1. Spirit Fanfics >
  2. Apelo de mentes perdidas >
  3. Voltei a me odiar.

História Apelo de mentes perdidas - Capítulo 31



Notas do Autor


Hiro. 😞

Capítulo 31 - Voltei a me odiar.


Fanfic / Fanfiction Apelo de mentes perdidas - Capítulo 31 - Voltei a me odiar.

Após uma conversa séria com sua mãe, Gabriel voltou a se odiar. 

Mãe: estou vendo o caminho que você esta seguindo, eu sinto que vai dar merda, "DEUS" tem me revelado em sonhos, quando você sai vestido de mulher na rua eu oro pra deus de proteger.


Gabriel: O QUE VOCÊ QUER QUE EU FAÇA, EU AMO O JEITO QUE EU ME VISTO, ME SINTO BEM. 


Mãe: não grita comigo, que eu não tô gritando contigo.


Gabriel: Você foi uma otima mãe, tanto que eu não sei onde esta a origem do problema, eu não quero te decepcionar, mas também não quero deixar de ser quem eu sou.


Mãe: mas isso não é normal, não é de Deus.


Gabriel: mãe eu não sirvo a este seu Deus, não pode m encaixar debaixo dessa mesma regra.


Mãe: você sabe que eu só quero o seu bem...


Ele chorando disse:


Gabriel: Mãe desisto, quer saber de uma coisa, vou viver em função da senhora, nada nesse mundo vai ser mais importe pra mim do que a senhora, vou parar de sair, parar de usar as roupas que eu gosto, vou viver só pra estudar e conseguir um emprego. Até a senhora morrer ou eu, você vai ser minha prioridade.


Mãe: também não é assim...


Gabriel: É assim sim, você não compreender ou não quer compreender que, eu preciso de tudo isso, eu tenho depressão, se eu prefiro ficar o dia todo dentro do quarto não é porque eu sou um bom filho, é porque eu já venho vivendo por você a muito tempo, então eu sai pela segunda vez desde começo do ano passado, chego quase 3 da madrugada, e agora estamos tendo essa conversa.


Mãe: não esqueça que quando você se assumiu pra mim eu não te joguei na rua como tantas outras mães e pais fizeram.


Gabriel: sim, e eu lhe agradeço por isso, mas a senhora faz questão de me lembrar disso todos os dias. Eu não estou sendo eu.


Mãe: dentro dessa casa você vai se portar como eu quero, pelo menos isso você me deve.


Ele sai do quarto da mãe vai para o dele e começa a bloquer todos seus contatos e redes sociais, lá vai ele, deu um passo a mais para dentro do abismo da depressão que o recebe de braços aberto. O pior de tudo, é ele saber o que vem em seguida, seu corpo parece já não obedece-lo, ele entra em um estado de piloto automatico, onde vive não pelas suas vontades mais pelas de outrem.




Notas Finais


E agora, eu vou definhar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...