como aqueles dois.

Porém, infelizmente, precisava ir ao mesmo colégio que eles.    


Notas Finais


Jornal explicando sobre a pausa que virá em breve: https://www.spiritfanfiction.com/jornais/-distanciamento-indeterminado-12880633

Lembrando, eu não me inspirei em DL, e essa fic também não é do anime!
BUT, eu usei a imagem dos personagens, porque não sei desenhar e o modelo deles é o mais aproximado que eu consegui encontrar. ( -_-) O nome e a personalidade deles eu criei, mesmo! ^^

Inspirações da fanfic: Hana Yori Dango e Moon River (drama chinês - AMBOS RECOMENDADÍSSIMOS!).

Então, gostaram? '-'
Devo dizer que o segundo capítulo será beeeeeeeeeeem melhor! ¬u¬
E é aquilo que eu disse: o tamanho do capítulo pode variar bastante; vai depender da quantidade de conteúdo que eu quero colocar ali, se o que vai acontecer vai valer de estender de mais ou de menos. :B

Quem assistiu ou leu Hana Yori Dango, vai encontrar algumas semelhanças! :3
Eu não sou fã do drama - como a maioria -, mas do mangá e do anime - inclusive, o mangá é grande, mas maravilhoso <3 -, e HanaDan é minha obra predileta DAS GALÁXIAS! Eu simplesmente amo a mangaká e o trabalho dela!! *-*
(Yoko Kamio-sama, minha senpai *^*)

Kkk
Enfim!!
Espero muito que tenham gostado e tudo mais!! ><
E se puderem deixar um comentário, caso queiram, claro, também ficarei muito feliz!! <3

Byee~
Inté mais! <3
BEIJÃO!! *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...