História Apartamento 504 - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 8
Palavras 518
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Expulsa


 

- Ah, não dá pra acreditar. - O grande homem da casa resmungou. Seu peito estufava e ele não parava de mexer em sua grande barba grisalha, que o deixava ainda mais parecido com um lenhador.  Sua fúria estava estampada em seu rosto. - JANE! - Ele vai até a porta do quarto de Jane, seguido pela tia Clarice, que estava perplexa, e bate três vezes bem forte, até a garota abrir e ele adentrar o lugar. - Que história é essa de gravidez? - Ele vasculha o quarto somente com o olhar, indo até a cômoda e pegando o teste de gravidez.  "Positivo". - Que merda é essa aqui, Jane? Você ficou com algum vagabundo indecente, é isso? - Ele joga o teste na cama e coloca a mão no cabelo dela, como se quisesse puxar. - Você está ficando indecente, ficou com um só ou com vários? COM QUANTOS VOCÊ FICOU? - Ele se altera e joga ela em direção a cama. - RESPONDE!

- U-Um... M-mas... - Jane não conseguia falar direito. Estava chorando com seu nervosismo. Tinha medo do pai e do que ele podia fazer. Pelo jeito, mesmo que se tia Clarice falasse algo com o maior jeitinho, o pití dele continuaria o mesmo. 

- Eu lhe ensinei a ser educada, a tratar todos com respeito e a ser uma mulher de respeito. Uma mulher de casa. - Ele olha com desprezo para sua filha. - Ou eu sou um péssimo pai e educador ou você é uma péssima garota. Me responde, eu sou um péssimo pai? - Ele olha pra tia Clarice, que está cabisbaixa. - EU SOU?

- N-não, papai... - Ela continua chorando. Não faz a mínima ideia do que falar, ou fazer. Porém confrontá-lo nunca seria uma opção.

Drummond sai do quarto, parece que iria buscar algo no seu próprio dormitório. Tia Clarice abraça Jane carinhosamente, quando o pai aparece novamente, com uma mala consideravelmente grande, a jogando na cama da garota. 

- Eu te dou duas horas pra recolher o que tiver de recolher e sair da minha casa. - Ele olha duramente para a garota, que cai em um choro enorme, e sai do quarto sem mais nenhuma palavra. Tia Clarice não sabe o que fazer, então ajuda ela a se levantar e diz que vai ajudar.

- Precisamos começar logo... - Nesse momento, John entra no quarto após ver o pai sair, e vai até a irmã.

- Bro, o que aconteceu aqui? - Ele coloca a mão na cabeça da irmã, fazendo carinho. Ele olha para o teste na cama e de cara já entende tudo, abraçando a irmã juntamente com a tia Clarice. - Vem, eu vou ajudar também...

Após se levantar, os três arrumaram a mala de Jane e guardaram as coisas mais importantes em mochilas separadas. Passaram as duas horas arrumando e no fim, Jane teve de sair da casa de sua família. Chamou um Uber e após ele chegar e perguntar para onde iriam, ela pensa um pouco, passa a mão pelos cabelos, e em seguida responde:

- Rua Drummond, 69.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...