História Apaixonado pelo Capeta - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Capeta, Comedia, Nalu, Natsu X Lucy
Visualizações 103
Palavras 781
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OIIII

Capítulo 1 - Prólogo - Estou horrorizado, mas curioso.


— É o apocalipse!

Natsu berrou se jogando no chão assim que Gray abriu a porta. O moreno não entendia absolutamente nada, mas mesmo assim estava irritado com Natsu por ele ter interrompido sua brincadeira com Juvia

— O que está fazendo?! E por que está enrolando no chão da minha casa como uma barata tonta, seu idiota?!

Gray olhou para Natsu com um ódio descomunal. Mas o rosado sequer percebeu ou se dignou a levantar o olhar para responder, pois estava muito ocupado chupando o dedo e chorando feito uma criançinha de dois anos.

— Meu pai... ele... ele...

— Fala de uma vez ou eu vou te chutar daqui!

— ELE VAI ME DESERDAR! 

Respondeu com um berro, se levantando de supetão e segurando Gray pelas orelhas, já que como de costume o moreno estava apenas de cueca. Olhou para o melhor amigo como se aquilo fosse a notícia de que o mundo estivesse acabando. Bom, talvez para ele, sim, o mondo estava acabando.

— O que? Por que?!

— Porque eu não tenho uma namorada. 

Natsu respondeu emburrado, sentando-se no chão, cruzando os braços e fechando ainda mais a cara. Gray, pra variar, estava mais perdido que cego em tiroteio naquela conversa estranha.

— Espera aí, me explica que eu não estou entendendo nada. 

Gray sentou-se no chão, de frente para Natsu, cruzando os braços e com uma expressão de "WTF" no rosto e se esquecendo completamente que tinha uma Juvia com um certo fogo o esperando no quarto. Natsu suspirou pesadamente, se lembrando da conversa com seu tão amado pai.

— Oi? 

— Nada de oi! Ou você arruma uma namorada ou te deserdo! 

— Você não pode fazer isso!

— Ah, eu posso! Não só posso como vou!

— Isso é ridículo! 

— Ridículo é você e essa sua irresponsabilidade! Se você não arrumar uma namorada em 24 horas, vai ficar sem dinheiro nenhum!

— Isso é completamente injusto!

— 100% nem aí pra isso. Quem sabe com uma namorada você aprende a ser mais responsável.

— Seu tirano desgraçado! 

— Obrigado, eu sei. Agora sai daqui e vai procurar uma mulher, seu irresponsável!

— Maldito Igneel!

—...e foi assim que eu perguntei a todas as garotas que eu via na rua se queriam ser minhas namoradas. Falhando, para meu desespero.

Natsu terminou sua explicação com várias lágrimas cobrindo seu rosto. Aquilo era injusto. O que mulher tinha a ver com responsabilidade? Completamente ridículo e desnecessário isso. Igneel só podia estar louco.

— Oh, você realmente está na merda. 

Gray concluiu, com uma das mãos no queixo com um ar pensativo. Natsu revirou os olhos.

— Obrigada pelas suas palavras de apoio, Gray.

O moreno suspirou pesadamente, encolhendo seus ombros em derrota. Mas, de uma hora pra outra, uma lâmpada acendeu em cima de sua cabeça. 

— Já sei!

— O quê?? Vamos sequestrar o Igneel?!

— Não, e você precisa de um psicólogo. — o olhou estranhando. — Você pode ter uma namorada de mentira. Resolveria todos seus problemas.

— Namorada de... mentira?

— É, ué. Pedir para uma menina ser sua namorada de mentira por um certo tempo, e para pagar você daria alguma coisa em troca, sei lá.

— Que tipo de coisa?

— E eu lá vou saber?

— Mas eu não conheço ninguém que aceitaria essa proposta.

— Ah...eu conheço. 

Natsu lançou um olhar questionável ao  melhor amigo quando ele abriu um sorrisinho malicioso um tanto quanto suspeito para seu gosto. Natsu não sabia o por quê, mas ele tinha certeza que dali em diante tudo que aconteceria com ele séria ruim. Muito, muito, ruim.

— Estou horrorizado, mas curioso.

Natsu disse com uns sorriso malicioso em seus lábios, considerando a idéia e pensando que talvez po certo.

— GRAYYYYY! 

O grito de Juvia foi estridente o suficiente para os tímpanos dos dois amigos praticamente estourarem. E para as pernas de Gray começarem a tremer. O nudista sabia que estava esquecendo de algo.

》》》

— Olá, garotos, fiquei sabendo que existe alguém aqui que precisa de uma namorada de mentirinha. 

A loira atravessou a porta, abrindo um sorriso gentil, mas que tinha uma ponta de malícia naquele belo sorriso angelical.

O queixo de Natsu literalmente caiu. Ele não estava acreditando que uma pessoa como ela aceitaria tal tipo de proposta. Ela parecia um... anjo.

— Natsu, conheça Lucy Heartfilia, sua nova namorada de mentira!

Gray apresentou os dois com um sorriso maroto no rosto. Ele sabia como Natsu sofreria na mão daquele demônio disfarçado de anjo, o que só fazia seu sorriso se alargar ainda mais. Ele estava amando essa situação.

— Oh, é um prazer.

A loira abriu um sorriso direcionando seu olhar malicioso para Natsu, só que dessa vez a maldade estava completamente explícita, e Natsu sentiu vontade de chorar. Ah, ele estava fodido. E como estava.

Ele não tinha idéia que tinha acabado de conhecer o próprio capeta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...