1. Spirit Fanfics >
  2. Apaixonado pela Escritora-Kim Namjoon >
  3. Capitulo 1

História Apaixonado pela Escritora-Kim Namjoon - Capítulo 2


Escrita por: e AnaShinPark


Capítulo 2 - Capitulo 1


Fanfic / Fanfiction Apaixonado pela Escritora-Kim Namjoon - Capítulo 2 - Capitulo 1

Kim Namjoon

Fandom.

Eu nunca pensei muito em como poderia ser um fandom. Isso nunca passou pelo meu radar. Claro, eu amava Transformers, GI Joe, Star Wars quando era criança, mas nenhuma vez eu me considerava um fã de verdade, não é como era quando cedi a todas as coisas de Harry Potter.

Veja bem, eu estava completamente atrasado para fazer parte do Fandom do Harry Potter, eu queria embarcar no trem, na emoção desse fandom . A faculdade de medicina não me deu exatamente muito tempo livre entre estudar, laboratórios e depois trabalhar minhas horas no hospital, meu tempo livre consistia principalmente em sono, quando e onde eu conseguia.

Mas três anos atrás, tudo mudou. Três anos atrás, eu sabia o quão especial ser em um fandom poderia realmente ser. Fui forçado a tirar férias; Aparentemente, eu estava trabalhando muitas horas no pronto-socorro. Eu tinha cerca de duas semanas de folga, só para mim e nenhuma pista do que fazer com isso.

[...]

Cheguei em casa tarde da noite depois de terminar meu turno, liguei a televisão e me deparei com o primeiro filme do Harry Potter. Eu sentei lá e assisti, completamente encantado. Depois que acabou, fui atingido pelo desejo de mais, eu precisava de mais

No dia seguinte, eu me encontrei, um homem de trinta anos, em uma livraria com os braços cheios de todos os livros de Harry Potter, todos em capa dura, é claro, eu nem sequer olhei para o preço do conjunto da caixa, eu só sabia que precisava deles.

Eu me senti como uma criança em um fliperama com quanta excitação estava fluindo através de mim, quando peguei o primeiro livro, eu li em menos de seis horas, eu descobri que de alguma forma Harry, Hermione, Ron e Hagrid haviam invadido meu coração.

Na primeira semana em casa, eu havia devorado os quatro primeiros livros e de alguma forma sobrevivi à morte de Cedric Diggory. Fiquei surpreso como um personagem tão secundário poderia ter um impacto tão grande em mim, mas acho que foi a maneira como ele morreu que me atingiu, simplesmente não era justo.

Com os livros cinco e seis e inúmeras mortes - nem tenho vergonha de admitir que chorei muito quando Sirius morreu na Ordem da Fênix. Fiquei furioso comigo mesmo que Rowling poderia tê-lo mantido. Afinal, ele era o único próximo da família que Harry havia deixado, mas nenhuma morte teria um impacto sobre mim como a de Dumbledore,  eu simplesmente não estava pronto para isso, eu não queria que isso acontecesse, embora no fundo eu soubesse que isso estava prestes a acontecer.

E a cada livro, meu ódio por Voldemort crescia e crescia, embora eu tivesse uma idéia de como tudo terminaria, e minhas próprias teorias sobre os horcruxes, o último livro acabou comigo, eu me tornei tão apegado aos personagens que cada nova morte trazia mágoa e lágrimas como se eu estivesse perdendo um amigo querido e próximo, e de certa forma, eu estava. Especialmente quando Hedwig morreu. Meu amor por animais tornou mais difícil chegar a um acordo com a morte da coruja de Harry.

No espaço de uma semana e muitas horas perdidas de sono, os livros se tornaram parte de mim. Então, quando virei a última página de As Relíquias da Morte, meu coração estava disparado, mas parecia vazio ao mesmo tempo.

Eu precisava de mais Eu não estava pronta para me despedir de Harry ou Hogwarts, Hogsmeade e até Malfoy. Coloquei os livros no chão e puxei meu laptop para o meu colo e pesquisei finais alternativos no Google. Fiquei impressionado com a curiosidade cada vez que a fanfiction continuava aparecendo. Eu ouvi sobre isso ao longo dos anos, mas nunca realmente li nada, e estava alheio ao quão popular era.

Um link em particular: Through The Mirror of Erised de Moranguinho.

 Eu brinquei com isso, e foi o clique que mudou tudo para mim. Fiquei acordado até de manhã lendo todos os capítulos que ela havia postado, e então eu mergulhei e me fiz uma conta nas plataformas.

De certa forma, eu me senti meio tolo. Eu me senti muito mais velho do que deveria e provavelmente estava lendo as palavras que uma garota do ensino médio escreveu, mas eu tive que lhe enviar algo, qualquer coisa apenas para que ela soubesse o quanto eu realmente gostei de suas palavras.

Para: Moranguinho

De: K.King

Olá,

Sinto que tenho que lhe enviar uma mensagem depois de ler tudo o que você publicou da sua história mais recente. Ainda nem dormi nem revi, mas pretendo fazê-lo. Suas palavras me agarraram e se recusaram a me deixar ir, é errado que eu só queira implorar por outra atualização?

Essa fanfic é a minha primeira e, para ser sincero, acabei de terminar os livros também, mas você tem uma habilidade incrível de contar histórias. Eu só queria que você soubesse que estou feliz por me deparar com isso e estarei lendo tudo o que você postou.

Obrigado por escrever.

K. King.

Surpreendentemente, não demorou muito para ela responder. Eu tinha acabado de me deitar na cama às quatro da manhã quando meu telefone tocou com uma resposta.

Para: K.King

De: Moranguinho

Oi!

Eu não posso começar a dizer o quanto essa mensagem me fez sorrir, e o fato de eu ser sua cereja no fandom! * risos * Então, K.King, bem-vindo ao fandom! Estou tão feliz que você esteja gostando do que eu publiquei e espero que você continue gostando do resto! Até tenho uma nova fic de Dramione em que estou trabalhando. Felizmente, isso é algo em que você estará interessado.

Muito obrigada pela leitura! E se você precisar de Spoliers, posso enviar muitos deles. Além disso, como você é novo, você se juntou ao twitter? Muitos fãs estão lá, e é mais fácil encontrar autores e novas histórias, entre muitas outras coisas.

Sinta-se à vontade para me enviar uma mensagem a qualquer momento.

M...

Assim, começaram nossas interações. Eu a enviei de volta, pedindo recomendações para novas fics no dia seguinte. Eu estava com fome de mais, e ela alegremente forneceu. Ela até me ensinou sobre os diferentes pares e gêneros. Eu rapidamente me vi imerso no mundo das fanfics de Harry Potter e entrei no Twitter, o que me levou a conhecer mais pessoas no fandom. Eu também assisti todos os filmes antes que minhas férias terminassem.

Toda vez que meu celular tocava quando eu voltava ao trabalho, eu me pegava furtivamente para ver quem atualizava o quê ou quem me mandava uma mensagem. Isso rapidamente se tornou uma obsessão.

Por meio de nossas conversas que se seguiram nos meses seguintes, aprendi rapidamente que Moranguinho era Park S/N, uma estudante universitária de 20 anos que estudava literatura no estado de Washington. Quais eram seus livros favoritos, quais autores ela gostava e autores de fic que ela adorava. Ela estava constantemente me recomendando coisas novas para ler.Eu mal conseguia acompanhá-la. Eu gostei de cada interação que tivemos. Foi bom saber que, apesar da distância e da internet, eu tinha um amigo que tinha a mesma quantidade de amor e paixão que eu tinha pelos livros.

Conversamos quase todos os dias e, se houve um dia em que não conseguimos falar, um de nós geralmente enviava um e-mail para o outro.

Para: K.King

De: Moranguinho

Onde você está? Eu sei que faz apenas um dia, mas parece que já faz mais tempo!

M.

Eu sempre sorria quando recebia mensagens dela, e geralmente a enviava da mesma maneira quando não recebia notícias dela.

Para: Moranguinho

De: K.King

Veja bem, M, eu tenho essa coisa chamada trabalho. * piscadela * Mas, na verdade, fui chamado às duas da manhã por um acidente grave. Estou saindo de um turno de 24 horas agora.

Arualize-me para dormir?

K.

Eu costumava dizer que me lia para dormir quando eu queria uma gravação, e geralmente ela me dava algo para ler. Apenas se tornou nossa coisa. Agora, três anos depois, trocamos lentamente e-mails e tweets com mensagens de texto. Ficamos tão à vontade um com o outro e compartilhamos tudo, que nossa amizade apenas cresceu.

Nosso primeiro telefonema foi ... estranho, para dizer o mínimo. S/N era tão tímida, e eu? Bem, eu simplesmente não tinha ideia do que dizer a ela a princípio, mas acabamos conversando por horas, até de manhã, até nossos bocejos serem o que nos forçaram a desligar. Agora conversamos pelo menos uma vez por semana no telefone. Mas nunca esquecerei seu primeiro olá.

Eu estava entrando no meu apartamento quando meu telefone tocou. Eu disse a S/N que ela poderia ligar a qualquer momento depois que trocássemos números. Havia algo emocionante em finalmente colocar uma voz em seu nome.

-Olá, S/N?- Minha voz, até para meus próprios ouvidos, parecia trêmula.

-Olá, Namjoon.

S/N parecia tão nervosa, mas completamente adorável ao mesmo tempo. Depois de todos os meses e anos em que conversamos on-line, ela não tinha motivos para se envergonhar, mas colocar sua voz com o nome fez algo comigo profundamente.


Notas Finais


Espero que seja do agrado
Amanhã volto 🌷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...