História Apartament - Kim Taehyung - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Apartament, Bts, Kim Taehyung, Raissalisa, Tae, Taehyung
Visualizações 52
Palavras 1.467
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente! Essa é uma fanfic que eu particularmente estou muito empolgada!
Ela terá vários costumes coreanos ou até palavras, mas eu deixarei um glossário para vocês

ESPERO QUE GOSTEM!

Capítulo 1 - One


Lá vou  eu para mais um dia de faculdade, não é que eu não goste, na verdade eu AMO! Exercer e misturar o trabalho com o lazer que mais gosta é INCRÍVEL! E é isso que eu faço, para uns o que eu faço é algo de gente velha ou antigo, mas para mim é algo de gente aventureira e que da tudo de si, você deve estar pensando que eu faço algo radical como:

Atletismo

Arquitetura

Administração

Ou qualquer outro, mas não eu faço gastronomia, para mim estar lá dentro da cozinha é igual estar dentro do chuveiro gelado no calor, estar dormindo com o som da chuva, estar lá dentro é ter emoção, ter responsabilidade e a cima de tudo ter compaixão com o seu trabalho, mas chega de falar do que eu faço e sim da minha história.

 

Eu acordei, fui no banheiro, lavei o rosto, fiz minhas higienes matinais e vesti uma roupa apropriada para a faculdade, desci as escadas rumo á minha querida cozinha, estava morta de fome, peguei um pão de forma, passei manteiga e coloquei na frigideira até dourar, enquanto isso peguei meu celular do bolso da calça jeans e comecei a fuçar nas redes sociais, comecei a ver vídeos de pessoas fazendo receitas, slimes e DIY’s no Instagram, estava tão entretida que esqueci meu querido pão de forma no fogão, tirei ele da frigideira coloquei em um prato e comecei a comer com um suco de uva que eu simplesmente A-D-O-R-O-!

(....)

Chegando na faculdade sou bem recebida pela minha amiga Marina, ela faz arquitetura aqui no campus.

- Bom dia Chiwawa do dia! – Diz Marina toda sorridente. Aff Chiwawa o apelido “fofo e meigo” que a mesma me deu, ela diz que é porque eu sou mais baixa que ela e sou muito nervosa igual a um mero cachorro chamado Chiwawa, pabo!

- Já não disse que esse apelido é horrível, Xuxa? – Digo com um sorriso de deboche na boca. Ela sempre odiou o apelido “Xuxa”, pois a mesma não vem mais com o cabelo todo trançado há meses.

- Olha quem fala, eu nem uso mais tranças há meses se deixar até anos! – Ela disse elevando a sua voz.

-Que milagre é esse? Minha amiga elevando a voz? Graças a Deus aprendeu a argumentar, não é mesmo?

- E você de arrumar encrenca, vamos logo para a quadra eu estou cansada de tanto andar...

-Para que ir à quadra se a nossas aulas são na sala de aula?

-A Diretora tem algo para dizer para nós, esqueceu? O Resultado da prova sobre o intercambio...

“Já tinha me esquecido disso... faz tanto tempo, não devo ter entrado nem nas faculdades do Brasil imagina fora?”

-Aaah é verdade tinha me esquecido já...

Fomos até a quadra e já estava lotado...

- Olá caros alunos e professores, hoje viemos aqui para falar o resultado para todos sobre os supostos intercâmbios, bem... Tivemos poucos resultados bons e a esses que tiveram uma nota boa desde já dou meus parabéns, as pessoas aceitas e que quiserem fazer intercambio no país que foi chamado, compareça na minha sala. O resultado estará no corredor central, não quero ver empurra-empurra e muito menos briga, muito obrigado! – Ela dizia se retirando do palco e indo em direção aos seus aposentos...

Todos estavam eufóricos para saber quem conseguiu ir para o seu país desejado eu queria ir para a Coreia do Sul, não só por eu falar razoavelmente bem a língua nacional e nem pela minha mãe ser coreana, mas sim para conhecer culturas novas, meus pais mesmo disseram para eu tentar bolsa lá e vê se eu consigo...

(...)

Fomos para o corredor central e eu fiquei abismada pela fila gigantesca no mesmo que aos poucos foi perdendo seu comprimento, pois as pessoas iam vendo se tinha seus nomes mais não  o encontravam...até que chega a minha vez e eu procuro meu nome e acabo achando...

“Jennie Kim– Coreia do Sul, Seul. Gastronomia”

Meu deus fiquei muito feliz! Fui correndo para a sala da diretora, ela perguntou para mim se eu aceitaria e eu disse um belo de um “logico, você acha que eu perderia essa chance?” na hora ela deu um sorrisinho meigo e disse que eu tinha que assinar umas papeladas, li tudo até a parte do desenvolvedor e principalmente da faculdade, assinei e ela disse que eu poderia ir para casa, que minha aulas começariam daqui 3 semanas lá na Coreia e que a bolsa só cobre a faculdade, os livros e alguns descontos no dormitório e na alimentação dentro do prédio, ela me mostrou tudo, até o mapa do lugar, era uma faculdade imensa, parecia uma rua ou um bairro, no final de tudo ela disse:

-Parabéns Jennie, boa sorte nas subidas e montanhas que terá que escalar...

Não entendi o porquê daquela frase, mas só sei que peguei minhas coisas e sai correndo para casa e falar para meus pais a grande novidade!

(...)

Chegando em casa vejo minha mãe mexendo no seu computador, provavelmente estaria trabalhando, já que a mesma trabalha em minha casa.

 

-Filha, já chegou?- Diz ela com um tom estranho...

 

-Sim-Disse colocando minha bolsa no sofá e sentando no mesmo- Você não sabe oque aconteceu comigo!-Digo animada.

 

-Não sei mesmo, você não desembucha, conte logo.

 

-Sabe aquela prova de intercâmbio?-Ela assente- Então...eu passei!- Digo levantando e pulando indo em sua direção.

 

-Nossa não creio- Diz animada.

 

-Pode crer, Jennie Kim vai para Coreia do Sul meus caros- Disse apontando para cima alegremente indo em direção a minha mãe para abraçá-la.

 

Nós sentamos no sofá e começamos a conversar civilizadamente.

 

-Como vai ser? Quando vai ser? Quanto vai ser?- Perguntava eufórica.

 

-Calma, uma pergunta por vez. Eu consegui uma bolsa em uma faculdade chamada Chung-Ang. Mãe é muito linda, muito grande, ela é uma faculdade dos sonhos!

 

-Uau! Filha parabéns, você merece!

 

-A diretora me mostrou tudo, papéis e mais papéis, assinei o tal contrato ela disse que eu começaria daqui 3 semanas, preciso pegar meu visto D-2, já estava fazendo semana passada- Ela assente- Posso pegar seu carro emprestado para ir no centro?

 

-Pode, quando você chegar eu já vou estar indo embora...

 

-Ok, vou lá pro meu quarto deixar meus pertences.

 

Vou em direção as escadas subindo-a, entro no meu quarto e jogo minha bolsa na cama indo direto para a mesma me jogando, tenho muito coisa para fazer, muita coisa para comprar...

 

(...)

 

Estava indo em direção à Avenida Paulista para pegar meu visto, ainda não acreditando no que eu estou fazendo. Estaciono o meu carro saindo do mesmo indo em direção à entrada do lugar. Chego e sou bem recebida por uma mulher.

 

-Olá! Oque deseja?- Diz a recepcionista.

 

-Olá, bem eu vim pegar o meu visto...

 

-Qual é o seu nome? E por favor me de seu CPF e Identidade.

 

-Er..Jennie Kim- Dizia procurando minha carteira para pegar os meus documentos na minha bolsa- Aqui está...-Disse dando para ela oque a mesma me pediu.

 

-Hm...Obrigada. Você quer o visto D-2 para intercâmbio, certo?- Assenti- Só um momento que eu vou ver os seus dados...

 

Ela ficou um bom tempo mexendo no computador já estava pensando que ela estava jogando Candy Crush ou postando frases religiosas no Facebook, até que ela resolve matar o silêncio da sala.

 

-Bom...em que país a senhora está interessada?- Não estava acreditando no que ela estava falando.

 

-Moça, senhora está no céu, viu? Eu já fiz o visto só vim retirar, preciso disso pra ontem, não para a semana que vem não. Não me diga que estava esse tempo todo mexendo nesse computador para simplesmente fazer mais um visto?

 

-Senhora me desculpe, já irei retirá-lo.

 

-Senhora está no céu- A repreendo e a mesma assente.

 

-Bom, aqui está- Dizia me entregando meus documentos e um mini-livrinho azul- Qualquer coisa é só ligar para o Atendimento.

 

-Ok, Obrigada SENHORA- disse com um sorriso de deboche e sai do estabelecimento.

 

Chegando já em casa vejo minha mãe fechando a porta de casa, então nem desligo o carro porque sei que ela vai levá-lo para sua casa.

 

-Já vai?

 

-Sim, seu pai já está me enchendo o saco, falei para ele sobre o seu intercâmbio e ele pirou, disse que você já está longe de mais de nós e que agora vai ficar mais ainda. - Dou um leve sorriso imaginando a cara dele.

 

-Yah! Diga para ele que já tenho responsabilidade.

 

-Direi, é melhor eu indo- Dizia segurando varias pastas e cadernos.

 

-Ok, mãe até amanhã.

 

-Até- Dizia fechando a porta do carro.

 

Entrei dentro de casa indo direto para meu quarto para tomar um banho e ir logo descansar, já estava tarde aquela recepcionista enrolou muito.

 

Tomei um banho e deite em minha cama, já indo dormir de tanto cansaço que estava.

 

 

 

 


Notas Finais


Até, espero que tenham gostado!

Pabo= Idiota;burro

Yah= Como se fosse um "ei!" ou uma frase de indignação.


Estou usando a Jennie do Blackpink só para representar a personagem, não quer dizer que shippo os dois personagens na vida real ou algo do tipo. A personagem terá uma personalidade forte, diferente da Jennie fora da história.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...