1. Spirit Fanfics >
  2. Apartamento 52 >
  3. Uma carta

História Apartamento 52 - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Uma carta


 

Jungkook nunca foi alguém que verificava suas correspondências.

As contas, em sua maioria, eram todas digitais, não recebia cartas, afinal, ninguém mais escrevia.

Então, o que restava, eram apenas propagandas e catalógos vendendo coisas que, geralmente, ele nunca se interessava.

Porém, durante aquela semana foi verificar a caixa de correio que ficava no saguão do prédio de hora em hora.

Esperava extremamente preocupado um envelope.

- E então? Chegou? - Taehyung perguntava ao ver o Jeon entrando no apartamento.

Jungkook fechava a porta do apartamento e se sentava de forma desanimada no sofá.

- Não, nada ainda.

Taehyung e Jungkook dividiam o apartamento já faziam quase quatro anos.

Jungkook colocou o anúncio num dos painéis espalhados pela faculdade. Havia gostado do apartamento mas, naquela época, sabia que não iria poder pagar sozinho o aluguel apenas com seu trabalho de meio período.

Era novo na cidade e na faculdade então, não teve opção além de ir atrás de um desconhecido que pudesse dividir as contas com ele.

Recebeu uma ligação de um garoto de voz grossa dizendo estudar na mesma universidade que ele e assim, acabaram indo morar juntos.

Jungkook estava cursando o último ano de direito enquanto que Taehyung terminava o curso de artes plásticas.

Os dois tinham muito pouco em comum porém, se davam bem o suficiente para que nenhum dos dois ali pensar em se mudar.

- Bom, veja amanhã, quem sabe che…

- Porquê tem que demorar tanto?! Eu não entendo! É um simples papel! É só colocar no envelope e mandar! Qual é a dificuldade?! 

Jungkook respirava fundo.

Tentava se acalmar.

- Está bem… - o mais novo admitia - Pronto, meu surto passou. 

- Não dou cinco minutos pra você querer ir lá de novo e ficar bravo de novo. - Taehyung voltava ao seu desenho - E só pra constar, o correio não entrega de noite e já são 21h. 

Jungkook sabia disso mas não aguentava.

Quem sabe algum carteiro fazendo horas extras entregasse a carta que poderia mudar sua vida naquela hora da noite.

- Olha! Você podia ter mais compaixão. - dizia reclamando ao Kim.

Taehyung ria.

- Fique calmo, Jungkook. Não é porque você está preocupado e ansioso que as coisas vão ser melhor depois. 

- Eu sei mas…!

- Porque não me ajuda a pintar esse desenho, hein? - dizia interrompendo.

- Na verdade, eu tenho que estudar.

- Então, está esperando o quê? Aí você pensa em outra coisa…

Jungkook ponderava.

- É acho que você tem razão eu acho que… - pensava - Porque você está trabalhando aqui na mesa de jantar?

O apartamento tinha três quartos, então, um foi transformado em um escritório improvisado. Improvisado porque haviam apenas mesas e cadeiras, de restante, eram pilhas livros e papéis espalhados no chão. 

- Porque eu ia mandar você estudar ou trabalhar no escritório e assim, eu não ia precisar mais escutar você. 

- Ha-ha! Muito engraçado, senhor Kim. - Jungkook dizia irônico.

Taehyung ria ainda mexendo em seu desenho.

Mesmo com aquele clima de brincadeira, Jungkook estava realmente preocupado.

Aquele papel, dependendo do que dizia, iria mudar sua vida. 

E ele nem sabia dizer se era algo bom ou ruim.

Estava perturbado.

Como nunca esteve em sua vida.

Trabalhou até que o relógio marcasse meia-noite e foi dormir.

Pelo menos tentar.

Sonhou muitas coisas naquela noite e depois de um sono agitado acordou mais cansado do que estava quando foi dormir.

Pela manhã, a tal carta finalmente chegou.

Abriu rasgando o envelope de qualquer maneira.

Ao ler, sentiu o coração parar de bater.

 

Era definitivo.

 

Aquela garotinha realmente era sua filha.

 


Notas Finais


E então?
O que achamos?

Vocês sempre me pedem Taekook com uma criança então resolvi começar escrever daí! Hehehe não sei se a fic vai continuar mas vou tentar, né?

Me digam o que acham do plot!

Beijo enorme! ♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...